Neste espaço podes colocar questões/dúvidas relativas ao mundo da Ciência e da Tecnologia.

A comissão científica, deste projeto, tentará responder às questões, assim que possa, da melhor forma possível.

Escreve aqui as tuas questões/dúvidas científicas

hiv cure

Data: 21-06-2017 | De: linda

Olá, meu nome é Linda: Eu quer para compartilhar minha experiência de como eu ficou curado do HIV pela medicina HERBAL. Pode parecer estranho! Para o passado 6years

gastei muito dinheiro na compra de medicamentos anti-retrovirais para fortalecer meu sistema imunológico e manter-me saudável, até li um artigo na internet sobre um

Herbalist de África que usa ervas e raízes para curar câncer, hepatite B e C e todo o tipo de doenças. Pensamento que nunca acreditei que ele pode curar o HIV, mas eu

decidi dar uma chance porque eu estava desesperado. Então eu mandei uma mensagem para ele no seu E-mail: DR.ABUYAHERBALCURE@OUTLOOK.COM ele preparou medicamentos à

base de plantas e enviá-lo através do serviço de COURIER DHL e levei-o como ele instruiu. 11days depois, fui ao hospital para fazer um check-up, o resultado saiu e eu

testei Hiv negativo. Eu estou compartilhando isso com você, porque eu acredito que há alguém aqui que também desejam ter essa cura. Sinta-se livre para enviar uma

mensagem para ele no seu E-mail: DR.ABUYAHERBALCURE@OUTLOOK.COM ou Whatsapp número +2347039225049 e eu tenho certeza que ele estará disposto a ajudá-lo e você terá

também um testemunho para compartilhar. por favor, informe outras vítimas sobre isso

Re:hiv cure

Data: 22-06-2017 | De: Silva João

Eu sou Mozambicano como posso obter está Cura, por favor pesso ajuda.

hiv cure

Data: 20-06-2017 | De: Annaramos

Olá, sou Linda Paul pelo nome, QUERO COMPARTILHAR A MINHA EXPERIÊNCIA DE COMO EU FUI CURADO DO HIV POR MEDICINA HERBAL. Pode parecer

estranho! Nos últimos 5 anos, gastei muito dinheiro na compra de medicamentos anti-retrovirais para fortalecer meu sistema imunológico

e me manter saudável, até que eu leia um artigo na internet sobre um Herbalista africano que usa ervas e raízes para curar o HIV e

todos os tipos De doenças. Penso que nunca acreditei que ele possa curar o HIV, mas eu decidi tentar, porque estava desesperado. Então

enviei uma mensagem para ele no seu e-mail DR.ABUYAHERBALCURE@GMAIL.COM Ele preparou medicamentos fitoterápicos e me enviou através do

DHL COURIER SERVICE e eu o peguei como ele instruiu. 11 dias depois, fui ao hospital para fazer um check-out, o resultado saiu e

testei NEGATIVO. Estou compartilhando isso com você, porque acredito que há alguém aqui fora que também deseja ter essa cura. Sinta-se

à vontade para enviar uma mensagem para ele no seu e-mail DR.ABUYAHERBALCURE@GMAIL.COM ou ligue, E TAMBÉM CHAT COM HIN ATRAVÉS DO VIA

IMO CHAT +2347039225049, e estou certo de que ele estará disposto a ajudá-lo e você também terá um testemunho compartilhar. Por favor

informe outras vítimas sobre isso.

Vídeo:Os 10 vírus e bactérias mortais

Data: 13-06-2017 | De: AmabillyCBlau

Quais são os micróbios mais letais mostrados no vídeo e a quais reinos pertencem?

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

A felicidade é tudo que eu vejo agora. Nunca pensei que vivi na Terra antes do ano se esgotar. Eu tenho sofrido de uma doença mortal (HIV) nos últimos 3 anos agora; Eu gastei muito dinheiro indo de um lugar para outro, de igrejas para igrejas, os hospitais foram minha residência de casa todos os dias. Verificações constantes foram o meu passatempo não até este dia fiel, eu estava pesquisando pela internet, vi um testemunho sobre como DR. RAIN ajudou alguém a curar sua doença do HIV, rapidamente copiei seu e-mail que é (drrainhivhealingcentre@gmail.com) apenas para dar-lhe um teste que falei com ele, ele me pediu para fazer algumas coisas certas que fiz, ele me disse que Ele vai me fornecer a cura de ervas, o que ele fez, então ele me pediu para fazer um exame médico depois de alguns dias depois de usar a cura à base de ervas, eu estava livre da doença mortal, ele só me pediu para postar o testemunho através de O mundo inteiro, fielmente, estou fazendo isso agora, por favor irmãos e irmãs, ele é ótimo, eu devo-lhe em troca. Se você está tendo um problema semelhante apenas envie um e-mail para ele (drrainhivhealingcentre@gmail.com) ou adicione no whatsapp, ligue para ele +2347068420766 .

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

Olá a todos, sou David Oliveira de Chicago, EUA. Estou aqui para dar meu testemunho sobre Dr.RAIN que me ajudou na minha vida, quero informar o público sobre como fui curado (HIV) pela Dr.RAIN, visitei um hospital diferente, mas me deram lista de drogas como Famvir , Zovirax e Valtrex, que é muito caro para tratar os sintomas e nunca me curou. Eu estava navegando pela Internet buscando um remédio contra o HIV e vi comentários de pessoas falando sobre como Dr.RAIN os curou. Copiei seu e-mail (drrainhivhealingcentre@gmail.com). Quando eu entrei em contato com ele, ele me deu esperança. Ele me pediu para enviar algum dinheiro para ele preparar o remédio para mim, assumi o risco e enviei-lhe o dinheiro e ele me enviou um remédio de plantas medicinais que eu tomei e funcionou seriamente para mim, sou uma pessoa grátis agora sem problema , O resultado do meu HIV resultou negativo. Eu rezo por você. Dr.RAIN estou curado. Você também pode curar meus amigos se você realmente precisar de ajuda para os meus médicos, você pode contatá-lo agora: drrainhivhealingcentre@gmail.com ou ligue para o seu número de celular ou whatsapp: +2347068420766 Obrigado Dr. .CHUVA. Eu oro para Deus, abençoe-o por curar-me de (HIV) AM SO GRATEFUL, EU AVISO DE VOCÊ AMIGOS QUE O AJUDE A SOLUIR O SEU PROBLEMA PODE TAMBÉM CURRIR ESTAS DOENÇAS. . ASTHMA, INFLUENZA HERPES. CANCER, SYPHILIS, O vírus da raiva. Varíola, DENGUE N, SUBSONIC, ANTHRAX, etc.

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

MEU TESTIMONIO DE CURA DE HIV

Minha boca é curta de palavras, estou tão feliz porque o Dr. Rain me curou da doença do HIV, que eu tenho sofrido nos últimos 5 anos agora, eu gasto muito quando eu recebo drogas do hospital para me manter saudável, eu tentei Todos os meios na vida para sempre eu posso tornar-me HIV negativo um dia, mas não houve resposta até encontrar Dr Rain a paróquia de Africano que me forneceu algum feitiço de cura que ele usa para me ajudar, agora estou feliz por contar a todos que eu sou Agora negativa do HIV, estou muito feliz, obrigado a Dra. Rain por ajudar minha vida a voltar recém-nascida sem qualquer tipo de crise, que o bom senhor que sirva abençoe você o Dr. Rain e o equipare ao grau mais alto para curar minha vida. Estou tão espantado. Então eu anunciei a todos neste mundo que é HIV positivo, por favor, siga meus conselhos e me curem a tempo, porque todos sabemos que a doença do HIV é um tipo mortal, entre em contato com a Dra. Rain para seu feitiço de cura do HIV hoje em: (drrainhivhealingcentre @ Gmail.com) Ele ficará sempre feliz em ajudá-lo on-line e garantir que você fique curado a tempo, entre em contato com a Dra. Rain hoje para seu feitiço de cura imediatamente, você também pode adicioná-lo no whatsApp +2347068420766, obrigado, senhor . .

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

Descobrir que eu era HIV positivo não era fácil. Mas com o passar do tempo, adormeci lentamente com o meu estado positivo para o HIV e tentando enfrentá-lo com uma atitude positiva. Em meados de 2012 fiquei bastante doente. Eu desenvolvi sintomas persistentes de gripe, dores de cabeça, tosse irritante e feridas que não iria curar. Minha pele sentiu como se estivesse rastejando, minhas pernas doíam, eu sentia náuseas e perdi peso. Então o exaustão atingiu. Era um cansaço indescritível e não importava o quanto eu dormia, eu nunca sentia descansado. Em 2013, fui hospitalizado quando meu número de CD4 atingiu 86 (pessoas com HIV-negativos têm uma contagem de CD4 entre 700 e 1.000, uma contagem de CD4 inferior a 200 é considerada perigosamente baixa). Foi um momento terrível. Há muito a dizer sobre o Dr. Rain, mas eu só posso mencionar alguns agora, este é um excelente, bom e poderoso Dr. RAIN, tudo graças a ele por ter me dado uma segunda chance, se você estiver aí passando por qualquer Problema, você pode contactá-lo hoje em seu e-mail via: (drrainhivhealingcentre@gmail.com), e eu sei que ele irá ajudá-lo também.
Entre em contato com ele para qualquer tipo de doença abaixo como:
1 Câncer
2 Hiv
3 baixa contagem de esperma
4 Barrenness
5 Herpes
6 Hpv
7 Gonorréia
8 ITS (infecção sexualmente transmissível)
9 DST (doença sexualmente transmissível)
10 Stroke.
Entre em contato com ele para qualquer tipo de Via de Doença (drrainhivhealingcentre@gmail.com) ou whatsapp: +2347068420766 .

test@fmuehlberger.de

Data: 07-06-2017 | De: Toronto General Hospital

Bem-vindo ao Hospital Geral de Toronto, hospital especialista que comprar renais ($ 370,000.00 dólares) Você deseja vender seu rim em troca de dinheiro? Se sim, então entre em contato com doutor Chris Vicki hoje para obter uma transação confiável e bom para um bom dinheiro e para uma melhor Cirurgia, Contacte-nos Via (torantonhospital@aol.com)


À espera de seus Responde

Atenciosamente

Dr. Chris Vicki

Aidenwilliamloanfirm@outlook.com

Data: 21-05-2017 | De: Aiden William

Oi
Ajudamos pessoas em dificuldades financeiras. Você precisa de um empréstimo para liquidar a sua conta? Você precisa de um empréstimo para comprar um carro ou uma casa? Você precisa de um empréstimo para a educação? Você já foi rejeitado por bancos e empresas de cartão de crédito ?. Oferecemos assistência financeira ao público, com uma taxa de 3% se estiver interessado

Volte com o formulário abaixo

Nome:
Endereço:
Sexo:
país:
Montante do empréstimo necessário:
Duração do empréstimo:
Rendimento mensal:
Número de celular:
Ocupação:
A finalidade do empréstimo:

Contacte-nos agora em: aidenwilliamloanfirm@outlook.com

saudações

Sr. William Aiden

Re:Aidenwilliamloanfirm@outlook.com

Data: 04-06-2017 | De: Beatriz Tomaz

física-química
fenómenos acústicos

Re:Aidenwilliamloanfirm@outlook.com

Data: 22-06-2017 | De: Silva João da Silva

Sou estudante da Univercidade Pedagogia de Mozambique, preciso disse emprestacao para pagar a minha faculdade durante esses 2 anos que falta e outro abrir um negocio, sou Mozambicano.

NEED TO FREE YOURSELF FROM SPELL

Data: 16-05-2017 | De: DR UDEBHULU

Olá eu estou aqui para dar um testemunho sobre como Dr.udebhulu o Herbalist grande curado minha doença de HIV com a medicina herbal, embora eu fui através de site diferente vi testemunhos diferentes sobre herbalists diferentes, eu era como: "Muitas pessoas têm a cura do HIV Por que as pessoas ainda estão sofrendo com isso? "Eu penso nisso, então eu entro em contato com Dr.udebhulu via e-mail, eu não acredito nele, eu só queria dar-lhe uma tentativa, ele respondeu meu e-mail e pedir algumas informações Sobre mim, então eu os mandei para ele, ele preparou o remédio herbal e me enviou a mim através de serviço de correio UPS, eles me disseram que vai demorar 3-4 dias antes de eu começ o pacote, 3 dias mais tarde eu recebi o pacote E eu comecei a tomar o remédio conforme prescrito por ele, depois de 7 dias de tomar o remédio que eu fui para o check-up, eu fui testado HIV NEGATIVO ... vou ajudar a qualquer pessoa que entrar em contato com ele para ajudar, se você for sério VOCÊ SERÁ CURADO !!! Entre em contato com ele através de: drudebhuluspelltemple4@gmail.com ou whatsapp +2348132243140

Saúde

Data: 13-05-2017 | De: Diana Espósito

Dr
Estou com um nodulo no pescoço o que pode ser e encomodo só aparece mais quando estou deitada de lateral, o que pode ser? Att Diana.

drabumeresolutioncenter@gmail.com

Data: 19-04-2017 | De: nopete

Estou aqui novamente para dizer um grande obrigado ao Dr.Abumere por me fazer um
Mulher novamente, eu estava infectado com herpes por 6
Anos tenho orado seriamente a Deus e à procura de cura. eu vim
Aqui no mês passado para procurar solução para o meu
Problema e vi comentário de pessoas falando sobre diferentes médicos e Deus
Dirigiu-me para escolher Dr.Abumere
E eu entrei em contato com ele, ele me enviou um remédio e me orientou sobre como vou
Tomar o medicamento por 7 dias, eu fiz isso e
Fui para um teste eo meu resultado saiu como negativo. . Eu sou uma mulher limpa
Agora, sem qualquer vírus
Se você está infectado com qualquer doença como HIV, AIDS, câncer,
HERPES, barriness, Diabetes, ou qualquer outra doença que você também pode ser feliz como
mim
Contato com Dr.Abumere através de sua
E-mail: drabumeresolutioncenter@gmail.com

Re:drabumeresolutioncenter@gmail.com

Data: 05-05-2017 | De: Adrieli

Poderia me ajudar

Re:drabumeresolutioncenter@gmail.com

Data: 12-05-2017 | De: Carolina Micheal Boa

Meu nome é Carolina Boa, por favor, ajuda-me a agradecer Dr. White por me curar do HIV eu sou de Lyon France. Eu estive doente de HIV para três anos e eu fui visitar o hospital para medicamentos anti-retrovirais. Chegou a um ponto onde eu comecei a visitar herbalist para as ervas, mas a doença ainda estava destruindo meu sistema como Se não houvesse mudanças positivas. Um dia, meu amigo muito próximo me deu This e-mail de um médico drwhitethehivhealer@gmail.com e número WatsApp: +2349091844595 Ela disse-me que ela tinha lido tanto como This Sobre o Dr. curado doença diferentes, incluindo HIV. Ela me convenceu a dar-lhe uma tentativa. Entrei em contato com Dr. White através do e-mail, eu prometi para preparar remédio herbal e enviar para mim em França só se eu posso pagar o custo e dizer mais pessoas sobre seus poderes quando eu ficar curado. Eu paguei todas as despesas necessárias para obter o remédio herbal, i tomou o medicamento como prescrito por duas semanas tem, depois do qual eu fui para um check-up médico e viu o maior milagre da minha vida. Meu resultado do teste era HIV negativo. Já se passaram quatro meses e agora eu tenho feito exames médicos incontáveis ​​e eles foram todos negativos. Não posso deixar de agradecer Dr. White por me curar e, claro, o meu melhor amigo Veronica para ligar-me com o médico. O que quer que você está tendo a doença HIV, herpes, HPV, Hepatite B, Câncer e assim por diante, não desista Porque Dr. White pode curar você se você acredita também e em contato com ele.
Meu email é: carolinamichealboa@gmail.com, Face livro: Carolina Michael Boa

andrewjames024@gmail.com

Data: 20-03-2017 | De: Andrew James

Olá, Você precisa de um empréstimo urgente que oferecemos em todo o
mundo empréstimo para quem precisa de empréstimo a oportunidade de
negócio que você está procurando está aqui novamente. Envie um email
para andrewjames024@gmail.com FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE
EMPRÉSTIMOS 1) Nome completo: 2) Sexo: 3) Valor do empréstimo
necessário :. 4) Duração do empréstimo: 5) País: 6) Endereço
residencial: 7) Número de telemóvel: 8) Renda mensal: 9) Ocupação: Que
você aqui sobre nós. Cumprimentos. Andrew James

Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 28-03-2017 | De: Abdala Mussa

As substancia e a sua respetiva transfarmacoês

Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 28-03-2017 | De: Abdala Mussa

A fisica, historia e geografia faz parte da ciencia naturais

Re:Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 09-05-2017 | De: Ana paula

Existe,na região onde vc mora,alguma planta que seja comhecida com nome popular diferente em diversas partes do brasil?e no caso de algum animal?se nescessario,converse com pessoas da localidade que gostam de plantas para perguntar.registre o exemplo bo caderno.

Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 30-03-2017 | De: Osvaldo

olá, preciso saber algumas questões sobre medicina

Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 04-04-2017 | De: Lidia costa

Eu quero que vc mi fale um pouco sobre a vontade de comer

Re:Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 08-04-2017 | De: Pedro

No nosso corpo temos duas formas a comunicação entre todas as células, órgãos e tecidos, sendo elas quimica (hormonal) e elétrica (por estimulos nervosos).
Dessa forma, quando o estômago se encontra vasio a sua mucosa secreta um hormônio que age diretamente na sensação de fome, chamado de grelina. Da mesmo forma quando nos alimentamos, um outro hormônio chamado leptina nos Dra Dra sensação de satisfeitos.

Re:Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 23-04-2017 | De: FilhoDaPuta

Vai po caralho

Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 06-04-2017 | De: laila

caracol tem 24 cromossomas antes de ocorrer a mitose e depois de ocorrer a meiose quantos cromossomas tera?

O que ocorrera com o vegetal que enta dentro de uma caixa tampada em alguns dias

Data: 06-04-2017 | De: Larissa

Presiso hoje

Re:andrewjames024@gmail.com

Data: 12-05-2017 | De: Johnson Kings

Olá, sou Johnson Johnson Finley de Southport Liverpool, Inglaterra, estou dando um testemunho sobre Dr. White the Herbalist, tem uma cura para todos os tipos de doenças, curado o meu vírus HIV / AIDS por 8 anos, diferentes feitiços e herbalists, eu Pensamento: "Muitas pessoas têm curas do HIV por que as pessoas ainda são dela?" Eu pensei sobre ele, e em uma comunicação com o Dr. Blanco por e-mail (drwhitethehivhealer@gmail.com), eu não acreditava tanto nele, eu só queria dar-lhe uma mensagem, ele respondeu meu e-mail e eu precisava de informações sobre mim E ele também me pediu fazer um pagamento para a droga que o prepara (CURE) e enviá-lo através de um serviço de courier, tomou o medicamento prescrito por ele e foi um cheque nas semanas após o término da medicação, revelou ser HIV positivo, se Você é HIV positivo Seu tempo não mais Contacte-o em: drwhitethehivhealer@gmail.com ou + 23490-9184-4595
A GARANTIA USADA SERÁ O PRÓXIMO DO TESTEMUNHO NESTE GRANDE CURADOR QUANDO VOCÊ O CONTATAR.
Você pode adicionar um facebook: Johnson Kings Finley
Ou envie-me um e-mail para: johnsonkingsfinley@gmail.com

Bilogia

Data: 22-02-2017 | De: Mah

Por que as folhas reagem de maneiras diferentes quando se colocam o sal ?

Re:Bilogia

Data: 02-03-2017 | De: Antonio

Meu nome é Antonio Jefferson Cole, estou em Salt Lake City, Utah. É um prazer para mim escrever este testemunho sobre como eu tenho o meu herpes genital curado há 6 meses. Tenho lido tantos comentários de algumas pessoas que foram curadas de HIV pelo Dr.Water, mas eu nunca acreditei neles. Eu estava ferido e deprimido, então eu estava muito curioso e queria experimentar Dr.Water, então eu o contatou em seu e-mail Drwaterhivcurecentre@gmail.com, quando eu entrar em contato com ele, ele me garantiu 100% que ele vai me curar, eu implorei Ele para me ajudar. Meu tratamento foi um grande sucesso, ele me curou como ele prometeu. Ele me enviou sua medicação e me pediu para ir para check-up após 3 semanas de tomar a medicação. Eu concordo com ele, eu tomei esta medicação e fui para o check-up após um mês, para minha maior surpresa meu resultado foi negativo após o tratamento, estou realmente feliz que estou curado e saudável novamente. Eu esperei por 5 meses para ter certeza de que eu estava completamente curado antes de escrever este testemunho. Eu fiz outro exame de sangue 2 semanas atrás e ainda era Herpes negativo, então eu acho que o seu tempo eu digo a alguém lá fora, com Herpes HSV-1 ou HSV-2, HIV, HPV, Hepatite B, Diabetes, Câncer e assim por diante, Dr.Water no e-mail: Drwaterhivcurecentre@gmail.com. Seu número de telefone é +2349050205019, Ele também está no whatsapp.
Eu entendo completamente como você pode se sentir cético sobre isso, porque aconteceu comigo, pode ser caro para você, mas estou dizendo que agora que há uma cura para estas doenças e eu sou uma testemunha viva em primeira mão.
Se você ainda precisar da minha ajuda, envie-me um e-mail antoniojeffersoncole01@gmail.com

Re:Bilogia

Data: 02-03-2017 | De: Becky Alberto

Dr. Water também me curou do HIV. Eu sou Becky Kelvin Alberto de winnipeg, manitoba Canadá. Eu vi uma senhora on-line dizendo que ela foi curada de Herpes pelo Dr.Water, eu vi o e-mail de Dr.water lá, então eu entrei em contato com ele e disse-lhe sobre a minha doença. Eu estava tendo HIV por 4 anos, mas Dr.water me enviou tratamentos de ervas que me curaram. Eu sou HIV negativo agora, e estou planejando para começar a construir uma família com meu novo namorado. Se você tem Herpes, HIV, câncer, sífilis. Diabetes, hepatite B, asma, artrite, papilomavírus humano (HPV) ou qualquer doença. Dr.Water pode curá-lo, este é o Seu e-mail: drwaterhivcurecentre@gmail.com
Este é o seu telefone: +2349050205019

biodiversidade

Data: 16-03-2017 | De: wendel

Quero explica na sala de aula

Portugues

Data: 19-03-2017 | De: Julia

Na frase muitos anos-aluz à frente de seu tempo em matèrial de ciência ,a matemática e engenharia qual é a açao

Re:Bilogia

Data: 11-04-2017 | De: Asa Loan

ASA empréstimo empresa estão prontos para emprestar-lhe qualquer quantidade que você precisa para iniciar o seu negócio pessoal. Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2%, assim que amável aplica para o empréstimo agricultural da agricultura. Se você precisar de empréstimo entre em contato com nosso e-mail: asaloaninstituteplc@gmail.com, você também pode entrar em contato com este e-mail: asaloaninstituteplc@yahoo.com

Ciência

Data: 14-02-2017 | De: Giovanna

Embora muitas pessoas considerem a gordura acumulada no corpo algo indesejável, ela cumpre papéis muito importantes. Explique quais são esses papéis.

Re:Ciência

Data: 06-04-2017 | De: Euzice

Pelo que você consegue observe fotossíntese Qual dos ecossistema está provavelmente, mais alterado pela ser humano? Justifique sua resposta com elementos da imagem com a foto do seu pedido

Re:Ciência

Data: 11-04-2017 | De: Asa Loan

ASA empréstimo empresa estão prontos para emprestar-lhe qualquer quantidade que você precisa para iniciar o seu negócio pessoal. Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2%, assim que amável aplica para o empréstimo agricultural da agricultura. Se você precisar de empréstimo entre em contato com nosso e-mail: asaloaninstituteplc@gmail.com, você também pode entrar em contato com este e-mail: asaloaninstituteplc@yahoo.com

Rato-canguru

Data: 12-02-2017 | De: Amanda

O rato-canguru é um pequeno roedor que vive no deserto e que pode passar a vida inteira sem beber água, pois consegue sobreviver apenas com a água dos alimentos. É correto dizer que esse animal é adaptado às condições em que vive?

Re:Rato-canguru

Data: 12-02-2017 | De: JOY

Sou exemplo da Alegria do Alabama. Estou muito feliz pela grande ajuda que o Dr.faour entregou a mim, estou aqui para dar o meu testemunho sobre Dr.faour que me ajudaram na minha vida. Eu estava infectado com (HSV 2 VIRUS) há 4 anos, fui a muitos hospitais para curar, mas não havia solução, até um dia fiel, eu vi uma linha de blog onde alguém disse que o Dr. curou uma mulher que também tinha a Infecção (HSV 2 VIRUS) e então eu vi mais uma vez outra mulher dizendo Dr.favour curado herpes.Eu decidi contactá-lo através de seu e-mail, eu lhe disse que eu era (Vírus HSV 2 positivo) por 4 anos, Ele disse que pode Me curar se eu puder confiar nele.Ele disse que ele vai preparar a medicação de ervas e enviá-lo para mim.Eu fiz o que ele me disse e enviou alguma medicina herbal para mim no ALABAMA, após 7 dias de usar o seu medicamento eu fui para o Hospital, e foi testado negativo para (HSV 2 VIRUS), eu não podia acreditar, eu fui a quatro hospitais diferentes e os testes foram negativos.Ele é muito surpreendente, mas é a verdade.Agora eu acho que todos esses depoimentos sobre ele sobre A internet, que é realmente um grande herbal homem, este é o seu e-mail: [drfavourherbalhealingcenter@gmail.com]
Se você tem HIV, herpes, câncer, sífilis, asma, diabetes, vírus do papiloma humano (HPV), hepatite B ou qualquer doença, você precisa entrar em contato com este grande herbalista e lançador de feitiços em [drfavourherbalhealingcenter@gmail.com] Amostra do Alabama. Estou muito feliz pela grande ajuda que o Dr.faour entregou a mim, estou aqui para dar o meu testemunho sobre Dr.faour que me ajudaram na minha vida. Eu estava infectado com (HSV 2 VIRUS) há 4 anos, fui a muitos hospitais para curar, mas não havia solução, até um dia fiel, eu vi uma linha de blog onde alguém disse que o Dr. curou uma mulher que também tinha a Infecção (Vírus do HPV) e então eu vi mais uma vez outra mulher dizendo Dr.favour curado herpes.Eu decidi contactá-lo através de seu e-mail, eu disse a ele que eu era (HPV VIRUS) positivo por 4 anos, Ele disse que ele pode me curar Se eu posso confiar nele.Ele disse que ele vai preparar a medicação de ervas e enviá-lo para mim.Eu fiz o que ele me disse e enviou alguma medicina herbal para mim em Alabam, após 7 dias de usar o seu medicamento eu fui para o hospital e Foi testado negativo para (HSV 2 VIRUS), eu não podia acreditar, eu fui a quatro hospitais diferentes e os testes foram negativos.É muito surpreendente, mas é a verdade.Então eu acho que todos esses depoimentos sobre ele na internet , Que é realmente um grande herbal homem, este é o seu e-mail: [drfavourherbalhealingcenter@gmail.com]
Se você tem HIV, herpes, câncer, sífilis, asma, diabetes, vírus do papiloma humano (HPV), hepatite B ou qualquer doença, você precisa entrar em contato com este grande herbalista e lançador de feitiços em [drfavourherbalhealingcenter@gmail.com] Mudar quaisquer taxas, quando você está livre da doença, você pode mostrar apreço a ele, para o que ele tem don para você. Ele também pode trazer de volta seu ex amante de volta para você

Re:Rato-canguru

Data: 11-04-2017 | De: Asa Loan

ASA empréstimo empresa estão prontos para emprestar-lhe qualquer quantidade que você precisa para iniciar o seu negócio pessoal. Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2%, assim que amável aplica para o empréstimo agricultural da agricultura. Se você precisar de empréstimo entre em contato com nosso e-mail: asaloaninstituteplc@gmail.com, você também pode entrar em contato com este e-mail: asaloaninstituteplc@yahoo.com

Ciencia

Data: 01-02-2017 | De: Rhoan

Ao observar as duas seções do manto e as duas seções do núcleo, que semelhanças você vê entre o núcleo e o manto em relação ao motivo pelo qual eles são divididos em duas seções?

Re:Ciencia

Data: 02-02-2017 | De: hayanne

O sol é a principal fonte de energia para os seres vivos.Se por algum motivo ele viesse a faltar ,o que aconteceria com os seres vivos terrestres

Re:Re:Ciencia

Data: 21-02-2017 | De: Maria Rosa Duque

De acordo com o que se conhece sobre a formação, vida e morte das estrelas, quando o Sol morrer já terão terminado as condições de vida no planeta Terra.
Respondendo directamente à sua pergunta, sem Sol (ou algo que o substitua) os seres vivos terrestres morreriam.

Re:Re:Ciencia

Data: 28-02-2017 | De: OLIVEIRA

ANTES QUE O SOL FALTE TEMOS UMA OPÇÃO!
VERIFICANDO O LIVRO DE MATHEUS EM SEU CAPÍTULO 27 E VERSÍCULO 51,52,53 ENCONTRAMOS UM MOMENTO SINGULAR EM QUE AS ALMAS QUE MORREM PODE RESSUSCITAR. A GARANTIA QUE ISTO ACONTECERÁ SE ENCONTRA EM 1Co 15: 51,52,53.

Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
1 Coríntios 15:51-53

ANTE QUE O SOL FALTE VOCÊ TEM A OPORTUNIDADE DE FUJIR DESTE INCÔMODO. PENSE NISTO PORQUE A CIÊNCIA AINDA NÃO CONSEGUIU REFUTAR ESSES ARGUMENTOS.

Re:Re:Re:Ciencia

Data: 28-02-2017 | De: OLIVEIRA

ANTES QUE O SÓL FALTE VOCÊ AINDA TEM TEMPO DE EXAMINAR

JOÃO 3:16-18 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

E TB JOÃO 14:6 6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

LEMBRE. A AFIRMAÇÃO DA CIÊNCIA É VERDADEIRA MAS, VOCÊ NÃO PRECISA ESPERAR CHEGAR ESTE TEMPO. VOCÊ PODE DECIDIR AGORA A SE PROTEGER.

Re:Ciencia

Data: 09-02-2017 | De: Ciência

Os meteoritos podem ser cosdetados uma fonte de conhecimento ?justificar

poluiçao incomum .

Data: 06-01-2017 | De: xico

no passeio habitual ao longo da praia e apos noite de chuva, ,as ondas da mare trouxeram para a areia vastas quantidades de granulado esbranquiçado com cheiro a querosene. O aeroporto é perto, poderá ser resultado da combustao dos motores a jato que se depositou no mar? Não e preto dos barcos, mas branco.

Biologia

Data: 14-12-2016 | De: Dara

Cerca de 40 minutos depois de beber foi copos de água e tendo estado em repouso durante algum tempo, você sentirá vontade de urinar. Por que isso acontece é qual hormônio é envolvido nesse processo ?

Re:Biologia

Data: 14-12-2016 | De: Dara

Desculpe, beber 2 copos se agua

Re:Biologia

Data: 10-01-2017 | De: lisa

Lisa Clinton Kean, Minha maior cura milagres. Eu tenho asma e artrite, por 4 anos, tentar voltar à vida saudável .. Foi grandes golpes em mim, eu tentei medicação Inglês para três anos não foi curado, eu continuei Gerenciando a minha vida devido à minha natureza insalubre ... Navegando através da Internet, me deparo com Dr.ISE ervas remédio @ ISE Herb's RESEARCH CENTER via ISESPIRITUALSPELLTEMPLE@GMAIL.COM.This Dr ISE.Healed me permanentemente da minha doença .. I milhões Graças ao Dr.ISE Ele me enviou medicação erval em forma de substância líquida e sólida, eu usá-lo por período de três semanas, não tem efeitos colaterais. ISE HEALTH CENTER @ ISESPIRITUALSPELLTEMPLE@GMAIL.COM
A vida tem sido tão boa para mim, pois o que eu sempre valorizo é a boa saúde e ser feliz. Que DEUS abençoe Dr.ISE por mim. Ele me salvou por muito tempo sofrendo e sofrendo. Hoje eu sou a pessoa mais feliz nesta terra, Mais milhões de agradecimentos Dr.ISE

Eu fui esquentar comida e deixei um garfo esquentando junto a algum risco??

Data: 30-10-2016 | De: Danielle barbosa

Por favor me ajudem

Re:Eu fui esquentar comida e deixei um garfo esquentando junto a algum risco??

Data: 24-11-2016 | De: Patricia ferreira

Sim... O risco de vc se queimar

Re:Eu fui esquentar comida e deixei um garfo esquentando junto a algum risco??

Data: 06-12-2016 | De: Daniel

Sim ...pois o garfo é composto pelo metal ..que é um bom condutor de calor ..com isso irá ter o risco de si queimar ..

Re:Eu fui esquentar comida e deixei um garfo esquentando junto a algum risco??

Data: 12-12-2016 | De: bina

Sim

Re:Eu fui esquentar comida e deixei um garfo esquentando junto a algum risco??

Data: 13-12-2016 | De: Creneide

Sim, pode correr o risco do cabo do garfo esquentar e te quimar

Re:Re:Eu fui esquentar comida e deixei um garfo esquentando junto a algum risco??

Data: 09-01-2017 | De: morys

essa é a pergunta mais burra que alguma vez li na minha vida.

Ciências

Data: 29-10-2016 | De: Bianca

Porq, quando o sol está se pondo, é comum vermos a sua coloração alterada em ralação à q apresenta no restante do dia

Ondas eletromagnéticas

Data: 13-10-2016 | De: David Mateus

Como seria o mundo sem as ondas eletromagnéticas
E suas facilidades
Como estaríamos resolvendo os problemas que só tais ondas parecem a eficazes???

Re:Ondas eletromagnéticas

Data: 21-02-2017 | De: Maria Rosa Duque

Bom dia David,

A minha resposta não é exacatamente a que tu esperavas. Sem ondas electromagnéticas não teríamos energia proveniente do Sol. Como a vida terrestre depende directamente do Sol, sem ondas electromagnéticas nós não existíamos.

Vulcão aquático

Data: 04-10-2016 | De: Ana Helena

Porque o líquido está saindo do vidro se não tem nada o "puxando"

Colisão

Data: 08-10-2016 | De: João Rui

Bom dia,
Se eu for no meu carro a 100km/h e o carro em sentido contrario for também a 100km/h o embate entre os nossos veículos será e 200km/h?

Física e termodinâmica

Data: 15-07-2016 | De: Alejandro Pinto

saudações, tenho uma curiosidade sobre termodinâmica, serão formuladas duas questões, que serão as seguintes:
Considerando um dia de sol, quente e sem vento, a temperatura do ar esteja a 37C e que o asfalto numa estrada nessa região produza hipoteticamente energia térmica de 54C, com veículos da mesma gama e peso circulando uns atraz dos outros cujo os peneus produzem no atrito com a estrada, a energia térmica de 65C, o que acontece com o asfalto? A soma da temperatura do asfalto com a temperatura do atrito dos peneus? ou o asfalto apenas ficará com a temperatura resultante do atrito dos peneus de 65C, por esta ser superior à temperatura original do asfalto antes das passagens dos veículos?
A outra questão: se um comboio viaja também numa região e num dia quente, sabemos que os carris e provavelmente até as rodas das composições vão expandir-se devido ao aumento da temperatura. Então, o que acontece quando a composição entra num túnel? Como as temperaturas no interior do túnel em princípio são mais baixas que lá fora, os carris não se expandem tanto, sendo assim, estará o túnel preparado tecnicamente? ou se a diferença entre temperaturas for muito grande, será necessário interromper a circulação, devido à desquerpância das larguras das vias e das rodas?
Forte abraço.

Re:Física e termodinâmica

Data: 03-08-2016 | De: Maria Rosa Duque

Boa tarde Alessandro,

Em primeiro lugar quero dizer-te que estás a confundir dois conceitos diferentes. Penso que os números que indicas seguidos pela letra C são temperaturas medidas na escala Celsius (graus centígrados). Acontece que temperatura e energia são coisas distintas. Também tive dificuldade em perceber a tua questão. O asfalto estava a uma temperatura de 54 ºC antes de passarem os camiões ? Devido ao atrito e ao facto de as propriedades térmicas dos pneus e do asfalto serem diferentes os pneus estão a uma temperatura de 65ºC ? Dizes que os veículos circulam uns atrás dos outros. Durante quanto tempo? Quantos veículos passam ? O factor tempo é fundamental para responder à tua questão. Na realidade atrevo-me a dizer que o asfalto ficará aproximadamente com a temperatura de 54 ºC.

Relativamente ao problema do comboio no túnel, não te preocupes. As expansões que se verificam são relativamente baixas e as linhas estão construídas de modo a evitar acidentes.

Re:Re:Física e termodinâmica

Data: 09-08-2016 | De: Alejandro Pinto

Cara Maria Rosa Duque, antes de mais, muito obrigado pelo seu feedback, bom, vou tentar explicar melhor.
Na questão original, eu não referi que o dia quente era um dia de muito sol. Portanto, sabendo que o asfalto vai aquecer muito mais que o ar nessa região sob aquelas condições, coloquei a temperatura do asfalto em 54 graus centígrados e a temperatura do ar a 37 graus centígrados. O valor da temperatura do asfalto de 54 graus centígrados seria determinado antes da passagem dos veículos.
Bom, em relação à passagem dos veículos, vamos considerar o fator tempo em duas horas, com os veículos passando seguidamente, uns atrás dos outros.
Considerei veículos da mesma gama e peso, pois veículos diferentes com pesos diferentes, iriam produzir temperaturas diferentes no atrito entre os peneus e a estrada.
Sendo assim, o que acontece ao asfalto nessa região durante as duas horas de passagens dos veículos, sabendo que cada peneu produz a temperatura de 65 graus centígrados no atrito do peneu com a estrada. O asfalto fica com 65 graus centígrados? ou a temperatura do asfalto vai aumentando indefinidamente durante as duas horas de passagem das viaturas?

Muito obrigado por ter me esclarecido na questão das linhas férrias.

Com os melhores cumprimentos

Alejandro Pinto.

Astronomia

Data: 11-07-2016 | De: Rute Pereira

Assisti a um fenómeno que não consigo explicar e gostava de saber se me conseguem esclarecer. Estava a olhar para o céu, à noite,para o que me pareciam ser dois aviões porque eram duas luzes a piscar quando de repente apareceram inúmeras luzes parecidas com aviões,também a piscar que se deslocavam,tentei filmar mas o vídeo ficou sem qualidade nenhuma por falta de luz,mas outras pessoas também ficaram espantadas a olhar sem saber o que era.Nunca tinha visto tal coisa,não deviam ser estrelas cadentes porque essas deixam rasto,será que conseguem explicar o que será?

Re:Astronomia

Data: 08-08-2016 | De: Di

Também vi, mas na noite de Domingo para Segunda de 07/08/2016 para 08/08/2016. Que objectos eram aqueles, chegaram às centenas a atravessar o céu de forma algo lenta!!

Re:Re:Astronomia

Data: 24-12-2016 | De: José

Provavelmente seriam balões com luzes led (algumas piscam outras não) que são largados em casamentos. Geralmente são lançados/largados à noite como se percebe.

Gravidade

Data: 13-03-2016 | De: Tróia.

Gostaria de saber como a mesma gravidade que é capaz de manter milhões de toneladas de água fixa na terra, mas não é capaz de esmagar um inseto?

Re:Gravidade

Data: 23-03-2016 | De: Cesar

Porque a gravidade é aplicada sobre a massa gerando a força que seria dada como massa multiplicada pela gravidade e com a massa imensa das toneladas de agua a força é imensa já com a massa insignificante do inseto a força será mínima. Lembrando que a gravidade é igual pra todos os elementos sobre a terra e nao depende da sua massa, quem depende da massa é a força aplicada.


ciencias

Data: 22-02-2016 | De: Andreia

Quais os conceito de ciências podem ser observado no computador geladeira e ventilador?

Re:ciencias

Data: 23-03-2016 | De: César

Geladeira: trocas de calor e termodinâmica principalmente.
Ventilador: troca de calor, diminuição de pressão, conceito de eletricidade e magnetismo
Computador: corrente elétrica, armazenamento ótico (DVD e Bluray)

Ambiente

Data: 13-12-2015 | De: Marta

De que forma as amostras de gelo retiradas dos glaciares podem nos dar a conhecer o clima do planeta nos últimos milénios?

Re:Ambiente

Data: 04-07-2016 | De: Rui Costa

Em locais da Terra onde as temperaturas permanecem negativas (ou apenas ligeiramente positivas no curto Verão) ao longo de todo o ano, como por exemplo na Antártida ou na Gronelândia, a neve que cai acumula-se sobre neve mais antiga. Assim, a neve vai formando camadas sucessivas, que se podem datar de forma semelhante aos anéis de crescimento das árvores.
Os diferentes estratos ou camadas de neve formam-se porque a neve que cai no Inverno é mais abundante e diferente da neve que cai no Verão (pois no Verão a neve costuma derreter ligeiramente o que altera a sua estrutra, diferenciando-se da caída no Inverno).
Além disso, o peso da neve que vai caindo compacta a neve que está por baixo, transformando-a em gelo, que mantém a estratificação anual.
Contando-se o número de camadas, estudando as partículas de pó, esporos, etc que circulam na atmosfera ou se depositam no chão e ficam presas entre as camadas de neve ou até estudando a espessura de cada camada, revela pistas acerca da idade de cada camada, da composição da atmosfera, da temperatura naquele local, etc.

Química

Data: 23-10-2015 | De: AFA

É possível transformar átomos, como o Au(ouro), de número atómico 79, em Pt(platina), de número atómico 78, se manipularmos o núcleo e lhe retirarmos um prótão?
Tenho 14 anos xd.

Física/Cor da água

Data: 18-10-2015 | De: Carla

Nós vemos a cor da água na praia azul ou verde. Mas por que quando retiramos essa água de um recipiente, ela fica transparente?

Re:Física/Praia e água

Data: 21-10-2015 | De: Sérgio Rodrigues

A água é ligeiramente azul porque absorve um pouco da radiação vermelha. Assim, se olharmos para uma grande quantidade de água, em especial se virmos a luz que atravessou alguns metros de água (um recipiente suficientemente grande), esta vai parecer ligeiramente azul. Para complicar as coisas, o mar, os rios e lagos, reflectem a cor (azul) do céu e apresentam pequenas variações de cor devidas a sais e compostos dissolvidos, à presença de algas, à cor do fundo, profundidade, etc. Num copo a quantidade de água atravessada pela luz é muito pequena e, assim, a pequena quantidade de luz veremelha absorvida não se nota. Por isso a água nos parece transparente e atravessada por toda a radição visível sem que desvios para além da refracção nas interfaces entre o ar, copo e água. Entretanto, se a aǵua tiver partículas em suspensão, a luz vai ser difundida e vai parecer turva.

Re:Física/Cor da água

Data: 31-01-2016 | De: Priscilla

Devido ao reflexo do céu, e aos corais

Re:Re:Física/Cor da água

Data: 08-07-2016 | De: Adriana

Explique por que não vemos as diversas substância que se encontra na água mineral

richardsmithloanfirm@hotmail.com

Data: 05-08-2016 | De: Richard Smith.

Aqui está uma oferta de empréstimo urgente a uma taxa de juro de 3%. Aplicar-se agora para mais informações em: richardsmithloanfirm@hotmail.com

Re:Física/Cor da água

Data: 24-02-2016 | De: xXX

Porque às vezes as cores que vês, tem a ver com o fundo e o reflexo do sol..

Re:Física/Cor da água

Data: 25-09-2016 | De: Taniedja

Porque acontece?

Geologia

Data: 16-09-2015 | De: Nicolle

Por que quando descemos no mar ele fica frio, se este fica no manto e o manto é quente?

Re:Geologia

Data: 03-08-2016 | De: Maria Rosa Duque

Em primeiro lugar, o mar não fica no manto. Por baixo da água do mar existe crusta oceânica e por baixo desta é que fica o manto. O fundo do mar, como qualquer ponto na superfície da Terra está a receber continuamente energia térmica proveniente das zonas mais profundas. Não nos apercebemos desse facto porque a energia térmica recebida do Sol tem um valor bastante superior ao da energia proveniente do interior da Terra. Na realidade o que se passa nas regiões próximas da superfície da Terra e da superfície do mar é que o solo ou a água do mar são aquecidos devido à energia recebida do Sol. Acontece que essa energia penetra até uma profundidade reduzida, e, à medida que vamos descendo, a influência do sol vai diminuindo. Se conseguíssemos descer mais chegaríamos a profundidades onde se começava a detectar a influência da energia proveniente do interior e a temperatura ia começar a aumentar. Quando mergulhas no mar só te apercebes da diminuição de temperatura provocada pela diminuição da influencia da radiação solar.

Matemática

Data: 01-07-2015 | De: Luciano Sousa

Questão enviada por email:

"Alô Bom Dia!

Falando de percentagens (portanto comparando com 100), será correcto dizer por exemplo cento e vinte por cento?
É óbvio que não posso dizer que em cem pessoas há 120 inteligentes.
Um indivíduo pode ter um rendimento de cento e vinte por cento?

Antecipadamente grato, aguardo.
Cumprimentos!"

Re:Matemática

Data: 01-07-2015 | De: José Carlos Pereira

Podemos falar num rendimento de 120% se estivermos a comparar com um outro rendimento. Por exemplo, se um individuo ganhar 1000 reais e tiver um aumento para 2200 reais, a percentagem de aumento é de 120%, ou seja, passou a ganhar 120% do que ganhava: 120% de 1000 é igual a 1,2*1000 = 1200 ou seja, 2200 = 1000 + 1,2*1000. Também podemos pensar em termos de investimento. Se investirmos em acções de uma empresa 100 reais e se passado algum tempo o valor que recebemos desse investimento é 220 reais, o que recebemos no final é 120% do investimento inicial. Já não se pode falar num desconto de 120% na compra de um artigo. O desconto máximo que pode ser feito é de 100% sobre o valor de venda, nesse caso o artigo seria gratuito. A não ser que além de levarmos para casa o artigo gratuitamente, o vendedor ainda nos desse dinheiro ou um crédito que no total perfizesse os 120% de desconto.

Re:Matemática

Data: 08-06-2016 | De: ana clara

120%e inscrito assim cento e vinte porcento?

Biologia/Botânica

Data: 16-06-2015 | De: Neya

Aqui no nordeste do Brasil, nos anos 90, apareceu uma planta que parecia um bife.
Alguém sabe o nome desta planta. Obrigado!

Re:Biologia/Botânica

Data: 27-08-2015 | De: Alexandra Nobre

Olá Neya.
O que pergunta, com a informação que dá, é vago e difícil de responder...
Assim de repente ocorre-me a "Fistulina hepatica" que não é uma planta mas sim um fungo (cogumelo). Pode ver imagens aqui Fistulina hepática. Trata-se de uma espécie parasita de plantas que aparece preferencialmente em árvores antigas e já debilitadas. Pensa-se que tem um papel ecológico importante em termos fitossanitários, ou seja, de controle de saúde das plantas uma vez que acelera a eliminação de árvores doentes criando clareiras para que as novas se desenvolvam.

Re:Re:Biologia/Botânica

Data: 27-08-2015 | De: Alexandra Nobre

link https://pt.wikipedia.org/wiki/Fistulina_hepatica

Re:Re:Biologia/Botânica

Data: 24-02-2016 | De: Paulasouza

Ouvindo uma música no celular. De repente parou... como explicar o fato?

Re:Biologia/Botânica

Data: 27-07-2016 | De: I

Bbbb

Geologia/Solos

Data: 14-06-2015 | De: AMANDA

SE TODOS OS SOLOS TÊM PRATICAMENTE OS MESMOS COMPONENTES, POR QUE HÁ TIPOS DIFERENTES?

Geologia/Mineralogia

Data: 14-06-2015 | De: José António

Os pedregulhos podem ser confundidos com diamantes; isso pode acontecer?

Biologia/Microbiologia

Data: 19-05-2015 | De: Geovana Silva Rosa

Gostaria de saber por que podemos observar seres unicelulares como as bactérias e os protozoários por meio de um microscópio comum mas, em geral, só conseguimos visualizar os vírus, incluindo o HPV, utilizando um microscópio eletrónico?

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 27-08-2015 | De: Alexandra Nobre

Olá Geovana

Tem tudo a ver com a capacidade de ampliação (permitir ver maior) e o poder de resolução (ver com mais pormenor) do instrumento em questão. Como regra geral os vírus são muito mais pequenos do que as bactérias, então são precisos aparelhos com capacidade de ampliação e poder de resolução superiores para estes se conseguirem observar. E estas características só são possíveis com os microscópios electrónicos.

Astronomia/A Terra e o Sol

Data: 02-04-2015 | De: NILDA SEVERO

Se é a Terra que gira em torno do Sol, queria saber porque as nossas casas não mudam de lugar? Será que os cientistas não estão enganados nesta afirmação? Porque a força da gravidade existe, mas é para nos manter de pé e não para virar nossas casas!

Re:Astronomia/A Terra e o Sol

Data: 27-04-2015 | De: Ricardo Teixeira

O movimento é relativo, isto é depende sempre do ponto de referência. Se estás no carro com uma pessoa a deslocares para a frente é correcto afirmares: eu relativamente à outra pessoa estou para lado, e todas as coisas fora do carro estão a andar para trás. Assim se passa o mesmo que na Terra: as nossas casas permanecem no mesmo lugar quando o referencial é um objecto na Terra. Assim podes dizer que o sol gira à volta da Terra, se o teu referencial for algo que esteja na superfície terrestre. Todo o movimento é relativo. Daí a tua confusão.

Astronomia/A Terra e o Sol

Data: 27-04-2015 | De: Ricardo Teixeira

Quero corrigir onde digo: "eu relativamente à outra pessoa estou para lado"; deve ser: "eu relativamente à outra pessoa estou parada"

Re:Re:Astronomia/A Terra e o Sol

Data: 27-05-2016 | De: lapa

Com exceção da velocidade da luz que é absoluta e universal.

Geologia

Data: 30-03-2015 | De: Anónimo

Qual o contributo da geotermia para o conhecimento da estrutura interna da geosfera?

Re:Geologia

Data: 14-04-2016 | De: Biatriz

Gente tenho um Dúvida para resolver me ajudem Raquel mergulhou em um copo transparente vasia na agua de um balde com a cabeça voltada para baixo a pergunta é oque vc conclue com o experimento

Física/Curiosidades científicas

Data: 30-03-2015 | De: Sara

O que acontece quando temos a mão molhada e tocamos no microondas?

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 27-05-2016 | De: lapa

Nunca experimentei por a mão molhada no micro-ondas do lado de fora nem do lado de dentro pois do lado de dentro não me parece boa ideia. Talvez aqueçam já que uma das coisas que as micro-ondas fazem é agitar as moléculas de H2O.

Re:Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 12-12-2016 | De: física

Através da extremidade de um cilindro oco, de 8cm de diâmetro e 10cm de comprimento, João vê Maria, que está a 2 dele, de corpo inteiro, graças ao ângulo visual que o cilindro permite. Que altura tem Maria?

Astronomia/Estrelas

Data: 11-03-2015 | De: Xablau Júnior

Por que algumas das estrelas que vemos possivelmente já não existem? Mas isto é: já se transformaram em corpos celestes que não emitem luz, porque apesar disso ainda é possivel ver uma estrela que já se apagou?

Re:Astronomia/Estrelas

Data: 12-03-2015 | De: Ricardo Teixeira

A luz move-se a 300 000 km/s no espaço, portanto a luz proveniente das estrelas demora o seu tempo a chegar à Terra. Pegamos no caso da luz solar: quando olhas para o sol, a imagem que vês foi a imagem que do sol à 8 minutos atrás, porque foi o tempo que a luz demorou a chegar à Terra. Se uma estrela está a 500 anos-luz da Terra (a luz dessa estrela demorou 500 anos a chegar à Terra), a imagem que vês dessa estrela partiu à 500 anos atrás. Se essa estrela morreu à 250 anos, nós só iremos observar a olho nú a sua morte daqui a 250 anos, quando essa imagem chegar até nós.

(Contributo de um cidadão.)

Re:Astronomia/Estrelas

Data: 03-04-2015 | De: Joana

A luz de uma estrela demora um certo tempo a chegar à Terra, por exemplo, a luz do sol demora certa de 8 minutos a chegar à terra, logo se o sol se apagar só nos vamos aperceber passado 8 minutos. A luz de algumas estrelas que estão mais distantes da Terra demoram mais tempo a chegar (algumas demoram até milhares de anos) logo se elas se apagarem, a luz delas ainda vai estar 'a viajar' para chegar aqui, logo ainda veremos a sua luz.

Re:Astronomia/Estrelas

Data: 16-04-2015 | De: Eduardo

Porque a luz viaja em uma velocidade finita, como essa estrelas estão muito distantes da terra, a luz pode demorar milhões de anos para chegar ao nossos olhos. Em milhões de anos pode-se acontecer muita coisa com um corpo no espaço.

Re:Astronomia/Estrelas

Data: 27-05-2016 | De: lapa

Se a estrela for suficiente maior que o sol talvez se transforme numa estrela de neutrões, se for do tamanho do sol transforma-se numa gigante vermelha e depois numa anã branca pouco maior de que o nosso planeta, se for muitas vezes a massa do sol poderá formar um buraco negro. Depois de as estrelas consumirem todo o hidrogénio e hélio deixam de ser visíveis mas o que resta delas continuará para todo o sempre ou talvez não.

Física/Pressão do Comboio

Data: 10-03-2015 | De: Raquel

Como se explica que quando um passageiro se encontra na plataforma junto à linha de comboio, e o comboio passa a alta velocidade, o passageiro seja empurrado contra o comboio?

Re:Física/Pressão do Comboio

Data: 27-05-2016 | De: lapa

pelo vácuo provocado pelo comboio em andamento.

Física

Data: 10-03-2015 | De: Maria

A areia e a água do mar estão submetidas à mesma fonte de calor, o sol. Mas, a areia fica muito mais quente do que a água. Isso acontece porquê?

Re:Física

Data: 12-03-2015 | De: Ricardo Teixeira

Isso tem a ver com a capacidade calorífica ou capacidade térmica do material. A capacidade calorífica depende de material para material, e quanto maior o seu valor menos susceptível às variações de temperatura está o material. Como a capacidade calorífica da água é mais elevado do que a da areia (ou seja para subir 1º C à temperatura da água é necessário fornecer mais calor do que para subir 1º C à temperatura da areia) faz com que a temperatura da água seja inferior à da areia.

Re:Física

Data: 16-04-2015 | De: Eduardo

Porque a água evapora antes de chegar em uma temperatura elevada.

Biologia/Células

Data: 24-02-2015 | De: Joaninha

A maioria das células de um elefante tem praticamente o mesmo tamanho e são do mesmo tipo das células de um animal bem menor, como o rato. Então, o que explica a diferença de tamanho entre estes dois animais?

Re:Biologia/Células

Data: 02-04-2015 | De: Alexandra Nobre

Olá Joaninha.
Tens razão. Sendo o elefante e o rato animais vertebrados de sangue quente, possuem ambos tecido muscular, tecido nervoso, tecido epitelial e tecido conjuntivo Tecidos estes constituidos por células com formas e tamanhos diferentes, mas semelhantes entre estes 2 animais. Então, o que explica a diferença de tamanho entre o elefante e o rato é mesmo o numero de células presentes em cada um deles.

Re:Biologia/Células

Data: 27-05-2016 | De: lapa

A diferença está no número.

Física/Química

Data: 28-12-2014 | De: Maria

Como criar uma particula que liberta um aroma por ação de calor?

Re:Física/Química

Data: 01-01-2015 | De: Ricardo Teixeira

Recorrendo a microcápsulas. As microcápsulas são uma membrana que rodeiam as partículas do aroma, e cuja degradação libertam o aroma com o tempo. É uma excelente forma de conservar o aroma por mais tempo. Existem microcapsulas que se degradam por acção do calor, outras por período de vida, etc.

Aidenwilliamloanfirm@outlook.com

Data: 21-05-2017 | De: Aiden William

Oi
Ajudamos pessoas em dificuldades financeiras. Você precisa de um empréstimo para liquidar a sua conta? Você precisa de um empréstimo para comprar um carro ou uma casa? Você precisa de um empréstimo para a educação? Você já foi rejeitado por bancos e empresas de cartão de crédito ?. Oferecemos assistência financeira ao público, com uma taxa de 3% se estiver interessado

Volte com o formulário abaixo

Nome:
Endereço:
Sexo:
país:
Montante do empréstimo necessário:
Duração do empréstimo:
Rendimento mensal:
Número de celular:
Ocupação:
A finalidade do empréstimo:

Contacte-nos agora em: aidenwilliamloanfirm@outlook.com

saudações

Sr. William Aiden

Astronomia/Movimento de translação e rotação da Lua

Data: 14-12-2014 | De: Catarina Fernandes

De que forma a força da gravidade faz com que o movimento de rotação da Lua seja síncrona com o seu movimento de translação?

Ambiente

Data: 14-12-2014 | De: Alysson Deeter

Quando a Terra gira a camada de ozono gira junto com ela?

Re:Ambiente

Data: 04-07-2016 | De: Rui Costa

A camada de ozono é apenas umas das várias camadas que compõem a atmosfera terrestre e toda a atmosfera partilha do movimento de rotação da Terra.
Se assim não fosse, no Equador haveria ventos fortíssimos, a mais de 1500 km/h.

Astronomia/Velocidade de rotação dos planetas

Data: 14-12-2014 | De: Catarina Fernandes

De que forma a nébula primitiva permitiu uma maior velocidade de rotação nos planetas gasosos e menor nos planetas telúricos?

Re:Astronomia/Velocidade de rotação dos planetas

Data: 01-01-2015 | De: Ricardo Teixeira

Os planetas gasosos (têm grande massa) formaram-se, portanto, a partir de partes de maior massa e maior extensão (do que no caso dos planetas como a Terra) expelidas da nuvem protossolar (nuvem primordial que originou o Sol, os planetas e outros corpos deste sistema).
Na agregação gravitacional (por acreção), o seu momento angular aumentou mais (em obediência à lei da conservação do momento angular) do que nos corpos que se formaram a partir de parcelas de matéria de menor massa e menor dimensão.

Na contração de um sistema em rotação, originada por forças interiores, o momento angular* mantêm-se constante, e logo uma redução de diâmetro tem de ser acompanhada por um aumento de velocidade angular de rotação [pense-se na bailarina , quando (a rodar) aproxima os braços do eixo do seu corpo]: a sua velocidade angular aumenta (menor período de rotação). Outra razão tem a ver com o facto destes planetas, por terem massas enormes terem colectado muito mais matéria à sua volta, que já possuía momento angular proveniente da nuvem primordial. A aproximação e colisão dessa chuva imensa de matéria, que levou à acreçao de mais matéria ainda, aportou mais momento angular a esses planetas gigantes gasosos. É compreensível que num "campeonato de acreção", ganhem os corpos de maior massa inicial...

* Para quem estiver menos familiarizado com o conceito de momento angular (L), pode dizer-se que este mede "a quantidade de movimento em rotação". Para uma partícula de massa m, à distância r do eixo de rotação, girando circularmente em torno do eixo de rotação com velocidade v, o seu momento angular L valerá, em relação a esse eixo:

L = m v r

Para uma esfera de massa M e raio R, a girar com velocidade angular w, será L =I w , com I (momento de inércia) a valer I = (2/5^) M R^2 . Portanto, para a esfera, L = [(2/5) M R^2] w .

No Sistema Internacional de Unidades (SI), o momento angular mede-se em kg.m^2.s^-1

Astronomia/Planetas

Data: 14-12-2014 | De: Nuno Santos

Eu gostaria de saber se é verdade a teoria que diz que Vénus gira ao contrário dos outros planetas porque chocou com outro astro?

Ando no 7º ano.

Re:Astronomia/Planetas

Data: 15-12-2014 | De: Ricardo Teixeira

Isso é uma teoria válida. Para ajudar-te a perceber, segura numa bola pequena com o polegar e o indicador e com a outra mão roda a bola no sentido anti-horário. Se rodares a mão (aquela que segura a bola) para a frente num ângulo superior a 90º, verificarás que a bola roda agora no sentido horário. Num passado, um astro de grande massa poderá ter chocado com Vénus alterando o seu eixo de rotação, alterando assim o movimento de rotação de Vénus.

(Contributo de um cidadão.)

Astronomia/Planetas

Data: 14-12-2014 | De: Nuno Santos

Porque é que Úrano gira de lado?

Física/Energia solar

Data: 14-12-2014 | De: Gentil Telles de Proença

Gostaria de saber qual a relação entre a área de captação de raios solares e a temperatura obtida quando esses raios são dirigidos para um mesmo ponto.

Ex.: Divido um espelho de 1m2 em 100 pedaços de 10cmx10cm. Aí, posiciono todos estes pedaços refletindo os raios solares em um só ponto. Que temperatura conseguirei nesse ponto?

Re:Física/Energia solar

Data: 16-04-2015 | De: Eduardo

A temperatura vária de acordo com o material que será alvo dos raios solares e o tempo de incidência dos raios.

Tecnologia/História da Ciência

Data: 17-11-2014 | De: Carlos

Em que ano foi encontrado o lápis?

Re:Tecnologia/História da Ciência

Data: 23-09-2015 | De: Curioso.

Eu perdi o meu há dois anos e ainda não o encontrei.

Re:Re:Tecnologia/História da Ciência

Data: 27-05-2016 | De: lapa

Eu confesso que algumas vezes tenho dificuldade em encontra-lo.

História da Ciência

Data: 30-10-2014 | De: Adriano da pausa

Em que século foi inventado as velocidades das reações químicas?

Re:História da Ciência

Data: 27-10-2015 | De: zacarias

indica asrazoes qui levarou flaaso a comula o pais

Biologia/Nutrição/Saúde

Data: 28-10-2014 | De: Rhyann

Por que exite uma lei obrigando que se acrescente iodo ao sal de cozinha antes de ele ser vendido?

Re:Biologia/Nutrição/Saúde

Data: 02-11-2014 | De: Alexandra Nobre

Olá Rhyann.
O iodo é um nutriente muito importante, imprescindível ao bom funcionamento da glândula tiróide, que é obtido através da alimentação. A sua deficiência pode originar distúrbios do sistema nervoso, atraso mental, problemas de crescimento e de audição, entre muitos outros. Como os alimentos ricos em iodo são poucos (essencialmente mariscos, moluscos e peixes de água salgada) e pouco consumidos, sobretudo em certas regiões, então a estratégia de adicionar iodo ao sal que é consumido a todas as refeições principais revelou-se uma ideia muito boa. Ainda para mais é um processo muito barato.

Curiosidades científicas/Astroquímica

Data: 24-10-2014 | De: Carol

Gostaria de saber se a água e o óleo se misturam no espaço? Porque na Terra eles se misturam, mas tenho dúvidas em relação ao espaço.

Re:Curiosidades científicas/Astroquímica

Data: 01-01-2015 | De: Ricardo Teixeira

A água e o óleo não se misturam, e podes observar isto misturando água com óleo de cozinha. E não se misturam porque têm uma polaridade diferente, o que provoca uma diferença entre tensões superficiais (a da água é superior à do óleo). Para se poderem misturar poderás usar tensioactivos (tais como alcoois gordos) que irão diminuir a tensão de superfície da água e permitir uma emulsão do óleo em água. Se lavares uma panela com óleo sem recorrer a nenhum detergente (os detergentes contém tensioactivos) a panela continuará gordurosa.

Re:Curiosidades científicas/Astroquímica

Data: 19-04-2015 | De: Marcos felix Adelino

E que estado o fogo se encontra?,solido,liquido ou gasoso.

Re:Re:Curiosidades científicas/Astroquímica

Data: 28-05-2015 | De: Ricardo Teixeira

Caro Marcos, existe mais estados de matéria do que esses três por ti enumerados. O plasma é um outro estado.
O estado em que se encontra o fogo é plasma.

Tecnologia/Edifício que colapsou

Data: 09-10-2014 | De: Durval

Depois de um avião sobrevoar várias vezes um edifício, este ficou destruído.
Existe alguma tecnologia militar para este fim?

Re:Tecnologia/Edifício que colapsou

Data: 16-04-2015 | De: Eduardo

A destruição pode ser decorrente das ondas sonoras que se acumularam atrás do avião (provavelmente um avião militar).
Este vídeo pode ajudar entender com acontece. https://www.youtube.com/watch?v=-H0zKsfNV0c

Obs: já ouvi falar de janelas quebrarem, mas não acontecer nada com a estrutura. Presumo que o exemplo da sua pergunta seja apena uma suposição.

Biologia/Fisiologia

Data: 07-10-2014 | De: Alex

Cerca de 40 minutos depois de beber dois copos de água e tendo estado em repouso durante algum tempo você sente vontade de urinar. Por que isso acontece e qual o hormónio envolvido nesta situação?

Astrofísica

Data: 22-09-2014 | De: Marcos Vinícius

A intensidade da luz de uma fonte central varia com o quadrado da sua distância. Se você vivesse num planeta que estivesse duas vezes mais próximo do Sol do que a Terra está, como a intensidade da luz solar nele se comportaria?

Itens: 1 - 145 de 145

Novo comentário

Escreve aqui as tuas questões/dúvidas científicas

heavensuiteloancompany@gmail.com

Data: 10-06-2017 | De: Pastor Osas Freeman

Então eu digo a você: Pergunte e será dado a você; procurar e você vai encontrar; Bata e a porta será aberta para você. ... (Mateus 7:7)

Prezado cliente.
Assim, sem o apoio do seu banco, você pode receber
Meu apoio financeiro
para pagar dívidas e pagar contas e fazer o seu projeto
um empréstimo privado

Você está na necessidade de empréstimo @ 3% taxa de juros para fins comerciais e privados? Se sim: Preencha e volte.
Nome: = = =
Quantidade necessária: = = =
Duração: = =
país: = = =
Finalidade: = = =
Número de telemóvel: = =
Envie-nos via e-mail: heavensuiteloancompany@gmail.com

Dar nunca falta nós damos mas Deus abençoe!!!

Cura

Data: 06-06-2017 | De: david oliveira

Olá a todos, sou David Oliveira de Chicago, EUA. Estou aqui para dar meu testemunho sobre Dr.RAIN que me ajudou na minha vida, quero informar o público sobre como fui curado (HIV) pela Dr.RAIN, visitei um hospital diferente, mas me deram lista de drogas como Famvir , Zovirax e Valtrex, que é muito caro para tratar os sintomas e nunca me curou. Eu estava navegando pela Internet buscando um remédio contra o HIV e vi comentários de pessoas falando sobre como Dr.RAIN os curou. Copiei seu e-mail (drrainhivhealingcentre@gmail.com). Quando eu entrei em contato com ele, ele me deu esperança. Ele me pediu para enviar algum dinheiro para ele preparar o remédio para mim, assumi o risco e enviei-lhe o dinheiro e ele me enviou um remédio de plantas medicinais que eu tomei e funcionou seriamente para mim, sou uma pessoa grátis agora sem problema , O resultado do meu HIV resultou negativo. Eu rezo por você. Dr.RAIN estou curado. Você também pode curar meus amigos se você realmente precisar de ajuda para os meus médicos, você pode contatá-lo agora: drrainhivhealingcentre@gmail.com ou ligue para o seu número de celular ou whatsapp: +2347068420766 Obrigado Dr. .CHUVA. Eu oro para Deus, abençoe-o por curar-me de (HIV) AM SO GRATEFUL, EU AVISO DE VOCÊ AMIGOS QUE O AJUDE A SOLUIR O SEU PROBLEMA PODE TAMBÉM CURRIR ESTAS DOENÇAS. . ASTHMA, INFLUENZA HERPES. CANCER, SYPHILIS, O vírus da raiva. Varíola, DENGUE N, SUBSONIC, ANTHRAX, etc. , .

Cura

Data: 06-06-2017 | De: david oliveira

Descobrir que eu era HIV positivo não era fácil. Mas com o passar do tempo, adormeci lentamente com o meu estado positivo para o HIV e tentando enfrentá-lo com uma atitude positiva. Em meados de 2012 fiquei bastante doente. Eu desenvolvi sintomas persistentes de gripe, dores de cabeça, tosse irritante e feridas que não iria curar. Minha pele sentiu como se estivesse rastejando, minhas pernas doíam, eu sentia náuseas e perdi peso. Então o exaustão atingiu. Era um cansaço indescritível e não importava o quanto eu dormia, eu nunca sentia descansado. Em 2013, fui hospitalizado quando meu número de CD4 atingiu 86 (pessoas com HIV-negativos têm uma contagem de CD4 entre 700 e 1.000, uma contagem de CD4 inferior a 200 é considerada perigosamente baixa). Foi um momento terrível. Há muito a dizer sobre o Dr. Rain, mas eu só posso mencionar alguns agora, este é um excelente, bom e poderoso Dr. RAIN, tudo graças a ele por ter me dado uma segunda chance, se você estiver aí passando por qualquer Problema, você pode contactá-lo hoje em seu e-mail via: (drrainhivhealingcentre@gmail.com), e eu sei que ele irá ajudá-lo também.
Entre em contato com ele para qualquer tipo de doença abaixo como:
1 Câncer
2 Hiv
3 baixa contagem de esperma
4 Barrenness
5 Herpes
6 Hpv
7 Gonorréia
8 ITS (infecção sexualmente transmissível)
9 DST (doença sexualmente transmissível)
10 Stroke.
Entre em contato com ele para qualquer tipo de Via de Doença (drrainhivhealingcentre@gmail.com) ou whatsapp: +2347068420766

Ciência

Data: 14-03-2017 | De: Vitor

Foi possível colocar com facilidade na escala do tempo a data aproximada da origem da espécie humana ? explique a resposta

24hourfundsservice@gmail.com

Data: 02-03-2017 | De: Si. Berry

@2%-

Olá, a empresa "a quantidade disponível de negócios homens e mulheres gama de crédito qualquer quantidade de sua escolha para mais informações entre em contato conosco por e-mail 24hourfundsservice@gmail.com первая informação é necessária Nome completo ......... .. Número de telefone pessoal ..... ........ ...... .................... País ..... Endereço ............ .......... ................... Idade do Estado ..... Você usou antes? ....................... ..... estado . ..................... ....................... Valor do empréstimo você precisa do Período de empréstimo ............... ...................... Ocupação Rendimento mensal ....... .. .................. .. Willingly esperando uma pronta resposta Com os melhores cumprimentos, endereço de e-mail 24hourfundsservice@gmail.com

innocentadogah@gmail.com

Data: 29-12-2016 | De: JANE

Eu sou uma amostra de jena do Canadá. Estou muito feliz pela grande ajuda que o Dr.faour entregou a mim, estou aqui para dar o meu testemunho sobre Dr.faour que me ajudaram na minha vida. Eu estava infectado com (HPV VIRUS) há 4 anos, fui a muitos hospitais para a cura, mas não havia solução, até um dia fiel, eu vi uma linha de blog onde alguém disse Dr.favour curado uma mulher que também tinha a infecção (HPV VIRUS) e então eu vi mais uma vez outra mulher dizendo Dr.favour curado herpes.Eu decidi contactá-lo através de seu e-mail, eu disse a ele que eu era (HPV VIRUS) positivo por 4 anos, Ele disse que ele pode me curar se Eu posso confiar nele.Ele disse que ele vai preparar o remédio herbal e enviá-lo para mim.Fiz o que ele me disse e enviou alguns remédios herbal para mim no Canadá, após 7 dias de usar o seu medicamento eu fui para o hospital e foi Testado negativo para (HPV VIRUS), eu não podia acreditar, eu fui a quatro hospitais diferentes e os testes foram negativos.Ele é muito surpreendente, mas é a verdade.Então eu acho que todos esses depoimentos sobre ele na internet, que É realmente um grande homem de ervas, este é o seu e-mail: [drfavourherbalhealingcenter@gmail.com]
Se você tem HIV, herpes, câncer, sífilis, asma, diabetes, vírus do papiloma humano (HPV), hepatite B ou qualquer doença, você precisa entrar em contato com este grande Herbalist e lançador de feitiços em [drfavourherbalhealingcenter@gmail.com] Mudar quaisquer taxas, quando você está livre da doença, você pode mostrar apreço a ele, para o que ele tem don para você. Ele também pode trazer de volta seu ex amante de volta para você

portugual

Data: 02-12-2016 | De: Pedro Alvares

Pedro Alvares Financeiro Company Inc (pedroalvares1145@gmail.com)

Bom dia Sra e Sr
Esta mensagem destina-se a indivíduos a todos aqueles que estão precisando de um empréstimo particular para reconstruir suas vidas. Você está procurando empréstimo reviver suas atividades para um projeto, ou para a compra de um apartamento, mas você está proibido de banco ou sua pasta no verão rejeitado banco. Eu sou um particular que oferece empréstimos que variam de 5.000 a pessoas € 950.000 capazes de satisfazer as condições. Eu não sou um banco e não exige muitos documentos para confiar em você, mas você deve ser uma pessoa justa, honesta, sábia e confiável. Eu concede empréstimos para todas as pessoas vivas. Minha taxa de juros é de 2.5% por ano. Se precisar de dinheiro para outras razões, sinta por favor livre contatar-me para obter mais informações. Estou disponível para conhecer meus clientes em uma duração máxima de 3 dias após a recepção do seu formulário de candidatura. Se você estiver interessado, entre em contato comigo para obter mais informações.


E-mail :pedroalvares1145@gmail.com

NB: as pessoas sérias medidas para abstenirs

esprestimo

Data: 02-09-2016 | De: MAGRET JAMES

Você pensa em obter um empréstimo? Você está seriamente na necessidade de um empréstimo urgente para iniciar seu próprio negócio? Você está em dívida? Esta é a sua chance de alcançar o seu desejo, nós damos empréstimos pessoais, empréstimos comerciais e empréstimos a empresas e todos os tipos de empréstimo com juros de 2% para mais informações contacte-nos através do email:
(MAGRETJAMES321@GMAIL.COM)

Geografia

Data: 26-03-2015 | De: Nicolas

Na antiguidade a orientação pelos astros celestes como o Sol e outras estrelas foi muito útil para navegantes. Quais hipóteses para a difusão dessa prática?

Biologia

Data: 22-02-2015 | De: Guilherme

Por que há seres vivos que conseguem sobreviver mais tempo do que os outros?

Geologia

Data: 18-02-2015 | De: Maria Luíza

Em qualquer ponto do planeta, a primeira camada de rochas que se formou deveria estar debaixo de todos os outros blocos rochosos. Então, por que razão encontramos, em vários pontos da Terra, essas rochas expostas na superficie ou a pouca profundidade?

Química/Mudança de cor do alho

Data: 30-08-2014 | De: Paula Matias

Bom dia:

Sempre me intrigou porque é que ao temperar alguns alimentos com alho este muda de cor e fica azul esverdeado.
Existirá alguma reação química com o sal que explique este facto?

Obrigada desde já pela atenção que esta pergunta possa vir a ter.

Re:Química/Mudança de cor do alho

Data: 23-10-2014 | De: Alexandra Nobre

Olá Paula.
Sim, como a Paula já suspeitava ocorre uma reacção química. Ou melhor, uma reacção bioquímica uma vez que está envolvida uma proteína catalítica (enzima).
Ora o que acontece é que o enxofre presente no alho reage com alguns iões de cobre ( por exemplo da água ou da faca) dando origem a sulfato de cobre que tem a cor azul. :-)

Física

Data: 30-08-2014 | De: Clara Dlç

Por que podemos comparar o interior da Terra com um grande "motor"?

Biologia/Biotecnologia

Data: 30-08-2014 | De: Lucilene

Destaque nos meios de divulgação a invenção de um jovem pesquisador, que alega ter inventado a primeira folha artificial capaz de realizar fotossíntese e produzir oxigênio em ambientes como as naves espaciais. Que a limitações possuem essas “folhas” para que sejam utilizadas em viagens espaciais?

Física/Magnetismo

Data: 30-08-2014 | De: Marcos Vieira

O que aconteceria se colocasse um íman esférico dentro de outro íman esférico?

Física/Curiosidades científicas

Data: 02-08-2014 | De: Cruz

Boa tarde!

Já coloquei a mesma pergunta num post mais abaixo mas não sei se está atualizado...
Gostaria de saber que ar aguenta mais dentro dum insuflável, se é o ar frio "normal" ou quente?
Obrigado!

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 09-09-2014 | De: Ricardo Teixeira

Esta situação é semelhante a medir a pressão dos pneus. Imagina que um dado pneu requer uma pressão 2,2 bar. Se fores medir a pressão num pneu frio e medires a pressão num pneu quente, irás obter valores diferentes. Porque o ar quente tem mais pressão. Então se ajustares a pressão com o pneu quente, o que acontecerá é que vais ter que retirar ar ao pneu para obteres a pressão 2,2 bar. Assim quando o pneu arrefecer, o pneu irá ter menos volume (ficará em baixo). Portanto aconselham sempre a medir a pressão quando o pneu estiver frio, ou colocar mais 0,2 bar a mais se o pneu tiver quente.

No caso do colchão é igual. Se colocares ar quente, quando o ar arrefecer, irás ter menos volume do que quando encheste.

Biologia/Microbiologia

Data: 26-07-2014 | De: Rafaela

Foi comprovado que diversos tipos de bactérias se movem sempre em direção ao norte e que outros se movem em direção ao sul.
Porquê que isso acontece?

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 22-10-2014 | De: Alexandra Nobre

Olá Rafaela
Na verdade isso acontece. Há bactérias que são capazes de acumular, no seu interior, cristais de Ferro (magnetite e pirite) com propriedades magnéticas. Por esse motivo podem funcionar como pequenos ímans que se movem/ orientam em resposta ao campo magnético da Terra. Esses cristais têm o nome de magnetossomas e as bactérias com esta propriedade são magnetotáxicas. Um exemplo de uma bactéria com estas características é a Magnetospirillum magnetotacticum como o próprio nome indica de forma inequívoca.
O mundo microbiológico é mesmo fascinante, não é? :-)

Física/Mecânica

Data: 15-07-2014 | De: Anderson L.Lopes

Será possível um motor absorver enormes quantidades de energia e direcioná-la para as rodas, de modo a um veículo atingir enormes velocidades, sem explodir?

Astronomia/Astrofísica/Curvatura do espaço-tempo

Data: 05-07-2014 | De: Dariu@sulgas.rs.gov.br

Um objeto com massa, o sol por exemplo, está mergulhado no espaço-tempo, como uma bola no terço médio de um tanque retangular cheio de água, e não sobre a superfície, como se acima dele não houvesse nada ou espaço-tempo?! Então, a deformação se dá em torno da esfera, e não em uma direção, como se caísse e afundasse o tecido, como se ve nas representações. Então, como uma estrela de neutrões vai deformar numa direção, criando um funil, e não na outra direção? Tem como mostrar uma representação gráfica?

Re:Astronomia/Astrofísica/Curvatura do espaço-tempo

Data: 09-07-2014 | De: Ricardo Teixeira

Não sei se percebi bem a sua questão, mas tentarei explicar.

Imagina um lençol estendido. Esse plano é a 2D (largura e comprimento). Se colocares um objecto com peso suficiente para curvar o lençol verificarás que este irá curvar o lençol. Se colocares outro objecto (mais leve do que o anterior) este irá ser atraído pelo outro objecto desde que esteja dentro da curvatura. Não importa onde coloques o segundo objecto que ele irá 'cair' para o primeiro.
Nota: tu consegues ver a curvatura porque consegues ver a três dimensões, de outra forma seria impossível.

No espaço-tempo já não é a duas dimensões como no lençol mas a 3 dimensões. E tal como no exemplo anterior desde que o objecto se encontre na zona de curvatura, irá ser atraído pelo objecto mais pesado independentemente da sua posição.

O que acontece nas representações gráficas é que o espaço-tempo está representado a 2D porque só assim veríamos a curvatura. Porque precisaríamos de ver a 4 dimensões para podermos ver a curvatura do espaço-tempo.

Espero ter ajudado.

Ambiente/Ecologia

Data: 05-07-2014 | De: Anónimo

Como os cientistas podem explicar como nós cuidamos, bem ou mal, de nosso habitat?

Como eles podem explicar para nós, soluções para a recuperação do planeta Terra?

Trabalho de ciências/Física

Data: 05-07-2014 | De: Ana Beatris

Não encontramos justificação para: 'No inverno, em algumas cidades de nosso país, quando a temperatura se encontra abaixo de 10 ºC, surgem nas janelas dos onibus ou carros que transportam uma grande quantidade de passageiros pequenas gotículas de água no estado líquido.' Gostaríamos de saber o motivo de isto acontecer.

Re:Trabalho de ciências/Física

Data: 11-07-2014 | De: Ricardo Teixeira

O que acontece é um fenómeno físico chamado condensação.

Como a temperatura é baixa, o vapor de água (quente a +- 37 ºC), proveniente da respiração das pessoas, ao tocar no vidro, que se encontra frio, condensa, formando pequenas gotículas de água.

(Contributo de um cidadão.)

Física/Mecânica quântica

Data: 04-07-2014 | De: LJ

Por que a Mecânica Quântica se comporta diferente da Mecânica Clássica?

Re:Física/Mecânica quântica

Data: 16-04-2015 | De: Eduardo

Isto é um mistério para todos os físicos, sabe-se apenas que o muito muito pequeno é diferente do relativamente grande. A Físicas consegue hoje manipular as coisas muito pequenas, porém sem saber porque acontece, e isso da certo, uma prova disso são todas os aparelhos eletrônicos que vemos hoje.
Posso adiantar para você que o tipo de forças que agem no muito pequeno são diferentes das forças que conhecemos na mecânica.

Ciência/História e Filosofia da Ciência

Data: 04-07-2014 | De: SERGIO XAVIER

Como formular questões científicas?

Matemática/Imagem de Satélite

Data: 04-07-2014 | De: Letícia Del Vechio

Por que não é possível representar a superfície da Terra sem uma projeção e sem aplicar uma escala de redução? A imagem de satélite tem as mesmas distorções que um mapa?

Re:Matemática/Imagem de Satélite

Data: 06-07-2014 | De: Rui Costa

Um mapa é uma representação da superfície do planeta Terra ou de uma parte do planeta, numa superfície plana. O problema é que a Terra tem uma forma aproximadamente esférica. Qualquer representação de uma esfera sobre um plano terá necessariamente distorções.

Imagina que a Terra tinha a forma de um cilindro (por exemplo o tubo que sobra de um rolo de papel higiénico). Para se representar a superfície do cilindro numa folha de papel (um “mapa”), bastaria "abrir" o rolo e já está!
Agora imagina fazer isso com a casca de uma laranja... Não é possível. Todo o tipo de mapas (e há mesmo muitos tipos de projeções) apresenta distorções das distâncias, dimensões ou ângulos.

A única forma de representar a Terra de forma fiel, sem distorcer a forma dos países e continentes, e recorrendo a um globo terrestre.

Quanto à escala, é simples. Se fosse viável fazer um mapa tao grande que cada centímetro da superfície terrestre correspondesse a um centímetro no mapa, a escala seria de 1:1. Mas não é isso que acontece habitualmente: um mapa tem uma dimensão muito menor que a região representada. Daí haver sempre uma escala que indica qual é a o factor de redução do mapa em relação à área real representada.

mrsroseberrywilkinsfundss.usa@gmail.com

Data: 25-10-2016 | De: Mrs Rose Berry

Olá

Somos uma organização cristã formada para ajudar as pessoas em necessidade de ajuda, como help.So financeira, se você está passando por dificuldades financeiras ou você estiver em qualquer confusão financeira, e você precisa de fundos para iniciar o seu próprio negócio, ou você precisa de empréstimo para liquidar a sua dívida ou pagar suas contas, começar um bom negócio, ou você está encontrando dificuldade para obter empréstimo de capital de bancos locais, contacte-nos hoje por e-mail mrsroseberrywilkinsfundss.usa@gmail.com pois a bíblia diz "" Luke 11:10 Todo aquele que pede, recebe; o que busca encontra; e àquele que bate, a porta será aberta ".Assim não deixe que estes oportunidade passar por você, porque Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre more.Please estes é para graves espírito e Deus As pessoas tementes.

Seu nome:
SEXO;
IDADE;
País
Montante do empréstimo:
Empréstimo Duração:
FIM DE EMPRÉSTIMO;
Sua renda mensal;
Válido número de telefone celular:

Obrigado por sua compreensão para o seu contacto enquanto aguardamos

Saudações
Gestão
E-mail: mrsroseberrywilkinsfundss.usa@gmail.com

Física/Arco romano

Data: 04-07-2014 | De: Marta Zerbone

Por que o arco romano não cai?
Preciso de uma explicação científica.

Biologia/Genética

Data: 04-07-2014 | De: Fernanda Castro

Qual o animal mais próximo do homem?

Re:Biologia/Genética

Data: 04-07-2014 | De: Ricardo Teixeira

O animal mais próximo do homem é o chimpanzé. Partilhamos cerca de 98% de DNA.

(Contributo de um cidadão.)

Astronomia

Data: 04-07-2014 | De: Ed Wilson Lemos

Por que no espaço não há ar?

Re:Astronomia

Data: 09-09-2014 | De: Ricardo Teixeira

Porque no espaço não existe gravidade para suster as moléculas de fora a formar uma atmosfera como na Terra.

Antropologia/Nomenclatura científica

Data: 04-07-2014 | De: Giovanna

Eu queria saber qual é meu nome científico?

Re:Antropologia/Nomenclatura científica

Data: 25-08-2014 | De: João Lourenço Monteiro

O nome científico dado à espécie humana é Homo sapiens sapiens.

Biologia/Decomposição de plantas e animais

Data: 04-07-2014 | De: Tainá

Por mais que seja o número de animais e plantas que morrem, os cadáveres dos animais e os restos das plantas não se acumulam no nosso planeta. Certo ou errado? Porquê?

Re:Biologia/Decomposição de plantas e animais

Data: 23-07-2014 | De: Gus

Você acumula quando adiciona algo novo em um espaço, mas como plantas e animais utilizam matéria que já se encontrava na Terra, não podemos dizer que quando elas morrem se acumulam.

(Contributo de um cidadão.)

Re:Biologia/Decomposição de plantas e animais

Data: 22-01-2015 | De: Rui Costa

Os restos de animais e plantas não se acumulam porque, graças à actividade de pequenos seres vivos, chamados decompositores, acabam por se decompor em matéria orgânica que se mistura com matéria inorgânica, formando o húmus do solo, que por sua vez acaba por servir de alimento a novos seres vivos.

Geologia/Vulcanismo

Data: 04-07-2014 | De: Rayane Borges

Um vulcão expele o quê?

Re:Geologia/Vulcanismo

Data: 11-07-2014 | De: Maria Rosa Duque

Os vulcões expelem lava. A lava é material do interior da Terra que está sujeito a temperaturas e pressões elevadas e que quando encontra uma região da Terra onde seja /mais Fácil" romper, consegue chegar à superfície.

Curiosidades científicas/Experiências laboratoriais

Data: 25-06-2014 | De: Orlando

Se juntarmos sangue de galinha com sumo de limão, que reação química acontece?

Geologia/Sismologia

Data: 15-06-2014 | De: D

Alguém me sabe dizer porquê que se o Porto e Lisboa forem atingidos por sismos, o Porto tem menos estragos do que Lisboa?
Eu sei que tem a ver com tipo de rocha, mas não percebo muito bem a ligação.
Obrigado!

Re:Geologia/Sismologia

Data: 11-07-2014 | De: Maria Rosa Duque

Bom, o problema não é assim tão simples. Na realidade o que acontece é que os sismos que atingem o nosso país têm a sua origem, quase todos, em regiões mais próximas de Lisboa do que do Porto. É verdade que diferentes tipos de rochas respondem de modo diferente à propagação das ondas sísmicas, devido ás suas propriedades elásticas serem diferentes, mas, no caso considerado, a distância é fundamental.

Geologia/Tectónica de placas

Data: 15-06-2014 | De: Não posso dizer

Podem me explicar por que não se tem alterado as dimensões da superfície da Terra?

Re:Geologia/Tectónica de placas

Data: 11-07-2014 | De: Maria Rosa Duque

A área da superfície da Terra não tem sofrido alterações acentuadas por que as placas tectónicas que a constituem formam-se em de terminadas regiões e desaparecem, "mergulham" no interior da Terra, noutras regiões. Tudo se passa como se as placas litosféricas tivessem um tempo de vida findo o qual desaparecem.

Biologia/Astronomia/Sobrevivência na Lua

Data: 15-06-2014 | De: Açucena

O que um ser humano precisa para sobreviver se estiver na Lua?

Re:Biologia/Astronomia/Sobrevivência na Lua

Data: 22-01-2015 | De: Rui Costa

Precisa de estar dentro de um fato pressurizado que lhe confira protecção contra a radiação, uma pressão semelhante à da superfície da Terra e também uma mistura de gases semelhantes à existente aqui na Terra e que lhe permita respirar.
Para assegurar a sobrevivência, convém também ter ali perto uma nave que lhe permita regressar à Terra pois as condições de vida na Lua só são possíveis dentro desse ambiente artificial proporcionado pelo fato ou, eventualmente pela nave que o transportou para lá.

Não esquecer que também é necessário prover à alimentação e às necessidades fisiológicas do ser humano.

Re:Biologia/Astronomia/Sobrevivência na Lua

Data: 22-01-2015 | De: Rui Costa

Precisa de estar dentro de um fato pressurizado que lhe confira protecção contra a radiação, uma pressão semelhante à da superfície da Terra e também uma mistura de gases semelhantes à existente aqui na Terra e que lhe permita respirar.
Para assegurar a sobrevivência, convém também ter ali perto uma nave que lhe permita regressar à Terra pois as condições de vida na Lua só são possíveis dentro desse ambiente artificial proporcionado pelo fato ou, eventualmente pela nave que o transportou para lá.

Não esquecer que também é necessário prover à alimentação e às necessidades fisiológicas do ser humano.

Física

Data: 15-06-2014 | De: Big Bang

O que converte energia em massa?

Re:Física

Data: 09-09-2014 | De: Ricardo Teixeira

Até agora o homem ainda não conseguiu converter Energia pura em massa. Sabemos que E=m*c^2. Em que c^2 é o quadrado da velocidade da luz. A velocidade da luz é 300.000.000 metros por segundo. Assim pela equação anterior podes ver que a energia necessária para produzir uma quantidade muito pequena de massa, continua a ser um valor muito grande.

Reação química em tecidos de roupas

Data: 15-06-2014 | De: Maurício

Gostaria de saber se existe alguma composição química que se juntasse a alguma fibra natural (algodão, lã, linho ou rami) e entrasse em contato com o frio a fibra engrossaria e em contato com o calor ela afinaria?

Geologia/Rochas

Data: 01-06-2014 | De: Sabrina

Eu também tenho perguntas sobre ciências:

Como são formadas as rochas? Elas duram para sempre?

Ambiente/Ecologia

Data: 15-05-2014 | De: Diogo

Que consequências ação antropomórfica nos ecossistemas tem sobre a quantidade de radiação UV que chega à superfície?

Astronomia/Astrofísica

Data: 15-05-2014 | De: Thais Fortes

Como é possivel o mundo ser redondo e ao girar não caírmos? Como é possivel que o Sol se retire com a chegada da Lua?

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 23-05-2014 | De: Loenes

Não caímos por causa da gravidade presente na Terra. Ela nos mantém "presos" ao chão. O Sol não se retira com a chegada da Lua. Ele continua intacto. A Terra gira, e com isso "vemos" a Lua e o Sol separadamente.

(Contributo de um cidadão.)

Ciência/Tecnologia/Máquinas

Data: 06-05-2014 | De: Igor Rogério

É possível uma máquina transformar pessoas em animais?

Re:Ciência/Tecnologia/Máquinas

Data: 07-06-2014 | De: Alexandra Nobre

Olá Igor

Queres repensar a tua pergunta? Não deve ser bem isto que queres perguntar, pois não? É que como com certeza sabes, as pessoas são animais pertencentes à classe dos mamíferos, à ordem dos primatas e à espécie "Homo sapiens".

Biologia/Curiosidades científicas

Data: 02-05-2014 | De: Antonietta

Se colocar uma planta com um rato em um ambiente isolado, o que ocorre com ambos: morrem ou ficam vivos?

Re:Biologia/Curiosidades científicas

Data: 07-06-2014 | De: Alexandra Nobre

Olá Antonietta.
Um ambiente isolado, em princípio não permite troca de matéria nem de energia com o meio que o rodeia. Assim, se o sistema em que nos estamos a focar é isolado e só possui uma planta a um rato, podemos afirmar, com toda a certeza, que ambos morrem.
Logo no topo das razões está a ausência de água. Não há um ser vivo que possa sobreviver sem ela. E ponto final. :-)
É verdade que o rato ao respirar liberta CO2 (dióxido de carbono) que é incorporado pela planta. Esta, por sua vez, liberta O2 (oxigénio) que é respirado pelo rato. Em termos destes gases, respiração e fotossíntese são processos bioquímicos "opostos"e por aqui a coisa estaria resolvida (acreditando que as quantidades de gases libertados por cada um eram suficientes às necessidades do outro). Mas em termos de nutrição falta tudo. A planta precisa de água, de sais minerais e de compostos com azoto, por exemplo. O rato é um roedor que, para além da água, se alimenta de sementes, bagas, frutos e de alguns animais como caracóis e insectos.
Está respondido?

Química

Data: 24-04-2014 | De: Joana

Será possível fazer com que um fósforo arda dentro de um copo cheio de água?

Física/Flutuação

Data: 23-04-2014 | De: Lidiane

Como os seres vivos conseguem se manter na superfície da água sem afundar?

Re:Física/Flutuação

Data: 11-07-2014 | De: Maria rosa Duque

O que acontece é que os corpos sofrem, por parte da água, uma força chamada de impulsão, que é dirigida de baixo para cima, e que está relacionada com o volume do corpo que está dentro de água e com o peso do corpo. Se não exercermos forças "para baixo" conseguiremos flutuar. Se tivermos medo,exerceremos forças desse tipo e iremos ao fundo.

Física/Experiências

Data: 23-04-2014 | De: Taiane

Por que quando uma pessoa pega um recipiente cheio de água e coloca limão dentro deste, e depois fica jogando sal, logo depois disso o limão flutua?

Re:Física/Experiências

Data: 15-05-2014 | De: Nayara Trindade

Porque quando temos um corpo imerso em um líquido existe uma força chamada empuxo atuando debaixo para cima no corpo, com intuito de deslocar o corpo para voltar a sua forma inicial. Tendo que a intensidade do empuxo depende da densidade, o limão irá flutuar a medida que for sendo acrescentado sal pois o empuxo será maior na água salgada, devido a densidade ser maior na água salgada que na água doce .

(Contributo de um cidadão.)

Biologia/Vida

Data: 21-04-2014 | De: Maria

Um tijolo é considerado matéria não viva. O mesmo pode ser dito sobre a folha seca de uma planta?

Física/Eletricidade

Data: 08-04-2014 | De: Emanuel

Se um mergulhador no oceano levasse um objeto que libertasse pequenas quantidades de energia, sob a forma de corrente elétrica, este morreria eletrocotado?

Física/Campo electromagnético

Data: 06-04-2014 | De: André

Em quê que o campo eletromagnético influencia sobre a superfície do planeta?

Paleontologia/Dinossaurios

Data: 30-03-2014 | De: Jackeline

É verdade que a água que bebemos hoje, provavelmente correu no sangue dos dinossauros?

Re:Paleontologia/Dinossaurios

Data: 17-04-2014 | De: Ricardo Teixeira

Olá Jackeline.

Parece que o Universo, em si, é "perito em reutilização". Os átomos que existem aqui na Terra foram produzidos numa estrela que morreu. Os combustíveis fósseis que utilizamos pertenceram a seres vivos que viveram há milhões de anos.
Respondendo à tua questão: sim é provável que a água que bebemos hoje contenha átomos que existiam no sangue dos dinossauros.

(Contributo de um cidadão.)

Geologia/Analogias científicas

Data: 30-03-2014 | De: Mariana

Gostaria de saber por que se faz a comparação entre a casca de um ovo e a várias camadas do interior da Terra?

Re:Geologia/Analogias científicas

Data: 16-04-2014 | De: Diomeddes Dellano

A casca seria a superfície da crosta terrestre, a clara seria o manto e a gema o núcleo da Terra. A comparação é apenas didática, visto que tanto o ovo como a Terra têm três camadas principais, e assim fica mais fácil entender usando uma ferramenta da comparação.

(Contributo de um cidadão.)

Genética e evolução

Data: 30-03-2014 | De: Valzinha Gomes

Gostaria de saber qual a relação entre citogenética e o processo evolutivo?

Biologia/Vida

Data: 30-03-2014 | De: Danielli

Por que os vírus não podem ser considerados seres unicelulares?

Re:Biologia/Vida

Data: 25-05-2014 | De: Helena Soares

Embora a opinião não seja unânime, os vírus não são comummente aceites como seres vivos. Ao contrário de outros organismos unicelulares, como as bactérias, os vírus são incapazes de se multiplicar, de produzir o seu próprio alimento ou mesmo de crescer por si mesmos, precisando sempre de infectar outras células de modo a assegurar a sua sobrevivência.

Re:Biologia/Vida

Data: 07-06-2014 | De: Alexandra Nobre

Os vírus não podem ser considerados seres unicelulares porque unicelular significa "formado por uma única célula" e os vírus não são formados por células.
Voltando um pouco atrás, uma célula (considerada como a unidade básica da vida) é composta por um espaço delimitado por uma membrana (membrana plasmática) que obedece a uma estrutura muito concreta. Nesse espaço interior ocorrem todos os processos necessários à vida e multiplicação da própria célula.
Ora os vírus não possuem membrana. E mais! Não se conseguem multiplicar sozinhos. Para o fazer têm que entrar dentro de células e de "enganando-as", as porem a trabalhar para eles.

Ciência, cientistas e conhecimento científico

Data: 29-03-2014 | De: Nayara

Se o conhecimento científico pode ser refutado, porque os cientistas são considerados mais importantes que as demais pessoas? Há uma mitificação dos cientistas ou há razão para isso?

Re:Ciência, cientistas e conhecimento científico

Data: 09-04-2014 | De: Ricardo Teixeira

Olá Nayara,

Começando pela segunda questão, não há mistificação dos cientistas e prova disso indica-me um feriado nacional em honra de um cientista?

Um cientista é uma pessoa que nasce da mesma forma que os outros humanos, vive e morre. A única coisa que difere o cientista das outras pessoas é a sua curiosidade e a fome por obter as respostas, e isto não torna um cientista superior ou inferior a qualquer outro ser humano.

Com o tempo, o que é tecnologia de ponta hoje torna-se obsoleto, mas a sua criação permiti-nos ir mais longe. Olha o exemplo dos computadores: o primeiro computador ocupava uma sala, era muito limitado. Mas a sua existência permitiu que no futuro os computadores chegassem onde chegou hoje. Porque se ele não tivesse sido criado naquela altura mas sim hoje, então um computador de hoje ocuparia uma sala e não existiriam hoje portateis, ipads, etc..

Re:Ciência, cientistas e conhecimento científico

Data: 15-04-2014 | De: Thiago

Depende! Nem todo conhecimento científico pode ser refutado! E os que podem, devem ser feitos por quem entende bem do assunto. Sua pergunta tem um problema: ela faz afirmações não verdadeiras. Reformule-a melhor!

(Contributo de um cidadão.)

Método científico/Geologia

Data: 25-03-2014 | De: Elson

Quais os aspetos da Ciência que levam a imaginação dos cientistas cada vez mais longe, para imaginar que o núcleo existe se ninguém nunca lá chegou?

Re:Método científico/Geologia

Data: 11-07-2014 | De: Maria Rosa Duque

Olá Nelson! É verdade que ninguém chegou ao Núcleo da Terra, mas as ondas sísmicas, responsáveis pela destruição quando existem sismos, propagam-se através de toda a Terra , indo até à sua parte mais interna. Através do estudo dos registos dessas ondas é possível identificar regiões da Terra com velocidades de propagação diferentes. Foi assim que o Homem chegou à conclusão de que a Terra é formada por camadas com características diferentes.

Geologia

Data: 25-03-2014 | De: Elson

Como os cientistas chegaram à conclusão de que o centro da Terra tem núcleo?

Geologia/Geofísica

Data: 24-03-2014 | De: Jackeline

Se cavarmos um buraco na crosta terrestre, observaremos que a temperatura aumenta à medida que descemos?

Re:Geologia/Geofísica

Data: 07-05-2014 | De: Custódio

Sim. Ao abrirmos uma cova na crusta terrestre há aumento da temperatura. Quanto maior for a cova, maior será a temperatura. Por isso, noutras camadas como o manto e o núcleo, que estão mais para baixo, verifica-se temperaturas extremamente elevadas.

(Contributo de um cidadão.)

Re:Re:Geologia/Geofísica

Data: 11-07-2014 | De: Maria Rosa Duque

Na realidade, quando abrimos um furo, nas regiões junto da superfície nota-se uma diminuição de temperatura devido ao aquecimento verificado à superfície durante o dia. Depois de ultrapassada esta região onde se fazem sentir as variações de temperatura verificadas à superfície, a temperatura começa a aumentar com a profundidade. Um ponto importante é que este aumento da temperatura em profundidade não é o mesmo em toda a superfície da Terra. Ele depende de vários factores, mas existe uma propriedade térmica das rochas, chamada condutividade térmica, que permite explicar este facto.

Curiosidades científicas/Veneno

Data: 21-03-2014 | De: Rosa

Pessoal, é verdade que o feijão crú mata rato?

Biologia/Água e vida

Data: 21-03-2014 | De: Daniel

Por que a água é o principal constuinte de todos os seres vivos?

Ambiente/Aquecimento Global

Data: 11-03-2014 | De: Olinda

Qual a explicação para o aumento e diminuição, uma vez à cada ano, no aquecimento global?

Re:Ambiente/Aquecimento Global

Data: 09-04-2014 | De: Ricardo Teixeira

Olá Olinda,

Existem várias explicações para o aumento ou a diminuição da temperatura média da Terra. O sol tem a sua influência, porque nem sempre emite a mesma quantidade de energia para a Terra. Existem manchas solares que provocam uma diminuição da energia emitida para a Terra. Observou-se que o número de manchas solares não são constantes mas variam num ciclo de 11 anos. No início do ciclo tem menos manchas portanto emite mais energia, logo a temperatura na Terra será maior. Com o passar do tempo o número de manchas solares aumenta, diminuindo a energia que chega à Terra.

Temos também os chamados gases estufa. A radiação electromagnética é composta por radiação ultravioleta (mais energética), radiação visível e radiação infravermelho. Quando a radiação solar atinge a superfície da Terra parte desta é reflectida para o espaço. Mas os gases de efeito estufa não iram deixar ir para o espaço parte da radiação infravermelho reflectida pela Terra, aumentando assim a temperatura na Terra.

A camada de Ozono tem influência na temperatura da Terra. Quando a radiação solar atinge a atmosfera terrestre, parte dela é reflectida para o espaço outra parte trespassa a atmosfera terrestre deslocando para a superfície. A camada de Ozono funciona como uma barreira à radiação ultravioleta (mais energética) deixando passar somente uma parte desta radiação. Há medida que diminui a camada de Ozono, mais radiação ultravioleta chega à superfície terrestre e assim aumenta a sua temperatura.

Um supervulcão poderia mandar para atmosfera grandes quantidades de cinzas para atmosfera que iriam reflectir grande parte da radiação solar para o espaço provocando o início de uma nova era Glaciar.

Acima estão algumas causas naturais que explicam o aquecimento global, existem mais, mas penso que estas são as mais importantes. Há também as causas artificiais que são provocadas pelo Homem através da actividade industrial, que aumentam a quantidade de gases tipo estufa conduzindo a um aumento da temperatura média da Terra.

Astronomia/Ciência-Tecnologia-Sociedade/Aplicação social da investigação científica de base

Data: 11-03-2014 | De: Victoria

Dos materiais que usamos no nossso dia a dia, quais são fruto da pesquisa dos cientistas que buscam melhores condições para os astronautas?

Paleontologia/Dinossaurios

Data: 09-03-2014 | De: Isabela

Como os cientistas têm tanta certeza de que os Dinossauros colocavam ovos?

Re:Paleontologia/Dinossaurios

Data: 21-06-2014 | De: João Lourenço Monteiro

Olá Isabela,

Quando os cientistas fazem escavações e encontram esqueletos de dinossauros, por vezes encontram juntamente a esses esqueletos umas estruturas semelhantes a ninhos com ovos. Daqui podemos inferir que havia ovos no tempo dos dinossauros.

Depois, os cientistas descobriram ovos com crias fossilizadas, e essas crias eram semelhantes aos dinossauros adultos, pelo que se pode concluir que os dinossauros colocavam ovos.

Física/Tecnologia

Data: 08-03-2014 | De: Renata Assis

Gostaria de saber se vocês me poderiam informar, o que ocorre se usarmos microondas sem aquela placa de miga, o guia de ondas?
Estava usando o microondas do meu clube e notei que estava sem essa placa e me informaram que já faz um seis meses e mesmo assim o microondas continuava em uso.

Obrigada!

Re:Física/Tecnologia

Data: 01-04-2014 | De: José Gonçalves

A placa de mica destina-se a manter limpo o “guia” por onde as microondas são enviadas para o interior do forno. A acumulação de “lixo” nesse guia (principalmente gorduras) pode dar origem a pequenas “explosões” que sujariam as comidas e loiças utilizadas.

Re:Física/Tecnologia

Data: 25-04-2014 | De: Marcelly

O microondas até poderia continuar em uso, mas corre-se o risco de algum copo de vidro estourar lá dentro pelo facto de estar faltando a placa de miga. Mas, poderia sim continuar em uso!

(Contributo de um cidadão.)

Biologia/Manipulação genética

Data: 04-03-2014 | De: Érica

Como conseguirão fazer um ser sem a existência de outro?

Re:Biologia/Manipulação genética

Data: 11-03-2014 | De: Ricardo Teixeira

Olá Érica,

Através da clonagem é possível criar organismos sem precisar de um macho e de uma fêmea. A clonagem existe na natureza. Há espécies que se originam através da reprodução assexuada, como as bactérias ou no Homem no caso de gémeos univitelinos (os chamados gémeos verdadeiros).

Há animais em que a ciência permitiu a clonagem através das células de um só progenitor, como o caso da ovelha Dolly.

Um dia o Homem poderá clonar os dinossauros ou outras espécies extintas ou em vias de extinção.

(Contributo de um cidadão.)

Biologia/Ecologia

Data: 04-03-2014 | De: Maiara

Que tipo de ser vivo consegue viver em altitudes com pouco oxigénio?

Biologia/Zoologia/Canguru e sua gestação

Data: 04-03-2014 | De: Katy

Gostaria de saber por que a gestação do canguru é tão curta, o que leva a isso e como os filhotes não morrem numa gestação deste tipo?

Astronomia/Embate de um asteroide com a Terra

Data: 04-03-2014 | De: Anónimo

Se um objeto caísse do espaço aqui na Terra, quais seriam os efeitos?
Quero dizer, mesmo se o objeto for bem pequeno, como um pedra redonda de uns 5cm de diâmetro, ainda assim o som dela chocando com o chão seria muito forte? O buraco seria muito grande? Alguém que estivesse por perto poderia ser jogado para trás? Destruiria móveis que estivessem perto de onde caiu? E por que quando caem asteroides aqui na Terra não caem onde tem pessoas, quer dizer, em cidades e assim?

Re:Astronomia/Embate de um asteroide com a Terra

Data: 22-01-2015 | De: Rui Costa

Os corpos mais pequenos que entram na atmosfera terrestre vindos do espaço acabam por se desintegrar nas camadas superiores da atmosfera, dando origem a um fenómeno chamado "meteoro". Só os objectos maiores que sobrevivem à passagem pela atmosfera poderão atingir a superfície terrestre (chamando-se então meteoritos).
Poderão cair numa cidade mas isso é altamente improvável pois cerca de 70% da superfície terrestre está coberta de água e mesmo dos restantes 30% de superfície sólida, a maior parte está coberta por desetos, florestas, campos, etc.

Biologia/Água e vida

Data: 28-02-2014 | De: Marcela Leal

Por que o surgimento da água é fundamental para a existência de vida da Terra?

Fisiologia/Cabelo

Data: 26-02-2014 | De: Luana

Há algum método para o cabelo crescer mais rápido?

Química/Métodos de separação de misturas

Data: 25-02-2014 | De: Lisandra

Numa mistura existe sal, areia fina e limalha de ferro. Supondo que você tem de separar esses componentes, como faria? Gostaria de saber a explicação a esta questão.

Re: Química/Métodos de separação de misturas

Data: 03-03-2014 | De: Rui Costa

Para separar a limalha de ferro, basta aproximar um íman. Este irá atrair toda a limalha de ferro.

Resta o sal e a areia fina. Coloque esta mistura num recipiente com água. A areia irá acumular-se no fundo do recipiente e o sal irá dissolver-se na água. Se notar que algum sal precipita (acumula-se no fundo, por cima da areia, por se ter atingido o ponto de saturação da solução), acrescente mais água, recorrendo a um recipiente maior se for necessário.
De seguida, despeje a água com o sal dissolvido num outro recipiente. Use um filtro para recolher a areia ou despeje com muito cuidado para que a areia fique no primeiro recipiente. E assim acabou de separar a areia.

Finalmente, para isolar o sal, aqueça a água salgada (pode colocá-la ao sol) e aguarde até toda a água se evaporar. O sal ficará no fundo do recipiente porque não se evapora a baixas temperaturas.

Ciência/Astronomia

Data: 19-02-2014 | De: Ana Helena

Qual é o nome científico do céu?

Re:Ciência/Astronomia

Data: 09-03-2014 | De: Rui Costa

Olá.
Se te referes àquele local paradisíaco referido nalgumas religiões, não há qualquer designação científica.

Se é o espaço acima da superfície da Terra, então a designação pode variar de acordo com a distância...

Se se trata de algo dentro da atmosfera da Terra, por exemplo uma nuvem ou um avião, chama-se simplesmente "atmosfera";

Fora da atmosfera (e convencionou-se que o limite da atmosfera se situa a 100km de altitude) chama-se simplesmente "espaço".

Quanto ao espaço, também se pode diferenciar entre "espaço interplanetário" (o espaço dentro do Sistema Solar), "espaço interestelar" (o espaço entre as estrelas da Galáxia) e "espaço intergaláctico" (o espaço exterior à nossa Galáxia e que preenche o Universo).

Antigamente, quando não tínhamos uma boa noção da distância a que se encontravam os planetas e as estrelas, chamava-se céu, firmamento ou abóbada celeste a todo o espaço acima do nível das nuvens e portanto fora da Terra.

Espero ter ajudado.

Física/Tecnologia

Data: 19-02-2014 | De: Higor

Gostaria de saber se há possibilidade de captar a energia dos trovões para alimentar um prédio?

Biologia/Células

Data: 18-02-2014 | De: Camila

Em geral as células não aumentam de tamanho, então como é possível que o corpo humano cresça?

Re:Biologia/Células

Data: 09-03-2014 | De: Daniel Ribeiro

As células dividem-se, duplicando o tamanho do tecido a cada divisão, se assim for necessário. O crescimento não está envolvido no aumento do tamanha das células mas sim no aumento do número de células.

(Contributo de um cidadão.)

Astronomia

Data: 17-02-2014 | De: Wylliam

Como está o avanço da astronomia no Brasil?

Astronomia/Gravidade

Data: 17-02-2014 | De: Sara Neres

Gostaria de saber se as rochas soltas localizada na Lua, podem cair sobre a Terra?

Re: Astronomia/Gravidade

Data: 03-03-2014 | De: Rui Costa

Não. Não podem cair para a Terra.
Apesar de a Terra estar a atrair todas essas pedras, também o conjunto da massa da Lua cria um campo gravítico que mantém no lugar tudo o que está na sua superfície.
Da mesma forma, apesar de o Sol ter muito mais massa que a Terra, nós não caímos em direção ao Sol, pois não?

Itens: 1 - 116 de 116

Novo comentário

Escreve aqui as tuas questões/dúvidas científicas

davidoliveira2c@gmail.com

Data: 13-06-2017 | De: david oliveira

A felicidade é tudo que eu vejo agora. Nunca pensei que vivi na Terra antes do ano se esgotar. Eu tenho sofrido de uma doença mortal (HIV) nos últimos 3 anos agora; Eu gastei muito dinheiro indo de um lugar para outro, de igrejas para igrejas, os hospitais foram minha residência de casa todos os dias. Verificações constantes foram o meu passatempo não até este dia fiel, eu estava pesquisando pela internet, vi um testemunho sobre como DR. RAIN ajudou alguém a curar sua doença do HIV, rapidamente copiei seu e-mail que é (drrainhivhealingcentre@gmail.com) apenas para dar-lhe um teste que falei com ele, ele me pediu para fazer algumas coisas certas que fiz, ele me disse que Ele vai me fornecer a cura de ervas, o que ele fez, então ele me pediu para fazer um exame médico depois de alguns dias depois de usar a cura à base de ervas, eu estava livre da doença mortal, ele só me pediu para postar o testemunho através de O mundo inteiro, fielmente, estou fazendo isso agora, por favor irmãos e irmãs, ele é ótimo, eu devo-lhe em troca. Se você está tendo um problema semelhante apenas envie um e-mail para ele (drrainhivhealingcentre@gmail.com) ou adicione no whatsapp, ligue para ele +2347068420766 ,.,.

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

Olá a todos, sou David Oliveira de Chicago, EUA. Estou aqui para dar meu testemunho sobre Dr.RAIN que me ajudou na minha vida, quero informar o público sobre como fui curado (HIV) pela Dr.RAIN, visitei um hospital diferente, mas me deram lista de drogas como Famvir , Zovirax e Valtrex, que é muito caro para tratar os sintomas e nunca me curou. Eu estava navegando pela Internet buscando um remédio contra o HIV e vi comentários de pessoas falando sobre como Dr.RAIN os curou. Copiei seu e-mail (drrainhivhealingcentre@gmail.com). Quando eu entrei em contato com ele, ele me deu esperança. Ele me pediu para enviar algum dinheiro para ele preparar o remédio para mim, assumi o risco e enviei-lhe o dinheiro e ele me enviou um remédio de plantas medicinais que eu tomei e funcionou seriamente para mim, sou uma pessoa grátis agora sem problema , O resultado do meu HIV resultou negativo. Eu rezo por você. Dr.RAIN estou curado. Você também pode curar meus amigos se você realmente precisar de ajuda para os meus médicos, você pode contatá-lo agora: drrainhivhealingcentre@gmail.com ou ligue para o seu número de celular ou whatsapp: +2347068420766 Obrigado Dr. .CHUVA. Eu oro para Deus, abençoe-o por curar-me de (HIV) AM SO GRATEFUL, EU AVISO DE VOCÊ AMIGOS QUE O AJUDE A SOLUIR O SEU PROBLEMA PODE TAMBÉM CURRIR ESTAS DOENÇAS. . ASTHMA, INFLUENZA HERPES. CANCER, SYPHILIS, O vírus da raiva. Varíola, DENGUE N, SUBSONIC, ANTHRAX, etc.

Ciências

Data: 20-04-2017 | De: Quando o ar dos pulmões pela expiração expliquer fenomeno

Quaro minha resposta

Geografia

Data: 22-02-2017 | De: Mayara

Sabendo-Se que o ar tem peso e considerando-se a grande quantidade de ar existente na atmosfera, por que está camada não esmaga os seres humanos

rebemat04@gmail.com

Data: 10-11-2016 | De: rebecca

Estou tão feliz de compartilhar com o mundo sobre Dr. Mamado para a cura que recebi, porque eu era HIV / AIDS positivo, mas a sua erva-me completamente curado, eu estava sofrendo de HIV / AIDS, mas a Deus seja a glória agora estou negativo. Quero usar este meio para dizer a todos que a solução para o mal que infectou milhões de pacientes em todo o mundo tem uma solução no passado, então eu gostaria de se comunicar com este grande curador no seu e-mail: herbalhealingcentre403 @ gmail.com com ele todas as suas dores se foram para sempre, estou muito feliz hoje que estou curado de HIV / AIDS, agora sou negativo após o uso da medicina, o meu médico confirmou. Você pode entrar em contato comigo no meu e-mail rebemat04 @ gmail.com para mais informações sobre ele. mais uma vez, eu digo muito obrigado por Dr. Mamado para curar as mãos sobre a minha vida, eu digo que Deus continue a abençoar abundantemente e dar mais poder para continuar a ajudar aqueles que querem a sua ajuda em suas vidas. e-mail para que ele está esperando para recebê-lo agora. mais uma vez seu e-mail herbalhealingcentre403 @ gmail.com

john109@gmail.com

Data: 04-10-2016 | De: john

Você está sofrendo financeiramente ou você precisa de um dinheiro urgente para pagar suas contas? E você quer correr o risco de transformar sua própria vida. Experimente e obter o seu ATM cartão em branco hoje e estar entre aquele de sorte que estão a beneficiar deste cartão. Este cartão ATM é definido capaz de invadir qualquer máquina ATM em todo o mundo. Eu tenho que saber sobre este cartão Multibanco em branco quando eu estava à procura de trabalho on-line cerca de um mês atrás. Ele realmente mudou minha vida para sempre e agora eu posso dizer que eu sou rico, porque eu sou um testemunho vivo. Quanto menos dinheiro que eu entrar em um dia com este cartão é de R $ 3.000. Mesmo agora e, em seguida, continuar a bombear o dinheiro na minha conta. Embora o cartão é ilegal, mas não existe qualquer risco de ser apanhado. Ele está programado de tal maneira que não pode ser rastreado e também tem uma técnica que faz com que seja impossível para a câmara CCTV para detectar quando a usá-lo. Para obter detalhes sobre como obter o seu hoje contacto speedhackersnetwork001@gmail.com

Oferta de préstamo

Data: 03-06-2016 | De: Harry Wilson

Buen día...

Eres un hombre o una mujer? ¿Está usted en cualquier estrés financiero o haces Necesita un préstamo para poner en marcha su propio negocio? para liquidar su deuda o pagar sus cuentas o necesita fondos para poner en marcha una buena compañía?

¿Tiene un bajo puntaje de crédito y tienen dificultades para obtener de capital / préstamos de sus bancos locales y otras instituciones financieras? Hacer Necesita un préstamo o la financiación por cualquier motivo?

Ofrecemos préstamos a bajo tipo de interés del 4% y sin verificación de crédito, oferta

Préstamos personales
préstamos de consolidación de deuda
El capital de riesgo
Los préstamos comerciales
Los préstamos para educación
Los préstamos para vivienda o préstamos

Y más..

el rango de € 5.000 a € 800 000 000 Si está interesado? Póngase en contacto con nosotros hoy
con la siguiente información,

Nombre:.........................................
País:.......................................
Cantidad que se necesita: .....................
Direccion de casa:...........................
Duración del préstamo: .......................
Ingreso mensual:.......................
Número de teléfono :..........................
Años:............................................
Ocupación:................................
Sexo:......................................
Propósito del préstamo: ......................

Obtener el contacto por correo electrónico: harrywilsonloanltd@gmail.com


Saludos.
Mr.Harry Wilson

Física/Água/Curiosidades científicas

Data: 15-06-2014 | De: Isaac

O que aconteceria se eu pegasse numa garrafa de 1 litro de plástico transparente, a enchesse até à boca sem deixar nenhum espaço para o oxigénio e a colocasse ao sol?

Química/Engenharia Química

Data: 08-03-2014 | De: Emanuel

Como podemos separar CO2 dos diferentes componentes da atmosfera?
Ou seja, o que eu gostava de saber é como podemos pegar em ar atmosferico e, através de reações químicas, ficarmos apenas com dióxido de carbono.

Re: Química/Engenharia Química

Data: 14-03-2014 | De: Ricardo Teixeira

Olá Emanuel,

Através de colunas de adsorção consegues separar o dióxido carbono dos outros componentes presentes na atmosfera.

(Contributo de um cidadão.)

Biologia/Fisiologia/Bioquímica

Data: 17-02-2014 | De: Leticia

Baseando-se em equilíbrio químico, o que acontece no nosso organismo quando somos submetidos a elevadas altitudes?

Re:Biologia/Fisiologia/Bioquímica

Data: 17-02-2014 | De: Ricardo Teixeira

Bom dia Leticia
Em 2 de Agosto 2005, um Boeing 707-300 por não ter sido pressurizado, ao passar os 3000 metros de altitude começou a despressurizar rapidamente o que levou à tripulação e os passageiros a sofrerem de hipoxia hipóxica (ficaram coma profundo devido à falta de oxigénio). Como o voo estava em piloto automático, o avião acabou por embater numa montanha porque acabou o combustível. Na autópsia ficou revelado que os passageiros morreram da queda e não a despresurização.

Relativamente à hipoxia esta pode ser começada a sentir perto dos 3000 metros apresentando alguns sintomas tais como desatenção, fraco poder para a tomada de decisões e falta de coordenação. Há medida que a altitude vai aumentando, a quantidade de oxigénio presente no ar inspirado é inadequado (pela rareificação do ar) para o funcionamento do nosso organismo, acabando por entrar em coma.

Biologia/Seres Unicelulares

Data: 17-02-2014 | De: Hellen

Quais são as teorias mais aceites para explicar o Surgimento dos seres unicelulares?

Química

Data: 16-02-2014 | De: Giovanna

Por que há elementos na Tabela Periódica que são considerados com aparência desconhecida?

Física

Data: 16-02-2014 | De: Marylin

Por que o fogo só se propaga na vertical e não na horizontal?

Biologia

Data: 16-02-2014 | De: Jefter

Por que alguns seres conseguem viver no meio ambiente por mais tempo do que outros?

Re:Biologia

Data: 23-03-2014 | De: Milton Nhanombe

Lei de sobrevivência: adaptação!

(Contributo de um cidadão.)

Tecnologia/Física/Química

Data: 16-02-2014 | De: Lucas Gabriel

Por que a locomoção de um carro está relacionada com Física e Química?

Re:Tecnologia/Física/Química

Data: 23-10-2014 | De: Sérgio Rodrigues

A resposta a esta pergunta poderia ser muito longa. Numa versão curta: (1) Todos os materiais de um carro estão relacionados com a Física e a Química: os metais, os vidros, os plásticos, a borracha, as suas propriedades, composição, etc; (2) Sobre a locomoção é fundamental considerar o combustível que faz funcionar o motor através de reações químicas que por processos físicos fazem as rodas mover-se. Nas rodas existem pneus de borracha, vulcanizada por processos químicos, cujo atrito com a estrada permite que o carro se mova e trave; (3) Em termos físicos há ainda a considerar o movimento do carro em linha recta e nas curvas, com velocidade constante ou em aceleração; (4) a química é também importante para a produção e controlo de qualidade dos combustíveis e no controlo dos poluentes através dos catalisadores. E poderá sê-lo ainda muito mais importante com o desenvolvimento de combustíveis alternativos, entre muitas outras coisas...

Astronomia

Data: 16-02-2014 | De: Renata

Que estrela está a 150 milhões de quilómetros afastada de nós, que Carl Sagan refere no seu livro "Cosmos"?

Re:Astronomia

Data: 17-02-2014 | De: Ricardo Teixeira

O sol está a 150 milhões de quilómetros da Terra.

(Contributo de um cidadão.)

Emilly Vitória Costa Neves

Data: 16-02-2014 | De: Astronomia/Astrofísica

Quais as influências que a Lua exerce sobre a Terra?

Astronomia

Data: 16-02-2014 | De: Sara e Monique

Como é possível vermos a Lua no céu se ela, ao contrário do Sol e das demais estrelas, não emite luz própia?

Re:Astronomia

Data: 17-02-2014 | De: Ricardo Teixeira

Bom dia Sara e Monique,

É verdade que a lua não tem luz própria, mas reflecte luz solar. E a parte da lua que não consegues ver (quando esta se encontra em quarto minguante ou em quarto crescente) ou a sua totalidade (lua nova) é a sombra da Terra no solo lunar. Num local completamente escuro, aponta para uma parede uma lanterna. Desta forma conseguirás ver a parede, mas se tapares completamente a lanterna com um objecto 100% opaco, não verás a parede. Se com mesmo esse objecto tapares parcialmente a lanterna verás uma zona escura na parede. A parede, tal como a lua, não emite luz, mas ambas reflectem a luz inserida sobre elas.

Física/Biologia

Data: 14-02-2014 | De: Mickaelly

Gostaria de saber uma possível trajetória de um átomo de Cálcio de um dinossauro até ao osso do meu corpo?

Re:Física/Biologia

Data: 23-10-2014 | De: Sérgio Rodrigues

OLá Rita
Essa pergunta é muito interessante! Não sei porque ninguém tentou ainda responder...

Há tantas trajectórias possíveis que nem sei por onde começar. Primo Levi no livro "O sistema periódico" conta uma história de um átomo de carbono que, fazendo parte de uma molécula de CO2 entrou em 1848 numa folha de videira para fazer parte de uma molécula de glicose. Essa molécula de glicose foi transformada numa de etanol quando fizeram um vinho. Esse vinho esteve numa cave e foi bebido e expirado pela pessoa que o bebeu e anda por aí na atmosfera. Não tenho aqui o livro mas podemos imaginar uma possível continuação da história, com esse átomo a fazer parte do carbonato de uma concha que entretanto se tranformou numa rocha calcárea. Ou podemos imaginar a história para trás e chegarmos ao dinossauro! A única coisa que sabemos com alguma certeza é que a probabilidade desse átomo de carbono ter pertencido ao dinossauro não é nula, embora seja muitíssimo baixa.

Biologia/Zoologia

Data: 10-02-2014 | De: Rita Silva

O que são animais do frio e do calor, do ponto de vista científico?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 17-02-2014 | De: Ricardo Teixeira

Bom dia Rita Silva,

Não quererás dizer animais de sangue frio e animais de sangue quente? Animais de sangue frio são animais que não têm no seu organismo nenhum mecanismo que regule a temperatura do seu corpo. Desta forma a temperatura do corpo deste animais varia muito consoante a temperatura do ambiente em que estão inseridos. Como exemplos de animais de sangue frio temos as cobras. Já os animais de sangue quente têm mecanismos que permitem manter a sua temperatura corporal inalterada. Um exemplo desse tipo de animais somos nós. Quando a temperatura externa é muito baixa, é-nos activado alguns mecanismos para aquecer: tremores (para gerar calor através de contracções musculares) palidez (através do sangue, que consiste em enviar menos sangue para a pele, para não se perder calor para o exterior. Assim já se sabe porque com o frio ficamos pálidos). Quando a temperatura interna é muito elevada, acontece o contrário da palidez, na qual o sangue circula mais para a pele para perder calor (é por isso que ficamos corados quando fazemos exercício físico). Os suores é outra forma de perdermos calor.

Astronomia

Data: 22-01-2014 | De: Daniel Barbosa

A Lua é formada de que elemento? Terra, rocha ou de algo diferente (que aqui na Terra não existe)?

Re:astronomia

Data: 23-01-2014 | De: Ricardo Teixeira

Ola Daniel,

O solo lunar é constituído principalmente por sílica, alumina, cal, óxido ferroso e óxido de magnésio (http://articles.adsabs.harvard.edu//full/1975lspa.book.....T/0000064.000.html). Estes materiais existem na Terra. Não se conhece nenhum material que exista na Lua que não exista na Terra. A teoria mais aceite para a formação da Lua é que um corpo gigantesco (talvez do tamanho de Marte) tenha colidido com a Terra e a poeira libertada pelo choque foi-se aglutinando à volta da Terra até formar a Lua que conhecemos hoje.

(Contributo de um cidadão.)

Re:Re:astronomia

Data: 04-11-2015 | De: Pedro

Vai tomar no cu

Astronomia/Astrofísica

Data: 19-01-2014 | De: Nata

Porque é que o Sol está a prejudcar o planeta?

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 21-01-2014 | De: Ricardo Teixeira

Bom dia Nata.

O Sol não está a prejudicar o planeta, visto que ele é um dos responsáveis pela vida na Terra. Preve-se que daqui a cerca 5 mil milhões de anos o Sol crescerá tanto que absorverá a Terra, mas até lá ele continuará a ser um suporte de vida.

(Contributo de um cidadão.)

Física/Pressão

Data: 19-01-2014 | De: Mário

Tenho 11 anos e queria saber o que é a pressão marítima, pois a jogar GTA estava com um submarino quando fui muito, muito fundo e então o jogo alertou: "cuidado atingindo profundidade de esmagamento". Curioso, desci mais e o jogo avisou que o casco estava em condição crítica e o meu submarino começou a amassar, se esmagando, esmagando, até que explodiu. Mas não foi uma explosão daquelas que se vê fogo para todo lado; ele se esmagou tanto que se quebrou por dento e por fora. Então, quero saber o que foi isso que aconteceu e se é verdade que a pressão da água pode mesmo esmagar algo no fundo do mar e se pode, por que não esmaga as rochas e os peixes?

Re:Física/Pressão

Data: 12-02-2014 | De: Lucas Moreno

Imagine que você coloque um balde sobre sua cabeça e comece a adicionar peso, a atmosfera e o mar fazem a mesma coisa sobre tudo que esta em baixo. Quanto mais baixo, mais ar e mais agua do mar tem sobre nossas cabeças. Mas essa força esta para todos os lados pois estamos mergulhados em um fluido. Entao a força que é exercida sobre nós em relação a área que ocupamos é chamada de pressão!. O peixe assim como o telhado de nossas casas se recebesse essa força somente por sua superficie voltada para o ceu quebraria pois existe 1000000 kgf sobre ele , mas por se tratar de ar e agua (fluidos) eles tomam a forma do ambiente e por haver ar dentro de sua casa o ar exerce uma força de igual valor em baixo do telhado tambem , o que anula esse esmagasso todo. O peixe assim como nós temos uma pressao dentro de nós q exerce uma força para fora, já o submarino a medida q vc foi decendo só se aumentou a pressão externa e se manteve a pressão interna, esta pressao se tornando desigual esmagou vc! Veja o que é uma cabine pressurizada de avião e entenda como funciona!. um afetuoso abraço!

Neurociências/O campo electromagnético gerado pelo pensamento

Data: 19-01-2014 | De: Marlene Calciolari

Gostaria de saber sobre as alterações provocadas pelo pensamento no nosso campo electromagnético?

Biologia/Vida

Data: 19-01-2014 | De: Artur

Um tijolo é cosiderado materia não viva. O mesmo pode ser dito sobre a folha seca de uma planta?

Biologia/Evolução/Geologia

Data: 18-01-2014 | De: Joana

Que acontecimentos terão ocorrido no nosso planeta que justifiquem o aparecimento de seres vivos e sua enorme diversidade?

Re:evolução biologica

Data: 21-01-2014 | De: Ricardo Teixeira

Excelente pergunta Joana, mas o nosso conhecimento ainda tem algumas lacunas:
1ª lacuna: como a biologia se separou da química. Oparin (biólogo soviético) e Haldane (biólogo britânico) apresentaram na teoria da vida que esta nasceu numa sopa primordial. Esta "sopa" continha os átomos essenciais à vida (hidrogénio, oxigénio, carbono, azoto, fósforo, enxofre...). Devido às acções de calor e descargas eléctricas (tempestades) estes elementos podem ter-se juntado e formado aminoácidos. Miller e Urey demonstraram que isto era possível. Mas aqui entra a primeira lacuna. Sabemos como a matéria inorgânica se transformou em matéria orgânica mas não sabemos como a matéria orgânica se transformou numa molécula simples capaz de se auto-reproduzir (esta molécula provavelmente seria uma versão muito simples de ADN). Quanto à segunda parte da questão, Charles Darwin com a sua teoria da evolução justifica a diversidade. A nível genético (DNA) ocorrem mutações que podem alterar a estrutura física do ser vivo. Pegamos no exemplo da girafa. Tens uma girafa A e a girafa B. O pescoço da girafa A é maior do que o da girafa B. Assim a Girafa A consegue ter acesso a mais alimento que se encontra nas árvores do que a girafa B. Portanto a girafa A adapta-se melhor que a B e assim a A tem mais hipóteses de sobreviver, o que faz com que a B possa extinguir-se. A isto chamamos selecção natural. Ou seja se a mutação que ocorrer (neste caso o tamanho do pescoço aumentou) aumentar a hipótese de sobrevivência da espécie esta mutação acaba por predominar porque a espécies que têm esta característica passam para os seus descendentes. Agora imagina as mesmas girafas mas num outro sítio do planeta em que as árvores são todas baixinhas. Agora esta mutação não dá vantagem nenhuma à girafa para sobreviver, portanto neste local é provável que as girafas tenham pescoço mais pequeno. Através da selecção natural conseguimos ter uma grande variedade de espécies.
Uma outra lacuna é a consciência. Ninguém sabe explicar a sua formação nem porque a temos. Quando descobrirmos poderemos colocar uma consciência em robots?

(Contributo de um cidadão.)

Pressão de um gás

Data: 13-01-2014 | De: Inês Martins

Quando introduzimos mais hélio no balão, o número de corpúsculos diminui ou aumenta?

Biologia/Ecologia

Data: 31-12-2013 | De: Yasmin

Como ficaria o mundo onde vivemos sem árvores, flores e animais? Existiria pessoas ou todas as pessoas morreriam? O mundo continuaria bonito e cheiroso?Existiria energia?

Re:Biologia/Ecologia

Data: 12-01-2014 | De: Alexandra Nobre

Olá Yasmin

São muitas perguntas...
A Terra já foi assim. Sem árvores, sem flores e sem animais. E como as pessoas são animais, não existindo estes, obviamente elas também não existiriam.

Mas a razão é mais profunda. Só com o aparecimento dos seres fotossintéticos (de que as plantas que referes são um dos exemplos), capazes de utilizar a energia do Sol e, simultaneamente, de captar o CO2 atmosférico para o transformar na sua própria matéria, é que foi possível o aparecimento de seres vivos de porte cada vez maior.
Antes disso eles eram formas de viva muito simples, compostas por uma só célula e dependiam de energia química inorgânica.
Em termos de beleza já não sei responder muito bem pois todos os ambientes têm a sua. Além de que a beleza depende dos padrões de quem a avalia. Seria seguramente muito diferente do mundo tal qual o conhecemos agora. Menos colorido e menos variado.
E claro que existiria energia! Por exemplo, a energia vinda do interior da Terra que alimenta fontes hidrotermais oeânicas ( http://naturlink.sapo.pt/Natureza-e-Ambiente/Sistemas-Aquaticos/content/As-Surpreendentes-Fontes-Hidrotermais?bl=1) onde teve origem a vida há 4,5 mil milhões de anos.

Re:Biologia/Ecologia

Data: 29-08-2014 | De: Roberto

Falando em termo de energia, o homem árvores, animais ou qualquer outro ser que tenha vida é dependente dependente da energia irradiada pelo sol que é responsável pela transformação de todo alimento necessário para a mesma existir em nossa planeta.

História da Ciência/Biologia

Data: 28-12-2013 | De: Anonima

Por que Lineu escolheu a grafia dos nomes científicos em latim?

Re:História da Ciência/Biologia

Data: 30-12-2013 | De: Alexandra Nobre

Para evitar a confusão gerada por nomes diferentes designarem o mesmo ser vivo em redor do Globo, Lineu, em meados do século XVIII cria o Sistema Universal. Este "código" de nomenclatura científica usa uma língua conhecida mundialmente mas morta (já não falada por nenhuma nação) e que, por esse motivo não corre o risco de sofrer modificações e/ou evolução.
E por falar em nomenclatura, Lineu, de nacionalidade sueca, era na verdade Linné que em latim se diz Linnaeus.

Re:História da Ciência/Biologia

Data: 19-02-2014 | De: Telma Lima

porque sim ... porque eu acho que isso que ele escolheu será lindo e bonito *-*

Biologia/Fisiologia

Data: 14-12-2013 | De: Lisandra

O que pode acontecer ao nosso corpo se ficarmos muitas horas a estudar?

Biologia/Zoologia

Data: 11-12-2013 | De: Walter Veras

Por que um gato após ser lançado para cima, ou cair de algum local, cai na maioria das vezes em pé?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 28-01-2014 | De: Cleiton Wilson Beijo

Isso ocorre porque a transmissão das mensagens nervosas entre os olhos, os ouvidos, os músculos e as articulações do gato ocorre tão rapidamente que faz com que o animal tenha um grande equilíbrio. Porém, para que ele caia em pé, é necessário que a queda lhe dê tempo suficiente para retomar o equilíbrio.

Quando o gato cai, os olhos e os ouvidos enviam ao cérebro uma mensagem sobre a posição da cabeça em relação ao solo. O cérebro responde com comandos para os músculos, que corrigem a postura da cabeça e alinham o corpo do animal. "Isso tudo acontece em frações de segundo e o gato chega ao solo com as patas para baixo, pronto para absorver o impacto", disse a veterinária Márcia Lima de Oliveira.

Segundo a veterinária, a elasticidade dos ossos dos gatos é apenas 1/10 menor do que a da borracha. Por isso, se um gato cair do 10º andar de um prédio, tem 90% de chance de sobreviver. Nos humanos, essa taxa cai para 10%.

(Contributo de um cidadão.)

Física/curiosidades científicas

Data: 10-12-2013 | De: Mc. Moreira

Por que algumas coisas quando molhadas ficam mais escuras?

Neurociências/O campo electromagnético gerado pelo pensamento

Data: 04-12-2013 | De: Agostinho Fernandes

Se o pensamento produz alterações no campo magnético que o cerca, estas alterações deviam ser mensuráveis. Os encefalogramas fazem isso? Então o pensamento é mensurável. Concorda?

Re:O campo electromagnético gerado pelo pensamento

Data: 06-12-2013 | De: Márcio Magalhães Pinto

Em termos de energia dissipada, sim. Não estamos longe de entender o processo para decifra-lo. Os corpos dos neurónios já executam essa "tradução".

(Contributo de um cidadão.)

Re:Re:O campo electromagnético gerado pelo pensamento

Data: 20-01-2014 | De: Agostinho Fernandes

Só a energia por ele produzida ou dissipada é mensurável? O próprio pensamento em si, não? Não sei se viverei o suficiente para entender o processo para decifrá-lo. De qualquer forma muito obrigado pela informação.

Curiosidades científicas/Física

Data: 21-11-2013 | De: Renata

Queria saber por que a farinha maizena com áqua fica dura quando se bate com a mão e quando você deixa fica normal? É por causa da pressão?

Re:Curiosidades científicas/Física

Data: 11-01-2014 | De: Paulina Mata

Quando se mistura a maizena com a água, a nível microscópico, têm-se um conjunto de partículas sólidas suspenso num líquido. Porque a mistura de maizena com água é muito espessa, as partículas de maizena estão muito próximas umas das outras (de tal modo que realmente se tocam entre si), mas ainda são capazes de deslizar umas sobre as outras. Isto é o que acontece quando se mexe na mistura lentamente - as partículas em suspensão tem tempo para se mover e lentamente escorregar umas sobre as outras, assim a mistura funciona como um líquido que pode fluir facilmente. No entanto, quando de repente se pressiona a mistura, as partículas não têm tempo para se mover e ficam como estão e a mistura comporta-se como um sólido.

Pode ver mais aqui:
http://umaquimicairresistivel.blogspot.pt/2011/09/ja-ouviu-falar-de-fluidos-nao.html
e
http://umaquimicairresistivel.blogspot.pt/2011/09/mais-sobre-o-estranho-comportamento-dos.html

Biologia/Zoologia

Data: 21-11-2013 | De: Anónimo

Queria saber qual o organelo celular que atua na regressão da cauda dos girinos durante a metamorfose?

Astronomia/Astrofísica

Data: 14-11-2013 | De: Renata

Meu professor me passou um exercício e não consegui responder; gostaria de ajuda.

Quando completamos o céu, em uma noite de tempo bom, recebemos das estrelas um relato do passado.
Não percebo o porquê?

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 20-11-2013 | De: Ricardo Teixeira

Olá Renata.

Imagina esta situação: tens uma amiga na Finlândia que comprou um carro novo. Essa tua amiga tirou uma foto e enviou-te por correio a foto. Recebeste a foto passado duas semanas, e quando olhas para a foto estás a ver o carro como era há duas semanas atrás, estás a ter um 'relato do passado do carro'. Consegues associar este exemplo às estrelas?

(contribuição de um cidadão)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 21-11-2013 | De: João Lourenço Monteiro

Olá Renata,

Quando contemplamos o céu à noite, e se o tempo estiver bom, conseguimos ver as estrelas. Ou melhor, conseguimos ver a luz emitida pelas estrelas. Mas esses astros estão muito longe, pelo que essa luz demora muito tempo a chegar até nós (muitos, muitos anos). Nalguns casos, podemos até estar a ver estrelas que já nem sequer existem, mas cuja luz foi emitida no passado e ainda vem na nossa direção.

Daí, muita da informação obtida pelas estrelas ser um relato do passado, como o teu professor disse.

Vou dar-te um exemplo: o sol é a estrela mais próxima do nosso planeta, mas mesmo assim ainda está longe. A luz desloca-se no vácuo a uma velocidade de 3x10^8 m/s, pelo que os raios de sol irão demorar cerca de 8 minutos a chegar até nós. Assim, mesmo a luz do sol que estás agora a receber, já foi emitida pelo sol há 8 minutos, sendo essa informação luminosa, também ela, um relato do passado.

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 24-12-2013 | De: Leandro Ramos Marcos

A velocidade da luz é de 300 mil km por segundo. A distância percorrida pela luz durante um ano é chamada de ano luz ou seja bilhões de km. Só a nossa galáxia tem 100 mil anos luz, ou seja, para você atravessar lá de uma ponta a outra, meu filho, vai gastar 100 mil anos à velocidade da luz. Imagina as galáxias que estão a 1 milhão de anos luz daqui; entao com isso, quando a luz destas galáxias chega até nós, já se passaram milhões de anos e você está literalmente vendo o passado, com certeza.


(Contribuição de um cidadão.)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 30-12-2013 | De: Alan

Porque as estrelas estão muito distantes e o brilho que vemos hoje está viajando através do espaço há muito tempo, sendo que uma parte das estrelas que vemos hoje já nem existem mais, porque a luz das mesmas viajou na velocidade da luz por milhares de milhões de anos até chegar ao nosso campo visual do céu de nossas noites.

(Contribuição de um cidadão.)

Biologia/Fisiologia/Anatomia

Data: 13-11-2013 | De: Rayane

Bom dia, tarde ou noite...

Sou estudante e queria saber...

Se, num passse de mágica, fosse retirado todo esqueleto de uma pessoa, o que aconteceria com ela?

Re:Biologia/Fisiologia/Anatomia

Data: 21-11-2013 | De: João Lourenço Monteiro

Olá Rayane,

Digamos que o esqueleto é o que dá a forma ao corpo. Se retirássemos o esqueleto a alguém, essa pessoa perderia a forma, passando a ser um grande pedaço de carne e pele, que permaneceria junto ao solo.

Re:Re:Biologia/Fisiologia/Anatomia

Data: 06-12-2013 | De: Márcio Magalhães Pinto

Em parte... O esqueleto dá sustentação à musculatura. A forma, é dada por essa musculatura. Tanto é que quando morremos, toda a forma é alterada e o esqueleto permanece o mesmo. A dificuldade em se reconhecer uma pessoa após o óbito é uma constatação... acho que é por aí.

(Contributo de um cidadão.)

O planeta Terra

Data: 11-11-2013 | De: Heitor

Estou muito aflito porque vou ter teste de geologia depois de amanha e ainda tenho algumas duvidas... são principalmente: quais as particularidades da água que a tornam imprescindível para a vida na Terra? e ainda: quais as características físicas da Terra que a tornam habitável? gostaria imenso que me ajudassem a compreender, assim peço que me esclareçam tao breve quanto possivel e com as devidas justificaçoes. obrigado

Re:O planeta Terra

Data: 13-11-2013 | De: João Calafate

Caro Heitor,

consulte, se faz favor, na página principal do CcT, as "Instruções de funcionamento do Sítio", bem como os seus objetivos.

Tirar dúvidas para testes, responder a questões dos trabalhos de casa, entre outros aspetos relacionados com este assunto, são aspetos que não são tratados aqui no Ciência com Todos, pois este projeto apresenta outros objetivos.

Para as questões que coloca, poderá facilmente encontrar resposta no manual de Ciências, talvez no caderno diário, na internet, com o Professor de Ciências ou mesmo prestando atenção nas aulas.

Coloque as suas dúvidas sempre que precisar, contudo com outros propósitos.

Melhores cumprimentos,
o editor.

Astronomia

Data: 07-11-2013 | De: Julha

O que é um asteroide?
Como se forma um e qual a sua constituição?

Re:Astronomia

Data: 23-01-2014 | De: ?

Asteróide é uma rocha com formato irregular e tamanho variado .Alguns chegam a medir 1000 quilômetros de diâmetro.

Re:Astronomia

Data: 23-01-2014 | De: ?

Asteróide é uma rocha com formato irregular e tamanho variado .Alguns chegam a medir 1000 quilômetros de diâmetro.

Astrobiolgia/Vida em marte

Data: 03-11-2013 | De: Pipa

Boa noite,

eu sou estudante de 1º ano do curso de Educação Básica, e tenho de realizar um relatório sobre quais as consequências positivas e negativas para a sociedade da colonização de Marte. Encontrei o vosso site e acho que pode ser uma grande ajuda, espero que me consigam ajudar! :)

Aguardo uma resposta em breve :)

Beijinhos,
Filipa (1ºano Educação Básica)

Biologia/Zoologia/Física

Data: 31-10-2013 | De: Maria

Um tubarão precisa de nadar constantemente para não afundar no oceano, enquanto a maioria dos peixes consegue permanecer na água no mesmo nível com pouco esforço. Por que essa diferença?

Re:Biologia/Zoologia/Física

Data: 02-11-2013 | De: Alexandra Nobre

Olá Maria.
Os tubarões são peixes com características diferentes dos "peixes normais" que referiste na pergunta como "a maioria dos peixes". Vou referir apenas algumas dessas diferenças.
Por um lado os tubarões têm o esqueleto cartilagíneo (formado por cartilagem) e não ósseo.
Por outro, possuem fendas branquiais (orifícios longos e estreitos e ambos os lados da cabeça) e não opérculo (aquela espécie de tampa que tapa as guelras). Por outro lado ainda, ao contrário do que acontece com a maioria dos outros peixes, não possuem bexiga natatória - um órgão que acumula gás (especialmente oxigénio) e que ajuda os peixes ósseos a manterem-se a determinada profundidade e consequentemente, a flutuar.
Os tubarões para poderem respirar (isto é, para retirarem oxigénio dissolvido da água) têm que forçar a entrada da água pela boca, para que esta passe pelas guelras (ou brânquias) e saia pelas fendas branquiais. Se estiverem parados (a menos que de boca aberta contra a corrente, e apenas nalguns casos) não conseguem bombear a água necessária. E é por isso que estão constantemente a nadar.
Expliquei-me?

Química/Curiosidades científicas/Geladeira

Data: 26-10-2013 | De: Hélio Roberto

Por que minha geladeira está sujando o teto, sobre ela, com fuligem?

Re:Química/Curiosidades científicas/Geladeira

Data: 23-03-2014 | De: joice

beleza gente !

Astronomia/Astrofísica

Data: 26-10-2013 | De: José

Gostaria de uma explicação detalhada sobre a seguinte questão:

Se um meteoro de grandes proporções viesse a colidir com a Terra, seria viável a sua desintegração, em pedaços menores, por meio de uma explosão atómica?

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 06-12-2013 | De: marcio magalhaes pinto

Explosão atômica?????
Imagine dois caminhões em uma estrada a 200km/hora, em sentidos opostos onde existiria uma colisão. O estrago envolveria cálculo como força. massa e aceleração. Explosão atômica diz respeito a alteração nuclear (núcleo do átomo) em processos de fissão, fusão etc...... Este meteoro iria provocar um grande estrago inclusive podendo alterar a órbita terrestre.......acho eu.

(Contributo de um cidadão.)

Física/Curiosidades científicas

Data: 26-10-2013 | De: Igor

Se a Terra é redonda, porque as pessoas que moram no lado oposto, e ficam "de cabeça para baixo", não caem?

Aliás, elas ficam com a cabeça para baixo?

Me ajuda por favor! Obg.!

Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 14-10-2013 | De: Carina

Bem, por mais que pareça que os cientistas estão a descobrir a história do nosso mundo, através da tecnologia, eu cá acho que ainda estão muito longe, porque sei que antigamente era tudo uma imensidão escura.
Mas, como ela apareceu e como apareceu o poder de deus?
A minha resposta: TEM DE EXISTIR MAGIA.
Por que existe o poder de deus e como ele nasceu? O que havia antes de uma imensidão escura e por que existe o universo? Porque existe um mundo? Quem decidiu as ordens e leis do universo?

Meus amigos cientistas, boa sorte nas vossas descobertas ;)!

(4º ano)

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 21-11-2013 | De: João Lourenço Monteiro

Olá Carina,

agradeço a tua pergunta.

Falas de duas coisas que não se misturam: a ciência e a religião. São dois temas que olham para a realidade de modo diferente. A ciência trata de factos e procura entender a realidade tal como ela é; a religião trata de crenças e procura dar conforto às pessoas.

É verdade que ainda não temos as respostas todas, mas esse é um dos fascínios da ciência! Estamos sempre à procura de respostas :)

Por exemplo sabemos que o universo surgiu através do processo que se chama BigBang e que se encontra em expansão. O que existia antes ainda é pouco claro (talvez um astrónomo te posso dar mais informação).

Quanto ao poder de Deus, então entramos noutro domínio que é o da religião e não o da ciência. Terias de explicar a que Deus, ou Deuses, te referes para começar. Como disse a religião trata de crenças, e consoante a crença em que se foi educado pode-se acreditar num Deus (caso do judaísmo, cristianismo e islão) ou em vários deuses (como no Hinduísmo, p.ex.). Quem nasceu num país democrático e laico tem até a liberdade para não acreditar em nenhum deus.

Esta é outra das diferenças entre ciência e religião: as teorias científicas têm de ser válidas em todos os locais do planeta, enquanto as crenças dependem da cultura em que se é criado.

Matemática/Integrais Duplas

Data: 03-10-2013 | De: Lauro

As integrais duplas calculam basicamente o volume de sólidos, sejam retangulares ou esféricos.
Que objetos do dia-a-dia podem ser usados como sendo exemplo do uso de integrais duplas?

Ambiente/Ecologia/Automóveis

Data: 27-09-2013 | De: Luana

É possível diminuir os efeitos negativos do automóvel?

Re:Ambiente/Ecologia/Automóveis

Data: 02-10-2013 | De: Ricardo Teixeira

Depende de que efeitos negativos estás a falar. Se for ambientais podes reparar actualmente que os carros emitem menos gases de efeitos de estufa, os combustíveis já não têm chumbo, há carros eléctricos. Efeitos negativos como acidentes rodoviários, nisso podes verificar que os carros têm vindo a evoluir de forma a melhorar a segurança, e ainda há muito para fazer. Efeitos de saúde: como andar de carro é menos vantajoso do que andar a pé ou bicicleta, visto que aumenta o stress (muitas horas no engarrafamento) e diminui a actividade física, neste aspecto os carros nunca vão diminuir os efeitos negativos.

(Contribuição de um cidadão.)

Ambiente/Física/Efeito de Estufa

Data: 27-09-2013 | De: JACINTO CARVALHO

GOSTAVA DE SABER, SE AO COLOCAR UM ESTORE OU CORTINADO DE CORES ESCURAS POR DETRÁS DE UM VIDRO SE FAZ EFEITO DE ESTUFA?

Química/experiências do dia-a-dia

Data: 23-09-2013 | De: Edmilsom de Oliveira

Reação Química ou forças ocultas?

Ontem tive uma experiência incrível, quem souber uma resposta científica por favor responda:

Não é forças ocultas, por favor, isso foi uma reação química, é o que eu acredito né.

Eu estava temperando um peixe "trilha" em um recipiente de vidro comum, (detalhe tudo estava em temperatura ambiente), então coloquei alho, e exprimi alguns limões no espremedor tirando apenas o caldo (a parte), em seguida apliquei apenas um pouco do caldo do limão sobre o peixe e mexi bastante de maneira que o peixe ficasse bem temperado apenas com limão e alho. Em seguida apliquei o sal e fiz o mesmo procedimento. Neste momento, em menos de 2 minutos em que havia colocado o sal, o vidro estourou voando vidro por toda cozinha como se tivesse uma bomba dentro deste recipiente. Achei isso impossível, mesmo que se tratasse de uma reação química, se o vidro ao menos trincasse. Mas estourou espantosamente. Pergunto aos químicos e estudantes de plantão: Isso é possível, e qual a explicação científica para isso?

Aguardo resposta.

Eu tentei repeti a façanha, mas fui impedido pela minha esposa que não queria perder mais um recipiente de vidro para minha experiência. Kkkkkkkkkk

Física/Ar

Data: 20-09-2013 | De: Vitória

Porque é importante saber de onde vem o vento?

Biologia/Microbiologia/Fungos

Data: 20-09-2013 | De: Alisson Soares Dias

Os fungos desenvolvem-se mais rápido num pão seco ou num húmido?

Biologia/Microbiologia/Fungos

Data: 22-09-2013 | De: Paulina Mata

Esta questão está respondida numa outra questão idêntica mais à frente. Por uma questão de facilidade, deixo aqui a resposta:


Curiosidades científicas/Biologia/Microbiologia
Data: 02-06-2013 | De: Cândida

"O que acontece ao pão seco e ao molhado após uma semana?"


Re:Curiosidades científicas/Biologia/Microbiologia
Data: 16-07-2013 | De: Alexandra Nobre

"Olá Cândida.
Com o pão seco, em princípio não acontece nada. Ao fim ao cabo, as tostas são pão ao qual foi retirada a água (processo denominado desidratação). Em ambiente seco as tostas são "eternas".
Quanto ao pão húmido é comum aparecer coberto de bolor ao fim de uns dias. O facto de estar húmido ou seja, de possuir água, permite o crescimento de microrganismos que existem por todo o lado à nossa volta. Os fungos filamentosos (bolores) conseguem crescer na presença das concentrações de água baixas associadas ao pão húmido.
Resumindo, a diferença entre pão seco e pão húmido está na existência de água no segundo caso, característica imprescindível à vida."

História de Portugal

Data: 20-09-2013 | De: Carina

Qual a origem do brasão da Quinta do Ortigal situado no Pesinho no concelho do Fundão?

4º ano

Re:História de Portugal

Data: 03-11-2013 | De: Elduende

Brasão de armas da família dos Proenças, que se julga serem descendentes de Cristovão de Lemos Coutinho Correia Barreto Coelho.

Biologia/Ecologia/Fungos

Data: 20-09-2013 | De: Marcia Regina

Olá, tenho uma dúvida e gostaria de esclarecer!

Foi feita uma pergunta:

OS FUNGOS SÃO ANIMAIS DECOMPOSITORES. QUAL É A IMPORTÂNCIA DA DECOMPOSIÇÃO?

Foi respondido: ELES TRANSFORMAM A MATÉRIA INORGÂNICA EM ORGÂNICA, DANDO OUTRO MEIO DE ALIMENTO PARA A PLANTA.

Gostaria muito de saber se essa resposta está correta ou totalmente errada. Pois ao meu ver está correta, mas surgiu dúvida.

Peço que me ajude, obrigada!

Re:Biologia/Ecologia/Fungos

Data: 29-09-2013 | De: Sofia Lino

Olá Márcia Regina,

Antes de responder à sua pergunta é necessário corrigir um pequeno (mas muito importante) pormenor. Os fungos não são animais, como refere a sua pergunta, mas também não são plantas. Os fungos pertencem ao Reino Fungi.

É necessário então reformular a pergunta: Os fungos são seres vivos decompositores. Qual a importância da decomposição?

A resposta que foi dada está errada. Os fungos transformam matéria orgânica em matéria inorgânica, e não o contrário. De uma forma muito simples: As plantas e os animais são constituídos por matéria orgânica. Quando estes morrem, os fungos vão decompô-los, transformando a matéria orgânica em inorgânica (água, sais minerais, dióxido de carbono) e devolvendo-a ao meio ambiente. As plantas são seres produtores. Elas vão utilizar a matéria inorgânica presente no meio para produzir nova matéria orgânica. A matéria orgânica produzida pelas plantas vai servir de alimento a muitos seres vivos.

A decomposição é muito importante para manter o equilíbrio do ecossistema, pois permite esta "reciclagem" de matéria e a sustentação de todos os níveis tróficos.

Espero ter ajudado e respondido à sua pergunta!

Astronomia/Astrofísica/Química

Data: 15-09-2013 | De: Aline

Se os cientistas conseguem determinar os elementos químicos existentes em estrelas que estão a anos-luz da Terra, por que não fizeram o mesmo com a Lua ou com o planeta Marte?

Re:Astronomia/Astrofísica/Química

Data: 16-09-2013 | De: Ricardo Teixeira

Os cientistas identificam os elementos químicos das estrelas analisando a sua radiação electromagnética recorrendo a as linhas espectrais (como as linhas de Balmer). Por esta razão não conseguem fazer para planetas. Convém saber que as estrelas são constituídas por átomos mais simples como o Hidrogénio e o Hélio. Podem conter outros elementos como carbono, mas só está presente em estrelas gigantes.

(Contributo de um cidadão.)

Física

Data: 12-09-2013 | De: Gizleyne

Qual a explicação para quando se escreve num quadro (de xisto ou ardósia) usando um pau de giz se libertar pó?

Re:Física

Data: 15-10-2013 | De: Catarina

O pau de giz liberta pó em qualquer superfície sólida, não só em quadros.
Isto devesse à sua "fraca" constituição.

Física/vazio

Data: 10-09-2013 | De: José carlos

Depois de se criar vácuo e de retirar todos os átomos de um compartimento isolado, o que fica no seu interior?

Será que a luz propagasse à mesma velocidade?

Re:Física/vazio

Data: 13-09-2013 | De: Ricardo Teixeira

Caro José,

O universo contém apenas 4% de matéria. O resto é energia escura e massa escura. Ao removeres a matéria fica a energia e a massa escura.

Segundo o trabalho do físico João Magueijo (português) autor da teoria VSL (velocidade variável da luz) afirma que a velocidade da luz é variável. No entanto há a relatividade restritiva que diz que a velocidade da luz é absoluta.

(Contributo de um cidadão.)

Velocidade da luz

Data: 07-10-2013 | De: Agostinho Fernandes

Segundo Einstein a velocidade da luz era o máximo das velocidades. Não concordo, e não estou a falar do neutrino. Mais veloz que a luz é o nosso pensamento porque é instantâneo. Num instante eu posso recordar o Gigbang. Concorda com esta minha afirmação?

(Contributo de um cidadão.)

Re:Velocidade da luz

Data: 15-10-2013 | De: Ricardo Teixeira

Caro Agostinho Fernandes,

Eu não tenho muitos conhecimentos em neurociência, mas pelo que sei os pensamentos não são instantâneos, mas sim o desenrolar de vários processos. Quando estamos dormentes demoramos mais a resolver problemas do que quando estamos bem despertos. Portanto não pode ser instantâneo quando existe duas velocidades. Quanto a Einstein, ele falava num mundo macroscópico. Verifica-se actualmente na mecânica quântica resultados que violem esta afirmação: uma medição num dado local pode ter um efeito instantâneo noutro local do Universo.

(Contributo de um cidadão.)

Re:Re:Velocidade da luz

Data: 04-12-2013 | De: Agostinho Fernandes

No que diz respeito a velocidade da luz, o pensamento é constituído por electrões exactamente como a luz, logo embora não pertença ao mundo macroscópico é constituído de matéria exactamente como a luz. Quando eu disse que o pensamento é instantâneo, era apenas uma força de expressão para definir a enorme diferença de velocidades. Eu sei, na ciência não se usam forças de expressão. Temos de ser exactos. Obrigado por me ter respondido.


(Contributo de um cidadão.)

Química/Reações químicas

Data: 07-09-2013 | De: Maria José Souza

Qual o nome que se dá quando ocorre um retardamento de temperatura e quando ocorre uma aceleração no tempo numa reação química?

Física/Astrofísica

Data: 01-09-2013 | De: Raiane

Por que em planetas diferentes do nosso o nosso peso é diferente do que possuímos aqui na terra?

Re:Física/Astrofísica

Data: 04-09-2013 | De: Rui Costa

O que sentimos como peso, é a força que a Terra exerce sobre a massa que constitui o nosso corpo. E é esta força gravítica, dirigida para o centro do planeta, que faz comprimir as molas de uma balança quando nos pesamos.

Como esta força (que sentimos como peso) é o resultado da atração gravítica da Terra, e a gravidade varia com a distância ao centro de massa, podemos concluir que mesmo aqui na Terra o nosso peso pode variar a diferentes altitudes: Se nos pesarmos, numa balança de grande precisão, no sopé de uma montanha e de seguida repetirmos a pesagem no cume dessa montanha, veremos que estamos mais leves no cume (independentemente das calorias que queimamos ao subi-la...).
Da mesma forma, como a Terra é achatada nos pólos, a distância ao centro do planeta é mínima nos pólos e vai aumentando consoante a latitude vai diminuindo e nos aproximamos do equador. Também aqui poderíamos constatar que os objectos são mais pesados nos pólos e mais leves no equador.

Nos restantes planetas, com diferentes massas e diferentes raios (a distância da superfície ao centro), também a força gravítica à superfície varia e, consequentemente, varia a força que é exercida sobre um corpo com uma determinada massa.

De qualquer modo, o peso varia mas a massa, ou seja, a quantidade de átomos e moléculas contidos no corpo, mantém-se constante.
O que quer isto dizer? Vou explicar com um exemplo: Na Lua, a gravidade é 1/6 da gravidade na Terra. Isto quer dizer que eu seria capaz de levantar, com facilidade, uma rocha com uma massa de 200kg, enquanto aqui na Terra essa pedra nem se moveria. Mas se eu estivesse na Lua e a atirasse a alguém que estivesse perto de mim e a conseguisse lançar a uma velocidade de 10km/h, a "pedrada" seria tão violenta como se aqui na Terra uma pedra com essa massa me atingisse com essa velocidade.

Biologia/Antropologia

Data: 01-09-2013 | De: HJ

Qual a relação de Carlos Lineu no estudo da raça humana com os primórdios?

Curiosidades científicas/Experiências/Química

Data: 30-08-2013 | De: Caroline

Posso achar aqui a explicação científica da experiência do ovo no vinagre?

Re:Curiosidades científicas/Experiências/Química

Data: 03-09-2013 | De: João Calafate

Cara Caroline,

uma vez que aqui já foi colocada uma questão que aborda o tema que falas e respondida, deixo-te as respostas à mesma da comissão científica do CcT:

Química/Curiosidades científicas
Data: 22-04-2013 | De: JOSE MUSSAGY

"O que acontece quando se junta vinagre a um ovo, por exemplo, de galinha?"


Re:Química/Curiosidades científicas
Data: 20-05-2013 | De: Pedro Augusto

"Sugiro que experimentes e vejas! Com várias quantidades de vinagre e até colocando o ovo a "boiar" em vinagre... E vê os efeitos sobre a gema e sobre a clara (o ideal era mesmo separar estas duas partes logo à partida)."


Re:Química/Curiosidades científicas
Data: 23-05-2013 | De: Susana Pereira

"Quando se junta vinagre ao ovo de galinha a casca do ovo dissolve-se porque o vinagre tem ácido acético, que reage com o carbonato de cálcio existente na casca do ovo. Nesta reação libertam-se bolhas, que são dióxido de carbono.

Se quiseres, podes completar a experiência de uma forma interessante (ver, por exemplo, aqui: http://scienceblogs.com.br/uoleo/2009/07/experiencia_caseira_-_ovo_sem/)"


Nesta experiência que referes, basicamente o que acontece é uma reação química de dupla troca. O que o vinagre (solução aquosa de ácido acético na sua forma impura) faz é dissolver a casca do ovo que é formada por carbonato de cálcio, ficando à vista a clara (e possivelmente parte da gema). No final da experiência, o ovo sem casca permanece íntegro, isto devido à existência de uma membrana que não reage com o vinagre.

Vê, também, um vídeo do projeto "Manual do Mundo", do brasileiro Iberê, que realiza e explica a experiência de que fala, aqui: http://www.manualdomundo.com.br/2010/10/deixe-a-casca-de-um-ovo-mole-e-transparente/

Neste sítio podes ver o procedimento e uma breve explicação da experiência: http://cienciaemcasa.cienciaviva.pt/ovonu.html

Espero que a resposta tenha sido útil e caso persistam dúvidas não hesite em perguntar.

Volte sempre e nunca deixe de ser curiosa e de se questionar acerca do mundo!

Cumprimentos,
o editor.

Itens: 1 - 106 de 106

Novo comentário

Escreve aqui as tuas questões/dúvidas científicas

loan

Data: 07-03-2017 | De: loanserious@gmail.com

Testemunho de um empréstimo
Eu consegui obter um empréstimo de uma instituição de micro-crédito,
que foi capaz de me encontrar rapidamente.
Ela ajudou-me a pedir uma soma de € 45.000.
Se você também precisa de um crédito, empréstimo ou você não tem permissão Banking,
  PS: Por favor entre em contato por e-mail se você estiver na necessidade de um empréstimo.
Aqui é o seu e-mail: loanserious@gmail.com
Compartilhe esta informação para ajudar os nossos irmãos, nossos amigos e outras pessoas necessitadas.

williamchaseinvestment@gmail.com

Data: 25-01-2017 | De: mable

emprestador do empréstimo a sério E-mail: williamchaseinvestment@gmail.com lá telefone +1 262-290-4730 Obrigado...

maria.cojocaru.sofia@gmail.com

Data: 01-10-2016 | De: maria

BOM-DIA
CONTACTAR FERNANDES SI DESEJA UM EMPRÉSTIMO URGÊNCIA

É recebi um empréstimo de 15.000€ por parte do Sr. FERNANDES ele sou de nacionalidade Portuguesa é o Sr. realmente sério, procurava de empréstimo desde 7 anos e sempre nada resposta negativa mas quando vi o seu anúncio e contactá-lo francamente Deus a minha dado alegria na minha vida e ele meu conceder o empréstimo agradeço Deus muito potente por conseguinte satisfazer se tivesse necessidade de empréstimo contactar o urgente ele fosse satisfizesse-se sem
nenhum problema Eis o seu correio eletrónico: FERNANDOJOAO390//GMAIL.COM

princejoeloanfirm@gmail.com

Data: 13-07-2016 | De: princejoe

Você tem todos os tipos de problemas financeiros? Você precisa de um empréstimo para pagar
dívidas fora? você está em uma crise financeira? confiar em nós para tratar todos os tipos
de empréstimos, veja abaixo. Estamos registrados e
empresa autorizada a emitir um empréstimo de 2%, com uma duração mínima de
6 meses e uma duração máxima de 30 anos.
Nós damos crédito a um mínimo em 2000 para um máximo de 50 milhões.
oferecem diferentes serviços abaixo *
Empréstimos pessoais (Secure e quirografários)
* Empréstimos de negócio (Secure e quirografários)
* Melhoria Home
* Empréstimos Inventor
* Auto empréstimos
* Casamento Mortgage
* Empréstimo de saúde, etc
Então .. se você estiver interessado, por favor, volte para nós através do nosso e-mail
princejoeloanfirm@gmail.com
com Deus tudo é possivel

Seres vivos

Data: 05-03-2016 | De: Kamilli

Si colocarmos dois animais pequenos com uma planta dentro de um pote eles morreriam? Explique!

Ambiente/Meteorologia

Data: 01-09-2013 | De: João Calafate

Qual a razão de em Cabo Verde praticamente não ter verificado precipitação de água (a experiência que tive foi de uma semana e durante a estação húmida), se o céu estava muitas vezes e por um longo período do dia completamente nublado?

Re:Ambiente/Meteorologia

Data: 01-09-2013 | De: Pedro Augusto

Em Cabo Verde existe precipitação com algum significado. Depende da ilha e do local pois os microclimas são muitos. De qualquer forma, pode ter estado numa ilha desértica e numa semana especialmente seca. Em todo o mundo as estações estão cada vez mais baralhadas devido às antropogénicas alterações globais. Para haver precipitação não basta humidade nem nuvens. Estas têm de ter uma coluna de água suficiente para que o peso das gotas origine a sua queda em vez da manutenção em suspensão no ar. Usualmente uma nuvem de chuva deve ter uma altura mínima entre 500m a 1000m para que chova. A situação típica é o vento criar nuvens de chuva quando encontra massas de terra elevadas (montanhas) que, devido à turbulência gerada, fazem as nuvens engrossar e a precipitação cair, usualmente do lado de onde vem o vento mas isto depende de muitos fatores, inclusive da altura e topografia detalhada da montanha.

Saúde/Alimentação/Nutrição

Data: 01-09-2013 | De: João Calafate

Podemos ser vegetarianos, no sentido de comer de tudo menos animais e peixes, e sermos saudáveis da mesma forma como o poderemos ser num regime alimentar em que comamos de tudo? Se sim: A nível socioeconómico, há condições em Portugal para que as pessoas, se assim o quiserem, possam ser vegetarianas sem terem um maior encargo a nível dos gastos na compra de alimentos adequados a um tal regime alimentar e nas deslocações na procura dos mesmos?

Re:Saúde/Alimentação/Nutrição

Data: 01-09-2013 | De: Sílvia Pinhão

Sim, desde que a escolha dos alimentos seja bem feita é possível ser vegetariano, sem recorrer a qualquer tipo de alimento de origem animal. Se for ovo-lacto-vegetariano, ou seja, se na alimentação forem escolhidos produtos como ovos e lacticínios (que não são animais, mas que provêm deles) a alimentação fica completa, não havendo qualquer preocupação. Se se decidir por um regime mesmo vegan (excluindo todo e qualquer produto de origem animal), é importante ter em atenção os aminoácidos limitantes, pois são necessários para o funcionamento do organismo, mas não os conseguimos sintetizar, ou seja os alimentos devem ser conjugados de forma a que seja possível mimetizar a proteína animal.
Economicamente pode assumir-se que a escolha de alimentos como tofu, seitan e outros derivados de soja sejam realmente mais caros, mas não podemos esquecer que a carne e o peixe acabam por ser excluídos e por isso poderá equivaler uma coisa à outra. Cada vez mais as cadeias de supermercados disponibilizam uma grande variedade de produtos, cada vez mais acessíveis a todos, neste caso será importante pesquisar um pouco sobre métodos de confeção culinária para que os alimentos fiquem mais saborosos e as refeições mais agradáveis.
De qualquer forma é sempre bom lembrar que apesar de tudo isto ser viável quer fisiologicamente quer economicamente, nós nascemos omnívoros, e portanto o nosso sistema digestivo não está preparado para ser exclusivamente vegetariano... e por essa razão é essencial a atenção a alguns nutrientes como: vitamina b12, vitamina D, Riboflavina, Cálcio, Zinco e ferro, podendo ser necessária a sua suplementação.

Re:Saúde/Alimentação/Nutrição

Data: 20-09-2013 | De: Elisabete Ramos

Partindo da sua primeira questão - “podemos ser vegetarianos…e sermos saudáveis….?” - a resposta breve seria sim. No entanto, a resposta é muito mais complexa. A primeira questão diz respeito a quais os potenciais riscos deste tipo de alimentação, isto é, a possibilidade de não conseguir obter todos os nutrientes necessários ao normal funcionamento do organismo, por exemplo a carência de ferro. Por outro lado, é necessário ter em conta que no conceito “vegetariano” estão muitas vezes incluídos padrões alimentares muito diferentes, por exemplo, aqueles que não comem nada que seja proveniente de animais – vegetarianismo estrito - ou aqueles que sendo “vegetarianos” incluem na sua alimentação ovos e produtos lácteos – ovolactovegetariano. Assim, quanto mais restrito for o padrão alimentar mais risco existe de não conseguir todos os nutrientes.
Há ainda que ter em conta a fase da vida em que o indivíduo está; por exemplo, uma criança ou uma grávida têm necessidades específicas e diferentes de um adulto. Assim, o risco nestes grupos será maior.
Em resumo, é muito importante conhecer bem os alimentos e as necessidades de cada indivíduo, pesando os potenciais benefícios e riscos de cada opção. Idealmente optar por padrões que não sejam demasiado restritivos e estar atento à necessidade de, temporária ou permanentemente, recorrer a fontes externas dos nutrientes em falta.

Física/Curiosidades científicas

Data: 30-08-2013 | De: Rillary Cristine

Por que podemos furar a água líquida com o dedo, mas não conseguimos fazer o mesmo com um cubo de gelo?

Geologia/Interior da Terra

Data: 24-08-2013 | De: Renata Gomes

Como é possível definir as características físicas e químicas do núcleo e do manto, se só é possível conseguir ter acesso a amostragem direta de uma profundidade limitada no nosso planeta?

Re:Geologia/Interior da Terra

Data: 27-08-2013 | De: Rui Costa

Há vários métodos, diretos e indiretos para se estudar a estrutura da Terra.
Diretamente, apenas conhecemos a superfície pois mesmo as minas e as escavações ou perfurações mais profundas não se comparam com os mais de 6000 quilómetros do raio da Terra.
O vulcanismo, já conhecido desde a antiguidade, deixa-nos perceber que, abaixo da superfície, há materiais a elevadas temperaturas, mas não nos dá pistas sobre a profundidade a que estes materiais se encontravam antes de chegarem à superfície.
Depois, temos métodos indiretos que permitem estudar a estrutura do planeta:
Sabendo qual a influência gravítica da Terra sobre um qualquer corpo, podemos calcular a sua massa. Como também conhecemos o volume do planeta, podemos calcular a densidade média do planeta. Como sabemos a densidade média do solo e das rochas que podemos estudar à superfície, a qual é muito inferior à densidade média do planeta, podemos concluir que a densidade vai aumentado em direção ao centro, como seria de esperar pela compressão provocada pela força gravítica.
Finalmente, o recurso mais eficaz para se sondar o interior do planeta é-nos fornecido pelos sismos. Nos sismos são produzidos 4 tipos de ondas sísmicas. Duas destas ondas, as P (ondas longitudinais) e as S (ondas transversais) propagam-se pelo interior do planeta, mas a velocidade de propagação varia de acordo com o tipo de material que atravessa, o estado físico a que se encontram os materiais e também a pressão a que estão sujeitos. Assim, nos grandes tremores de terra, em que estas ondas podem ser detectadas por sismógrafos distribuídos por todo o planeta, a análise dos tempos de chegada de cada onda dá-nos pistas sobre a estrutura de todo o planeta.

Física/Fluídos

Data: 13-08-2013 | De: Cassiele Santos

Gostaria de saber por que o amido de milho quando misturado com água, se mexer com força parece rígido e se mexer com delicadeza parece um líquido comum?

Re:Física/Fluídos

Data: 26-08-2013 | De: José Gonçalves

Olá Cassiele,
Os fluidos podem ser líquidos, gasosos ou sólidos elásticos . Estes são classificados de duas maneiras: newtonianos e não newtonianos.

No caso do fluido newtoniano este tem uma viscosidade constante, seguindo a Lei de Newton e não sofre alteração quando lhe aplicas uma força. Ex: A água, o leite e os óleos vegetais.
No caso do fluido não newtoniano, como ketchup e o amido de milho, a viscosidade varia conforme o grau de deformação aplicado (efeito dependente do tempo).

Re:Física/Fluídos

Data: 22-09-2013 | De: Paulina Mata

Veja também este post que escrevi no blog "Uma Química Irresistível"

http://umaquimicairresistivel.blogspot.pt/2011/09/ja-ouviu-falar-de-fluidos-nao.html

Biologia/Botânica

Data: 02-08-2013 | De: Stefany

Em relação à fotossíntese, qual a substância sintetizada?

Re:Biologia/Botânica

Data: 25-08-2013 | De: Ana Séneca

Durante o processo de fotossíntese os organismos produzem açucares - os quais utilizam para produzir energia para todos os restantes processos e crescimento - a partir da energia solar e água

Astronomia/Astrobiologia

Data: 22-07-2013 | De: Guilherme Jorge

É possível já termos sido visitados por extraterrestres no passado?

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 27-08-2013 | De: Rui Costa

Esta pergunta está formulada de uma forma pouco correcta. Diria quase que pode ser uma pergunta "armadilhada". Da forma como a pergunta está feita, a resposta só pode ser: «É, é possível.»

Pessoalmente, preferia que a pergunta fosse: «Há algum indício de que tenhamos sido visitados por extraterrestres?».
Neste caso, a resposta é não. Não há qualquer prova, vestígio ou indicio de que tal tenha acontecido.

De qualquer modo, as palavras "no passado" estão a mais (são um pleonasmo). O verbo já indica que tal visita, se tivesse ocorrido, seria no passado...

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 27-08-2013 | De: Luís Cunha

A pergunta pode ter mais de uma perspectiva.
Uma delas é a origem da vida na Terra ter resultado de algo que veio do exterior e que depois evoluiu. Esse algo poderia ser um estado primitivo de vida, que caiu na Terra por acidente. Podemos chamar a esse estado primitivo de vida um ET. Não temos provas sobre esta hipótese de origem da vida na Terra.
Mas o que a pergunta pressupõe é se, depois de haver vida na Terra, houve visita de seres de outros planetas. Também se pressupõe que uma visita deste género teria de ocorrer por civilizações de fora do Sistema Solar, pois é praticamente certo não haver vida inteligente noutro planeta do nosso sistema.
Há uma condição que faz com que este tipo de viagens seja muito difícil: a distância que é necessário percorrer e porquê visitar a Terra se, apesar de ser a nossa casa, não passar de mais um planeta em torno de uma estrela vulgar.
Se admitirmos que a estrela mais próxima (sistema Alfa-Centauro), que fica a um pouco mais de 4 anos-luz de distância, tem um planeta com vida inteligente, se quisermos enviar uma mensagem via rádio, ela demora mais de 4 anos a chegar. Se os “alfa-centurianos” puderem e quiserem responder, temos a resposta, mais de 8 anos após a pergunta inicial. Ora estas mensagens viajam à velocidade da luz (300 000 km/s). A velocidade da nossa nave mais rápida, não ultrapassa as poucas dezenas de km/s. Para chegar ao sistema Alfa-Centauro demoraríamos dezenas de milhares de anos!!! Mesmo que a civilização de Alfa-Centauro esteja bastante mais avançada, não parece ser possível ultrapassar a velocidade da luz, nem chegar perto dela. Tanto quanto sabemos, corpos com massa não podem viajar à velocidade da luz. Isso implicaria sempre muito tempo para efectuar essas viagens. Um tempo muito maior que a duração da vida de um ser vivo. Claro que podemos sempre imaginar que podem dominar a técnica de hibernação, mas aqui põe-se outra questão. Porquê visitar a Terra se o nosso sistema “visto” do exterior do Sistema Solar, não deixa de ser vulgar. E o investimento que teria de ser feito compensaria?
Note-se que neste caso estamos a falar da estrela mais próxima de nós. Todas as outras estão muito mais longe.
Com esta resposta não posso dizer que não tenhamos sido visitados, mas que essa possibilidade me parece muito difícil de alguma vez ter ocorrido.

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 28-08-2013 | De: Marinho Lopes

É possível, mas não existe qualquer evidência disso (ainda que existam muitas teorias da conspiração). A probabilidade é reduzida, pois o universo ainda não é muito antigo, e para sermos visitados, isso implicaria que os ETs eram muito avançados tecnologicamente - ora isso leva muito tempo em termos evolucionários (à partida).

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 31-08-2013 | De: Pedro Augusto

Remeto a resposta para a que dei à seguinte pergunta anterior:

"Astronomia/Astrobiologia
Data: 07-07-2013 | De: Pedro Santos
É possível existir ou já ter existido vida noutro planeta?"

Se não temos, até hoje, provas da existência de vida em nenhum outro local do Universo que não a Terra, ainda menos temos provas de visitas de extraterrestres à Terra.

Astronomia/Astrobiologia

Data: 13-07-2013 | De: Pedro Santos

É possível viver em Marte sem o uso de um capacete de astronauta?

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 16-07-2013 | De: Alexandra Nobre

Respondendo directamente à tua pergunta...
Com capacete, sem capacete, com fato especialíssimo ou sem ele, não é possível viver em Marte. Ponto.
Ao Homem é imprescindível água e oxigénio entre outras condições/características, como por exemplo, temperatura ambiente adequada dentro de determinados limites. Já para não falar da alimentação...

É sabido que não sobrevivemos a cerca de 4 dias sem água e 3 minutos sem oxigénio.
Ora Marte tem uma atmosfera constituída basicamente por dióxido de carbono, não possui água (pelo menos no estado líquido) e a temperatura ambiente média é de 46 graus negativos (variando entre um mínimo de -87C e um máximo de -5°C). Como vês Pedro, nem com o melhor capacete xpto havia hipótese de sobrevivência.

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 23-01-2014 | De: ?

Não

Astronomia/Astrofísica

Data: 08-07-2013 | De: João Silva

É possível afastar ou aproximar a Terra do Sol?

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 27-08-2013 | De: Rui Costa

Com a tecnologia atual, não.

A Terra e a Lua têm tanta massa que nem vale a pena pensar muito nisso.
Não foi por acaso que escrevi "a Terra e a Lua". Contrariamente ao que se ensina na escola e se vê nas ilustrações, o centro da Terra não descreve uma elipse em torno do Sol; é o centro de massa do sistema Terra-Lua (a que se chama Baricentro) que descreve essa elipse. Assim, para afastar a Terra do Sol, seria necessário acelerar a conjunto da massa dos dois corpos.

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 28-08-2013 | De: Marinho Lopes

A Terra na sua órbita não está sempre à mesma distância do Sol, por isso às vezes aproxima-se, outras vezes distancia-se. Mas nós não temos nenhuma "palavra" a dizer nesse movimento - nem todo o poder atómico seria suficiente para fazer diferença. (Curiosamente, às vezes lembram-se de meter a malta toda a saltar no planeta, como se isso fizesse diferença. Naturalmente, não faz! Por outro lado, mesmo supondo que fizesse alguma coisa, sendo aplicada a força de vários lados, estar-se-ia a anular muitas componentes…).

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 31-08-2013 | De: Pedro Augusto

Em quanto? Se estamos a falar em mm, sim. Mas isso faz mesmo parte dos movimentos planetários que são tudo menos bem comportados (porque os planetas, o Sol, os asteroides, etc., se influenciam todos uns aos outros): a descrição do movimentos dos planetas do sistema solar é caótica, sendo as atuais órbitas elíticas apenas um movimento médio aproximado; em cada instante há pequenas alterações, devidas a todo o tipo de fatores, inclusive humanos - por exemplo, o próprio aquecimento global do planeta pode afetar muito ligeiramente a órbita da Terra, mas de uma forma muito difícil de estudar e comprovar por serem valores mínimos. Mas se a Terra, por ser muito grande, não se consegue desviar de forma significativa da sua trajetória média, o mesmo não se poderá dizer de pequenos asteroides que, por exemplo, venham na direção da Terra. Já temos Ciência o suficiente para saber o que fazer e tecnologia (variada) para o concretizar. Ver, por exemplo, http://en.wikipedia.org/wiki/Asteroid_impact_avoidance.

Astronomia/Astrobiologia

Data: 07-07-2013 | De: Pedro Santos

É possível existir ou já ter existido vida noutro planeta?

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 07-07-2013 | De: João Calafate

Caro Pedro Santos,

para já, deixo-te a resposta que o colaborador Rui Costa deu anteriormente a uma questão semelhante à que colocas.

Se ficares com dúvidas não hesites em dizer!

Cumprimentos,
o editor.

-------------------------------------------------------------------------
Data: 08-11-2012 | De: Rui Costa

"Por enquanto apenas conhecemos um planeta em que a vida surgiu e se desenvolveu.
Tudo o mais que se possa dizer é, por enquanto, especulação.

Já há décadas que se "escuta" o universo, na esperança de se detectar uma qualquer civilização extraterrestre que eventualmente estivesse a emitir um sinal. Este projecto, chamado SETI (busca de inteligência extra-terrestre), até à data não obteve quaisquer resultados práticos.

Mais recentemente, nos últimos anos, têm-se descoberto planetas extrassolares às centenas. Mas a sua deteção é feita por métodos indirectos (diminuição periódica no brilho de uma estrela, quando um eventual planeta passa pela sua frente ou medindo o pequeníssimo deslocamento que a massa do planeta exerce sobre a estrela). Estes métodos indirectos apenas nos permitem detectar a massa mínima e alguns dados orbitais do planeta.

E se mesmo com uma planeta "aqui ao lado" ainda mandamos sondas para Marte para determinar se terá ou não albergado vida - pelo menos microrganismos...), muitíssimo mais incerteza teremos em relação à existência de vida noutros corpos que orbitem outras estrelas..."

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 27-08-2013 | De: Luís Cunha

É, mas não temos provas disso. Existem centenas de milhões de estrelas por galáxia, e há milhares de milhões de galáxias. Tendo cada estrela, em média, 1 planeta (de acordo com estimativas recentes), não é exagerado afirmar que a probabilidade de ter havido (ou haver) planetas com vida é grande. Admitindo que para haver vida é necessário haver condições para que haja água no estado líquido, a vida poderá surgir em planetas que estejam afastados da estrela em torno da qual rodam, a uma distância não demasiado próxima (pois seria demasiado quente e a água evaporar-se-ia), nem demasiado longe (seria demasiado frio e a água ficaria sólida). À distância adequada chama-se “zona habitável”.
Chama-se a atenção para o facto da existência de vida num planeta, não significa que seja vida inteligente. Basta ser vida a nível celular.

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 28-08-2013 | De: Marinho Lopes

É possível e provável, contudo ainda não temos evidências disso. Para já o objectivo é tentar encontrar um planeta semelhante à Terra (na dita "zona habitável", ou seja, à distância certa da sua estrela), com o tamanho certo, e com outras características que permitam à partida o desenvolver com vida. É claro que para verificar se existe lá efectivamente vida será difícil, pois com a tecnologia actual só nos é possível viajar dentro do sistema solar, e aqui se existe vida em algum lado, talvez mesmo só microrganismos em gelo subterrâneo, se ele existir, em Marte. (Por outro lado, também se tenta encontrar transmissões de rádio de ETs, mas para já sem qualquer sucesso.)

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 30-08-2013 | De: Pedro Augusto

Possível é, uma vez que os planetas poderão existir aos milhões no Universo. Assim, não parece difícil existir algum com as condições propícias à vida (mas demonstrá-lo aqui da distante Terra parece, sim, ser uma tarefa só possível daqui a muitos anos).

Em relação a existir vida, não haverá nunca forma fácil de o saber, quer no que respeita à inteligente quer a toda a outra; quanto à primeira, as comunicações interestelares podem demorar décadas (mesmo para os planetas mais próximos, que não são assim tantos e ainda menos os há propícios há vida); quanto à segunda, como detetar vida em planetas longínquos? Ainda ninguém sabe. Quanto a se terá existido, andamos em Marte há muitos anos há procura de vida (até já houve quem dissesse a ter descoberto em meteoritos de Marte – mas fortemente contestado), pois é, do sistema solar, o mais óbvio para essa procura (por ter o clima mais parecido com o da Terra; mesmo que muito diferente). Há também a possibilidade de oceanos salgados debaixo das superfícies de Europa e Enceladus e ainda de Titã conter vida nas sopas orgânicas que poderão ser os seus extensos lagos. Há missões futuras planeadas para os estudarem a todos neste sentido. Mas hoje, neste momento, ainda não existe nenhuma prova conclusiva da existência de vida em qualquer outro planeta que não a Terra.

Saúde/Medicina/Magnetoterapia

Data: 02-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Tenho uma dúvida sobre a ação do campo magnético no organismo.

Há tempos um médico ortopedista receitou-me um tratamento de magnetoterapia, devido aos meus problemas de ossos. Eu fi-lo, mas não senti qualquer efeito: nem para melhor, nem para pior.

Gostava de saber quais as transformações que o campo magnético provoca no organismo, nomeadamente nos ossos. Desculpem esta pergunta, mas ando com esta dúvida há muito tempo!

Docente reformada, Porto.

Re:Saúde/Medicina/Magnetoterapia

Data: 13-09-2013 | De: Ricardo Teixeira

Provoca uma diminuição de dinheiro na conta bancária. Aconselho a mudar de ortopedista.

Genética/Semelhança entre pais e filhos

Data: 23-06-2013 | De: Marina

Se um filho tem cova no queixo, necessariamente um dos pais tem de ter, correto?

Re:Genética/Semelhança entre pais e filhos

Data: 17-10-2013 | De: Alexandra Sá Pinto

Tal como já expliquei em resposta a uma questão anterior, uma grande parte das características humanas observáveis possuem padrões hereditários mais complexos do que o mecanismo explicado por Mendel. Isto porque a sua expressão depende de mais do que um gene ou é de alguma forma influenciada pelas características do meio. É por esse motivo que estas características não são usadas para testes de parentalidade, os quais estudam diretamente o ADN dos indivíduos, cuja relação familiar se pretende testar.
Em relação à cova no queixo, embora esta característica seja muitas vezes apresentada como exemplo de um caráter mendeliano do tipo recessivo (ausência de cova) e dominante (presença de cova), existem fortes indícios que a transmissão desta característica seja bastante mais complexa. Em primeiro lugar a característica não apresenta variação descontínua, ou seja, não podemos dizer apenas que esteja presente ou ausente. Se existem queixos com covas bem vincadas e óbvias e queixos onde não é possível vislumbrar qualquer cova, existem também queixos para os quais é muito difícil decidir se têm ou não uma cova. Uma característica com variação contínua como a cova no queixo implica a existência de mais do que um gene a controlar a sua expressão e/ou que esta seja influenciada pelas características do meio. A titulo de exemplo, um estudo realizado na Suécia e que se debruçou sobre a hereditariedade desta característica, mostrou que aproximadamente 11% dos descendentes de casais em que ambos os pais não tinham cova no queixo possuem de facto uma cova no queixo.
Para mais informação sobre os padrões hereditários desta e outras características humanas supostamente mendelianas agradecia que consultassem o site:

http://udel.edu/~mcdonald/mythintro.html.

Física

Data: 19-06-2013 | De: Maria

É verdade que o movimento vertical possui aceleração e o horizontal velocidade variada?

Re:Física

Data: 26-08-2013 | De: José Gonçalves

Olá Maria,
a tua pergunta é um pouco confusa... mas vou tentar responder.

A aceleração mede a variação da velocidade no intervalo de tempo considerado. O objecto que sobe e depois cai na vertical, inicia o seu movimento com a velocidade máxima (para poder atingir a altura pretendida) e vai diminuindo até que se anula na altura máxima, para iniciar o movimento descendente. No retorno, vai aumentando a sua velocidade, sendo o seu valor máximo antes de atingir o chão (ao chocar vai libertar toda a sua energia em som, calor e deformação do objecto). Como podes ver a velocidade variou nesse intervalo de tempo. Logo, houve aceleração.
No movimento horizontal também podes ter aceleração (variação da velocidade nesse intervalo de tempo). O exemplo mais claro é quando arranca ou pára o autocarro.
Espero ter ajudado.

Re:Física

Data: 27-08-2013 | De: Luís Cunha

A pergunta pressupõe movimentos rectilíneos. A solução está na lei fundamental da dinâmica: F = ma.

Veja-se o caso da queda livre:

Na fase inicial do movimento de queda livre, o corpo possui aceleração (velocidade aumenta). Isto deve-se à resultante das forças ter direcção vertical e com o mesmo sentido do movimento.
No entanto ar exerce uma determinada resistência (atrito) a este movimento. Esta força de atrito é tanto maior quanto maior for a velocidade. Isto faz com que num corpo em queda livre estejam aplicadas 2 forças: Peso (que para pequenas alturas se mantem aproximadamente constante) e a resistência do ar que vai aumentando até que a sua magnitude seja igual à do peso. A partir daqui, o corpo em queda livre mantem uma velocidade constante, porque sendo a resultante das forças nula, a aceleração é nula (ver lei fundamental da dinâmica).

Resumo: na primeira fase da queda o movimento é acelerado, mas a velocidade aumenta a uma taxa cada vez menor (enquanto a magnitude do peso for maior que a resistência do ar); na segunda fase do movimento, a aceleração é constante (porque a magnitude do peso é igual à da resistência do ar).
Claro que para diferenças de altitude muito grandes, a variação do peso com a altitude, pode ser significativa, mas o tipo de movimento resulta da lei fundamental.
No caso do movimento horizontal, o raciocínio é o mesmo. Depende da resultante das forças. Enquanto a resultante for nula, o movimento é uniforme e rectilíneo. Quando a resultante deixa de ser nula, o movimento é acelerado no sentido da força resultante.

Re:Física

Data: 28-08-2013 | De: Marinho Lopes

A questão está muito incompleta, pelo que me é difícil compreender bem o que está a perguntar. Normalmente, um movimento pode ser "dividido" nas suas componentes vertical e horizontal, em que a vertical tem a aceleração gravítica e a horizontal não. Contudo, se houver outras forças aplicadas, poderão haver outras componentes de aceleração...

Por outro lado, "velocidade variada" é uma expressão estranha - se a velocidade varia, então também está a dizer que existe aceleração?

Seria conveniente reformular a questão, para que lhe pudesse responder melhor.

Re:Física

Data: 30-08-2013 | De: Pedro Augusto

Estamos a falar em relação à Terra e para um corpo próximo da sua superfície (ou seja, que sinta os efeitos gravitacionais do nosso planeta), certo? Nesse caso, aplicam-se as leis de Newton na sua forma mais simples. A única força atuante sobre o corpo é o seu peso, derivado da atração gravitacional entre este e a Terra. E esta força tem direção vertical e sentido para baixo. Assim, se o corpo for largado no ar, cai verticalmente em movimento acelerado. A questão do movimento horizontal é semelhante, a única diferença é o pressuposto do objeto ter sido lançado nessa direção. Chama-se "movimento de um projétil" aos estudos relacionados com estas questões. A única força atuante é a mesma (peso) mas o movimento torna-se mais complexo (equações). Segundo a horizontal, de facto, a componente da velocidade NÃO SE ALTERA desde a adquirida no início, pois não há qualquer força segundo essa direção (e forças perpendiculares ao movimento, como é o caso do peso, não afetam em nada o movimento). Segundo a vertical as coisas mudam (o peso influencia o movimento) mas o movimento é EXATAMENTE como o acima descrito para um corpo simplesmente largado, a não ser que se dê um impulso inicial com um contributo nesta direção. Finalmente, o movimento complexo que resulta (parabólico) é uma combinação dos movimentos segundo as duas direções, horizontal e vertical. Por isso há toda uma área da Física que estuda estes "movimentos de projétil", de forma a cobrir todas as situações.

Biologia/Zoologia

Data: 04-06-2013 | De: Ana Maria

A minhoca desloca-se predominantemente no sentido vertical ou horizontal?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 16-07-2013 | De: Alexandra Nobre

Viva Ana Maria,
As minhocas deslocam-se basicamente na horizontal escavando túneis no solo de onde saem de tempos a tempos, nomeadamente após grandes chuvadas (o túnel alaga e elas morreriam asfixiadas). No entanto há espécies mais musculosas que são capazes de escavar túneis verticais. Estas parecem mais "preguiçosas" e podem passar anos num mesmo túnel.

Curiosidades científicas/Biologia/Microbiologia

Data: 02-06-2013 | De: Cândida

O que acontece ao pão seco e ao molhado após uma semana?

Re:Curiosidades científicas/Biologia/Microbiologia

Data: 16-07-2013 | De: Alexandra Nobre

Olá Cândida.
Com o pão seco, em princípio não acontece nada. Ao fim ao cabo, as tostas são pão ao qual foi retirada a água (processo denominado desidratação). Em ambiente seco as tostas são "eternas".
Quanto ao pão húmido é comum aparecer coberto de bolor ao fim de uns dias. O facto de estar húmido ou seja, de possuir água, permite o crescimento de microrganismos que existem por todo o lado à nossa volta. Os fungos filamentosos (bolores) conseguem crescer na presença das concentrações de água baixas associadas ao pão húmido.
Resumindo, a diferença entre pão seco e pão húmido está na existência de água no segundo caso, característica imprescindível à vida.

Biologia

Data: 02-06-2013 | De: Marco Carlos

COMO SE FAZ O ESQUEMA DO FLUXO DE ENERGIA?

Brasil

Biologia/Ecologia

Data: 01-06-2013 | De: Marco Carlos

O QUE OCORRERIA SE TIRÁSSEMOS A ÁGUIA DA CADEIA ALIMENTAR?

Brasil

Re:Biologia/Ecologia

Data: 16-07-2013 | De: Alexandra Nobre

Olá Marco.
Se retirarmos um elo (chamemos-lhe A) da cadeia alimentar acontecem duas coisas: começam a acumular-se as presas das quais A se alimenta e a diminuir os predadores de A,por falta de alimento.
No caso da águia, como esta se encontra no topo da cadeia alimentar, o efeito seria visível a nível de aumento do elo anterior (répteis, ratos, coelhos, etc). No entanto, isto é uma visão muito simplista da situação porque os ecossistemas são entidades extremamente complexas, com grande capacidade de auto-regulação no sentido de atingir novo equilíbrio. E por isso mesmo faz mais sentido falar em teias alimentares do que propriamente em cadeias.
Aconselho a ler isto (muito simples já que não sei qual é a sua idade):
http://biologandonarede.blogspot.pt/2011/05/cadeia-alimentar-teia-alimentar.html

richardsmithloanfirm@hotmail.com

Data: 05-08-2016 | De: Richard Smith.

Aqui está uma oferta de empréstimo urgente a uma taxa de juro de 3%. Aplicar-se agora para mais informações em: richardsmithloanfirm@hotmail.com

Ambiente/Ecologia

Data: 31-05-2013 | De: Marco Carlos

POR QUE A TERRA COMPORTARIA MAIS HUMANOS SE FÓSSEMOS TODOS HERBÍVOROS?

Brasil

Re:Ambiente/Ecologia

Data: 27-08-2013 | De: Rui Costa

Esta pergunta encerra uma falácia. Parte de um pressuposto que não demonstra: o de que a Terra comportaria mais humanos se fossemos todos herbívoros.

Por um lado, nós somos animais e a nossa dentição que é algo natural, com que todos nascemos, demonstra que somos omnívoros.
Por outro lado, não vejo vantagens (nem para o meio ambiente nem para a biosfera) em que haja mais seres humanos e que sejam todos vegetarianos. A necessidade de aumentar as áreas residenciais e também a área de cultivo iria provavelmente obrigar a mais desflorestação e uso mais intensivo de solos, o que seria péssimo para os demais animais e plantas.
Só vejo aí problemas para a biodiversidade...

Re:Ambiente/Ecologia

Data: 29-08-2013 | De: Manuel Graça

A afirmação de que a Terra comportaria mais humanos se fossemos herbívoros é certa. Nem todo o alimento que um herbívoro consome é assimilado no intestino (o não assimilado são as fezes). O alimento assimilado é usado para nos mantermos vivos (= metabolismo) e só uma pequena fração será usada para construir novos tecidos. São estes novos tecidos que podem ser consumidos pelos carnívoros. Em geral, só 10% da energia de um nível trófico (ex. herbívoros) é que passa ao nível trófico seguinte (ex. carnívoros).
Em termos práticos, se você tiver um campo de milho, você consegue mais alimento se comer o milho, do que se alimentar as galinhas com o milho e depois comer as galinhas.
Tendo dito isto, convém recordar que não há nenhum alimento que satisfaça na íntegra as necessidades alimentares dos humanos. Há alimentos que podem suprir as nossas necessidades energéticas (ex. batatas) mas precisamos de uma grande variedade de alimentos para uma alimentação equilibrada. Certamente abusamos da carne, mas não nos esqueçamos que há uma razão para termos dentes caninos...

Biologia/Reprodução

Data: 22-05-2013 | De: Dara

Em caso de reprodução assexuada, como ocorre a formação de um novo indivíduo?

Como se reproduz o dragão de komodo e o canguru?

Re:Biologia/Reprodução

Data: 25-08-2013 | De: Ana Séneca

No caso de reprodução assexuada uma célula de um indivíduo divide-se produzindo um novo conjunto de células que são capazes de originar tecidos e orgãos de um novo indivíduo exactamente igual ao que lhe deu origem.

O dragão de Komodo reproduz-se por ovos, como todos os répteis.
Um canguru é um mamífero, contudo o ciclo de reprodução é muito particular. Depois da fecundação do ovo - que tem vestígios de uma casca muito fininha - forma-se um pequeno embrião, que, ao fim de cerca de 30 dias emerge na bolsa da mãe. Não tem ainda membros desenvoldidos, pêlo e é cego, mas sobre dentro da bolsa da mãe até uma das tetas e fixa-se aí. Cresce na bolsa da mãe onde conclui o seu desenvolvimento e ao fim de cerca de 200 dias emerge da bolsa já completamente desenvolvido. A partir daqui passa cada vez mais tempo fora da bolsa da mãe. Contudo, só a deixará completamente, para viver independentemente, após mais de 8 meses.

Re:Biologia/Reprodução

Data: 29-08-2013 | De: Paulo Talhadas dos Santos

Quanto ao dragão de Komodo, a reprodução normal processa-se como nos restantes lagartos, com fecundação interna, seguida de postura e enterramento de uma vintena de ovos. Estes eclodem passados 7-8 meses e continuam o ciclo.

Foram relatados vários casos de hermafroditismo em fêmeas isoladas em zoos, ocorrendo autofertilização que origina apenas machos.

richardsmithloanfirm@hotmail.com

Data: 05-08-2016 | De: Richard Smith.

Aqui está uma oferta de empréstimo urgente a uma taxa de juro de 3%. Aplicar-se agora para mais informações em: richardsmithloanfirm@hotmail.com

Biologia/Scotoplanes

Data: 16-05-2013 | De: Pedro Alves, 19 anos

Boas,

Hoje enquanto conversava com uma pessoa, a respeito de uma documentário que eu tinha visto, surgiu uma dúvida especifica. Os scotoplanes têm ou nâo cérebro?

Obrigado desde já pela vossa atenção.

Com os melhores cumprimentos,
Pedro Alves

Re:Biologia/Scotoplanes

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Olá Pedro,

Não têm cérebro, mas têm na mesma células nervosas que lhes permitem controlar o corpo.
Os animes invertebrados têm sido muito importantes em neurociências (em particular a Aplysia), pois permitem o estudo de sistemas neuronais mais simples do que aqueles que se encontram nos animais vertebrados. Eventualmente, a compreensão do mais simples trará luz sobre o mais complicado (como de resto já trouxe).

Cumprimentos,
Marinho Lopes

Re:Biologia/Scotoplanes

Data: 29-05-2013 | De: Carlos Alberto Ribeiro

Os organismos da espécie Scotoplanes globosa são equinodermes de grande profundidade e, com tal, é um invertebrado como as estrelas-do-mar, holotúrias, ouriços-do-mar, etc.

Neste grupo de organismos não existe um cérebro diferenciado mas, no seu lugar, existe todo um sistema neuronal muito eficaz que possui todas as características e aptidões necessárias para o sucesso ecológico destes organismos. No caso do Scotoplanes não encontrei nenhum artigo publicado em revistas científicas sobre a anatomia do seu sistema nervoso. Há muita informação na net (ao nível sobretudo de blogs) que carece de confirmação científica. Seria desejável que toda a informação científica viesse acompanhada da respectiva documentação científica sob a forma de bibliografia. Se a encontrarem por favor, informem-me. Obrigado!

Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 07-05-2013 | De: Beatriz Castro

Numa questão da prova de ciências, João escreveu: "As plantas fazem fotossíntese dura te o dia e respiram durante a noite". A professora de ciências deu nota zero nesta questão. Por que a resposta estava errada?

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 19-05-2013 | De: Ian

As plantas fazem fotossíntese durante o dia, porém respiram durante o dia todo para manter o seu metabolismo.

(Contribuição dada por um cidadão.)

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 20-05-2013 | De: João Daniel Arrabaça

De facto, a resposta está errada. A respiração dá-se, nas plantas, simultaneamente com a fotossíntese, visto que este processo, por si só, não fornece todo o ATP necessário ao funcionamento da planta. Como a fixação fotossintética de CO2 (durante o dia) é, necessariamente, muito maior que a libertação total de CO2 (na respiração, durante o dia e durante noite), a medição das taxas respiratórias, à luz, é muito difícil, o que levou a acreditar que as plantas não respiravam de dia, o que está experimentalmente desmentido. Mais ainda, nas plantas ditas em C3 (como o trigo), existe a fotorrespiração, um processo ligado à fotossíntese, que é diferente, (embora em parte ligado) da respiração.

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 20-05-2013 | De: Ana C. Costa

Porque as plantas respiram durante o dia e durante a noite.

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 20-05-2013 | De: Cândido Pinto Ricardo

Sim está errada. A fotossíntese para ocorrer necessita de clorofila e luz. Todavia, no que respeita à respiração, as plantas têm dois tipos: uma respiração idêntica à dos tecidos animais (que nas plantas por vezes se designa por “respiração às escuras”) e outra que é estimulada pela luz (que se designa usualmente por “fotorrespiração”). A fotorrespiração só ocorre em tecidos verdes e está associada ao processo fotossintético, exigindo pois a presença da luz; a “respiração às escuras”, apesar desta designação, a evidência experimental indica que tanto ocorre às escuras como com luz, embora com maior intensidade às escuras do que à luz.

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 23-05-2013 | De: Pedro Augusto

Pelo menos metade está certa (plantas fazem fotossíntese), mesmo que possa estar incompleta. Dar nota zero parece-me exagerado (também sou professor), mas ver abaixo.

Claro que o mais correto não era dizer durante o dia, mas sempre que há luz (até pode não ser do sol). E "respiram", deve ser explicado que as plantas o fazem durante todo o dia (24h).

Em remate: é preciso saber o contexto da pergunta e da matéria que foi dada. A pergunta pode estar tão incompleta que a professora achou melhor dar zero.

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 24-05-2013 | De: Jorge Paiva

Claro que a resposta está errada, pois à parte das reações fotossintéticas que não decorrem sem luz as plantas não respiram só durante a noite (coitadinhas... morriam "asfixiadas" de dia).

Re:Pergunta da Apostila de Ciências: 7º ano

Data: 29-05-2013 | De: Carlos Alberto Ribeiro

As plantas fazem a fotossíntese e a respiração durante o dia e apenas continuam a respirar durante a noite porque lhes falta a luz para a primeira função. A respiração que as plantas fazem durante o dia, em condições de luz, chama-se "Foto-respiração", não depende da luz mas tem este nome. A eficiência da fotossíntese é, em parte, consumida na (foto)respiração vegetal. Por isso, as plantas dividem-se em plantas com metabolismo fotossintético/respiratório do tipo C3, C4 e CAM. As plantas C3 são a maioria das plantas e são as menos eficientes em termos da produção fotossintética de O2, porque gastam uma boa percentagem (60%) na sua própria respiração; as plantas C4 têm um metabolismo fotossintético/respiratório mais eficaz e percentagem de oxigénio consumido na sua própria respiração é menor (30%); As plantas CAM, os catos, são as mais eficientes, só gastando cerca de 10% a 15% do oxigénio que produzem.

Astronomia

Data: 06-05-2013 | De: Luciana

Qual o planeta que a partir dele todos os outros passam a ter temperaturas bastante baixas e negativas?

Re:Astronomia

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Suponho que o queira saber é a partir de que planeta no sistema solar, a "contar do Sol", é que a temperatura se torna bastante baixa. De uma forma simples, é natural supor que os planetas mais próximos do Sol são mais quentes que os mais afastados. Isto, porém, é uma grande simplificação do problema. Mercúrio, por exemplo, que é o planeta mais próximo do Sol e por isso supostamente deveria ser o mais quente, tem efectivamente uma temperatura muito alta (cerca de 430º C) de dia, mas muito baixa de noite (cerca de -220ºC). Notar que "de dia" significa a parte do planeta que está virada para o Sol, e "de noite" a parte que está do "outro lado". Na Terra também fica mais frio de noite, porém nunca fica assim tão frio. A razão é que a Terra tem atmosfera, enquanto que Mercúrio quase não tem atmosfera. Os gases da atmosfera absorvem calor e são aquilo que permite que a temperatura não desça muito de noite (efeito de estufa).
Já Vénus, que está mais longe que Mercúrio do Sol, tem uma temperatura que varia muito pouco entre o dia e a noite, sendo a temperatura de cerca de 460ºC, maior que a de Mercúrio de dia, por causa do enorme efeito de estufa que este planeta tem, que lhe permite "ampliar" a temperatura.
Marte, por sua vez, já volta a ter uma atmosfera reduzida (mas não tão reduzida quanto a de Mercúrio), e por isso já tem temperatura muito baixas de noite (podem ir de 80ºC negativos, até 180ºC negativos, dependendo da latitude e da estação do ano). De dia a temperatura não ultrapassa os agradáveis 20ºC (no Verão), sendo normalmente uma temperatura baixa, mas com a qual o ser humano é capaz de viver (devidamente agasalhado).

Júpiter e outros gigantes gasosos, têm uma atmosfera muito densa, o que lhes permite ter uma temperatura mais ou menos constante, no entanto, como se encontram já muito distantes do Sol, a temperatura não ultrapassa os -100ºC.

Re:Astronomia

Data: 23-05-2013 | De: Pedro Augusto

Tem de se definir o que é baixo e qual a escala quando se fala em temperaturas negativas (centígrados). Se a questão é: "qual o planeta a partir do qual, inclusive, se começam a registar valores negativos médios de temperatura superficial em graus centígrados?", a resposta é: Marte. Mas atenção à media, pois Mercúrio chega aos 220 negativos (na parte que não está exposta ao sol)! Ver, por exemplo: http://nineplanets.org/data2.html (atenção que a temperatura está em graus kelvin: 273 kelvin = 0 graus centígrados).

Astronomia/Biologia

Data: 06-05-2013 | De: Gustavo

O que aconteceria caso caísse um meteoro do céu e matasse todo o plâncton existente na Terra?

Re:Astronomia/Biologia

Data: 20-05-2013 | De: Ana C. Costa

O plancton constitui a base das teias alimentares marinhas, sem plancton a maior parte da vida marinha desaparecia, extinguindo-se muitos peixes, baleias etc; por outro lado, como o fitoplancton é responsável pelo sequestro de grande parte do dióxido de carbono do planeta, as concentrações deste gás na atmosfera aumentariam muitiissimo aumentando o efeito de estufa e pondo em risco a vida no planeta tal como a conhecemos.

Re:Astronomia/Biologia

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Primeiro convém notar que é impossível um meteoro matar todo o plâncton existente na Terra sem que outros organismos sofram igual destino. Aliás, é muito mais fácil um meteoro matar a vida de animais grandes (e terrestres), do que de animais pequenos e aquáticos. Caso fosse possível que todo o plâncton morresse, isso iria conduzir ao colapso do ecossistema marítimo, pois eles são a base da alimentação dos outros animais marinhos de maiores dimensões.

Re:Astronomia/Biologia

Data: 23-05-2013 | De: Pedro Augusto

Se um meteoro matasse todo o plâncton da Terra (ou seja, os seus efeitos sentindo-se por todo o planeta) o mais provável é que extinguisse também toda a vida da terra (animais e plantas): o meteoro teria de ter vários km de diâmetro. Este tipo de impacto é extremamente raro. Além disso, neste momento, já temos o mapa completo de todos os objetos com estas dimensões que partilham a orbita da Terra. Apesar de nunca estar fora de causa que, de repente, seja descoberto algum na nossa direção (mais provavelmente um cometa), já temos (teoricamente) várias técnicas potencialmente capazes de evitar que um colida connosco. Em resumo, enquanto o ser humano não se autodestruir (e esperemos que tal nunca aconteça), um evento meteórico que mate todo o plâncton da Terra não acontecerá.

Re:Astronomia/Biologia

Data: 29-05-2013 | De: Carlos Alberto Ribeiro

Se um meteoro, com esta capacidade destrutiva, caísse na Terra o evento teria repercussões a um nível muito mais elevado. A vida na Terra seria completamente destruída. Se não fosse logo de imediato seria com o passar dos dias. A morte de todo o plâncton implicaria o desaparecimento da vida em todos os mares e oceanos. Portanto, constituiria uma catástrofe global inimaginável.

Vou recolocar a pergunta para os seguintes termos: "O que aconteceria se todo o plâncton desaparecesse de todas as massas de água terrestres?"

A resposta é a seguinte:

O plâncton é constituído pelo fitoplâncton (produtores) e o zooplâncton (consumidores primários).
O fitoplâncton (algas microscópicas/fotossintéticas) são um dos maiores produtores de oxigénio e de biomassa da Biosfera. Ao desaparecerem deixaria de existir biomassa marítima, oceânica ou lagunar, para alimentar os organismos aquáticos consumidores primários. De resto, o zooplâncton carece de se alimentar do fitoplâncton e, em consequência, o seu desaparecimento a prazo, também estaria garantido. Consequência imediata, é que todos os ecossistemas dependentes das massas de água ficariam sem alimento: sem produtores, não há consumidores primários (herbívoros) e sem estes não há consumidores secundários (carnívoros). Logo, a vida na água extinguia-se.

Não é preciso uma catástrofe meteórica para que isto aconteça; é suficiente o aquecimento das massas de água. Se as águas oceânicas aquecerem mais 5-6 ºC, o fitoplâncton não terá condições para sobreviver.

Os efeitos na vida terrestre (em terra firme) também seriam devastadores, porque deixaria de ser produzido o oxigénio necessário à vida em aerobiose.

Astrofísica/Matéria escura e antimatéria

Data: 22-04-2013 | De: Jéssica Nunes

O que é a matéria escura? Qual a sua relação com a antimatéria?

16 anos, estudante, Sintra.

Re:Astrofísica/Matéria escura e antimatéria

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Remeto-o para o seguinte artigo publicado neste site:

http://cienciapatodos.webnode.pt/news/o-mundo-das-particulas-parte-ii/

Em particular, no que concerne à matéria escura, veja o último comentário nesse artigo (o do fundo da página).

Física/Tecnologia

Data: 22-04-2013 | De: Jéssica Nunes

Gostaria de saber como funciona a técnica do PET?

Se utiliza positrões, como se faz para que estes atinjam o alvo sem reagir com eletrões e originar energia? Como se conseguem obter os positrões? É o próprio aparelho que os gera no momento em que o paciente é submetido ao exame?

Estudante, 16 anos, Sintra.

Re:Física/Tecnologia

Data: 20-05-2013 | De: José Gonçalves

O PET é uma tecnologia nuclear que cria imagens tridimensionais de determinados processos do organismo humano.
Os positrões não são inseridos no organismo, eles são produzidos no decaimento das moléculas de fluorodeoxiglucose (FDG), um açúcar cujo período de vida é de ~1 hora.
Este radioisótopo vai originar um eletrão e um positrão. Este positrão interage com a matéria do tecido orgânico onde se encontra, viajando menos de um milímetro. Essa interação ocorre pela perda de energia cinética do positrão até que interage com um eletrão da matéria circundante, ocorrendo a aniquilação deste par e libertando um par de fotões (movendo-se aproximadamente em direções opostas) com uma energia de 511 keV (~8 x10^-14 J), que pode ser captada pelo detector em forma de anel.

Re:Física/Tecnologia

Data: 22-05-2013 | De: Marinho Lopes

A técnica PET (tomografia por emissão de positrões) não funciona exactamente do modo que você está a pensar. O nome pode induzir em erro: não é uma máquina que emite positrões e que os faz reagir com electrões! O que se faz é injectar no paciente um elemento radioactivo (normalmente no sangue). O sistema circulatório faz os elementos radioactivos "viajar" pelo corpo, e, dadas as características do elemento em causa, este "deposita-se" na zona que se pretende avaliar. Uma vez aqui, o elemento radioactivo sofre decaimento beta (na verdade ele está sempre a decair durante todo o processo), no qual há emissão de positrões. Estes encontram imediatamente electrões e reagem, havendo a libertação de radiação gama. É esta radiação gama que a máquina capta e, usando as leis da Física que caracterizam a radiação gama emitida (e visto que há emissão de dois raios gama para lados opostos), é possível identificar exactamente o local de onde vieram estes raios gama. A imagem, além da posição, identifica também a intensidade, onde uma maior intensidade significa simplesmente um maior número de reacções, o que implica que houve nessa região uma maior "deposição" do elemento radioactivo.
Os elementos radioactivos podem ser obtidos de diferentes formas, por exemplo através de um ciclotrão.

Nota: Uma boa fonte de informação sobre este tema pode ser encontrada na wikipédia inglesa, a partir da qual se pode encontrar uma boa bibliografia na secção das referências.

Geologia/Fontes Hidrotermais

Data: 22-04-2013 | De: Rui

Que domínios são importantes na compreenção das fontes hidrotermais?

Re:Geologia/Fontes Hidrotermais

Data: 20-05-2013 | De: Maria Elisa Preto Gomes

Hidrogeologia, litologias ad região onde ocorrem e tectónica.

Re:Geologia/Fontes Hidrotermais

Data: 20-05-2013 | De: Ana C. Costa

A biogeoquimica é também fundamental.

Química/Curiosidades científicas

Data: 22-04-2013 | De: JOSE MUSSAGY

O que acontece quando se junta vinagre a um ovo, por exemplo, de galinha?

Re:Química/Curiosidades científicas

Data: 20-05-2013 | De: Pedro Augusto

Sugiro que experimentes e vejas! Com várias quantidades de vinagre e até colocando o ovo a "boiar" em vinagre... E vê os efeitos sobre a gema e sobre a clara (o ideal era mesmo separar estas duas partes logo à partida).

Re:Química/Curiosidades científicas

Data: 23-05-2013 | De: Susana Pereira

Quando se junta vinagre ao ovo de galinha a casca do ovo dissolve-se porque o vinagre tem ácido acético, que reage com o carbonato de cálcio existente na casca do ovo. Nesta reação libertam-se bolhas, que são dióxido de carbono.

Se quiseres, podes completar a experiência de uma forma interessante (ver, por exemplo, aqui: http://scienceblogs.com.br/uoleo/2009/07/experiencia_caseira_-_ovo_sem/)

Biologia/Neurociências/Inteligência

Data: 14-04-2013 | De: Joãozinho

Gostaria de saber a vossa opinião sobre 3 questões acerca da Inteligência:

Somo os únicos seres vivos inteligentes?
O que é a inteligência?
A inteligência pode ser desenvolvida e treinada?

Obrigado!
(10º ano; Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Neurociências/Inteligência

Data: 22-05-2013 | De: Marinho Lopes

A resposta à primeira pergunta depende da resposta à segunda: dependendo da forma como se define a inteligência poder-se-á considerar que somos os únicos, ou não. Como não existe uma definição única e clara, não darei resposta a essas duas questões.

A terceira questão depende também do conceito de inteligência, pelo que eu vou responder a uma pergunta ligeiramente diferente: é possível desenvolvermos as nossas capacidades cognitivas e o método é exactamente o treino. É claro que se o treino for muito específico sobre uma tarefa cognitiva, é improvável que outras habilidades cognitivas diferentes se desenvolvam. Os neurocientistas ainda não descobriram nenhum treino cognitivo global que permita o desenvolvimento geral das nossas capacidades.

Re:Biologia/Neurociências/Inteligência

Data: 23-05-2013 | De: Marina Fuertes

Somo os únicos seres vivos inteligentes?

No nosso planeta existem muitos seres vivos com inteligência. Facilmente se reconhece que um cão compreende as ordens recebidas, persegue objetivos e resolve problemas. Outros primatas são, especialmente, competentes a aprender a comunicar através de símbolos, resolver problemas lógicos, e parecem até ter "sentimentos" de justiça ou de injustiça. Contudo, crê-se que o ser humano é o único capaz de "meta-cognição", ou seja, pensar sobre o seu próprio pensamento e sobre os seus atos. O ser humano é capaz de raciocínio abstrato, i.e., de pensar sobre algo hipotético. Por exemplo, não operar apenas sobre acções concretas. O homem é capaz de cálculo combinatório avançado (mas também um computador). O homem tem ainda algo irreplicável por qualquer máquina: a "intuição", que se traduz por exemplo na capacidade de nas interações sociais interpretar as reações comportamentais, faciais, ou tom de voz do seu interlocutor e até de detetar quando está a ser enganado.

O que é a inteligência?

A inteligência é uma faculdade mental composta por várias dimensões (socioemocionais, cognitivas, psicomotoras, artísticas, éticas, etc.).
A inteligência é especialmente apurada nos seres humanos, porque ao longo da evolução esta faculdade trouxe aos indivíduo vantagem competitiva relativamente a outros indivíduos da sua espécie.

A inteligência pode ser desenvolvida e treinada?

Claro que sim, principalmente através da leitura, da escrita, de análises e reescrita de textos. A melhor forma de desenvolver a inteligência é lançarmo-nos num projeto. Imagina, um tema que adores (música, surf, informática) ou uma pergunta que te inquieta (como começou o universo?; Deus existe?). Começa por leres o que existe sobre o tema: escolhe um ou dois livros (pede opinião aos teus professores sobre o que leres), depois consulta na net informação sobre o assunto. Depois de lida e reunida a informação, tenta escrever um texto, fazer um filme sobre o assunto, um jornal, um blogue, etc... Ao reunires e organizares informação, ao recontares, ao analisares, ao interpretares... estás a organizar operações mentais que desenvolvem competências como a inteligência, a criatividade e ficarás certamente mais culto... é como ir ao ginásio do cérebro.
Faz o teu projeto sobre o que te apaixona e diverte-te!

Ciência/Pseudociência/Biologia/Astrobiolgia

Data: 11-04-2013 | De: Anna

Das três teorias sobre a origem da vida no planeta terra (CRIACIONISMO, PANSPERMIA, EVOLUÇÃO QUÍMICA), qual a que não obedece ao método científico?

Re:Ciência/Pseudociência/Biologia/Astrobiolgia

Data: 20-05-2013 | De: Pedro Augusto

CRIACIONISMO.

Re:Ciência/Pseudociência/Biologia/Astrobiolgia

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

O Criacionismo não é uma teoria científica, porque nada aponta no sentido de que tudo foi "criado assim". É uma "teoria" que parte de um pressuposto que não pode ser verificado e, além disso, não tem qualquer resposta para o facto de haverem evidências que suportam a Teoria da Evolução.

As outras obedecem ao método científico. Aliás, a teoria da Panspermia é muito semelhante à da Evolução Química - simplesmente assume que essa Evolução Química ocorreu noutro sítio do universo que não a Terra.

Re:Ciência/Pseudociência/Biologia/Astrobiolgia

Data: 29-05-2013 | De: Carlos Alberto Ribeiro

O Criacionismo é claramente uma questão relacionada com as crenças religiosas e seus dogmas. O dogma tem como significado no dicionário "Ponto fundamental e indiscutível de uma crença religiosa", não sendo susceptível de confirmação científica. Dogmatismo verifica-se quando são ditas "verdades" que não foram sujeitas a confirmação, análise e crítica cientifica e que a sociedade simplesmente as tornou em verdades absolutas sem discussão.

A hipótese da Panspermia cósmica é uma das hipóteses acerca de como surgiram as primeiras formas de vida na Terra, que envolve a origem da vida proveniente do espaço interstelar (Anaxágoras século V a.c., na Grécia; Hermann von Helmholtz em 1879)
O fundamento da hipótese baseia-se de que a vida viajou pelo espaço e foi trazida para a Terra pelos meteoritos viajantes espaciais. É verdade que já foi encontrada matéria de natureza orgânica em meteoritos, no entanto, nunca foram encontradas formas de vida mesmo em estado latente ou suspensa; também é verdade que existem organismos (bactérias extremófilas) suficientemente resistentes para, em teoria, resistirem a algumas condições de viagem pelo espaço. No entanto, o vácuo absoluto e as radiações ionizantes poderiam constituir obstáculos para percursos de centenas ou milhares de anos-luz. Lembremo-nos que as formas de vida só podem ser estabilizadas com um mínimo de água nas células. Em condição de vácuo absoluto os eventuais organismos sofreriam uma liofilização da qual, porém, também poderiam resistir. A ser plausível e verificável, esta teoria já deveria ter sido confirmada pela existência de tais organismos nos materiais que têm sido obtidos e analisados, tanto na Lua como em Marte. A simples existência de moléculas orgânicas não é suficiente para aceitar a origem da vida como proveniente do cosmos.

Se a vida se formou algures no universo, porque é que teve de percorrer distâncias inimagináveis para se vir instalar na Terra? Consideremos, a propósito, que a formação da nossa vida terrestre teria de se ter formado num planeta com condições abiogénicas idênticas ao nosso. Então, porque é que a vida teria de viajar tanto já que a Terra oferecia as mesmas condições abiogénicas para a formação autónoma de vida no seu seio?

Pelo exposto, o descrédito da teoria da panspermia baseia-se sobretudo no facto de que a vida ocorreu em condições abiogénicas químicas idênticas às da Terra. Então para quê transferir a sua origem para lugares remotos e improváveis longe da Terra, quando o nosso planeta tinha, de facto, as excelentes condições para o surgimento da vida. De resto, a nossa experimentação científica já demonstrou a validade da origem terrestre da vida. A verdade científica actual é a de que a vida se iniciou, desenvolveu, prosperou e evoluiu na Terra.

Concluindo e respondendo à pergunta formulada: o criacionismo e a panspermia não obedecem à verificação científica actual. A primeira não é, de todo, passível de confirmação científica porque é uma crença e aos olhos da ciência é uma teoria falsa. A segunda teoria é, no mínimo, bastante duvidosa, até porque existem muitos outros pressupostos de natureza química que obstaculizam à sua aceitação como uma teoria plausível...

Itens: 1 - 96 de 96

Novo comentário

Escreve aqui as tuas questões/dúvidas científicas

davidoliveira2c@gmail.com

Data: 13-06-2017 | De: david oliveira

Olá a todos, sou David Oliveira de Chicago, EUA. Estou aqui para dar meu testemunho sobre Dr.RAIN que me ajudou na minha vida, quero informar o público sobre como fui curado (HIV) pela Dr.RAIN, visitei um hospital diferente, mas me deram lista de drogas como Famvir , Zovirax e Valtrex, que é muito caro para tratar os sintomas e nunca me curou. Eu estava navegando pela Internet buscando um remédio contra o HIV e vi comentários de pessoas falando sobre como Dr.RAIN os curou. Copiei seu e-mail (drrainhivhealingcentre@gmail.com). Quando eu entrei em contato com ele, ele me deu esperança. Ele me pediu para enviar algum dinheiro para ele preparar o remédio para mim, assumi o risco e enviei-lhe o dinheiro e ele me enviou um remédio de plantas medicinais que eu tomei e funcionou seriamente para mim, sou uma pessoa grátis agora sem problema , O resultado do meu HIV resultou negativo. Eu rezo por você. Dr.RAIN estou curado. Você também pode curar meus amigos se você realmente precisar de ajuda para os meus médicos, você pode contatá-lo agora: drrainhivhealingcentre@gmail.com ou ligue para o seu número de celular ou whatsapp: +2347068420766 Obrigado Dr. .CHUVA. Eu oro para Deus, abençoe-o por curar-me de (HIV) AM SO GRATEFUL, EU AVISO DE VOCÊ AMIGOS QUE O AJUDE A SOLUIR O SEU PROBLEMA PODE TAMBÉM CURRIR ESTAS DOENÇAS. . ASTHMA, INFLUENZA HERPES. CANCER, SYPHILIS, o vírus da raiva. Varíola, DENGUE N, SUBSONIC, ANTHRAX, etc. .,

Cura

Data: 06-06-2017 | De: david oliveira

MEU TESTIMONIO DE CURA DE HIV

Minha boca é curta de palavras, estou tão feliz porque o Dr. Rain me curou da doença do HIV, que eu tenho sofrido nos últimos 5 anos agora, eu gasto muito quando eu recebo drogas do hospital para me manter saudável, eu tentei Todos os meios na vida para sempre eu posso tornar-me HIV negativo um dia, mas não houve resposta até encontrar Dr Rain a paróquia de Africano que me forneceu algum feitiço de cura que ele usa para me ajudar, agora estou feliz por contar a todos que eu sou Agora negativa do HIV, estou muito feliz, obrigado a Dra. Rain por ajudar minha vida a voltar recém-nascida sem qualquer tipo de crise, que o bom senhor que sirva abençoe você o Dr. Rain e o equipare ao grau mais alto para curar minha vida. Estou tão espantado. Então eu anunciei a todos neste mundo que é HIV positivo, por favor, siga meus conselhos e me curem a tempo, porque todos sabemos que a doença do HIV é um tipo mortal, entre em contato com o Dr. Rain para o seu feitiço de cura do HIV hoje em: (drrainhivhealingcentre @ Gmail.com) Ele estará sempre feliz em ajudá-lo on-line e garantir que você fique curado a tempo, entre em contato com o Dr. Rain hoje para seu feitiço de cura imediatamente, você também pode adicioná-lo no whatsApp +2347068420766 obrigado senhor ,.

Cura

Data: 06-06-2017 | De: david oliveira

A felicidade é tudo que eu vejo agora. Nunca pensei que vivi na Terra antes do ano se esgotar. Eu tenho sofrido de uma doença mortal (HIV) nos últimos 3 anos agora; Eu gastei muito dinheiro indo de um lugar para outro, de igrejas para igrejas, os hospitais foram minha residência de casa todos os dias. Verificações constantes foram o meu passatempo não até este dia fiel, eu estava pesquisando pela internet, vi um testemunho sobre como DR. RAIN ajudou alguém a curar sua doença do HIV, rapidamente copiei seu e-mail que é (drrainhivhealingcentre@gmail.com) apenas para dar-lhe um teste que falei com ele, ele me pediu para fazer algumas coisas certas que fiz, ele me disse que Ele vai me fornecer a cura de ervas, o que ele fez, então ele me pediu para fazer um exame médico depois de alguns dias depois de usar a cura à base de ervas, eu estava livre da doença mortal, ele só me pediu para postar o testemunho através de O mundo inteiro, fielmente, estou fazendo isso agora, por favor irmãos e irmãs, ele é ótimo, eu devo-lhe em troca. Se você estiver tendo um problema semelhante, apenas envie um email para drrainhivhealingcentre@gmail.com ou adicione no whatsapp, ligue para ele +2347068420766

BLANK ATM CARD

Data: 04-03-2017 | De: vanessa

Você precisa de liberdade financeira? Não se preocupe mais porque eu tenho um testemunho para compartilhar sobre como eu tenho um cartão de ATM em branco que eu uso em resolver todos os meus problemas financeiros. Meus nomes são Vanessa Benson uma mãe de dois, me deparei com este hackers na internet quando eu estava procurando um credor de empréstimo e vi isso acrescenta falando sobre como funciona o cartão ATM, aproveitei a oportunidade e me candidatei para um Eles me disseram Ele iria chegar em 48 horas após activation.I preenchido o formulário de cliente e eu fiz tudo o que eles pediram para concluir o processo e eu recebi o cartão dentro de 48 horas, como me foi prometido e desde então tenho gostado de usar o cartão, Me buscar nada menos que US $ 5.000 por semana. Eu também fui capaz de comprar este cartão para dois dos meus amigos e agora eles também estão vivendo uma vida livre de dívidas. Estou usando esse meio para agradecer aos hackers integrados por agregarem valor à minha vida. Você pode contatá-los usando este email abaixo integratedhackersoffice@gmail.com você pode contatá-los se você precisar de ajuda.

2% oferta de empréstimo garantido

Data: 03-12-2015 | De: scott larry

Olá Prezado Cliente,

Você está na necessidade de um empréstimo urgente para pagar as dívidas, as empresas abertas, a compra de um carro
ou casa.

meu nome é o Sr. Scott Larry, dar empréstimos a privados e corporativos
Pessoas com uma taxa de juro reduzida de 3%, com uma duração confortável é negociável.

Mas desde o Natal está se aproximando estamos reduzindo nossa taxa de juros de 3% para 2%, incrível, de fato.

se você é uma pessoa séria de espírito e você está interessado em nossos serviços
por favor se apressar e entrar em contato comigo através do meu e-mail agora: greenworldloanfirm@gmail.com


Eu aguardo sua resposta.

ceu

Data: 02-01-2014 | De: kleyton14anos

por que o ceu e azul duvido alquem me dizer!

Re:ceu

Data: 13-04-2016 | De: kaka

Ele não é azul, é preto nós que vemos ele azul.

Biologia/Reprodução

Data: 22-03-2013 | De: Francisco Silva

De onde vem o líquido esperma, e como se formam os espermatozóides?

Re:Biologia/Reprodução

Data: 23-05-2013 | De: Sílvia Socorro

O esperma (ou sémen) é constituido pelo conjunto das secreções emitidas pelos seguintes orgãos masculinos: testículos, vesículas seminais e próstata.
Os espermatozóides são formados no interior dos testículos, em estruturas designadas túbulos seminiferos, por um processo designado espermatogénese. Depois de formados, os espermatozóides são libertados para o epídidimo, seguem para o canal deferente, e são emitidos na uretra prostática onde se misturam com a secreção da próstata e das vesiculas seminais, formando aquilo que no conjunto constitui o sémen.

Biologia/Antropologia/Genética

Data: 17-03-2013 | De: Joãozinho

A "doença do Lobisomem" pode estar associada à nossa descendência dos macacos?

(10º ano; Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Antropologia/Genética

Data: 29-08-2013 | De: Manuel Graça

A “doença do lobisomem” ou hipertricose é uma situação caracterizada pelo crescimento de pelos em (quase) todo o corpo e aparentemente tem origem em mutações, podendo ser hereditária. Uma coisa é certa: nós não descendemos dos macacos. Temos sim um antepassado comum. Tal como você não descende do seu primo (mas ambos estão relacionados por um antepassado comum).

Botânica/Olaia

Data: 17-03-2013 | De: Bruna

Bom dia!
Gostava de saber como é a raiz da Olaia.

EBI Apúlia

Re:Botânica/Olaia

Data: 20-05-2013 | De: Cândido Pinto Ricardo

Não sei dizer concretamente para o caso da Olaia, mas sendo esta planta uma árvore (de 5 a 10 metros de altura), a sua raiz deve assemelhar-se à de muitas outras árvores. Terá um eixo central grosso, no seguimento do tronco, e desenvolver-se-á em profundidade com imensas ramificações, que deverão variar com o tipo de solo e o clima em que a Olaia cresce, mas que devem atingir muitos metros de comprimento e passar muito para além da zona que fica debaixo da copa. Em termos genéricos pode dizer-se que, em peso, a parte aérea da olaia será, pelo menos, 5 vezes superior à raiz. Se porém se descontar o peso do tronco, raiz e restante parte aérea deverão ter pesos idênticos.

Re:Botânica/Olaia

Data: 24-05-2013 | De: Jorge Paiva

É extremamente arriscado dar respostas, quando a pergunta é feita com utilização de nomes vulgares ou vernáculos das plantas. Como se sabe, por essa nomenclatura não ser precisa, é que existem os nomes científicos. Julgo que a pessoa se refere a Cercis siliquatrum. Além disso, não sei a que se refere a pergunta: "como é a raiz?". Será a forma da raiz?; será a consistência da raiz?, etc. As pessoas têm que se habituar a saber fazer as perguntas. Julgo que a pessoa se quer referir à forma da raiz. Se é assim e se é da referida planta (Cercis siliquastrum), a raiz é aprumada.

Física/Curiosidades científicas

Data: 10-03-2013 | De: Emilly

Sou uma aluna do 6º ano e estou com uma dúvida:

Qual é o raio da Terra e quanto tempo demoraria a chegar ao seu centro se fosse possível realizar essa viagem (partindo do princípio de que caíamos num buraco)?

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 20-05-2013 | De: José Gonçalves

O raio da Terra é de aproxiamadamente 6300 km (quilómetros).
Supondo que cais livremente, demorarias aproximadamente 18 minutos a chegar ao seu centro.

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 20-05-2013 | De: António Alberto Silva

Encontrará facilmente o valor do raio da Terra em qualquer manual ou na internet. Um valor aproximado médio que costuma usar-se é 6500 km.
Quanto ao tempo da queda no buraco, não é fácil responder. E isto porque, à medida que se descesse no buraco, o valor do campo gravítico (ou aceleração da gravidade) iria diminuir.
Na superfície terrestre ou fora da Terra, aquele valor depende da massa de todo o planeta e da distância ao seu centro. Pode considerar-se que toda a massa está concentrada no centro da Terra e faz-se o cálculo considerando a distância.
Mas, à medida que descemos no buraco, só a parte da Terra que está “na esfera interior” contribui para o campo gravítico. À medida que nos aproximamos do centro, o valor do campo gravítico tende para zero.
Parece-me que isto é o essencial para compreender o que se passa. Chega esta explicação?

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 20-05-2013 | De: Pedro Augusto

A Terra não é esférica, pelo que não tem um raio fixo (o valor é mais pequeno nos polos que no equador), mas podemos utilizar o valor do raio médio: 6371 km (vê, por ex.: http://en.wikipedia.org/wiki/Earth_radius).

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Em média o raio da Terra é de cerca de 6371 km. Quanto ao tempo que demoraria a chegar ao centro, dependeria da velocidade a que se fizesse tal descida. Supondo uma velocidade média de 1 km/h (visto que a descida seria perigosa, não deveriam descer muito depressa), demorar-se-ia perto de 9 meses (supondo que não havia paragens).
O buraco, contudo, não existe, porque a pressão no interior da Terra é muito grande, não permitindo que nenhum buraco muito fundo possa ficar aberto. Além disso, mesmo que o buraco fosse possível de ser feito, ninguém poderia descer até lá, porque a temperatura no interior da Terra é demasiado elevada.

Ficção Científica/Realidade Virtual

Data: 07-03-2013 | De: Vasco Macedo

É possível os nossos corpos serem virtualizados para um mundo virtual diferente do nosso?
(6ºano)

Re:Ficção Científica/Realidade Virtual

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Não. Para já a Ciência está muito longe de transferir o nosso corpo para um mundo virtual. Se tal vier a acontecer, à partida o corpo não é transportado para lado nenhum, trata-se apenas de uma ligação ao nosso cérebro (semelhante ao que se vê no filme do Matrix). Hoje em dia começa-se a entender como o cérebro funciona, sendo já possível fazer leituras muito parciais daquilo que estamos a pensar. É também possível obrigar o cérebro a lembrar-se de uma dada coisa que esteja memorizada nele. Com o desenvolvimento de estudos semelhantes a estes, será eventualmente possível no futuro manipular memórias e até fazer uma conexão directa entre o nosso cérebro e um computador. A compreensão total de como funciona o nosso cérebro irá sem dúvida abrir as portas para um mundo que hoje só podemos ver em filmes de ficção científica. Resta saber quanto tempo irão os cientistas demorar a chegar a tal entendimento.

Geologia/Vulcanismo

Data: 07-03-2013 | De: Ana Livia

Como se explica os conhecimentos que os cientistas têm acerca do interiro da Terra? E que materiais são jogados nos vulcões para saber a sua temperatura?

Re:Geologia/Vulcanismo

Data: 20-05-2013 | De: Maria Elisa Preto Gomes

Existem métodos diretos e indirectos que levam à criação de modelos, que podem vir a ser redefinidos.
Métodos diretos: a observação das rochas à superfície, em minas ou a partir de sondagens, e dos materiais expelidos nos vulcões.
Métodos indirectos, a partir de dados de: astronomia, gravimetria, geotermia, sismologia, geomagnetismo.
Trata-se de matéria de 10º ano bem explicada em:
http://www.slideshare.net/ilopes1969/mtodos-para-o-estudo-do-interior-da-geosfera

Nos vulcões são expelidos: cristais, gases e magma, que nos dá indicação sobre a Temperatura e composição do interior da terra a partir do estudo do magma.

Ciência Forense/Investigação Criminal

Data: 03-02-2013 | De: Anónimo

Gostaria de saber algumas curiosidades científicas sobre a PSP (Polícia de Segurança Pública). Obrigado!

Re:Ciência Forense/Investigação Criminal

Data: 03-02-2013 | De: Susana Pereira

No que se refere ao trabalho da PSP, pode-se falar do uso da ciência em investigações que envolvam a identificação de suspeitos (através do tipo de sangue, de impressões digitais ou de ADN), ou na determinação da hora da morte de um cadáver e identificação balística, entre outros procedimentos.
É de salientar que este tipo de investigação conta com o recurso a técnicos e laboratórios especializados para ser levado a cabo, por exemplo para as identificações de impressões digitais.

Para ficares a saber mais sobre a técnica de identificação por impressões digitais, sugere-se a consulta do seguinte artigo:

http://www.ciencia20.up.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=68:impressoes-digitais&catid=8:interno

Re:Ciência Forense/Investigação Criminal

Data: 04-02-2013 | De: Rui Costa

Além do que foi dito pela Susana Pereira, também há muitos outros campos em que as forças de segurança recorrem à ciência e à tecnologia para melhor desempenharem a sua atividade.

Por exemplo:
- Sempre que tomam conhecimento de um crime, alguns dados relativos a essa ocorrência entram para uma base de dados em que também se inclui a georreferenciação, com base em fotografias de satélite, de modo a possibilitar um tratamento estatístico da criminalidade.

- No controlo da velocidade de veículos, utilizam-se radares fixos, montados num tripé, em paralelo com uma máquina fotográfica, ficando registados no cartão da máquina fotográfica uma foto com o veículo que circule em excesso de velocidade e também os dados fornecidos pelo radar; E também radares móveis, montados em viaturas.
Estes radares recorrem a um feixe de radiação no comprimento das ondas Rádio, sendo medido o lapso de tempo decorrido entre a emissão do feixe e a chegada do eco (proveniente dos veículos), associado ao efeito Doppler (explicado aqui: http://ciencia.hsw.uol.com.br/radar.htm).

-Também em matéria de trânsito, no controlo de alcoolemia (determinação da quantidade de álcool diluído no sangue, em consequência da ingestão de bebidas alcoólicas), são utilizados aparelhos que fazem uma medição desse teor de álcool de forma indireta. O que é medido é a quantidade de um gás chamado etanol, no ar expirado. Sabe-se que esse gás só surge no ar expirado quando ocorreu ingestão de bebidas alcoólicas e o metabolismo fez chegar o etanol até ao sangue, sendo depois libertado nos pulmões quando o sangue aí passa realizando as trocas gasosas habituais. Em caso de dúvida, a contra-prova pode consistir numa análise diretamente ao sangue, sendo nesse caso feita num hospital onde é efetuada uma colheita de sangue a ser analisada no laboratório.

etc...

Comentário

Data: 06-03-2013 | De: Ana Livia

ACHEI MUITO LEGAL AS SUAS RESPOSTAS E SUPER INTELIGENTE. VOCÊ É INTELIGENTE!

Meteorologia

Data: 02-02-2013 | De: Liliana Barosa

Bom dia a todos!

A minha questão é a seguinte: que parâmetros meteorológicos (obtidos numa estação meteorológica) me podem indicar se em determinado dia esteve nevoeiro? Humidade e pressão? Se sim, como?

Grata e parabéns por este fórum!

Biologia/Zoologia

Data: 01-02-2013 | De: Catarina Gonçalves

Estava a fazer um trabalho sobre gastrópodes e encontrei num site que os caracóis são Fitófago/Herbívoro. Conheço o termo herbívoro mas desconhecia o fitófago. Quer dizer a mesma coisa? Qual o correto?
Obrigada!

Re:Biologia/Zoologia

Data: 16-03-2013 | De: Alexandra Nobre

Olá, bom dia Catarina.
Aparentemente, se fizermos a análise etimológica (a etimologia estuda a origem e o significado das palavras através da análise dos elementos que as constituem) às palavras herbívoro e fitófago, elas poderão ser consideradas sinónimas. Herbívoro e fitófago significam, literalmente, "que come plantas herbáceas" e "que ingere plantas", respectivamente.
Em Biologia, herbívoro ou consumidor primário é um ser vivo que se alimenta de plantas. Se esse ser vivo for o Homem passamos a usar a palavra vegetariano. No caso dos insectos o termo geralmente utilizado é a fitofagia. Assim, em relação aos caracóis, eu pessoalmente utilizaria a palavra herbívoro.
Sendo que, como viu, não está errado o que leu. Certo?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 06-08-2016 | De: João Nóbrega

Caro/a amigo/a!
Quer dizer a mesma coisa a mesma coisa, mas o correto!
É fitófago.

Física e Química

Data: 29-01-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Será que hoje fará sentido uma grande distinção entre Física e Química? Eu vejo em todos os fenómenos mais a evidência da Física. Terei razão?

Re:Física e Química

Data: 20-05-2013 | De: Abílio Sobral

Olá,

De facto por vezes é difícil fazer a distinção entre Física e Química…. Por exemplo, eu sou Químico mas passo muitas horas no Departamento de Física… e tenho muitos Físicos a trabalhar comigo…. Na realidade existem muitos pontos em comum e até existem as áreas da Química-Física e da Química Nuclear que podem estar mais dentro da área da Física do que da Química. Isso leva a que a divisão entre Física e Química possa em certos casos parecer artificial e que até poderia ser suprimida. Mas… o que se observa na relação Física/Química pode também observar-se na relação Química/Biologia. E também na relação Biologia/Medicina e Medicina/Antropologia e etc… por aí adiante… Mas, seria de facto útil acabar com essas divisões, criando um sistema mais simples?
A verdade é que a Ciência é só uma. As divisões são artificiais mas advêm do facto dos seus métodos e processos serem diferentes de caso para caso, em função dos seus objectos de estudo. Essas divisões, embora artificiais têm porém a grande vantagem de simplificar o processo de criação científica, permitindo uma especificação muito eficiente em cada área científica, que doutra forma seria muito difícil. E é essa especificação a responsável pelo grande avanço científico dos últimos dois séculos. Então… se uma coisa tem mais vantagens do que desvantagens… vamos deixá-la assim. É por isso que continua a haver distinção entre Química e Física.

Espero ter ajudado! Abraços!

Re:Re:Física e Química

Data: 08-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Obrigada.Compreendo muito bem que se façam essas divisões. Subdividir os assuntos a estudar permite maior concentração de atenção nas investigações Mas, em meu entender, a Física e a Matemática são a base de todo progresso científico e eu estava apenas a referir-me à distinção entre Física e Química. Mas foi útil a resposta e esclareceu-me. Um abraço.

Re:Re:Física e Química

Data: 10-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Compreendi perfeitamente. Obrigada pela resposta.

Re:Física e Química

Data: 20-05-2013 | De: António Alberto Silva

Sim, em todos os fenómenos está a Física, pois esta é a ciência que estuda o espaço-tempo e a matéria-energia. Ora, TUDO é matéria-energia no espaço-tempo! Em particular, os fundamentos da Química estão na Física, especialmente no Eletromagnetismo e na Física Quântica. Mas, apesar dos relacionamentos profundos entre a Física e a Química, esta tem um espaço próprio: trata de aspetos específicos seus, tem uma comunidade de cientistas própria e as suas publicações específicas. E tem também a sua maneira especial de construir modelos e teorias, especialmente sobre a formação de compostos, substâncias e materiais. Portanto, faz sentido relacionar as duas, mas também distingui-las.

Re:Re:Física e Química

Data: 10-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Obrigada,gostei da resposta. Os meus cumprimentos.

Re:Física e Química

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Embora a Química possa ser entendida como uma "filha" da Física, porque em última instância tudo pode ser compreendido através da Física, isso não implica que a Química deva ser aglutinada pela Física.
Por um lado pode-se de facto afirmar que a distinção já foi mais clara, quando a Física era mais devotada à Mecânica do universo, enquanto que a Química procurava entender os elementos químicos e as suas reacções. A evolução de ambas as Ciências levou-as a juntarem-se em certa medida, no entanto, elas não deixaram de evoluir desde aí, em particular a Química continuou o seu "caminho". Hoje em dia há físicos e químicos a trabalhar quase em assuntos semelhantes, contudo, a sua abordagem ao tema costuma ser bastante diferente; por outro lado, há muitos outros campos onde só químicos trabalham (tal como noutros só físicos é que podem trabalhar/ investigar).

Se quiser considerar a Química uma "especialização" da Física, terá também que considerar que a Biologia é uma especialização da Química; as Neurociências uma especialização da Biologia; e a Psicologia uma especialização das Neurociências. Isto, porém, é uma forma limitada de olhar para estas Ciências, pois deveremos entender que cada uma delas tem uma história, na qual se desenvolveram metodologias de estudo diferente, tornando-as efectivamente em Ciências distintas.

Re:Re:Física e Química

Data: 10-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Obrigada. As respostas esclareceram-me.
Os meus cumprimentos.

Re:Física e Química

Data: 23-05-2013 | De: Sebastião Formosinho

A base da interpretação da Química é, em muito, uma base química-física; daí não ser profunda a distinção entre a Física e a Química. Acresce que muito da instrumentação que a química utiliza tem uma base física.
Noutra perspectiva: Mas são os químicos que preparam novas moléculas e o recurso à analogia é mais extenso em química do que em física, culminando com o Quadro Periódico. Ainda na mesma linha, a Química é menos especulativa do que a Física, pois está algemada pelo acordo experimental. A Química aceita uma certa margem de inexactidão conceptual como no conceito de aromaticidade.

Re:Re:Física e Química

Data: 11-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Considero o quadro periódico como a descoberta mais espantosa da humanidade.Mas aí impera a Física, embora inicialmente ele fosse construido na base das propriedades químicas dos elementos
Obrigada por tantos esclarecimentos..

Re:Física e Química

Data: 23-05-2013 | De: Maria Rosa Duque

A Física e a Química assim como a Biologia e a Geologia tentam estudar o meio que nos rodeia utilizando métodos adaptados aos fenómenos que estudam. Atualmente a chamada Física Moderna e a Química sobrepõem-se no estudo de muitos fenómenos, de tal modo que, por vezes, não é possível distinguir a Física da Química. O mesmo acontece, por exemplo, em medicina, quando se utilizam técnicas e equipamentos baseados em leis Físicas. Este fato não significa que a Física se sobrepõe às outras ciências. O que acontece é que o estudo do mundo real não se pode dividir em “compartimentos”. O que deve acontecer é que as diferentes ciências se devem completar para estudar o “lindo e belo” mundo em que vivemos.

Re:Re:Física e Química

Data: 11-07-2013 | De: Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernandes

Compreendo e aceito totalmente.

OBRIGADA!

Re:Re:Re:Física e Química

Data: 09-12-2013 | De: MICHELLE

GOSTEI MUITO!!

Física/Visão

Data: 24-01-2013 | De: Bruna

Olá!

No outro dia surgiu-me uma pergunta que achei interessante, então aqui vai:

Estava no carro sem nada para fazer quando olhei para o céu e resolvi, perguntar-me, por que será que o céu é azul? Pensei pensei, mas não encontrei resposta; fui ao wikipédia, mas lá está muito complicado.
Será que alguém me pode explicar?

Desculpem o incómodo!

Cumprimentos!
(Bruna 7ºAno)

Re:Física/Visão

Data: 24-01-2013 | De: João Calafate

Cara Bruna,

anteriormente já tinham colocado a mesma dúvida que tu, que é muito pertinente e interessante! Deste modo, vou transcrever a resposta que a cientista deu:

"Re: Física/Porque o céu é azul?
Data: 25-11-2011 | De: Ana Martins

A luz azul na atmosfera resulta basicamente de um fenómeno que se denomina “Difusão de Rayleigh”. De uma forma mais simples: a maior parte da radiação electromagnética de maiores comprimentos de onda propaga-se sem problemas pela atmosfera, ou seja, as luzes vermelhas, laranjas ou até amarelas, são normalmente pouco afectadas pela atmosfera. Contudo, comprimentos de onda menores (ou seja quando avançamos para o domínio dos azuis) são afectados significativamente pelas moléculas de gases que existem na atmosfera, pelo que a luz azul quando “embate” contra estas partículas, radia em todas as direcções no céu. Deste modo, qualquer que seja a direcção que se olha, parte desta radiação difundida atinge-nos. O céu parece-nos pois azul porque no fundo o que estamos a ver é a difusão da radiação electromagnética de menores comprimentos de onda (neste caso o azul) pelas partículas de pequenas dimensões (gases) existentes na atmosfera. Da mesma forma, em dias com nevoeiro, ou em zonas bastante poluídas com partículas de maiores dimensões na atmosfera ("Difusão de Mie") deixamos de ver o azul mas muitas vezes vemos a atmosfera com outras tonalidades (alaranjados, amarelados, por ex.) pois os processos de absorção/difusão da luz visível alteram-se em função das dimensões e características ópticas das partículas existentes na atmosfera, bem como da trajectória que a radiação visível percorre na atmosfera."

Caso não compreendas bem a resposta estás à-vontade para o dizer aqui, que tenta-se arranjar outra explicação mais simples.

Continua com essa curiosidade que é muito saudável e importante!

Cumprimentos,
o editor.

Biologia/Vida

Data: 09-01-2013 | De: Horgelio Mario

QUAIS FORAM OS PRIMEIROS SERES VIVOS?

Re:Biologia/Vida

Data: 24-01-2013 | De: Jorge Paiva

Não sabemos concretamente. Só sabemos que as primeiras formas de vida foram moléculas de DNA, pois este autoreplica-se. Os primeiros seres vivos foram, certamente, unicelulares e células sem núcleo diferenciado.

Re:Re:Biologia/Vida

Data: 31-01-2013 | De: Cristina Bernardino

"Só sabemos que as primeiras formas de vida foram moléculas de DNA, pois este autoreplica-se."
Fiquei curiosa... Foram moléculas de DNA?!
Primeira questão: pode-se considerar o DNA uma forma de vida?
Segunda questão: se sim, foi DNA tal como o conhecemos hoje ou formas mais simplificadas de DNA?
Terceira questão: porquê DNA e não RNA, ou uma forma de ácido nucleico de cadeia simples? pois a duplicidade da cadeia parece-me já um mecanismo bastante complexo...

Re:Re:Biologia/Vida

Data: 11-04-2017 | De: Asa Loan

ASA empréstimo empresa estão prontos para emprestar-lhe qualquer quantidade que você precisa para iniciar o seu negócio pessoal. Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2%, assim que amável aplica para o empréstimo agricultural da agricultura. Se você precisar de empréstimo entre em contato com nosso e-mail: asaloaninstituteplc@gmail.com, você também pode entrar em contato com este e-mail: asaloaninstituteplc@yahoo.com

Re:Biologia/Vida

Data: 24-01-2013 | De: Alexandra Nobre

Boa tarde Mário.

Gostaria muito de saber a sua idade para poder adaptar a linguagem e profundidade da abordagem à resposta. Não sendo possível farei o meu melhor...

Existem diversas teorias para a Origem da Vida na Terra e, consequentemente, para a "identificação" do primeiro ser vivo. Estas teorias vão desde a Panspermia (a vida surgiu na Terra vinda do Espaço "à boleia" de meteoritos), ao Criacionismo ( a vida surgiu por vontade e pelos poderes de um Deus supremo) e a muitas mais. Para mim (e felizmente estou muito e bem acompanhada) a Origem da Vida foi uma questão de Química. As primeiras células (a célula é a unidade básica dos seres vivos) surgiram há 2 mil milhões de anos, a nível das fontes hidrotermais oceânicas (local que conjuga todas as condições adequadas ao seu aparecimento - temperatura, pH, pressão, concentração de moléculas e disponibilidade de energia). Desta forma, os primeiros seres vivos terão sido bactérias anaeróbias primitivas, organismos unicelulares (constituídos por uma só célula) e organização interna muito simples, incapazes de tolerar oxigénio molecular (que nesta altura ainda não existia na Terra).
Para perceber um pouco melhor esta viagem fantástica aconselho-o a embarcar aqui http://www.ted.com/talks/david_christian_big_history.html.
Pode activar as legendas em português na barra por baixo do filme.
Boa viagem! :-)

História/Marco histórico: Cristo

Data: 02-01-2013 | De: Pedro Alves

Boas,

Surgiu-me uma questão no outro dia que achei interessante esclarecer. Antes de mais, peço desculpa pela falta de rigor bem como alguma indelicadeza da minha parte, que possa eventualmente ocorrer, ao exprimir a minha dúvida.

Na história da humanidade, podemos verificar que, existe uma "divisão" efectuada com base num marco importante: Cristo. Daí que tenhamos datas com a.C. e d.C. A minha questão é: existe evidências científicas da sua existência? Se não, porquê adoptar esta "figura" como marco? Aliás, estou em crer que deverá haver uma história muito interessante sobre este tema. Reconheço que, de facto, o império romano permitiu o monoteísmo bem como trouxe avanço civilizacional, paz, etc.. Mas lá está, o que levou os "estudiosos" a realizar tal divisão com base numa figura religiosa?
O que leva-me, consequentemente a perguntar, a título de curiosidade, o Judaísmo não foi a primeira religião do mundo?

Agradeço o vosso tempo.

Com os melhores cumprimentos,
Pedro Alves

(Dados pessoais: 19 anos, licenciatura de enfermagem-1ºano, Lisboa.)

Re:História/Marco histórico: Cristo

Data: 17-01-2013 | De: Manuel Graça

A contagem A.C./B.C é uma convenção artificial. Só em plena idade média, com uma grande presença religiosa é que se estabeleceu o ano 1 como o ano de nascimento de Jesus e o ano de referência para contagem do tempo no mundo cristão. “Nós” estamos no ano 2013, mas no calendário hebreu estamos no ano cinco mil setecentos e setenta e algo. O calendário Islâmico usa como ano zero a ida de Maomé para Medina, ou seja, está cerca de 600 anos mais atrás. Há muitos outros calendários em que o ano de partido é algum acontecimento histórico - religioso.
O Judaísmo NÃO foi a primeira religião do mundo, nem sequer a primeira religião monoteísta. Tal vez a primeira religião monoteísta tenha sido o Zoroastrismo na Pérsia (que pode ter influenciado o Judaísmo), tendo havido igualmente tentativas de imposição de cultos monoteístas no próprio Egito por volta do ano 1300 AC.
No entanto, não esquecer que os cultos que adoram vários deuses (e.g. Hinduísmo) são igualmente religiões. Com certeza que eram religiosos igualmente os Neandertais, que enterraram os seus mortos com objetos pessoais. Talvez possamos afirmar que desde que há humanidade há cultos religiosos.

Re:Re:História/Marco histórico: Cristo

Data: 19-01-2013 | De: Pedro Alves

Desde já obrigado pela sua resposta!

Sendo assim, será incorrecto ou pouco rigoroso, a enfermagem enquanto ciência, aplicar a.C. ou d.C. nas datas? Creio que, em outras partes do mundo, o mesmo evento possa der datado de forma diferente (seguindo o seu raciocinio). Devido ao desfazamento temporal de onde se inicia a contagem... Sendo assim, usa-se às vezes este sistema devido ao facto do Cristianismo ser talvez uma das religiões com maior representatividade não?

Relativamente ao segundo ponto: compreendo o que quer dizer. Embora tenha assistido a um documentário no National Geographic que, ironicamente, afirmava que o Judaismo teria sido a primeira religião (talvez tenha interpretado mal o que o narrador disse). Sobre os Neandertais, embora não esteja provado isso (creio eu) é bem possível. Até porque não esquecamos que a sua capacidade craniana era superior à nossa (o que sugere que talvez fossem mais inteligentes do que supomos).

Re:Re:História/Marco histórico: Cristo

Data: 26-01-2013 | De: Manuel Graça

O sistema não é incorreto nem pouco rigoroso. É uma convenção, da mesma maneira que o início do ano é, por convenção, o 1 de Janeiro, mas poderia ser igualmente o 21 de Junho (que marca o inicio do solstício de verão) ou numa outra data qualquer. Em diferentes calendários o ano pode começar em datas diferentes. Repito são convenções e não incorreção.

O facto de usarmos o calendário atual tem a ver com a implantação do cristianismo na Europa e o domínio posterior do mundo pela Europa, tanto nos aspetos políticos como comerciais e culturais, ao que se alia o domínio tecnológico.

Quanto ao Judaísmo e aos Neandertais: O judaísmo é talvez a religião mais antiga em que os textos “sagrados” completos chegaram a nós. Na minha opinião, um aborígene Australiano que faz rituais pedindo a chuva tem uma expressão religiosa, mesmo que não tenha colocado por escrito as normas dos mesmos rituais. Se os Neandertais enterravam os seus mortos com objetos pessoais, pode ser que acreditassem em algo para além da morte. Isso pode ser interpretado como uma forma de expressão de um sentimento religioso.

Biologia/Zoologia

Data: 31-12-2012 | De: Carina

As minhocas têm boca?
(4º ano)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 07-01-2013 | De: Carlos Silva

Sim. Ver aqui:
http://www.bowdoin.edu/news/archives/images/worm_mouth.jpg

Re:Biologia/Zoologia

Data: 15-01-2013 | De: Ana Costa

Sim, as minhocas têm boca. Têm um tubo digestivo completo com boca e ânus.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

Sim. Ver em:

http://classconnection.s3.amazonaws.com/863/flashcards/1414863/jpeg/earthworm-anatomy1334904468579.jpeg

Re:Biologia/Zoologia

Data: 24-01-2013 | De: Maria Anunciação Ventura

Têm sim senhora, boca e ânus, ou seja, possuem um tubo digestivo completo. A boca localiza-se no segundo segmento da minhoca, e daí ser este considerado o verdadeiro 1º segmento, e o ânus abre no último segmento do corpo da minhoca.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 03-02-2013 | De: Susana Pereira

Sim, as minhocas têm boca, que fica numa das extremidades do animal.

Podes ver uma ilustração de uma minhoca nesta página:
http://www.jornallivre.com.br/240307/como-sao-os-anelideos.html

Re:Biologia/Zoologia

Data: 23-01-2014 | De: ?

Sim carona as minhocas tem boca

Matemática/Sequência de Fibonacci

Data: 31-12-2012 | De: Pedro Alves

Boas,

A questão que coloco, penso que está relacionada com matemática e um pouco de história.
Já não é a primeira vez que oiço algumas pessoas dizerem que, o senhor Fibonacci, fez uma descoberta espantosa e que o seu "teorema", digamos assim, foi importantíssimo para conseguirmos "ver melhor" o mundo. Já li algumas coisas mas, receio bem, não ter compreendido em que medida esta sequência contribuiu ou revolucionou a nossa maneira de pensar. Desde já, agradeço pelo vosso tempo.

Com os melhores cumprimentos,
Pedro Alves

(Dados pessoais: 19 anos, 1ºano licenciatura em enfermagem, Lisboa)

Re:Matemática/Sequência de Fibonacci

Data: 16-01-2013 | De: Isabel Serra

O matemático Leonardo Fibonacci, introduziu na Europa, no seu livro Liber Abaciuma (1202), uma sequência de números 0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144,… tais que cada número (a partir do terceiro) é igual à soma dos dois anteriores, sendo os dois primeiros 0 e 1, respectivamente. Esta sequência era no entanto já conhecida dos matemáticos indianos.

As inúmeras aplicações desta sequência (finanças e jogos) e também o facto de muitos fenómenos naturais apresentarem uma configuração de Fibonnaci tornaram este nome famoso, não só entre os matemáticos mas também entre os seus utilizadores e divulgadores. É um exemplo no campo da “matemática e natureza” ou “matemática e arte”.

A matemática é pensada por algumas pessoas, como algo “que não serve para nada, a não ser para calcular os impostos”. Estou a exagerar, é claro, mas é verdade que por vezes é difícil explicar aos leigos para que servem os resultados matemáticos obtidos, desde a Antiguidade até aos nossos dias.

A sucessão de Fibonnaci é daqueles exemplos que relacionam de forma inequívoca a matemática com o mundo real. Além disso é fácil de explicar o que é essa sucessão. Para tal, basta conhecer os números inteiros e saber somar. Pode ser explicada à mesa de café, num guardanapo de papel, a um amigo que se declare completamente analfabeto do ponto de vista matemático. Se se disser que essa sucessão se relaciona com os jogos, as finanças, a forma de disposição das folhas e muitos outros fenómenos naturais (há inúmeros exemplos na internet) é natural que isso cause espanto e admiração pela matemática. Mas não é o único exemplo. Podemos dizer que, tal como outros objectos matemáticos (as cónicas, os integrais, as equações diferenciais, etc.) nos permite “ver melhor o mundo”, para usar a sua expressão. Mas nestes últimos exemplos é preciso estudar durante mais tempo para perceber o que são.

Quanto a saber se “esta sequência contribuiu ou revolucionou a nossa maneira de pensar”. Esta questão é mais difícil. Sim e não. Não foi apenas a sucessão de Fibonnaci que revolucionou a nossa maneira de pensar. Quando muito foi a matemática no seu conjunto. Mas há autores e filósofos que se opõem a essa forma de colocar a questão. Não vou discutir isso pois levaria muito tempo. É uma questão para a filosofia das ciências.

Se quiser saber mais sobre a sucessão de Fibonacci e sobre a matemática desse tempo consulte a wikipédia. Isso dar-lhe-á, para além de mais elementos históricos, uma ideia do que se trabalhava em matemática. Isso permitirá também ligar esse tema com outros de história da matemática. Vai ver que é apaixonante.

Re:Matemática/Sequência de Fibonacci

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Veja informação sobre a sequencia de Fibonacci e as suas aplicações em:
http://en.wikipedia.org/wiki/Fibonacci_number

Re:Matemática/Sequência de Fibonacci

Data: 26-01-2013 | De: Manuel Rosa Martins

Há muitos mitos - muitos mais mitos do que realidade - com a sequência de Fibonnaci.

Nesta palestra poderão verificar os casos em que é um mito e os casos em que é Verdade, em que a sequência foi usada ou pode ser usada.
É um objecto matemático no seu sentido mais puro e completo, pois exprime-se pela aritmética, pela álgebra e pela geometria.

Daí a ter influenciado de forma determinante a História da Humanidade, apesar de ser uma questão menos objectiva, atrevo-me a duas coisas:

1) Teve uma influência diminuta.
2) Julguem por vós próprios. Para isso, junto uma palestra sobre o Verdadeiro e o Falso nas alegações que estão tão disseminadas na Internet.

Espero que gostem e que exerçam o vosso espírito crítico.

Ver aqui: http://www.youtube.com/watch?v=4oyyXC5IzEE

Créditos do video:
Published on 11 Dec 2012
(October 8, 2012) Professor Keith Devlin dives into the topics of the golden ratio and fibonacci numbers.
Originally presented in the Stanford Continuing Studies Program.

Stanford University:
http://www.stanford.edu/

Manel Rosa Martins,
Físico de Partículas
Membro do Institute of Physics, Reino Unido.

Re:Re:Matemática/Sequência de Fibonacci

Data: 09-02-2013 | De: Pedro Alves

O meu sincero obrigado a todos(as).

Física/Viagem acima da velocidade da luz

Data: 21-12-2012 | De: Bruno Richard

Caso fose possível viajar acima da velocidade da luz, e fossemos em uma linha reta no espaco por anos e depois parassemos no meio do espaco e supondo que possuíssemos um super telescópio. Se olhássemos com o telescópio em direção à Terra, estaríamos olhando o passado, já que a luz do tempo presente da terra ainda não chegou onde estou?

(Aluno do 2º ano do Ensino Médio, Brasil, Rio de Janeiro)

Re:Viagem acima da velocidade da luz

Data: 27-12-2012 | De: Rui Costa

Bruno, penso que sabe que, à luz do conhecimento atual, nada pode ultrapassar a velocidade da luz no vácuo. E mesmo a velocidade da luz no vácuo só pode ser atingida por partículas sem massa... os próprios fotões.
Quanto a partículas com massa, seria necessário uma quantidade infinita de energia para as acelerar até à velocidade da luz (e também uma quantidade infinita de energia para as fazer parar).

Dito isto, essa sua questão nem sequer se coloca no campo das hipóteses pois não pretende apenas atingir a velocidade da luz mas também ultrapassá-la, viajar acima dessa velocidade durante anos e depois parar (suponho que quando diz "parássemos no espaço" está a presumir que a Terra seja o referencial, certo?).

Assim, estamos no campo da especulação. E não me arrisco a especular sobre algo tão implausível pois não sei como se comportaria o espaço-tempo se uma das dimensões que o compõem fosse violada.

Re:Física/Viagem acima da velocidade da luz

Data: 17-01-2013 | De: Jorge Monteiro

Isso é verdade Bruno, mas não é necessário supor que viajávamos a uma velocidade superior à da luz, tanto mais que não é teoricamente possível. Isso já acontece normalmente quando olhamos para o céu, por exemplo para o nosso Sol que se encontra a uma unidade astronómica (150 milhões de km) o que equivale a 8 minutos/luz ou para a estrela seguinte mais próxima (3 anos/luz). Portanto quando olhamos para alguma coisa, estamos sempre a olhar para o passado, só diferindo quanto tempo já passou. Quando olhamos para a lua estamos a ver como ela era há cerca de 1,5 s, para o Sol há cerca de 8 minutos, etc.

Re:Física/Viagem acima da velocidade da luz

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Sim! É exatamente essa a nossa situação atual com o resto do universo (só o vemos no passado), inclusive com o Sol (cuja radiação nos chega com 8 minutos de atraso). E, já agora, como tudo o que vê (pois, no mesmo pensamento, mesmo a cara de alguém próximo está a ser vista no passado, nem que seja umas pequeníssimas frações de segundo).

Re:Física/Viagem acima da velocidade da luz

Data: 24-01-2013 | De: Marinho Lopes

Antes de mais, permite-me referir que o limite da velocidade da luz não é um limite tecnológico, mas sim um limite imposto pela natureza, o que significa que é mesmo impossível ultrapassá-lo (supondo, claro, que a teoria está certa, como tudo aponta estar). Assim, imaginar uma situação para lá do previsto pela teoria é algo simplesmente impossível.

Metendo isso de parte, e dando por isso apenas a minha opinião: supondo que o local onde parávamos já tinha tido tempo de receber luz da Terra (estaria no horizonte visível do universo) - sim, era luz do passado. De qualquer forma, isso é o que sempre acontece quando observamos um astro: vemo-lo como ele era no passado, porque a luz não viaja a velocidade infinita e por isso demorou algum tempo a chegar até nós, dando-nos a imagem do astro de como ele era quando essa mesma luz tinha "saído" dele.

Re:Física/Viagem acima da velocidade da luz

Data: 14-02-2013 | De: António Alberto Silva

Sim.

Biologia/Evolução

Data: 19-12-2012 | De: Graciete Rietsch Fernandes

Penso que a seleção natural dá-se no sentido em que os mais adaptados ao meio são os que têm mais possibilidade de sobreviver e transmitir geneticamente as suas qualidades aos seus descendentes, as quais irão melhorando de acordo com as necessidades crescentes. Mas não haverá aí também um pouco de algo adquirido, que poderá influir nas caraterísticas dos entes futuros? Quando um ser passa de um habitat marinho, por exemplo, para um terrestre, não tem que alterar muito das suas aptidões devido a um novo ambiente? E isso não se transmite? Uma vez adaptados compreendo que o mais apto tenha mais hipóteses de evoluir, e nos estados intermédios?

(Docente reformada, Porto)

Re:Biologia/Evolução

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

Centrando só na questão das formas intermédias, elas já estavam melhor adaptadas que o original, por isso o substituíram, o que aconteceu é que depois foram substituídas por outras ainda melhor adaptadas, estando implícito que estas novas seriam formas ainda mais divergentes do original. E assim sucessivamente.

Física

Data: 11-12-2012 | De: Joãozinho

As cores que vemos no mundo são reais, ou seja o mundo é mesmo dessa cor ou só o é para nós? É que os insetos, por exemplo, veem as flores com cores diferentes daquelas que nós as vemos?
(10º ano; Póvoa de Varzim)

Re:Física

Data: 25-12-2012 | De: Rui Costa

As cores são um artifício do nosso cérebro. Não passam de "etiquetas" que o nosso cérebro utiliza para codificar as diferentes frequências da luz (radiação electro-magnética) que entram pela iris, incidem na retina onde são transformadas em impulsos elétricos que depois seguem pelo nervo ótico até ao cérebro.

Re:Física

Data: 16-01-2013 | De: Ricardo Cardoso Reis

As cores são sempre interpretações feitas pelo nosso cérebro, da luz que viaja através do nervo ótico e chega aos nossos olhos.

Os nossos olhos têm uma espécie de "sensores", que captam a luz de maneira mais ou menos eficiente, dependendo da pessoa. Os cones são os "sensores" sensíveis à cor, enquanto os bastonetes são os "sensores" sensíveis à luminosidade. No entanto há pessoas com cones mais sensíveis que outras, havendo mesmo pessoas que conseguem captar luz que está ligeiramente dentro das zonas do ultravioleta ou infravermelho.

A informação captada pelos cones e pelos bastonetes é convertida em impulsos elétricos, que viajam pelo nervo óptico até ao cérebro. Mas assim como os cabos de energia elétrica não são exatamente iguais de casa para casa, também os nervos óticos não são iguais, de pessoa para pessoa. Logo, o impulso elétrico transmitido ao cérebro é ligeiramente diferente de pessoa para pessoa.

Finalmente, o impulso chega ao cérebro, mas cada pessoa tem um cérebro diferente, que vai interpretar de maneira ligeiramente diferente esses impulsos eléctricos.

Resumindo, a mesma cor vai impressionar cones e bastonetes de pessoas diferente, de maneira diferente. Ao ser convertida num impulso elétrico, essa informação vai ser transmitida de maneira diferente de pessoa para pessoa. Finalmente, os impulsos elétricos chegam ao cérebro, mas cada cérebro interpreta-os de maneira diferente.

Um bom exemplo de como as cores são interpretações, são as pessoas com Daltonismo. Os daltónicos têm problemas com os cones, e por isso há cores que são interpretadas por estes "sensores" como sendo exatamente iguais. O caso mais comum para um daltónico é ver o verde e o vermelho como cores iguais.

A forma mais grave de daltonismo é chamada monocromacia. As pessoas com esta condição não têm cones funcionais, e por isso só conseguem distinguir (graças aos bastonetes) diferenças de luminosidade, ou seja, vêm o mundo em tons de cinzento.

Alguns animais vêm luz (neste caso, luz significa "radiação eletromagnética") diferente daquela que nós vemos. Por exemplo, cobras como as pitões conseguem ver na banda do infravermelho, enquanto as abelhas conseguem ver no ultravioleta.

Re:Física

Data: 17-01-2013 | De: Jorge Monteiro

As cores são reais e acontecem por interação da luz com os objectos (transmissão, reflexão, absorção…), ou quando os próprios objectos são a fonte de luz. No espectro electromagnético, nós conseguimos ver no visível, do vermelho ao violeta, o que é um pouco limitativo se comparado com alguns animais que conseguem ver no infravermelho e no ultravioleta, mas que é melhor que outros animais que não veiem a cores e mesmo outros que não veiem nada. Estas diferenças são resultado da constituição de cada sistema de visão. Atenção não confundir a imagem que nos passam nas séries de vida selvagem, da visão de alguns animais com cores diferentes, porque isso é uma reconstituição da imagem dos animais para a nossa, para que possamos ter uma ideia do que é que eles veiem. Por esta limitação do sistema de visão do Homem inventaram-se dispositivos sensíveis a outras regiões do espetro. Um exemplo típico é olharmos de frente para um comando à distância e pressionarmos qualquer tecla no comando, não vemos nada porque o sinal é emitido no infravermelho. Agora tente fazer o mesmo, mas olhando através do écran de uma camara digital apontada para o comando. Vai conseguir ver o LED do comando à distância a piscar, porque a camara digital é sensível aos infravermelhos e gera no seu écran uma imagem no visível. Concluindo, a luz é uma onda electromagnética e as cores correspondem a diferentes comprimentos de onda.

Re:Física

Data: 13-02-2013 | De: António Alberto Silva

Cor é perceção. A cor não é uma propriedade de um objeto: é um tipo de perceção que temos dele. Não são “reais” no sentido de existirem como propriedade do objeto. São reais no sentido em que fazem parte da “nossa realidade”. Outros animais, como por exemplo os insetos, vêm objetos de maneiras diferentes dos humanos. Em particular, veem-nos com outras cores. E há animais que não veem cores, mas apenas claros e escuros (são daltónicos, se comparados com os humanos que têm a visão a funcionar bem).

Ciência/Biologia

Data: 11-12-2012 | De: Denise

Como é que o sistema binominal de Lineu simplificou o nome das espécies se manteve o uso do latim? Qual a importância disso para a Ciência?

Re:Ciência/Biologia

Data: 15-01-2013 | De: Catarina Leote

Embora o latim não nos pareça uma lingua muito "simplificada", na verdade tem a vantagem de ser uma lingua "morta", ou seja, já não vai sofrer alterações, ao contrário, por exemplo, do nosso português que ainda agora enfrenta um novo acordo ortográfico. Desta forma, os nomes atribuídos em latim são universais e nunca se vão alterar, sendo válidos para sempre.

Re:Ciência/Biologia

Data: 15-01-2013 | De: Ana Costa

Lineu simplificou o nome das espécies ao criar o sistema binomial em que cada espécie é designada por duas palavras, a primeira referente ao género e a segunda ao epiteto específico, que carateriza a espécie em questão. Existe um conjunto de regras restritas às quais é obrigatório obedecer para atribuir um nome a uma espécie e esse nome designa inequivocamente uma única espécie. O uso do latim garante a universalidade dos nomes, e permite que não haja confusões relacionadas com a variedade dos nomes vulgares que são atribuídos em várias línguas à mesma espécie ou o mesmo nome que designa animais e/ou plantas muito diferentes nas várias regiões geografias onde ocorre. O facto de ser uma língua morta, permite ainda que a grafia se mantenha inalterada ao longo dos anos.

Re:Ciência/Biologia

Data: 24-01-2013 | De: Jorge Paiva

As línguas são dinâmicas, isto é, vão "absorvendo" novas palavras e modificando outras. Por exemplo, na nossa língua: no tempo de D. Dinis (o rei que tornou o português língua nacional) não havia a palavra futebol; quando eu andei a estudar (faço este ano 80 anos) não existia a palavra biodiversidade; a minha Mãe escrevia a palavra aí de outra maneira (ahi) e farmácia (pharmacia). O latim, como é uma língua apátrida (nenhum país a fala), é designado por língua morta (não é dinâmica), o que é uma grande vantagem, pois assim, os nomes científicos NUNCA mudam a maneira como estão escritos. Por outro lado nenhum país pode gabar-se que é a sua língua a escolhida, ou qualquer país recusar-se por ser a língua de um país inimigo. Por outro lado, quando Lineu determinou que os nomes dos seres vivos (e não só) seriam em latim (ele era sueco) foi, também, porque o latim era a língua que os cientistas utilizavam para se entenderem uns com os outros (actualmente, para isso, usa-se muito o inglês). A importância disso é que assim os cientistas, embora falando línguas diferentes, ENTENDEM-SE. Por exemplo: uma vez, num congresso, um russo estava a falar de uma planta e disse sempre o nome em russo e poucos dos congressistas sabiam de que planta estava ele a falar. Pedi-lhes para escrever no quadro o nome científico da planta e toda a plateia passou a saber de que planta estava ele a falar.

Biologia/Botânica/Física

Data: 03-12-2012 | De: Uvilson

Qual a planta ou arbusto que atrai magneticamente minérios?

Re:Biologia/Botânica/Física

Data: 23-01-2013 | De: Jorge Paiva

Que eu saiba, nenhuma planta atrai magneticamente minérios.
O que há são plantas acumuladoras de iões ou que conseguem sobreviver em solos saturados de iões metálicos. Exemplo, as plantas acumuladoras de aluminião (iões extremamente tóxicos), que predomina, por exemplo, no cerrado brasileiro; as plantas designadas por serpentnícolas (sobrevivem em solos com serpentinas). Muitas dessas plantas são "indicadoras" de minérios.

Geologia/Geografia

Data: 28-11-2012 | De: Uvilson

Por que em Roraima RR na região de Amajari aparece uma quantidade maior de aluviões de ouro e diamante?

Qual a planta ou arbusto que atrai magneticamente minérios?

Matéria/Energia

Data: 26-11-2012 | De: Manuel Araújo

Em que é que a matéria se distingue da energia?

Re:Matéria/Energia

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Na sua constituição... a matéria é composta de moléculas, que por sua vez são compostas de átomos, que por sua vez são compostos de partículas (no núcleo protões e neutrões; em redor uma nuvem de eletrões). A energia tem varias formas (e.g.: térmica, mecânica, cinética, elétrica, magnética, gravítica) e só se deteta pelos EFEITOS que causa na matéria. Por exemplo, quando ligamos o fogão estamos a transformar energia elétrica em térmica e é esta que vai aquecer os alimentos. E a energia elétrica de onde veio? Da tomada, que coloca dois terminais a um potencial elétrico diferente. E podíamos ir, por aí fora, encontrando vários tipos de energia que se vão transformando. "No Universo nada se cria, nada se destrói, tudo se transforma" é um dos princípios básicos da Física. Ver, por exemplo, (inglês): http://en.wikipedia.org/wiki/Energy

Re:Matéria/Energia

Data: 14-02-2013 | De: António Alberto Silva

Segundo os conhecimentos atuais existe uma equivalência entre massa e energia, dada pela célebre fórmula E=mc^2 (a última parte significa “c ao quadrado”, sendo “c” a velocidade da luz no vácuo). Isto é: massa e energia são a mesma coisa: uma obtém-se da outra por multiplicação ou divisão por uma “constante da natureza, c”. Mais: matéria e energia são a mesma coisa: energia “muito concentrada” é “matéria”.

Ambiente/Fuga de metano

Data: 22-11-2012 | De: Graciete Rietsch Fernandes

Qual o impacto na Natureza , nomeadamente na estrutura do planeta, do facto de o metano continuar a arder, há tantos anos, a partir de uma fenda resultante de uma escavação na Sibéria?
Obrigada e um abraço!
(Docente reformada, Porto)

Re:Ambiente/Fuga de metano

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

Não sei de que escavação se trata, mas em -
http://www.youtube.com/watch?v=FM0hczFNDZI - pode ver-se várias crianças grandes a brincarem com o fogo. Talvez se trate de metano libertado na água a partir de sedimentos anaeróbios e aprisionado no gelo. O
metano é um produto do metabolismo de microorganismos metanogénicos (procariotas do grupo das Euryarchaeota, do super-reino Archaea).
Existem vastas reservas deste gás inflamável nos fundos oceânicos, e as eructações dos ruminantes em todo o mundo contribuem significativamente para a acumulação deste gás (com efeito de estufa proporcionalmente
muito maior que o do dióxido de carbono). Eu diria que é um tema complexo, e sensível.

Re:Ambiente/Fuga de metano

Data: 22-07-2013 | De: João Pedro Calafate

Cara amiga Graciete Fernandes,

há pouco tempo li na revista "Quero Saber" um artigo que explica o fenómeno que descreve na sua questão. Assim sendo, resolvi transcrever o que lá escreveram e aqui partilhar a explicação deles, bem como um vídeo, para se melhor poder compreender este interessante e curioso fenómeno e responder em parte à sua questão.

De notar que o fenómeno se passa no Turquemenistão e não na Sibéria.
O artigo não responde qual o impacto na natureza desta combustão, mas tanto quanto sei, uma vez que o metano está a arder não representa perigo ambiental a nível local e global. Os prejuízos a nível ambiental serão os mesmos que outra qualquer combustão controlada, devido à libertação de dióxido de carbono.

-----------------------------------------------------------------

«Quem abriu a “porta do inferno”?

A cratera de gás natural de Darvaza é uma bacia de 70 metros de largura situada no meio do deserto de Karakum , no Turquemenistão . A cratera, que foi criada quando um campo e uma plataforma de perfuração de gás natural aluíram em 1971, é chamada informalmente de “porta do/para o inferno” pela população local, pois arde há 42 anos.
As chamas foram instigadas quando uma equipa de perfuração da União Soviética decidiu que, depois do colapso da plataforma, a melhor forma de lidar com a grande quantidade de gás metano derramado era queimá-la. Na altura, os geólogos previram que o metano iria arder dentro de dias, mas quatro décadas depois, o gás natural continua a queimar, iluminando a região circundante por quilómetros.
Atualmente, a “porta para o inferno” é uma atração turística, com viajantes a afluírem à aldeia vizinha de Darvaza – que tem uma população de apenas cerca de 350 pessoas – vindos de todo o mundo. Tipicamente, os grupos turísticos visitam o local ao fim da tarde, pois o brilho ardente da cratera é mais dramático à pouca luz do anoitecer que durante o dia, como pode ver aqui»: http://querosaber.sapo.pt/ambiente/video-as-portas-do-inferno

Veja o vídeo, sobre este fenómeno geofísico, que a “Quero Saber” partilhou:
http://querosaber.sapo.pt/ambiente/video-as-portas-do-inferno

-----------------------------------------------------------------

Um abraço e boas incursões pelo mundo da Ciência,
o editor.

Biologia

Data: 17-11-2012 | De: Raquel Cruz

Gostaria de saber qual é o cariótipo de um Leão.
Obrigada!

Re:Biologia

Data: 17-12-2012 | De: Miguel Ribeiro

Os leões, Panthera leo, possuem 38 cromossomas. Sendo que 1 par corresponde aos cromossomas sexuais, XX nas fêmeas e XY nos machos.

Fica o link para uma imagem do cariótopo do leão,
http://placentation.ucsd.edu/lionbg/Lion%2030.jpg

Re:Biologia

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

Ver em - http://placentation.ucsd.edu/lionfs.htm - no final da secção 13: são 18 pares de autossomas repartidos por 6 grupos (A-F), mais o par de heterossomas (X/Y). Total 2n = 38. Na fêmea, em vez de XY é XX.

Lua

Data: 16-11-2012 | De: Anaísa Carvalho

Qual a razão de a Lua ser mais densa de um lado do que do outro? E qual o porque de ser esse lado mais denso e não o outro?

Qual a razão de ter-mos mais crateras do lado "oculto" da lua e mais mares na face que está sepre virada para nós?

Apesar de na lua o unico agente erosivo que existe é a variação termica visto que a lua não tem atmosfera ocorreu-me perguntar, quando fomos a lua e foi metida a bandeira dos EUA ela ainda está com as mesmas cores igual ao dia em que foi colocada por não existir quase nenhum tipo de erosão ou terá mudado devido a variação térmica?

Re:Lua

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Ainda é uma questão em aberto mas pensa-se que teve a ver com a forma como a Lua se formou. O consenso é que um planetoide colidiu com a Terra nos seus primórdios e arrancou uma imensa quantidade de pedaços que depois se agregaram para formar a Lua. Desta forma, não é estranho que a Lua seja mais denso de um lado que do outro (estranho seria que fosse homogénea, por ser bem mais improvável).

Esta é mais fácil de explicar. Como a Lua está "tidal-locked" (presa pela maré) com a Terra, apresenta sempre a mesma face para nós. E a Terra serve de proteção a essa mesma face, pois a maioria dos meteoros que se dirigisse para a Lua para a atingir ou caem na Terra (sendo destruídos pela sua atmosfera, na sua maioria), ou são desviados pela gravidade desta para longe. É uma questão geométrica, acima de tudo. O outro lado da Lua está exposto ao espaço exterior e tudo o que vier para ai... não tem qualquer barreira no caminho.

O espaço exterior (a Lua é quase isso) é MUITO mais agressivo do que simplesmente a variação térmica! Pergunta aos astronautas. Os fatos deles protegem-nos de tanta coisa que é melhor só listar o mais relevante: radiação gama, raios X e ultravioleta do Sol (que, à distancia a que estamos, é mortífera, não sendo preciso mais que uns minutos de exposição!); raios cósmicos (protões, eletrões que vem do Sol com grandes velocidades - por isso são perigosos). É claro que isto afeta também a superfície da Lua e é, até, bem mais relevante do que as variações térmicas! Além disso, a Lua está constantemente a ser bombardeada por micro-meteoritos, pequenos mas com grandes velocidades. Por tudo isto, já deves imaginar a resposta: a bandeira está totalmente branca, sem cor. Vê, por exemplo: http://gizmodo.com/5930450/all-the-american-flags-on-the-moon-are-now-white

Itens: 1 - 98 de 98

Novo comentário

Tópico: Questões científicas

oferta de empréstimo

Data: 08-09-2016 | De: empréstimos Marian Hoffman

BEM-VINDO AO MARIAN HOFFMAN marianhoffman.finance@gmail.com pretende é fornecer Excelente
Serviço profissional.

Você é um homem de negócios ou mulher? Tem alguma confusão financeira ou você precisa de fundos para iniciar seu próprio negócio? Você precisa de um empréstimo para iniciar um bom Pequena Escala e médias empresas? Você tem uma baixa pontuação de crédito e você está encontrando dificuldade para obter empréstimo de capital de bancos locais e outras instituições financeiras ?.

Nossos empréstimos são bem segurado para o máximo de segurança é a nossa prioridade, nosso objetivo principal é ajudar você a obter os serviços que você merece, nosso programa é a maneira mais rápida de obter o que você precisa em um piscar de olhos. Reduzir seus pagamentos para aliviar a pressão sobre suas despesas mensais. Ganhar flexibilidade com o qual você pode usar para qualquer fim - de férias, à educação, à compras únicas

Nós oferecemos uma ampla gama de serviços financeiros, que inclui: Planejamento de Negócios, Comercial e Desenvolvimento Finanças, Propriedades e hipotecas, empréstimos de consolidação da dívida, empréstimos comerciais, empréstimos privados, empréstimos para habitação de refinanciamento com baixa taxa de juros de 2% ao anular para indivíduos, empresas e órgãos sociais. Obter o melhor para sua família e sua própria casa de sonho, bem como com o nosso esquema Loan Geral.

Oferecemos todos os tipos de empréstimos - aplicar para empréstimos acessíveis.

Por favor, entre em contato conosco para mais informações: marianhoffman.finance@gmail.com
Por favor, escreva-nos de volta com a informação do empréstimo;

INFORMAÇÕES BORROWER

1) completa nomes:
2) País:
3) Endereço:
4) Estado:
5) Sexo:
6) Estado Civil:
7) Profissão:
8) Telefone:
9) Renda mensal:
10) Next of Kin:
11) Valor do Empréstimo Necessário:
12) Empréstimo Duração:
13) Finalidade do empréstimo:
14) Data específica você precisa do empréstimo:

Se você estiver interessado em obter um empréstimo, em seguida, por favor escreva-nos com a exigência de empréstimo.
Por favor, entre em contato conosco para mais informações: marianhoffman.finance@gmail.com

Com os melhores cumprimentos,
Sra mariano Hoffman
marianhoffman,finance@gmail.com

Estamos ansiosos para ouvir de você o mais rápido possível

Os candidatos interessados ​​devem contactar-nos através do email: marianhoffman.finance@gmail.com

Ciências Físicas/Geologia/Geografia

Data: 16-11-2012 | De: MANUEL AUGUSTO DOS SANTOS LOPES

GOSTARIA DE CONHECER OS PORQUÊS GEOLOGICOS E MORFOLÓGICOS, ALÉM DA QUEBRA, DO TEMPO EM QUE OS CONTINENTES SE SEPARARAM DAS REGIÕES DO PORTO E GAIA E PORQUE É QUE O RIO DOURO ESCOLHEU O SEU LEITO LOGO NUMA ZONA GRANITICA ( LOGO DIFÍCIL ), DURA E ALTA EM RELAÇÃO AO MAR QUER NO PORTO , QUER EM GAIA? PARECE-ME QUE O LEITO MAIS FÁCIL SERIA O RIO DESAGUAR ENTRE A GRANJA E ESPINHO, NUMA ZONA CONHECIDA COMO BOCA MAR.

Astronomia

Data: 16-11-2012 | De: Lino Art

Gostaria de saber: se quando observamos o universo e os astros estamos a ver o passado, como é que poderiam vir algum dia "seres" do futuro? Obrigado!

Re:Astronomia

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Mas que questão tão bem colocada! Exatamente! A Física moderna tem muitas dificuldades com ligações do presente e do passado ao futuro. Por isso as "máquinas do tempo" são ficção científica para (quase) todos os Físicos. Só em universos muito exóticos (que não parece ser o caso daquele em que vivemos) poderíamos ter tal esperança (viajar no futuro ou no passado, já agora) mas ainda não se consegue explicar a solução de imensos paradoxos (por exemplo, será que poderíamos evitar nascer matando a nossa mãe?).

Re:Astronomia

Data: 24-01-2013 | De: Marinho Lopes

Quando observamos o céu estamos efectivamente a observar o passado, porque aquilo que vemos é a luz que nos chega aos olhos, e esta, como não viaja a velocidade infinita, demorou tempo até cá chegar. Quando olhas para a Lua, por exemplo, estás a vê-la como ela era há cerca de 1 segundo atrás (porque ela encontra-se a pouco mais de 300 mil quilómetros, e a velocidade da luz é cerca de 300 mil quilómetros por segundo). Já a luz do Sol demora mais de 8 minutos a cá chegar. A estrela mais próxima já a vemos como ela era há 4 anos atrás (chama-se Proxima Centauri).

Se viessem cá ter extraterrestres, estes estariam à partida a partilhar o nosso tempo, pelo que deveriam vir do presente! Ou por outras palavras: se eles viessem de um planeta junto à Proxima Centauri, e viessem a uma velocidade próxima da da luz, poderiam demorar uns 4 anos a cá chegar (na verdade, deveriam demorar bem mais que isso, mesmo indo a uma velocidade próxima da da luz), mas quando cá chegassem estavam no "seu" presente, e nós no nosso. Se eles depois olhassem para a estrela Proxima Centauri, iam vê-la mais ou menos como ela era quando tinham saído de lá! Porquê? Porque tinham vindo quase à mesma velocidade que a própria luz!

Na verdade, segundo a Física que se conhece, é difícil admitir que seja possível viajar para o passado, pelo que à partida os extraterrestres, que devem estar sujeitos às mesmas leis da Física que nós, não poderiam viajar para o passado. Porém, existem teorias que envolvem "wormholes" (buracos de minhoca), que talvez permitam isso - a verdade é que não se tem a certeza.

Fisiologia/Anatomia

Data: 14-11-2012 | De: Filipa Bettencourt

Porque razão as mamas das mulheres são maiores do que as dos homens?

(EB123, JI FOC, 3º ano)

Re:Fisiologia/Anatomia

Data: 15-01-2013 | De: Raquel Soares

As mulheres e os homens têm substâncias que são produzidas por alguns órgãos e que atuam noutros órgãos. São as chamadas hormonas. Todos temos
hormonas, mas a quantidade de algumas dessas hormonas é diferente no homem e na mulher. Algumas dessas hormonas estão relacionadas com as características sexuais dos seres humanos. Por exemplo, o facto de o homem ter barba ou da mulher ter mamas maiores do que os homens.

Genética/covinha no queixo

Data: 10-11-2012 | De: Daiane Nunes

Meu filho tem uma linda covinha no queixo mas eu e o meu marido não temos. Os tios do meu marido todos têm esse sinal no queixo. É possível que meu filho tenha herdado esse sinal no queixo devido aos tios do meu marido? Ou esses traços vêm apenas do pai ou da mãe?

Re:Genética/covinha no queixo

Data: 11-11-2012 | De: João Calafate

Cara Daiane Nunes,

começo por lhe agradecer a sua interessante questão.

Enquanto aguardamos resposta da comissão científica, deixo-lhe uma interessante resposta anteriormente dada a uma questão semelhante, dada por uma Bióloga colaboradora do CcT, e que vai de encontro à sua questão:

------------------------------------------------------------------------------
Genética/Semelhança entre pais e filhos
Data: 27-01-2012 | De: Rafaela Simão

Porque é que um bebé nasce parecido com os seus pais?

Data: 31-01-2012 | De: Alexandra Sá Pinto

As nossas características resultam da informação que se encontra no nosso ADN que é uma espécie de livro de receitas para fazer um ser vivo. O ADN encontra-se localizado no núcleo das nossas células e é parte integrante dos cromossomas.

Como somos seres vivos diploides, recebemos, para cada característica (excepto algumas das sexuais), duas informações, uma proveniente do pai e outra proveniente da mãe. Um ser humano possui assim, em cada célula, 23 pares de cromossomas: 22 pares de autossomas mais um par de cromossomas sexuais que definem o nosso sexo. Cada par de autossomas tem informação para as mesmas características, embora a informação que possuem para cada característica possa ser igual (a pessoa diz-se homozigótica para essa característica) ou diferente (nesse caso a pessoa é heterozigótica para essa característica). Durante a formação de gâmetas ocorre um processo de divisão celular designado meiose durante o qual os 23 pares de cromossomas são separados, ficando cada gâmeta com apenas um cromossoma por par. Assim, cada pessoa recebe da sua mãe (via óvulo) 22 autossomas e um cromossoma X. Do pai recebe (via espermatozoide) 22 autossomas e um cromossoma sexual que poderá ser o X (nesse caso nascerá uma menina) ou o Y (nascerá um menino).

Nas ervilheiras por exemplo, as flores podem ter cor branca ou púrpura. Para essa característica cada ervilheira possui no seu ADN duas informações (provenientes dos gâmetas masculino e feminino que a formaram). Relativamente a esta característica a planta poderá ser:

1) homozigótica para a informação flor branca – significa que os gâmetas que a formaram possuíam ambos a informações para flor branca- neste caso as flores dessa planta serão brancas. Quando se reproduzir, essa planta apenas formará gâmetas com informação para flores brancas.

2) homozigótica para a informação flor púrpura – significa que os gâmetas que a formaram possuíam ambos a informações para flor púrpura - neste caso as flores dessa planta serão púrpura. Quando se reproduzir, essa planta apenas formará gâmetas com informação para flores púrpura.

3) heterozigótica - significa que recebeu dos gâmetas que a formaram duas informações diferentes, uma para flores brancas e uma para flores púrpura - neste caso a planta terá na mesma flores púrpura porque a informação cor púrpura (característica dominante) domina sobre a informação cor branca (característica recessiva). Quando se reproduzir essa planta formará dois tipos de gâmetas: uns com informação para flores púrpura e outros com informação para flores brancas.

A dominância e recessividade de algumas características explica porque é que por vezes os filhos têm características que não vemos nos pais, e que só aparecem nos avós ou mesmo em antepassados mais longínquos. Por exemplo, uma ervilheira heterozigótica para a cor da flor (que terá flores púrpura) poderá formar gâmetas com a informação flor branca e gâmetas com a informação flor púrpura. Se essa planta se reproduzir com outra igualmente heterozigótica para essa característica (e por isso com flores púrpura), os gâmetas com a informação para a cor branca de ambos os progenitores poderão fertilizar-se dando origem a uma planta filha homozigótica para a cor branca. Assim, embora ambos os progenitores possuam flores com cor púrpura, a planta filha terá flores brancas.
-----------------------------------------------------------------

Ao dispor, cumprimentos,
o editor.

Re:Re:Genética/covinha no queixo

Data: 15-01-2013 | De: Alexandra Sá Pinto

Gostaria de acrescentar à resposta anterior que muitas das características que possuímos são influenciadas por mais do que um gene.

Assim, muitas vezes, as características externas usadas para exemplificar e explicar os conceitos de recessivo e dominante têm um padrão de variação mais complexo do que o descrito.

No caso da cova no queixo, é provável que uma grande parte da variação observada nesta característica se deva a um só gene que apresente os padrões de dominância e recessividade já descritos. No entanto, é provável que existam outros genes que afectem em maior ou menor grau esta característica. Se esses genes forem também variáveis (ou seja possuam mais do que um alelo), então o padrão de variação desta característica pode ser mais complexo do que o anteriormente descrito e os padrões de hereditariedade mais difíceis de explicar. Isto aplica-se à maior parte das características anatómicas e morfológicas dos seres vivos, embora algumas tenham padrões de variação mais próximos dos esperados para características codificadas por um só gene.

Por isso é que, para realização de testes de parentalidade ou de identificação de pessoas se estuda o ADN directamente e não características externas que podem ter padrões de variação complexos e difíceis de interpretar e avaliar.

Re:Genética/covinha no queixo

Data: 15-01-2013 | De: Alexandra Sá Pinto

E para mais informação sobre a variação relativamente à cova no queixo, agradecia que consultassem:

http://udel.edu/~mcdonald/mythcleftchin.html

Re:Genética/covinha no queixo

Data: 15-01-2013 | De: Raquel Soares

Sim, é possível. Todos temos 2 genes idênticos, um proveniente do pai e outro da mãe. Muitas vezes apenas um se dá a conhecer, ou seja, um dos genes origina mais facilmente a proteína do que o outro, o que faz com
que a informação que o outro gene tem fique "escondida". No entanto, a informação está lá presente. Quando passamos esse gene para os nossos
filhos, ele pode vir a expressar-se, apesar de não se ter expresso no pai ou na mãe. É por isso que muitas vezes os filhos têm características idênticas aos avós ou aos tios, embora os pais não a apresentem.

Re:Genética/covinha no queixo

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

O que importa aqui, é a linhagem donde provém o filho, seja em 1º grau (pai e mãe) seja em graus mais afastados (avós, bisavós, etc.). O filho não está na descendência desses tios, por isso a resposta à primeira
pergunta é não. E é preciso prevenir que, em Genética, não são as características observáveis o que é herdado, mas os genes que são transmitidos via óvulo e espermatozóide. Por isso os pais podem transmitir genes para a covinha do queixo, mas não a desenvolverem eles
próprios (a resposta à segunda pergunta é não também, pois os pais receberam os seus genes dos avós e estes dos bisavós, etc.). É durante o desenvolvimento do filho que os genes que ele recebeu (não se sabe quais) actuaram (não se sabe como) para a produção da covinha no queixo.

Física/Vácuo

Data: 09-11-2012 | De: Gustavo

O que existe no vácuo? Existem muitas afirmações de que a luz se comporta tanto onda como partícula, pois uma onda não se propaga no vácuo. Alguns afirmam que ela tem uma massa desprezível e outros que não possui massa. Porém não me convenci das teorias atuais até hj!! Acho que a teoria de Einstein e outros físicos está incompleta...

Re:Física/Vácuo

Data: 17-01-2013 | De: Jorge Monteiro

No vácuo existem partículas, no vazio não existe “nada”. O vácuo é definido pela concentração de partículas que existem num determinado volume (densidade de partículas) e que originam uma pressão (força por unidade de área). Na nossa atmosfera ao nível do mar existe uma mistura a que chamamos de ar e que basicamente é constituída por azoto e oxigénio. Esta camada tem aproximadamente 12 km de altura e origina uma pressão de 1013 mbar (aproximadamente 1 bar ou 1 kg/cm2). À medida que vamos subindo na atmosfera esta pressão vai variando com a composição do gás e com a temperatura, mas de uma forma geral vai diminuindo ou seja, o vácuo vai aumentando. No espaço, e devido à pouca quantidade de partículas aí existentes a pressão é muito baixa, cerca de 0,0000000001 mbar. Aqui na terra também se consegue obter vácuo da mesma ordem do existente no espaço, recorrendo a bombas de vácuo de alta eficiência (difusoras ou turbomoleculares), e que designamos por ultra-alto-vácuo. É verdade que a luz tem um carácter dual onda/partícula, por definição e porque na realidade se comporta das duas formas. Pode procurar algumas experiências disponíveis na internet que demonstram esses efeitos. Já não é verdade que uma onda não se propaga no vazio. A luz que é uma onda electromagnética propaga-se no vazio, já o som que é uma onda mecânica não se propaga no vazio. As partículas elementares de luz são os fotões e não possuem massa. Como em todas as ciências, na Física o Homem vai tentando dar respostas a si próprio, mas sempre com a limitação de simples Homem. E sim, é verdade que as teorias e as respostas estão quase sempre incompletas e se vão reformulando.

Re:Física/Vácuo

Data: 18-01-2013 | De: Pedro Augusto

Ora bem, a ciência não funciona com opiniões, e ainda bem. Deixamos isso para outras áreas da sociedade. A ciência constrói-se com teorias e observações que as comprovem (ou, pelo menos, que não as eliminem). Não é uma questão de gosto (por muito que isso irrite pseudo-cientistas e outros que tais em outras áreas da sociedade).
Posto isto, passemos ao que é a Teoria mais aceite hoje em dia (sim, incrivelmente esse irritante génio, Einstein, tem acertado em tudo; pelo menos ateé hoje - as suas teorias tem sobrevivido a todos os testes e não tem sido poucos! Admito que seja frustrante para tantos pseudo-génios que se acham melhores mas em nada o mostram...). Há a sensação, realmente, que a Teoria da Relatividade Geral possa não ser a última palavra (mas isso até Einstein dizia), contudo ainda não apareceu nada melhor até hoje... Até o próprio Einstein procurou alternativas mas sem grande sucesso, como todos os outros. Mas serás bem-vindo ao mundo da Física para nos ajudar a encontrar uma explicação ainda melhor!
Ainda bem que a ciência não tem discordâncias ao nível de duvidarmos se a luz é partícula ou radiação! Desde há 100 anos que sabemos que se comporta, realmente, das duas formas, conforme a situação. Alias, Einstein ganhou o Prémio Nobel devido aos seus trabalhos no efeito fotelétrico (luz como corpos - fotões). E que jeito dá! Se este não existisse os painéis solares não funcionavam... pois é, não bastam opiniões: é na pratica que se vê de que lado está a verdade. Quanto à luz como onda? Bem, a grande "prova" é a interferência (e.g.: http://en.wikipedia.org/wiki/Interference_(wave_propagation)). Mas hoje já não restam dúvidas a ninguém que a "luz visível" é apenas uma pequena parte do espetro eletromagnético (que também inclui ondas rádio; microondas - ainda bem, senão não podíamos aquecer a comida rapidamente; infravermelho, para os comandos lá em casa funcionarem todos, por exemplo). Temos ainda os energéticos raios gama e raios X, estes vistos mais como corpúsculos (fotões outra vez) mas com comportamentos como onda também, em certas situações. E os raios X são extremamente úteis, é claro, nos hospitais e nos aeroportos, por exemplo.
No melhor modelo que temos de física de partículas (Modelo Standard), o fotão também lá consta mas não tem massa. E é assim que estamos neste momento (é o melhor modelo). O fotão ter massa não explicaria imensas coisas que observamos. Teríamos, quase, de construir uma nova física. Não é só mais uma partícula: é a mais abundante do universo!
Quanto ao vácuo: as ondas propagam-se no vácuo, sim. A luz é um exemplo, mas há mais. O que não se pode propagar no vácuo são as ondas "mecânicas" (como as sonoras), pois essas precisam de um meio para se propagarem (como o nome indica). Mas, realmente, o que é o vácuo? Essa, sim, é uma questão na fronteira da Física. De tudo o que questionaste é a única área em que ainda temos dúvidas hoje em dia. Aparentemente não existe vácuo, no sentido de ter sempre de haver algo em qualquer região do espaço-tempo (nem que seja apenas energia). Aparentemente, o Universo está dominado (três-quartos) por uma "energia escura", que não fazemos a mínima ideia do que seja. Só assim explicamos a atual expansão acelerada do universo, de todas as suas galáxias e estruturas. E o tal homenzinho chato aparece em destaque outra vez: a hipótese mais aceite hoje em dia para a energia escura é que esta esteja relacionada com a constante cosmológica, introduzida pela primeira vez por Einstein na sua "fórmula do universo", de forma a que o mesmo fosse estático... Por ironia, o universo não é estático (está em expansão) mas, mais uma vez, esse génio irritante parece estar no caminho da razão...

Re:Física/Vácuo

Data: 23-01-2013 | De: Marinho Lopes

Antes de mais, vácuo e vazio são duas coisas diferentes. Considera-se que existe vácuo num dado volume se este tiver uma pressão inferior à atmosférica (existem por isso vários "níveis" de vácuo). Vazio é a ausência total de matéria, pelo que é como que o limite máximo do vácuo.

A luz comporta-se como onda e como partícula em qualquer meio - em qualquer lugar do universo! Estás a fazer confusão entre o conceito geral de "onda" e o de "onda mecânica" (som). A onda mecânica não se propaga no vazio, porque ela consiste na "vibração" de partículas que transmitem a sua vibração a partículas vizinhas. Assim, não havendo partículas, a onda mecânica não se pode propagar. Porém, a luz é uma onda electromagnética. Este tipo de onda não precisa de outras partículas para se propagar.

Em relação à massa, é errado dizer que a luz tem massa desprezável, porque a massa é mesmo zero, e não apenas aproximadamente!

A teoria de Einstein pode e deverá estar incompleta, mas não devido ao que dizes. Como talvez saibas, Einstein tentou encontrar uma Teoria do Campo Unificado, mas sem sucesso. Essa teoria conseguiria unificar todas as forças da natureza, criando assim como que uma teoria de tudo. Actualmente tal ainda não foi possível, pois ainda não se conseguiu unificar a gravidade (que é explicada pela Relatividade Geral de Einstein) com as restantes forças (que parece ser bem compreendidas através do Modelo Standard, no qual são unificadas).
É claro que sobre este assunto haverá muito para dizer, mas convido-te antes a investigar mais. Depois poderás colocar mais questões.

Re:Física/Vácuo

Data: 14-02-2013 | De: António Alberto Silva

As Teorias de Einstein e de outros físicos estão certamente incompletas. É o mais certo. A história tem mostrado que os conhecimentos estão em permanente evolução. Talvez até “para sempre”! Mas os conhecimentos que são aceites num dado momento histórico são aqueles que dão provas de serem melhores do que os anteriores e sejam mais profundos e úteis. Ora, os conhecimentos atuais têm revelado a sua utilidade sem margem para dúvidas. Mesmo incompletos, imperfeitos e em evolução, os conhecimentos científicos e tecnológicos permitem construir instrumentos de diagnóstico em medicina, medicamentos, computadores, telemóveis, sistemas de navegação (GPS, Galileu, etc.), assim como realizar viagens no espaço e etc.
O vácuo é precisamente uma das coisas de que se sabe menos hoje em dia! “Por que existe”? Acho que ninguém sabe responder! “Por que existem coisas nele”? Idem! Mas, mesmo assim, muitas coisas já se sabem. Sabe-se, por exemplo, que o vácuo não é algo onde “nada exista” e que do vácuo podem emergir (aparecer, “ploff!”) partículas de matéria e antimatéria. Compreender “como e porquê” já é outra história…
Segundo os conhecimentos atuais, a luz (todas as ondas eletromagnéticas) são constituídas por partículas. Partículas especiais, grãos de energia concentrada: fotões. Também pode estudar-se a luz como sendo uma onda, mas isso é uma aproximação (muito útil e suficientemente rigorosa em muitos casos).
Segundo os conhecimentos atuais existe uma equivalência entre massa e energia, dada pela célebre fórmula E=mc^2 (a última parte significa “c ao quadrado”, sendo “c” a velocidade da luz no tal vácuo). Isto é: massa e energia são a mesma coisa: uma obtém-se da outra por multiplicação ou divisão por uma “constante da natureza, c”. Mais: matéria e energia são a mesma coisa: energia “muito concentrada” é “matéria”.

Astronomia/Astrobiologia

Data: 03-11-2012 | De: Andreia

Será que só a Terra é que tem vida neste universo enorme? Custa-me a acreditar, nós nao podemos ser a única coisa com vida neste unverso.
Se alguém me conseguir tirar esta duvida, agradecia!

Re:Astronomia/Astrobiologia

Data: 08-11-2012 | De: Rui Costa

Por enquanto apenas conhecemos um planeta em que a vida surgiu e se desenvolveu.
Tudo o mais que se possa dizer é, por enquanto, especulação.

Já há décadas que se "escuta" o universo, na esperança de se detectar uma qualquer civilização extraterrestre que eventualmente estivesse a emitir um sinal. Este projecto, chamado SETI (busca de inteligência extra-terrestre), até à data não obteve quaisquer resultados práticos.

Mais recentemente, nos últimos anos, têm-se descoberto planetas extrassolares às centenas. Mas a sua deteção é feita por métodos indirectos (diminuição periódica no brilho de uma estrela, quando um eventual planeta passa pela sua frente ou medindo o pequeníssimo deslocamento que a massa do planeta exerce sobre a estrela). Estes métodos indirectos apenas nos permitem detectar a massa mínima e alguns dados orbitais do planeta.

E se mesmo com uma planeta "aqui ao lado" ainda mandamos sondas para Marte para determinar se terá ou não albergado vida - pelo menos microrganismos...), muitíssimo mais incerteza teremos em relação à existência de vida noutros corpos que orbitem outras estrelas...

Astronomia/Cosmologia

Data: 03-11-2012 | De: Andreia

Antes de haver a "explosão" chamada de Big Bang, existia alguma coisa, ou era tudo preto sem nada?

Re:Astronomia/Cosmologia

Data: 22-11-2012 | De: David Sobral

O "problema" é que independentemente do que possa ou não ter havido antes do Big Bang (que não foi, ou pelo menos não tem que ser de todo uma explosão) a informação foi completamente apagada assim que aconteceu.

Podemos imaginar/questionar sobre o que pode ter existido antes, o problema é que não existem formas (pelo menos neste momento) de podermos "observar"/"testar" simplesmente porque foi feito uma "formatação do disco" aquando do Big Bang.

Re:Astronomia/Cosmologia

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Não havia preto, não havia nada! Não sabemos o que havia antes do Big Bang, se é que havia alguma coisa. Ver, por exemplo:
http://www3.uma.pt/Investigacao/Astro/Grupo/Perguntas/pergunta119.htm

Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 03-11-2012 | De: Andreia

Eu tenho muita curiosidade em coisas que se relacionam com o universo. Eu sempre tive uma dúvida! Será que existe ainda mais acima do universo outra coisa qualquer, como em cima da nossa atmosfera temos o universo, em cima do universo termos alguma coisa?
Se alguém tivesse uma ideia agradecia que me respondesse.
Dados pessoais: Escola Cego do Maio.

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 22-11-2012 | De: David Sobral

A ideia de "em cima" é muito curiosa e vem do facto de nascermos e vivermos num ambiente em que a gravidade é uma força dominante. No "espaço", longe de grandes forças gravitacionais, a própria noção de cima e baixo deixa de fazer sentido...

Portanto o Universo não está verdadeiramente "em cima" da atmosfera. A atmosfera está simplesmente "contida" no Universo, faz parte do Universo. Agora a questão de "será que o Universo faz parte de algo ainda "maior"?" faz mais sentido. É possível que assim seja, e que o "nosso" Universo seja apenas um de (possivelmente) infinitos Universos, em que em cada um existem leis físicas ligeiramente diferentes, e portanto Universos com caracteristicas/energia/etc. diferentes.

O problema é testar/observar, e portanto a resposta actual é que não existe nenhuma maneira de saber se existe ou não algo "maior" do que o Universo e que contenha muitos outros universos...

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

Não há "em cima" como as "camadas" da antiga Grécia... O universo é todo o que existe. Se quiseres, é a última camada depois da atmosfera. Claro que podemos dividi-lo em partes. Primeiro temos o nosso planeta, o Sistema Solar (com todos os outros planetas, satélites naturais, asteroides, cometas e, claro, o Sol!), a nossa Galáxia (com milhares de milhões de estrelas e muito gás e poeiras) o nosso Grupo Local de Galáxias, enxames de galáxias (com milhares destas) e, finalmente, o Universo em toda a sua dimensão. Vê, por exemplo, o vídeo (viagem daqui ao Big bang!): http://www.youtube.com/watch?v=HL0waHkIkps

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 24-01-2013 | De: Marinho Lopes

O universo é "tudo", incluindo Terra, sistema solar, Via Láctea, e todas as galáxias, todo o vazio que preenche o espaço, e até o próprio espaço e o tempo! Tudo faz parte do universo.
Não existe qualquer prova experimental de que possa haver outros universos. Ainda assim, existem algumas teorias que preveem a possibilidade de existirem outros universos "paralelos". Se existem ou não, não sabemos.

(Estritamente falando, não é correcto dizeres "em cima". A atmosfera faz parte da Terra, e a Terra faz parte do Universo, por isso o Universo não está "em cima", está em todo o lado.)

História/Arqueologia

Data: 31-10-2012 | De: Andreia

Olá eu sou a Andreia.

Gostaria de saber se o homem pode ter descoberto o fogo ao fazer um instrumento; ou seja, eles ao fazerem instrumentos batiam com pedras contra pedras e assim podem ter feito fogo. Dizem que o fogo pode ter surgido a partir do embate de um relâmpago numa árvore, mas será que a minha hipótese, também, está correta?

Re:História/Arqueologia

Data: 21-05-2013 | De: Marinho Lopes

Olá Andreia. Dou-lhe os parabéns por se questionar sobre aquilo que aprende na escola - é essa a atitude correcta perante o conhecimento novo.
Efectivamente, como se costuma dizer, "ninguém estava lá para ver". A História é muitas vezes construída com base em hipóteses que não podem ser testadas e por isso escolhem-se simplesmente as hipóteses que parecem ser mais prováveis.
É certo que era possível fazer fogo como a Andreia sugere, no entanto, sem eles conhecerem o fogo, porque haviam de estar a bater em pedras? Convenhamos que para fazer fogo através do bater de pedras é necessária alguma persistência (mais ainda se não estiverem reunidas certas condições, como a presença de um combustível adequado). Já o fogo proveniente de um fenómeno natural não impõe qualquer persistência improvável numa tarefa também ela algo improvável - bastava o fenómeno ocorrer e ser observado. Provavelmente da primeira vez poderia apenas gerar medo, mas uma vez vencido o medo, o Homem poderia começar a tentar "estudar" o fogo... Convém também lembrar que o domínio do fogo não terá sido um evento bem definido no tempo; ao invés, ao longo do tempo o Homem deve ter tido contacto continuado (ainda que esporádico) com o fogo criado naturalmente na natureza, o que lhe permitiu começar a compreendê-lo melhor, pois certamente que deverão ter notado a importância que o fogo poderia vir a ter na protecção contra os outros animais e contra o frio (tendo tido mais tarde outras aplicações).

Curiosidades científicas

Data: 31-10-2012 | De: Andreia

Será que no futuro teremos máquinas que consigam traduzir a linguagem animal para a nossa e assim os poderemos entender?

Re:Curiosidades científicas

Data: 22-05-2013 | De: Marinho Lopes

É uma questão pertinente. Embora seja claro que os animais comunicam entre si, é muito difícil criar um "dicionário" que nos permita entendê-los. Só seria possível criar uma máquina depois de termos este "dicionário". Acredito que seja possível fazer desenvolvimentos na área, mas, à luz do que se sabe hoje, parece-me impossível que um dia venha a existir uma máquina que traduza "exactamente" aquilo que os animais estão a comunicar - quanto muito, deverá usar as nossas interpretações do que pensamos que eles estivessem a comunicar em experiências prévias que serviram para "escrever" o "dicionário".

Nutrição/Alimentação

Data: 27-10-2012 | De: Joãozinho

Qual a razão científica para o facto de as bebidas com açúcar não hidratarem tanto como a água e como as que não o têm na sua constituição?
(10º ano, Póvoa de Varzim)

Re:Nutrição/Alimentação

Data: 15-01-2013 | De: Raquel Soares

Os açúcares são um grupo de moléculas que apresentam vários grupos hidroxilo (grupos compostos por hidrogénio e oxigénio - OH). Estes grupos fazem rapidamente ligações com moléculas de água que ficam ligadas por
ligações fracas em energia (ou seja rapidamente hidrolisáveis) mas que retêm desta maneira moléculas de água. São as chamadas pontes de Hidrogénio.

Assim, quando ingerimos açúcares, numa solução aquosa (ex.: bebida açucarada) a água tem tendência a ficar ligadas à molécula do açúcar e desta forma não hidratam tão facilmente. Se estivessem livres podiam
ligar-se a outras moléculas e serem mais rapidamente absorvidas no intestino.

Re:Nutrição/Alimentação

Data: 17-01-2013 | De: Carmo Barreto

O açúcar que existe na maioria das bebidas é a sacarose (o vulgar “açúcar de mesa”), que consiste em dois açúcares mais simples (“oses”) ligadas entre si, a glucose e a frutose. Quando ingerimos açúcar, o nosso organismo é muito rápido a quebrar essa ligação e a transformá-lo em glucose e frutose, que são também rapidamente absorvidas, aumentando muito depressa o nível de glucose no sangue (a chamada “glicémia”).
Quando esse nível aumenta, se formos saudáveis, o nosso pâncreas liberta insulina, que faz com que a glucose do sangue volte ao nível normal (para além de gastar alguma na nossa actividade física, por exemplo, o excesso vai ser armazenado como glicogénio que serve como reserva de glucose para usar mais tarde – e como gordura nos adipócitos ). Se a glicémia for muito alta e não conseguir descer, o que acontece nas pessoas que têm diabetes, o plasma do sangue fica hiperosmótico (demasiado concentrado), o que faz com que as células percam água para o espaço extracelular. E os rins vão eliminar parte desse excesso de glucose aumentando a eliminação de urina, de maneira que a pessoa perde água e fica desidratada.
O organismo reage aumentando a sede, para nos obrigar a beber água e aumentar a hidratação (acontece algo parecido se comermos comida muito salgada ou se bebermos água salgada!). E é por essa razão também que uma bebida açucarada não nos dá a mesma sensação de “matar a sede” que um copo de água.
Uma lata de refrigerante pode ter 30-45 g de açúcar, o que é imenso. Como em geral bebemos os refrigerantes bem frescos, parecem menos doces do que são. O problema principal dessas bebidas para uma pessoa saudável não é o facto de não hidratarem - numa pessoa saudável, não têm de causar desidratação mas sim o facto de poderem causar cáries, obesidade, diabetes e outras doenças cada vez mais frequentes.

Fisiologia/Soluços

Data: 21-10-2012 | De: Beatriz Miranda

Porque temos soluços?

(7º ano, E.B 2,3 Cego de Maio, Póvoa de Varzim)

Re:Fisiologia/Soluços

Data: 21-10-2012 | De: João Sérgio Neves e Adelino Leite-Moreira da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

"Um soluço consiste numa contração súbita dos músculos responsáveis pela inspiração (sendo o diafragma o mais importante destes músculos) imediatamente seguida pelo encerramento das cordas vocais na laringe, o que provoca o peculiar som dos soluços.

Os episódios de soluços, que habitualmente duram de segundos a alguns minutos, surgem devido à ativação de um arco reflexo. Este é composto por um ramo aferente (nervos que levam as informações ao sistema nervoso central e que vão despoletar o reflexo), um integrador central (região do sistema nervoso central que vai ativar os nervos eferentes) e um ramo eferente (nervos que vão estimular os músculos inspiratórios).

Estão descritas mais de 100 causas que podem ativar este reflexo, sendo que as mais frequentes são a distensão do estômago (após uma refeição abundante, ou ingestão demasiado rápida de alimentos), a irritação esofágica (como no refluxo gastroesofágico, em que os alimentos que estão no estômago voltam ao esófago) e fatores emocionais (como a ansiedade ou o medo).

Nos seres humanos, não é reconhecido qualquer papel fisiológico relevante aos soluços. Uma teoria é que este reflexo é apenas um remanescente evolutivo dos circuitos neuronais responsáveis pela ventilação em espécies ancestrais, semelhantes aos pequenos vertebrados anfíbios.

Existem várias manobras que interferem com o arco reflexo dos soluços e que podem terminar um episódio de soluços como: gargarejar água, fazer tração da língua, beber água fria, tossir, dobrar-se sobre o abdómen ou o medo súbito (“apanhar um susto”). Uma das formas mais eficazes é induzir uma elevação da concentração sanguínea de dióxido de carbono, sustendo a respiração por vários segundos ou respirando para dentro de um saco de plástico (levando a que o dióxido de carbono expirado seja novamente inspirado).

Normalmente os soluços são transitórios, no entanto, existem raras situações (como lesão cerebrais, infeções ou neoplasias) que podem desencadear soluços persistentes (podem durar várias décadas), necessitando de tratamento farmacológico ou até mesmo cirúrgico.

Referências:

1. Launois S, Bizec JL, Whitelaw WA, Cabane J, Derenne JP. Hiccup in adults - an overview. European Respiratory Journal. 1993;6:563-575
2. Becker DE. Nausea, vomiting, and hiccups: A review of mechanisms and treatment. Anesthesia progress. 2010;57:150-157
3. Rousseau P. Hiccups. Southern Medical Journal. 1995;88:175-181
4. Lewis JH. Hiccups - causes and cures. Journal of Clinical Gastroenterology. 1985;7:539-552
5. Straus C, Vasilakos K, Wilson RJA, Oshima T, Zelter M, Derenne JP, Similowski T, Whitelaw WA. A phylogenetic hypothesis for the origin of hiccough. Bioessays. 2003;25:182-188
6. Talley NJ, et al (2010). Chapter 27: Hiccups. Practical Gastroenterology and Hepatology: Esophagus and Stomach, New York: John Wiley & Sons",

resposta publicada no projeto Ciência 2.0.

Ver original em: http://www.ciencia20.up.pt/index.php?option=com_content&view=article&Itemid=&id=182

Biologia/Fisiologia

Data: 11-10-2012 | De: Liliya Struk

O que se designa a palavra diapedese?

(9º ano; E.B 2,3 Cego do Maio; Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Fisiologia

Data: 16-10-2012 | De: João Calafate

Olá Liliya Struk!

De um modo muito simples, a diapedese é a passagem dos glóbulos brancos ou leucócitos (geralmente neutrófilos e monócitos, que são tipos de leucócitos) da corrente sanguínea para fora desta (para o tecido conjuntivo), através da parede de vasos sanguíneos muito finos, como o são os capilares sanguíneos.
Esta saída da corrente sanguínea dá-se, pois é necessário "atacar" um agente invasor e nocivo ao organismo (que foi infetado), que à partida será "comido", ou seja, englobado e destruído, pelo leucócito. A este processo dá-se o nome de fagocitose.
Podes ver um vídeo explicativo deste fenómeno aqui: http://www.youtube.com/watch?v=02baC3-VxUc

Citando a infopédia: "A diapedese é caracterizada pela passagem dos leucócitos através da parede dos capilares sanguíneos, vénulas e até arteríolas, penetrando através das junções entre as células endoteliais. Este processo é possível graças à capacidade que os leucócitos apresentam de alterar a sua forma, deslocando-se por movimentos ameboides".
Podes ler mais acerca da diapedese (e em português)aqui: http://www.infopedia.pt/$diapedese

Obrigado pela tua questão e nunca deixes de perguntar!
Cumprimentos,
o editor.

Física/Arco-Íris

Data: 05-10-2012 | De: Carla

Porque razão o arco-íris é curvo?

Re:Física/Arco-Íris

Data: 17-01-2013 | De: Elsa Susana Fonseca (Dpt Física, UBI)

Olá Carla,
É pena não dizeres a que ano de escolaridade pertences, para eu poder melhor adequar a resposta à tua questão que é muitíssimo interessante e pertinente. O arco-íris é um exemplo muito belo da manifestação de três fenómenos da interação da luz com meios transparentes: a refração, a reflexão interna e a dispersão. A refração tem a ver com a variação da velocidade da luz ao passar de um meio transparente como o ar, para outro meio transparente como a água que compõe as gotículas que se encontram na atmosfera. Essa refração faz com que haja uma mudança de direcção dos raios luminosos. No interior das gotículas, pode haver uma ou mais reflexões internas que precedem a transmissão dos raios luminosos de volta para o ar. Devido à geometria esférica das gotículas, o ângulo entre os raios incidentes provenientes do Sol e os raios que sofrem uma só reflexão interna é de cerca de 40 graus. Assim, se estivermos de costas para o sol, podemos ver o arco-íris formado pelas gotículas que se dispõem num arco de raio determinado pois só para essas se cumpre a condição dos 40 graus. Mas não ficamos por aqui! Como a velocidade da luz também depende do comprimento de onda da luz (o que está relacionado com a cor que os nossos olhos percebem), o ângulo de refração não é o mesmos para todas as cores. Isto faz com que o tal ângulo entre a luz incidente e a que chega aos nossos olhos depois de refletida dentro das gotas seja de cerca de 40 graus para o azul, mas um pouco maior para o vermelho (42 graus). Este é o fenómeno da dispersão que faz com que as gotículas se comportem de certa maneira como um prisma, separando a luz branca nas suas diversas componentes espectrais. Visita este site: http://www.physicsclassroom.com/class/refrn/u14l4b.cfm
e assim poderás ver algumas figuras essenciais para ilustrar a explicação que acabaste de ler.

Re:Física/Arco-Íris

Data: 18-01-2013 | De: Pedro Augusto

Porque é uma porção de uma circunferência. De facto, o arco completo é uma reflexão em gotas de água de alguma fonte de luz (Sol, Lua, outra). Repara que quanto mais baixo está o Sol, maior é a porção do arco-íris que se vê. Mais informação em (inglês), por exemplo: http://eo.ucar.edu/rainbows/

Re:Física/Arco-Íris

Data: 13-02-2013 | De: António Alberto Silva

É difícil explicar com poucas palavras e sem desenhos. Vou tentar.
Em cada gotinha de água, a luz do Sol separa-se em cores. Dessa gota sai um cone de “raios” de luzes com várias cores. Mas na nossa retina só entram as que… entram! Isto é: as que passarem um pouco acima ou abaixo ou ao lado da pupila de quem está a observar, não chegam à retina e não são vistas pelo observador. De uma gotinha à mesma altura que a anterior mas mais ao lado, saem raios em cone que não entram na pupila. Mas de uma outra um pouco mais abaixo à direita (ou à esquerda), os “raios” que saem já entram pela pupila e chegam à retina. E de outras gotinhas mais ao lado (esquerdo ou direito), só vemos as luzes de gotinhas de entre essas que estejam mais abaixo ainda. E assim sucessivamente até ao chão…

Biologia/Botânica

Data: 05-10-2012 | De: D

Como é que uma árvore de 30 metros consegue levar o seu alimento até ao topo?
Gostava de saber :D!

Re:Biologia/Botânica

Data: 27-10-2012 | De: Rubim Almeida

Olá
Vou tentar responder de uma forma muito simples sem entrar em questões de Física e de Fisiologia Vegetal avançadas, porque se trata de um tema que exige conhecimentos até de Anatomia e Histologia vegetais e torna-se difícil. A explicação não será totalmente científica mas espero que permita entender como funciona todo o processo, ok?
Todas as plantas (tanto as de 30 metros ou mais, como as de 30 cm ou menos) possuem no seu corpo um sistema de condutas, que para simplificar podemos dizer que é como se fosse equivalente ao sistema circulatório dos animais, que se estende da raiz às folhas.
Designa-se Xilema (há dois tipos de xilema, mas deixaremos isso de lado) e é composto por vários tipos de células.
Um grande número dessas células, a que chamamos “elementos de vaso”, tem uma forma semelhante a uma pipa. À medida que se vão formando ficam colocadas umas sobre as outras e morrem rapidamente. As suas paredes de topo desaparecem (mediante processos enzimáticos) e no final ficam umas condutas que podem ter mais de 30 metros de altura (e menos que a espessura de um cabelo).
Ora como se sabe, as raízes que mergulham no solo, não ficam apenas em contacto com a “terra”. No solo, entre as suas partículas, existem gases e muitas substâncias (nomeadamente os nutrientes que as plantas necessitam para se alimentarem) dissolvidas na água que também se encontra entre as partículas do solo. A água pode atravessar as células das camadas exteriores das raízes e chegar ao tal tecido designado Xilema. À medida que vai chegando ao Xilema, à custa de vários processos e até da pressão dos gases do solo, etc., vai enchendo todas aquelas condutas, as quais acabam por ficar cheias de água contendo várias substâncias dissolvidas nela.
Por outro lado, no outro extremo da planta estão as folhas. Estas, possuem uma espécie de pequenos orifícios – estomas – que podem abrir e fechar para libertar gases resultantes dos processos químicos que ocorrem no interior do corpo da planta e, ao mesmo tempo, permitirem a entrada dos gases que necessitam para fazerem a respiração ou a fotossíntese, como o Oxigénio ou o Dióxido de Carbono.
Quando os estomas abrem para libertar gases, entre outras coisas acontece que a água que está no interior do Xilema evapora e permite que mais água do solo volte a entrar no Xilema e, desta forma, há sempre água a subir ao longo daquelas células e circulando entre a raiz e as folhas.
Talvez a melhor imagem (embora não corresponda bem à realidade) seja imaginarmos que existe uma menor pressão do ar na atmosfera, quando comparado com a que existe no solo (diferencial de pressão). Como a pressão no solo é maior obriga a água a subir e como se vai evaporando nas folhas, permite que nova água volte a entrar através das raízes. Como as “condutas” do Xilema não são “tubos” inteiros e se ramificam, chegando a todas as partes da planta, a água acaba por chegar a todos os órgãos dos vegetais.
Se compliquei demasiado ou se fui demasiado simplista, coloca aqui o teu mail que tentarei explicar de modo adequado. Ok?
Boas investigações.

Fisiologia/Corpo humano

Data: 05-10-2012 | De: Filipa Bettencourt

Por que é que os homens têm o osso conhecido por maçã de Adão e as mulheres não, e qual o seu significado?

(EB123, JI FOC, 3º ano)

Re:Fisiologia/Corpo humano

Data: 12-10-2012 | De: Anónimo

Pela religião: A origem do termo estaria na passagem bíblica do pecado original, onde Adão teria comido o fruto proibido após Eva e ficado com o caroço preso na garganta. Como todos sabem, o fruto proibido não ficou intalado na garganta do homem.
Pela ciência: A proeminência laríngea, popularmente conhecida como maçã-de-adão, é uma saliência da cartilagem tireóide, existente abaixo do osso hióide, junto à laringe, no pescoço humano, um dos órgãos envolvidos no processo de fala. Esse crescimento é maior nos indivíduos do sexo masculino, pela maior presença de hormônios masculinos, principalmente a testosterona.
Espero ter ajudado e já agora: ''FOC" é Francisco Ornelas da Câmara, não é?

Re:Re:Fisiologia/Corpo humano

Data: 22-10-2012 | De: Filipa Bettencourt

É sim. Muito obrigado pelo seu esclarecimento.

Re:Fisiologia/Corpo humano

Data: 16-10-2012 | De: João Calafate

Olá Filipa Bettencourt!

"[...] A maçã-de-adão, aquela projeção no pescoço dos homens, é o nome popular dado à cartilagem tiróide, uma das oito que compõem a laringe, onde se localizam as cordas vocais. A função dessa cartilagem tiróide é proteger as cordas contra eventuais acidentes (batidas, cotoveladas, socos…). Todas as pessoas possuem essa cartilagem, inclusive as mulheres, só que, nos homens, ela aparece mais por ter um ângulo mais agudo, enquanto nas mulheres, o ângulo é mais aberto (arredondado), e a cartilagem não aparece tanto.

Esse crescimento agudo é determinado por hormonas masculinas, principalmente a testosterona. Como essas hormonas, em geral, só são encontradas em grandes quantidades no organismo dos homens, principalmente na fase da puberdade, apenas elas apresentam essa formação mais aguda do cartilagem da tiróide, ou seja, o pomo ou maçã. O tamanho vai depender do tipo físico da pessoa. Em homens com pescoços mais comprido, a saliência tende a aparecer mais que naqueles com o pescoço menor.

A origem do nome mação-de-adão é super curiosa. Ela está relacionada a uma lenda bíblica. Pela lenda Adão teria tomado de Eva a fruta proibida. E, depois de mordê-la, um pedaço da maçã teria ficado preso em sua garganta, a partir daí todos os homens nasceram com essa projeção! Outra curiosidade, nas cirurgias de feminização, o homem precisa raspar a maçã-de-adão mediante cirurgia para “esconder” essa característica masculina", (adaptado para o português de Portugal).

Ver original em: http://diariodebiologia.com/2009/12/para-que-serve-o-pomo-de-adao-por-que-so-o-homem-tem/

Obrigado pela tua questão e nunca deixes de perguntar!
Cumprimentos,
o editor.

Re:Fisiologia/Corpo humano

Data: 15-01-2013 | De: Raquel Soares

Exatamente pela mesma razão de uma outra pergunta que já aqui respondi. A saber a resposta: As mulheres e os homens têm substâncias que são produzidas por alguns órgãos e que atuam noutros órgãos. São as chamadas hormonas. Todos temos hormonas, mas a quantidade de algumas dessas hormonas é diferente no homem e na mulher. Algumas dessas hormonas estão relacionadas com as características sexuais dos seres humanos. Por exemplo, o facto de o homem ter barba ou da mulher ter mamas maiores do que os homens.

Porque os homens têm quantidades de hormonas sexuais, (por exemplo a testosterona e androsterona) maiores do que as mulheres. Essa quantidade faz com que cresça a "maça de Adão".

Re:Fisiologia/Corpo humano

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

Não é um osso, é a cartilagem tiróide, e existe em ambos os sexos (no sexo masculino é em geral mais proeminente). Protege a laringe.

Biologia/Genética

Data: 03-10-2012 | De: João Pedro Calafate

Se apenas diferimos em 1% do DNA do chimpanzé, ou até um pouco menos, como podemos ser tão mais inteligentes e habilidosos do que este nosso "primo"?

(Professor do Ensino Básico; Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Genética

Data: 03-10-2012 | De: Paulo Gama Mota

"A diferença de 1% refere-se à quantidade de DNA que é diferente nas duas espécies, medida recorrendo a uma técnica designada de hibridização de DNA. Por um lado, 1% parece muito pouco. Por outro lado, achamo-nos muito diferentes dos chimpanzés. Mas, isso depende de com o que nos estamos a comparar, somos muito diferentes relativamente a quê? Qual a escala? Se compararmos com um sagui, ou um mangusto, ou um ornitorrinco, nós e os chimpanzés somos muito parecidos.

Somos ainda mais parecidos sem os adereços culturais. Hoje até sabemos que os chimpanzés têm tradições culturais que, como as nossas, existem nuns grupos, mas não noutros, como a quebra de nozes com pedras, ou a ‘pesca’ de formigas com palhinhas. Mas, é claro que a complexidade do nosso cérebro possibilitou uma evolução cultural sem paralelo.

A diferença de 1% refere-se ao DNA todo. As partes do DNA que determinam que somos um cordado, com simetria bilateral, vertebrado, com esqueleto ósseo, mamífero, primata, etc, são iguais entre as duas espécies. Por isso, 1% já é bastante mais.

É importante sublinhar que o número de genes não define o nível de complexidade de uma espécie, contrariamente ao que se chegou a pensar. Por exemplo, nós temos 3 mil milhões de pares de bases (isto é, de letras) no nosso DNA, que é quase o mesmo que no ratinho e no milho, mas é muito menos que no trigo (cinco vezes maior). Os genes não funcionam como se fosse uma cadeia linear, que medida nos daria um valor da sua complexidade. Há genes que regulam o funcionamento de outros, ou seja há uma hierarquia. Uma mutação num gene mais alto nessa hierarquia produz mais alterações que mutações noutros genes mais abaixo.

Recentemente descobriu-se que uma parte muito substancial dos genes que diferem entre nós e os chimpanzés são genes que regulam a formação ou o funcionamento do cérebro. É o que seria de esperar, havendo tantas diferenças entre as duas espécies ao nível do cérebro", Ciência 2.0.

Ver original em: http://www.ciencia20.up.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=286&hitcount=0

Re:Biologia/Genética

Data: 20-01-2013 | De: Pedro Augusto

As diferenças no DNA podem ser ainda menos significativas (0.0001%) para produzir resultados incrivelmente diferentes. Não é a quantidade. É a qualidade (quais os genes e onde). E ainda não temos conhecimento para saber das relações exatas entre todos os zilhões de componentes dos genes/DNA e das suas correlações com o que acontece ao respetivo ser vivo. E será que alguma vez vamos ter esse conhecimento?

Biologia/Zoologia

Data: 02-10-2012 | De: Miguel Guerreiro Esteves

Como se distingue uma raposa de um cão?
(1º ano; Faro)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

Orelhas compridas, pontiagudas e direitas; cauda longa e peluda; tem o tamanho de um pequeno cão. O melhor é veres fotografias de raposas na internet. Pede aos teus pais que usem o Google para tas mostrar.

Biologia/Zoologia

Data: 02-10-2012 | De: Afonso Moutinho

Há plantas carnívoras que comem pessoas e animais?
(3º ano; Olhão)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 02-10-2012 | De: Jorge Paiva

Não há NENHUMA planta carnívora que "coma" a espécie humana. Elas digerem animais de pequeníssimo tamanho, como pequenos insectos, girinos, etc. Os animais de maior porte que algumas carnívoras conseguem captar (particularmente a maior carnívora do Globo, a Nepenthes rarjah, das montanhas da Malásia) são pequenos batráquios, como relas de pequenas dimensões, pequenas aves, pequenos répteis e pequenos ratinhos.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 03-10-2012 | De: Paulo Gama Mota

As plantas carnívoras, como o nome indica, alimentam-se de animais: pequenos insectos. Mas, são plantas muito pequenas, da ordem dos 2-5 cm (na estrutura da armadilha), incapazes de capturar e digerir animais com mais de 1 ou 2 cm. São plantas que vivem em solos pobres em azoto, o qual necessitam para produzir muitas moléculas. E a fonte de azoto que encontram nestes pequenos insectos compensa, deste modo, a falta crónica deste elemento.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 12-10-2012 | De: Anónimo

Aquela imagem de planta que come pessoas não existe, mas existe uma planta carnívora que come insectos. Veja este video: http://www.youtube.com/watch?v=6Tzqiil0AYk

Re:Biologia/Zoologia

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

Pessoas não. Animais só pequenos insetos. As plantas carnívoras são bem pequenas ("bocas" de poucos centímetros) e não tem mandibulas para mastigar, apenas para prender - mas não tem forca para o fazer sequer a um dos nossos dedos! Vê, por exemplo (em inglês): http://en.wikipedia.org/wiki/Carnivorous_plant

Saúde/Neurociências/Psiquiatria

Data: 02-10-2012 | De: Pedro Carlos

Como é possível que as pessoas que apresentam a doença Pica consigam ingerir pedras?
(8º ano; Olhão)

Saúde/Neurociências/Psiquiatria

Data: 02-10-2012 | De: Jéssica Andreia Guerreiro Carlos

Há cura para a doença Pica?
(7º ano; Olhão)

Saúde/Neurociências/Psiquiatria

Data: 02-10-2012 | De: Ana Francisca Dias

Como começa a doença Pica?
(6º ano; Olhão)

Biologia/Zoologia

Data: 02-10-2012 | De: Catarina

A Lula Gigante come seres mortos?
(3º ano; Faro)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 15-01-2013 | De: Ana Costa

As lulas são seres predadores que "caçam" activamente os seres de que se alimentam, geralmente camarões e peixes. Não comem seres mortos.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 21-01-2013 | De: Pedro Augusto

Não se sabe bem o que come. Talvez peixe e lulas mais pequenas.

Biologia/Zoologia/Evolução

Data: 02-10-2012 | De: Mariana Gomes Santos Marques

De onde veio a Lula Gigante? O que come? O que aconteceu para ela aparecer?
(4º ano; Faro)

Re:Biologia/Zoologia/Evolução

Data: 15-01-2013 | De: Ana Costa

A lula gigante existe há tanto tempo como outras lulas, vive a grandes profundidades e há muito se sabia que existe mas só agora foi possível ver uma porque o oceano é muito grande e profundo. As lulas movem-se a grandes profundidades onde só muito recentemente podemos aceder pois só agora a tecnologia é suficientemente avançada para obtermos imagens desses locais e sorte suficiente para nas poucas vezes que tal é feito se conseguir filmar uma lula gigante!

Re:Biologia/Zoologia/Evolução

Data: 21-01-2013 | De: Pedro Augusto

Sabe-se muito pouco sobre a Lula Gigante (género: Architeuthis; número de espécies desconhecido; talvez várias). Não sabe de onde veio. Quanto ao que come, talvez peixe e lulas mais pequenas. Não se sabe porque apareceu mas a evolução parece ter-se encarregue disso. Sabe-se que são a presa preferida dos cachalotes. Em comprimento não são muito mais pequenas que estes (talvez atingindo os 18 m da ponta dos tentáculos à ponta da cauda) e tem os maiores olhos do reino animal (30 cm). Comem com um bico semelhante ao dos papagaios mas bem maior (do tamanho de uma mão). Habitam no centro do Atlântico (numa grande zona em torno dos Açores) mas também existem no Pacifico (foram mais vistas próximas da Nova Zelândia). A primeira foi descoberta em 1639 como cadáver na costa islandesa.

Há duas boas fontes de informação. Uma, a melhor, é a wikipédia (em inglês) em:
http://en.wikipedia.org/wiki/Giant_squid

Inclui menção (e links) das primeiras fotos e vídeos tiradas da Lula Gigante no seu habitat (e viva!) - apenas conseguido nos últimos dez anos!

A outra, uma obra "clássica" do biólogo e ilustrador Richard Ellis "Deep Atlantic - life, death, and exploration in the abyss" (1996) - editado pela Knopf, em inglês.

Astronomia

Data: 02-10-2012 | De: Leonor

De que são feitas as estrelas?
(5 anos; Pré-Escolar; Faro)

Re:Astronomia

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

Do mesmo que o nosso planeta Terra mas são muito mais quentes (milhares a milhões de graus - estas tem muito mais hidrogénio e hélio do que a terra). Há, de facto, estrelas tão pequenas e frias que se confundem com planetas, as chamadas "anãs castanhas". Vê, por exemplo: http://pt.wikipedia.org/wiki/An%C3%A3_marrom. Esta página está um pouco desatualizada mas dá uma ideia geral. Já se descobriram anãs castanhas mais pequenas que 13 júpiteres e mais frias que 1000 graus, tão pouco quanto 100 graus.

Re:Astronomia

Data: 12-11-2012 | De: João Calafate e Susana Pereira

O Professor e Astrónomo Pedro Augusto já respondeu a esta questão e, como se pedia, de uma forma adequada à faixa etária do questionador.
Acrescento apenas um interessante artigo, que me foi enviado pela colaboradora Susana Pereira, para aquele leitor que queira aprofundar mais sobre o assunto: http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=315
Cumprimentos,
o editor.

Biologia/Neurociências

Data: 02-10-2012 | De: Manuel André

Será que o cérebro tem bolinhas?
(5 anos; Pré-Escolar; Jardim Escola João de Deus; Loulé)

Re:Biologia/Neurociências

Data: 02-09-2013 | De: João Calafate

Olá Manuel André,

A resposrta é não!
O cérebro tem algo que pode ser parecido ao que estás a pensar e chama-se pregas e sulcos. Pensa no miolo de uma noz: o nosso cérebro é semelhante.

Deixo-te aqui duas imagens do cérebro humano, uma ilustração e uma fotografia, para que possas ter uma ideia mais precisa deste:

1) http://daquepensar.com/wp-content/uploads/2012/11/C%C3%A9rebro.jpg

2) http://thumbs.dreamstime.com/x/cerebro-verdadero-146097.jpg

Nunca deixes de te questionar acerca do mundo!

Abraço do,
editor.

Geologia/Vulcanismo

Data: 02-10-2012 | De: Tomás Gomes Glória

Por que é que os vulcões explodem?
(5º ano; Faro)

Astronomia

Data: 02-10-2012 | De: Inês Esteves

Porque na Terra há oxigénio e nos outros planetas não?
(5º ano; Faro)

Re:Astronomia

Data: 02-10-2012 | De: Rui Costa

No Universo, o Oxigénio é o terceiro elemento mais abundante (o primeiro é o Hidrogénio e o segundo o Hélio). Muitas das rochas que compõem os planetas têm oxigénio na sua composição e até no Sol e nas outras estrelas há oxigénio.
O que se calhar queres dizer é que nós temos uma atmosfera (esta camada de ar à volta do planeta Terra) que tem muito oxigénio. Esta quantidade de oxigénio no ar é que não é muito habitual nos outros planetas e podemos agradecer à clorofila que existe nas plantas verdes que consomem dióxido de carbono e libertam oxigénio.
Se não fossem as plantas verdes, não teríamos esta abundância de oxigénio.
E se por acaso todas as plantas verdes desaparecessem de repente muito do oxigénio existente na atmosfera acabaria por ser integrado no solo e nas rochas e desapareceria da atmosfera.

Re:Astronomia

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

Há vários planetas com oxigénio mas com muito menos do que na terra (aqui cerca de 1/5 do ar é oxigénio). Para já, há muitos planetas sem atmosfera (ou com uma tão rarefeita que nem se considera que exista): Lua, Mercúrio, Ceres, Plutão (os dois últimos são planetas-anões). A questão costuma pôr-se ao contrário: precisamente porque a terra conseguiu um equilíbrio na composição do ar para permitir a vida é que estamos aqui a falar sobre isso. Nos outros planetas do sistema solar com atmosfera (os quatro gigantes gasosos, Marte e Vénus) tal não acontece. E mesmo se a proporção fosse a certa ainda faltaria ajustar a pressão (Marte tem de menos e Vénus tem de mais, por exemplo). Em suma: se a terra não tivesse esta proporção ideal não teríamos cá vida, como não temos em nenhum dos outros. É precisamente por isso que se está já a fazer medição da quantidade de oxigénio que existe em planetas fora do Sistema Solar (exoplanetas - já se conhecem 640 destes - vê http://exoplanets.org/). Já há cerca de vinte com atmosferas estudadas (e.g. http://www.annualreviews.org/doi/abs/10.1146/annurev-astro-081309-130837 e http://www.ucl.ac.uk/star/research/planets/exoplanets/atmoschara) e nalguns já se identificou água. Mas ainda estamos longe de saber se há ou não condições para a vida existir aí também...

Biologia/Zoologia

Data: 02-10-2012 | De: Maria Inês Conceição

Como é que os cães detetam o sofrimento dos seres humanos?
(7º ano; E.B. 2,3 Dr. Joaquim Magalhães; Faro)

Biologia

Data: 02-10-2012 | De: Mariana Malobbia

Porque é que os animais são diferentes dos seres humanos?
(6º ano; Faro)

Re:Biologia

Data: 03-10-2012 | De: Paulo Gama Mota

Bem, os animais também são muito diferentes de outros animais. Cada espécie é única e tem as suas adaptações específicas. É claro que a nossa espécie tem a linguagem e a cultura que não têm paralelo em nenhuma outra espécie. Mesmos a formas de proto-cultura dos chimpanzés ficam muito distantes. Mas, tal como nós, outros animais têm capacidades que os distinguem. Um falcão tem uma resolução na sua visão que lhe permite ler uma folha escrita com letra normal a mais de 10m, o que estão completamente para lá do que qualquer humano consegue. E os porcos têm um olfato de fazer inveja.

As osgas conseguem aderir a superfícies praticamente lisas. E as aranhas produzem uma seda com uma resistência incrível.

Cada um com as suas especificidades. E o que é fascinante é a sofisticação que a evolução da vida na Terra produziu ao longo de mais de 3 mil milhões de anos.

Re:Biologia

Data: 07-11-2013 | De: caroliny

porque Os seres humanos são animais racionais, ou seja, animais que possuem capacidade de raciocinar, não agindo somente por instinto.

Por isso, somos capazes de inventar muitas coisas que facilitam o nosso dia a dia, levando mais conforto para nossas vidas. Os animais não inventam coisas, mas se adaptam ao ambiente em que vivem, suprindo suas necessidades.

Física

Data: 01-10-2012 | De: Henrique Cruz

O que é a Teoria da Relatividade?
(8º ano; Faro)

Re:Física

Data: 16-01-2013 | De: Ricardo Cardoso Reis

A Relatividade é um assunto complexo, que começa logo por não haver uma, mas duas teorias da relatividade diferente, a restrita e a geral.

- A Relatividade Restrita diz que há uma barreira de velocidade intransponível no Universo - a velocidade da luz. Nada no Universo pode ultrapassar a velocidade da luz, pois isso implicaria energia infinita.

Além disso, quando objetos se aproximam da velocidade da luz deixam de se comportar de maneira "normal". Por exemplo, se dois carros se afastam um do outro, um a 50 Km/h e outro a 90 km/h, significa que se estão a afastar um do outro à soma das velocidades dos dois, ou seja, 140 km/h.

No entanto, a velocidade da luz é uma barreira absoluta, portanto se duas estrelas se afastam uma da outra, uma com 0,7 vezes a velocidade da luz e outra com 0,8 vezes a velocidade da luz, elas não se afastam à soma das velocidades (1,5 vezes a velocidade da luz), mas sim a 0,96 vezes a velocidade da luz. Chega-se a este resultado aplicando algo chamado Transformações de Lorentz.

O outro resultado da velocidade da luz ser uma barreira intransponível é que nada do que vemos no Universo acontece "agora".

A velocidade da luz tem um valor finito, aproximadamente de 300 mil km/s. Mas tudo o que vemos é resultado da luz (neste caso luz significa qualquer tipo de radiação electromagnética) que chega aos nossos olhos, ou aos nossos instrumentos de medida.

Para uma pessoa que está a 1 metro de distância, a luz por ela refletida demora 3 nanosegundos (0,000 000 003 segundos) a chegar, o que significa que a estamos a ver a pessoa há 3 nanosegundos atrás. Mas se isso é praticamente instantâneo, quanto maior a distância, mais para o passado estamos a olhar.

A Lua está (em média) a 380 mil km da Terra, logo a luz demora aproximadamente 1,25 segundos a chegar até nós. Isto que dizer que estamos a vê-la como era há 1,25 segundos atrás.

O Sol está a aproximadamente 150 milhões km da Terra. A viajar a 300 mil km/s, a luz solar demora cerca de 500 segundos a chegar até nós, ou seja, pouco mais de 8 minutos. Isto significa que se o Sol explodisse agora, só daqui a mais de 8 minutos é que saberíamos.

E quanto mais longe está o que observamos, mais para o passado estamos a olhar.

- Depois há a Teoria da Relatividade Geral, que diz que a gravidade não é uma força instantânea, e que o espaço e o tempo não são coisas diferentes - são indissociáveis, formando em conjunto o espaço-tempo. A gravidade é apenas a distorção provocada no espaço-tempo por corpos com massa.

Para perceber isto, é preciso imaginar que o espaço-tempo é uma espécie de "rede" onde tudo no Universo está assente, semelhante a um lençol esticado, ou numa cama elástica. Sem nada lá em cima, está esticada, sem qualquer deformação, mas quanto mais pesado for o objeto que lá pusermos em cima, maior será a deformação provocada. Ou seja, quanto mais massa tiver um corpo, maior será a distorção que provoca no espaço-tempo.

Agora imaginem que o Sol é uma bola de bowling, e os planetas são pequenas esferas de chumbo de tamanhos diferentes. Ao serem colocadas em cima do lençol, cada uma delas provoca uma distorção no lençol (o nosso espaço-tempo), com a bola de bowling a provocar uma enorme distorção, as esferas maiores a provocarem uma pequena distorção, e as mais pequenas a provocarem uma pequeníssima distorção.

Se dermos um toque numa das esferas em cima do lençol, ela vai andar sempre em linha reta. Mas se pusermos a bola de bowling no centro do lençol, e lançarmos a esfera exatamente da mesma maneira, ela vai em linha reta até encontrar a distorção provocada pela bola de bowling, que a vai fazer desviar a trajetória. Este efeito é semelhante à gravidade em ação.

Os planetas têm tendência a se mover em linha reta, mas como estão dentro do raio de alcance da distorção do espaço-tempo provocada pelo Sol, vão desviando cada vez mais a sua trajetória, até que esta acaba por formar quase um círculo.

Assim como no lençol, quanto mais próximo estamos do objeto, maior será a distorção. No caso do Sol, o planeta com a órbita mais afetada é Mercúrio. Como este planeta está já na zona onde a distorção do espaço-tempo provocada pelo Sol é maior, a órbita de Mercúrio é extremamente elíptica, e além disso, a própria órbita roda em torno do Sol, quase como um hula hoop à volta da nossa cintura.

Re:Física

Data: 17-01-2013 | De: Jorge Monteiro

A teoria da relatividade, restrita e geral, é um assunto complexo e de difícil compreensão, mesmo para pessoas com um nível de ensino mais avançado. Se está realmente interessado em saber de uma forma genérica o que é a teoria da relatividade de Albert Einstein, sugiro que comece por ler um livro sobre a sua vida que aborda de uma forma simples a sua teoria. Por exemplo: Depende - Einstein e a teoria da relatividade de Lara Albanese, Anna Parisi, 2008, que na Bertrand custa 9,59 € e faz parte do plano nacional de leitura (Livro recomendado para apoio a projectos relacionados com Temas Científicos nos 7º, 8º e 9º anos de escolaridade).

Re:Física

Data: 18-01-2013 | De: Pedro Augusto

Tem duas partes: Relatividade Geral e Relatividade Restrita. Ambas foram publicadas por Einstein (embora os princípios da segunda remontem a experiências de Galileu).

Algumas fontes de informação mais detalhadas sobre em que consiste, etc. (inglês):

http://www4.ncsu.edu/unity/lockers/users/f/felder/public/kenny/papers/gr1.html

http://www.physics.fsu.edu/courses/spring98/ast3033/Relativity/GeneralRelativity.htm

Vídeo (aula de 1,5 horas por perito mundial): http://www.youtube.com/watch?v=hbmf0bB38h0

Re:Física

Data: 22-01-2013 | De: Marinho Lopes

A Teoria da Relatividade é uma das teorias mais importantes do século XX, um dos legados de Einstein. Entre outras coisas, esta teoria afirma que a velocidade da luz no vácuo é uma constante universal, sendo também o limite máximo de velocidade que qualquer objecto pode alcançar (segundo a teoria, qualquer objecto com massa nunca alcançará esta velocidade). Este facto levou Einstein a concluir que o espaço percorrido e o tempo decorrido entre eventos não são absolutos, mas dependem de quem os está a medir. É daqui que vem o famoso "paradoxo dos gémeos": se imaginares que um gémeo vai passear pelo universo a uma velocidade próxima da da luz, e o seu irmão fica na Terra descansado da vida; quando se voltarem a encontrar não terão a mesma idade! O gémeo que foi passear na nave espacial é mais novo que o que ficou na Terra, porque o seu tempo "andou mais devagar". Isto porém não implica que se andares muito de avião não envelhecerás tanto quanto os restantes dos mortais - a diferença será insignificante (menos que um segundo), isto porque os efeitos da relatividade só se "sentem" a velocidades próximas da da luz, que é de cerca de 300 mil quilómetros por segundo!

O que falei até aqui foi da Relatividade Restrita de Einstein, mas ele generalizou essa teoria para a chamada Teoria da Relatividade Geral. A grande novidade que essa teoria trás à Física moderna é que a gravidade se manifesta através de uma deformação do espaço-tempo. A compreensão desta ideia não é simples, principalmente no que toca à deformação temporal, pelo que só darei um exemplo da deformação espacial: imagina luz que vem de uma estrela distante em direcção à Terra em linha recta (conseguirás ver esta estrela se a luz dela te chegar aos olhos); se este "raio" de luz passar junto ao Sol, poderá ser desviado, deixando de ser uma "linha recta" (estritamente falando, nunca seria uma recta, mas omito aqui outros pormenores, para não te confundir). Assim, segundo a Relatividade Geral, o Sol deformou o espaço que a luz iria percorrer.

Finalmente, e para concluir, ressalvo que isto não são só "teorias" - é uma teoria científica, o que significa que já foi confirmada experimentalmente!
É claro que deixei muito por dizer, mas se ficaste com "apetite", poderás experimentar a ler os seguintes dois artigos que escrevi no meu blog:

http://sophiaofnature.wordpress.com/2011/03/26/relatividade-restrita/

http://sophiaofnature.wordpress.com/2011/03/27/relatividade-gera/

Re:Física

Data: 13-02-2013 | De: António Alberto Silva

A Teoria da Relatividade Restrita trata de fenómenos em que entre as velocidades “grandes”, isto é, próximas da velocidade da luz no vazio (cerca de trezentos mil quilómetros por segundo). A estas velocidades, as leis da Mecânica Clássica (de Kepler, Galileu, Newton, Hooke, etc.) deixam de ser válidas. Por exemplo, deixam de existir medidas de tempo e de espaço “absolutas”: tais medidas dependem do referencial em que os valores são medidos, só têm sentido “relativamente” a um referencial (daí a palavra “relatividade”).
[Aproveito para referir: para distâncias “pequenas”, isto é, próximas ou menores que tamanhos de átomos, as leis da Mecânica Clássica também deixam de ser válidas e é necessário recorrer à Física Quântica, ou Mecânica Quântica.]
A Teoria da Relatividade Restrita aplica-se apenas em fenómenos em que não há acelerações (variações de valor da velocidade ou variações da direção desta). Quando as há, é necessário recorrer à Teoria da Relatividade Generalizada. Esta permite, designadamente, estudar fenómenos em que entre o campo gravítico ("aceleração gravítica").

Astronomia/Astrofísica

Data: 01-10-2012 | De: João Pedro Magro

Por que é que no espaço não há oxigénio?

(6º ano; E.B. 2,3 Dr. Joaquim Magalhães; Faro)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 11-11-2012 | De: João Calafate

Caro João,

a resposta à tua questão já foi, em parte, anteriormente dada, tendo em conta outra questão semelhante ("Porque na Terra há oxigénio e nos outros planetas não?"), pelos colaboradores Rui Costa e Pedro Augusto, a qual passo a citar:

Data: 02-10-2012 | De: Rui Costa

"No Universo, o Oxigénio é o terceiro elemento mais abundante (o primeiro é o Hidrogénio e o segundo o Hélio). Muitas das rochas que compõem os planetas têm oxigénio na sua composição e até no Sol e nas outras estrelas há oxigénio.
O que se calhar queres dizer é que nós temos uma atmosfera (esta camada de ar à volta do planeta Terra) que tem muito oxigénio. Esta quantidade de oxigénio no ar é que não é muito habitual nos outros planetas e podemos agradecer à clorofila que existe nas plantas verdes que consomem dióxido de carbono e libertam oxigénio.
Se não fossem as plantas verdes, não teríamos esta abundância de oxigénio.
E se por acaso todas as plantas verdes desaparecessem de repente muito do oxigénio existente na atmosfera acabaria por ser integrado no solo e nas rochas e desapareceria da atmosfera".

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

"Há vários planetas com oxigénio mas com muito menos do que na terra (aqui cerca de 1/5 do ar é oxigénio). Para já, há muitos planetas sem atmosfera (ou com uma tão rarefeita que nem se considera que exista): Lua, Mercúrio, Ceres, Plutão (os dois últimos são planetas-anões). A questão costuma pôr-se ao contrário: precisamente porque a terra conseguiu um equilíbrio na composição do ar para permitir a vida é que estamos aqui a falar sobre isso. Nos outros planetas do sistema solar com atmosfera (os quatro gigantes gasosos, Marte e Vénus) tal não acontece. E mesmo se a proporção fosse a certa ainda faltaria ajustar a pressão (Marte tem de menos e Vénus tem de mais, por exemplo). Em suma: se a terra não tivesse esta proporção ideal não teríamos cá vida, como não temos em nenhum dos outros. É precisamente por isso que se está já a fazer medição da quantidade de oxigénio que existe em planetas fora do Sistema Solar (exoplanetas - já se conhecem 640 destes - vê http://exoplanets.org/). Já há cerca de vinte com atmosferas estudadas (e.g. http://www.annualreviews.org/doi/abs/10.1146/annurev-astro-081309-130837 e http://www.ucl.ac.uk/star/research/planets/exoplanets/atmoschara) e nalguns já se identificou água. Mas ainda estamos longe de saber se há ou não condições para a vida existir aí também..."

Continua a fazer questões acerca do universo que nos rodeia!

Cumprimentos,
o editor.

Biologia/Zoologia

Data: 01-10-2012 | De: MadalenaVairinhos

Por que é que somos vertebrados e os insetos invertebrados?
(4º ano; Faro)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 15-01-2013 | De: Ana Costa

O suporte da musculatura nos seres humanos e nos outros vertebrados faz-se através de um esqueleto interno, que possui uma estrutura alongada constituída por unidades repetidas; a coluna vertebral. Já nos seres invertebrados esses esqueleto interno não existe e há outras soluções para segurar e ancorar a musculatura, como o esqueleto rígido externo quitinoso dos insectos.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 24-01-2013 | De: Maria Anunciação Ventura

Porque nós temos um esqueleto interno e os insectos não. Estes últimos possuem um esqueleto externo constituído por queratina, que lhes confere rigidez corporal e daí terem de possuir apêndices articulados para se poderem movimentar. Na realidade a divisão vertebrados X invertebrados tem apenas a ver com o possuir esqueleto interno ou não.

Física/Hidroestática

Data: 01-10-2012 | De: Anónimo

Como é que os navios flutuam no mar?

Re:Física/Hidroestática

Data: 03-10-2012 | De: Pedro Almeida

Olá,
Os navios flutuam no mar (tal como muitos objectos) pois a água exerce sobre eles uma força que se opõe ao peso e que se chama impulsão. Essa impulsão depende da quantidade de navio que está dentro de água. Para flutuarem, os objectos devem ser "leves" quando comparados com a água, ou seja, em media, um determinado volume desse objecto deve pesar menos que o mesmo volume de água.

Física

Data: 01-10-2012 | De: Joãozinho

Dentro da água existe gravidade? Em caso afirmativo é tão intensa como fora desta?
(10º ano; Póvoa de Varzim)

Re:Física

Data: 02-10-2012 | De: Pedro Almeida

Olá,
Sim, dentro de água existe gravidade (ela existe por todo o lado na Terra e noutros corpos celestes e depende da massa destes). A diferença que sentes dentro de água, quando parece que ficas mais leve, é devida à força que a água exerce sobre ti e que se chama impulsão. Essa força é tanto maior quanto mais volume teu estiver dentro de água. É devido ao equilíbrio entre a acção dessa força e o peso que os barcos flutuam, por exemplo.

Re:Física

Data: 04-10-2012 | De: Maria Rosa Duque

A gravidade existe dentro de água, dos líquidos, sólidos, em todos os lugares do chamado “campo gravítico”.

Dentro de água notamos que os corpos parecem menos pesados porque a água exerce nos corpos uma força vertical, dirigida de baixo para cima, que é chamada Impulsão e que tem sentido oposto ao da gravidade. Deste modo a força resultante é inferior à força da gravidade que se faz sentir fora de água.

Re:Física

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

É exatamente a mesma coisa estar na água, no ar ou sobre a terra (ou, já agora, debaixo da terra): a gravidade é igual em todos os lados e corresponde a uma aceleração de cerca de 10 metros por segundo quadrado.

Re:Física

Data: 22-10-2012 | De: António Alberto Silva

Sim. Há campo gravítico e força gravítica. Pelo facto de se entrar em água o campo gravítico não diminui. Na Terra, há variações do campo gravítico conforme os locais, mas isso tem a ver essencialmente com a distância ao centro do nosso planeta.
Talvez esta sua pergunta se deva a que, quando mergulhamos em água, nos sentimos mais “leves”. Isso deve-se à impulsão (Lei de Arquimedes): uma força de baixo para cima devida à água. Podemos até ficar em equilíbrio (a flutuar). Neste caso, o que acontece é que a força gravítica (“para baixo”) tem um valor igual ao da força de impulsão (“para cima”).

Astronomia/Astrofísica/Astronáutica

Data: 28-09-2012 | De: Jéssica Nunes

O que aconteceria a um astronauta que saísse para o exterior da Estação Espacial Internacional?

(Estudante; Sintra)

Re:Astronomia/Astrofísica/Astronáutica

Data: 02-10-2012 | De: Rui Costa

Vamos começar por ver o que acontece a um astronauta que está dentro da Estação Espacial Internacional (EEI). Ele consegue respirar porque a EEI é um espaço fechado e com uma mistura de gases, a que chamamos ar, a uma determinada pressão. Assim, um astronauta dentro da EEI está num ambiente pressurizado (tal como estão os passageiros de um avião que voa normalmente a uma altitude de 11000m, onde nós não conseguiríamos respirar).
Além de proporcionar um espaço pressurizado, a EEI também é construída com materiais que protegem o astronauta da forte radiação que vem do Sol e do espaço longínquo.
Um outro efeito que um astronauta sente dentro da EEI, é a ausência de peso. Apesar de a EEI estar, tal como todos nós aqui na superfície da Terra, dentro do campo gravítico terrestre, na EEI está-se num ambiente de microgravidade em que não se sente o peso porque tudo o que está dentro da EEI e a própria estação se encontram em órbita e comportam-se como estando em queda livre.

Vamos agora imaginar que um astronauta sai para o exterior da EEI.
Esse astronauta continua em órbita, com a mesma velocidade e a mesma direção que a EEI. Mas convém que esteja dentro de um fato espacial (o fato espacial protege-o da maior parte das radiações e mantém um ambiente fechado e pressurizado, que lhe permita continuar a respirar). Também convém que esteja preso (por um cabo) à EEI pois qualquer impulso que ele dê e que o afaste da EEI vai afastá-lo da nave, sem regresso.

Tecnologia

Data: 26-09-2012 | De: Bruna

O lápis é um instrumento tecnológico?

Dados pessoais: 7º ano; E.B 2,3 Cego do Maio; Póvoa de Varzim.

Re:Tecnologia

Data: 14-10-2012 | De: Beatriz Borges Baptista

O lápis é um instrumento para escrever,desenhar ou riscar, que consiste geralmente em um estilete de grafite revestido de madeira. O lápis até pode ter decorações.
O protótipo do lápis poderá ter sido o antepassado romano lustros, que consistia num pedaço de metal fino (normalmente chumbo) utilizado para escrever nos papiros.
Em 1564, foi descoberta perto de Bordalense, Cumpria, Inglaterra, uma grande jazida de grafite, material bastante puro e sólido, e os habitantes locais descobriram que era útil para marcar ovelhas. Fixando a grafite a um pau, nasceram assim os lápis rústicos, parecidos aos que conhecemos hoje.

Re:Tecnologia

Data: 03-02-2013 | De: Susana Pereira

De acordo com a Academia Nacional de Engenharia Americana e o Conselho de Investigação Nacional Americano, a tecnologia é o processo pelo qual os humanos modificam a natureza para ir de encontro às suas necessidades e desejos (ANEA & CIN, 2002, p. 2).
Já os autores Abetti (1989) e Steensma (1996), definem a tecnologia como um corpo de conhecimentos, ferramentas e técnicas, derivados da ciência e da experiência prática, que é usado no desenvolvimento, projeto, produção, e aplicação de produtos, processos, sistemas e serviços.
Estas definições são muito abrangentes, havendo outras diferentes e mais restritas.
No entanto, o lápis foi um instrumento desenvolvido pelo Homem com base nas propriedades de escrita da grafite e também a forma do lápis não é um acaso, tem a ver com a adaptação à forma da mão tendo em conta que deve ser confortável para o ato da escrita.
Por isso, sim, diria que, de acordo com estas definições, o lápis é um equipamento tecnológico.

Re:Tecnologia

Data: 13-02-2013 | De: António Alberto Silva

Qualquer dispositivo criado para melhor se interatuar com o meio envolvente é um instrumento. Pelo menos, um instrumento “técnico”. Não apenas o Homem os constrói: também o fazem muitos outros seres, pelo menos entre os animais: abelhas, castores, … Quando se fala de Tecnologia, já se está a supor que se tratar de um instrumento mais avançado, relacionado com Ciência mas também com teorias, conhecimentos, modelos, conceitos, que lhe são próprios. Por exemplo, um engenheiro é um “tecnólogo”: para inovar, resolver problemas, dar respostas a necessidades, usa conhecimentos científicos mas também conhecimentos da comunidade dos engenheiros e de outas comunidades profissionais. Um instrumento de diagnóstico ou de tratamento em medicina é tecnológico: é técnico (serve para fazer coisas), mas também tem teorias e conhecimentos avançados de engenheiros, médicos, biólogos, etc. Num resumo simplificado: a técnica trata de fazer coisas úteis; a tecnologia trata de conceber e construir meios para responder a necessidades e resolver problemas, de “como” fazer, usando conhecimentos seus e científicos; a ciência trata dos “porquês”, das interpretações e explicações sobre o mundo. Mas tudo isto está ligado.

Geologia/Geofísica e Geoquímica/Interior da Terra

Data: 25-09-2012 | De: Jennifer Azevedo

Sempre tive curiosidade em ter uma explicação para saber o que existe no interior da terra. Obrigada!

(7º ano, Póvoa de Varzim)

Re:Geologia/Geofísica e Geoquímica/Interior da Terra

Data: 25-09-2012 | De: Bruna

O núcleo da Terra é formado por uma grande bola de ferro e níquel, com raio de 3.480 km. Um terço dessa bola, a parte interna, é sólido.

O restante do metal está em estado líquido.

Em seguida, subindo, temos mais 2.885 km de raio para a camada chamada de manto, feita de silicato (material semelhante às rochas), até chegar à superfície.

A crosta da superfície é extremamente fina, se comparada às outras duas estruturas mais profundas: chega a, no máximo, 40 km em regiões de cordilheiras, e a 12 km em alguns mares.

Re:Re:Geologia/Geofísica e Geoquímica/Interior da Terra

Data: 25-10-2012 | De: João Calafate

Agradeço à Bruna o cuidado que teve em responder a esta questão.

Sob consulta científica da Professor Maria Rosa Duque, gostaria de salientar apenas alguns aspetos:

- a resposta está correta na sua globalidade;

- o modo como é dada a explicação pode dar ideia de que o núcleo é uma esfera perfeita, não sendo essa a ideia que a comunidade científica tem actualmente.

- O manto é uma camada heterogénea e pela explicação dada ficamos com uma ideia de que o manto é homogéneo.

É com enorme satisfação que vejo os cidadãos a participar em questões de âmbito científico!

Os melhores cumprimentos,
o editor.

Re:Geologia/Geofísica e Geoquímica/Interior da Terra

Data: 02-10-2012 | De: Elisa Preto Gomes

Do interior da terra conhece-se uma pequena parte por métodos diretos, através do vulcanismo, rochas expelidas directamente do manto superior ou da crusta inferior.
Contudo há métodos indirectos sísmicos, magnéticos e gravimétricos que nos dão informação sobre as heterogeneidades, quer físicas quer químicas, do interior da Terra.
Existe actualmente muita informação online, incluindo slides e vídeos sobre o interior da terra.
O AIPT dedicou uma brochura ao assunto: http://yearofplanetearth.org/content/downloads/portugal/brochura8_web.pdf
Boas pesquisas!

Re:Geologia/Geofísica e Geoquímica/Interior da Terra

Data: 04-10-2012 | De: Maria Rosa Duque

A informação sobre o interior da Terra pode ser obtida de muitos modos diferentes que vão desde a análise de propriedades medidas à superfície da Terra até à análise de materiais que caem na Terra e que se chamam meteoritos.

O método que nos dá mais informação sobre o interior da Terra é através da análise dos sismos. Quando se dá um sismo existem aparelhos que os registam. A partir desses registos sabe-se o ponto onde ocorreu o centro ou foco do sismo, mas também se podem obter informações sobre a velocidade das ondas no interior da Terra. A partir desses dados foi possível dizer que a parte externa da Terra chamada crosta é relativamente fina em relação às outras camadas. A seguir, indo para o interior da Terra, temos o Manto que é uma camada muito espessa e heterogénea. A parte central da Terra, chamada Núcleo, é constituída por uma parte externa formada por materiais no estado líquido e na parte mais interna existem materiais densos especialmente ferro e níquel.

Existem no entanto outros modos de obter informações sobre o interior da Terra. Por vezes aparecem-nos notícias sobre vulcões em erupção. O material que sai dos vulcões, chamado lava, pode mover-se e está a temperaturas muito elevadas. Como o material vem do interior da Terra isto faz-nos pensar que o interior da Terra também estará a altas temperaturas. A composição das rochas, principalmente das rochas vulcânicas, também nos dá informação sobre os materiais que existem no interior da Terra.

Existem ainda outras propriedades que se podem medir à superfície da Terra e que nos dão informação sobre o seu interior como, por exemplo, a força com que a Terra atrai os corpos à superfície, as propriedades magnéticas, etc.

Astrofísica/Astronáutica

Data: 24-09-2012 | De: Jéssica Nunes

O que aconteceria a um astronauta que se soltasse da Estação Espacial Internacional? Poderia ficar a orbitar a Terra?

(15 anos; estudante; Sintra).

Re:Astrofísica/Astronáutica

Data: 02-10-2012 | De: Rui Costa

Se um astronauta se libertasse da Estação Espacial Internacional (EEI), e ficasse apenas no exterior, ao lado da nave, manteria a mesma velocidade e a mesma direção que a EEI, ficando portanto em órbita da Terra.

Mas convém lembrar que a EEI está numa órbita baixa e apesar de àquela altitude a atmosfera ser extremamente ténue, ainda existe. E a fricção entre as moléculas de ar que ali existem (a que se dá o nome de arrastamento atmosférico) e o corpo do astronauta e da EEI, fazem com que estes percam altitude. Em média a EEI perde cerca de 100 metros por dia e necessita de disparar os seus foguetes algumas vezes por ano, para se reposicionar numa órbita mais alta.

De cada vez que isto fosse feito, a EEI iria acelerar, afastando-se da superfície terrestre, enquanto o astronauta continuaria a aproximar-se da superfície, numa espiral que acabaria quando ao fim de poucos anos o corpo do astronauta caísse no solo.

Re:Astrofísica/Astronáutica

Data: 16-10-2012 | De: Pedro Augusto

Sim, seria exatamente isso, ficaria em orbita. Pelo menos até ao momento em que a fricção atmosférica (porque à altitude da Estacão Espacial Orbital ainda há uma quantidade significativa de atmosfera) o fizesse perder altitude até ao ponto de cair na terra. Mas isso seria bem depois dele morrer por falta de oxigénio...

Re:Astrofísica/Astronáutica

Data: 25-10-2012 | De: António Alberto Silva

Sim. Ficaria em órbita certamente.

Astronomia

Data: 24-09-2012 | De: Jéssica Nunes

Como se distingue a atmosfera de um planeta gasoso do planeta em si?

(15 anos; estudante; Sintra).

Re:Astronomia

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

É uma excelente pergunta. Não é fácil, de facto. Tanto que os planetas gasosos tem esse nome por isso mesmo: são totalmente gás, em princípio. O que chamar ao gás (por exemplo hidrogénio) no estado sólido/metálico? Será um planeta com a sua superfície? Por exemplo no caso de Júpiter, pensa-se que, devido à pressão, à medida que caminhamos em direção ao centro vamos passar por camadas de gás que começa por estar no estado gasoso, depois passa a líquido e, finalmente, a sólido. Só que a situação não será como na terra, em que separamos claramente o sólido (crusta) do gasoso (atmosfera) e até do líquido (oceanos, sobre a crusta). A passagem é gradual e, por exemplo, podes estar num local de Júpiter em que o gás está 20% no estado sólido, 60% no líquido e 20% no gasoso. Como chamarias a essa mistura? O melhor mesmo é trata-los como bolas de gás sem superfície, pelo menos enquanto não tivermos melhores teorias/observações para saber exatamente o que se passa no caso de cada um dos quatro do nosso Sistema Solar.

Fisiologia

Data: 18-09-2012 | De: Nuno Teixeira

Gostaria de saber quais são as opções que interferem no equilíbrio do organismo; as opções de vida saudáveis e as opções de vida prejudiciais ao organismo. Obrigado!

(9º ano; E.B 2/3 Cego do Maio; Póvoa de Varzim)

Biologia/Evolução

Data: 14-09-2012 | De: Joãozinho

Qual a explicação para que, ao longo de milhares de milhões de anos, muitos seres vivos tenham evoluído para seres mais complexos enquanto outros continuaram unicelulares e menos complexos?

Obrigado!
(10º ano; Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Evolução

Data: 02-10-2012 | De: Paulo Gama Mota

A evolução é um processo que tem na sua base um mecanismo aleatório: as mutações ocorrem, essencialmente, ao acaso. Embora a selecção natural seja dirigida, ela actua sobre uma variação que surge ao acaso. Nesse sentido, tanto podemos ter evolução complexificante como o seu contrário. Há organismos que se mantiveram com as mesmas características ao longo de muitos milhões de anos - a que chamamos fósseis vivos, como a árvore Ginkgo biloba, ou o peixe celecanto. Outros evoluíram muito rapidamente. Uma mosca da fruta que ataca as macieiras na América do norte evoluiu a partir de outra espécie, depois de os europeus terem plantado macieiras na América.

Aquilo que determina a longevidade evolutiva de uma espécie ou linhagem de espécies, não é o facto de ser mais complexa ou não. Mas, o facto de terem sobrevivido. Em certas circunstâncias pode ser mais vantajosa a complexidade. Noutras o contrário. E a selecção natural vai seleccionar o que funciona melhor em cada momento. Os organismos complexos têm à sua disposição formas de adaptabilidade individual maiores. Mas os organismos simples, como as bactérias, têm formas de adaptabilidade colectiva muito grandes: produzem-se aos milhões rapidamente, havendo sempre muita variabilidade genética, tendo algumas as mutações certas para suplantar um desafio ambiental novo.

Quando olhamos para o registo fóssil dos vertebrados temos a tendência para ver ali uma clara tendência de complexificação progressiva. Mas isso não é verdade noutros grupos. E quando olhamos em detalhe, mesmo nos vertebrados, encontramos variações. Por exemplo, muitos animais cavernícolas ou que vivem escavando túneis, perderam parcialmente ou totalmente a visão (isto é, evoluíram de organismos que tinham melhor visão). Há aqui uma clara perda de complexidade. Mas, estão bem adaptados ao seu novo ambiente.

Não e possível identificar uma tendência única geral de evolução ou de progresso na evolução.

Re:Biologia/Evolução

Data: 03-10-2012 | De: Paulo de Oliveira

Na realidade, são poucas as linhas evolutivas que se tornaram "complexas", no sentido de terem desenvolvido estruturas multicelulares, com diferenciação de tecidos. A maior parte manteve-se como unicelular ou colonial. Assim, a "invenção" da multicelularidade ocorreu independentemente, ao longo de pelo menos 1000 milhões de anos, apenas um punhado de vezes. É a excepção e não a regra.

Alguns casos de regressão para o estado unicelular, como é o caso de leveduras, demonstram que o sentido da evolução não é forçsamente no sentido do mais "complexo".

As aspas que usei na complexidade servem para prevenir que os eucariotas unicelulares desenvolvem comportamentos a nível genético e metabólico muitíssimo sofisticados, às vezes sem paralelo entre os multicelulares. A simplicidade que lhes atribuimos é uma mera ilusão associada à observação ao microscópio.

Re:Biologia/Evolução

Data: 03-10-2012 | De: Manuel Graça

Mais complexo não quer dizer melhor. Tomemos por exemplo as algas, as quais inlcuem seres unicelulares e seres pluricelulares. Há situações em que os seres uniceluares estão em vanatagem relativamente aos pluricelulares, por exemplo, no uso de nutrientes dissolvidos na água. Os seres uni e pliricelulares até podem cooperar. Nós não sobreviríamos sem as bactérias que colonizam o nosso intestino, nem muitas delas sobriviriam sem nós.
Então: a evolução selecciona os organismos mais aptos... não necessáriamente os maiscomplexos.

Física/Entropia

Data: 08-09-2012 | De: Tiago Gonçalves

Olá a todos.
Segundo o que julgo saber, a 2ª Lei da Termodinâmica afirma que no universo a entropia está sempre a aumentar.
Isto, pois qualquer tipo de energia tende a transformar-se em calor, e o calor não consegue transformar-se noutro tipo de energia com um rendimento de 100%.
Logo, como o calor aumenta, o movimento de partículas aumenta, ou seja, a entropia aumenta.
No entanto já li que, com a expansão do universo, há uma tendência para a matéria atingir o zero absoluto.
Mas como pode isto acontecer se o nível de entropia apenas aumenta?

Re:Física/Entropia

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

O problema aqui é o pressuposto errado: "li que, com a expansão do universo, há uma tendência para a matéria atingir o zero absoluto". Onde leu isto? A expansão do universo respeita a 2ª lei da termodinâmica. A entropia aumenta, de facto, internamente ao nosso universo. Possivelmente o que leu, ou o que os autores queriam dizer, é que o ruído cósmico de fundo, que agora medimos com uma temperatura de cerca de 3 graus kelvin (corresponde a fotões que foram emitidos a 3000 kelvin), vai ser medido com um valor cada vez menor, à medida que o universo expande. Isso é verdade. Mas isto é apenas o reflexo da expansão do universo no "esticar" do comprimento de onda da radiação que o atravessa, e mais nada.

Astronomia

Data: 31-08-2012 | De: Alanna

Considerando o número de estrelas na galáxia como sendo de aproximadamente 200 bilhões, gostaria de saber a estimativa da densidade média de estrelas por ano-luz cúbico?
(2º ano da universidade)

Re:Astronomia

Data: 07-09-2012 | De: Rui Costa

Não tendo a Galáxia uma distribuição homogénea de estrelas, a densidade de estrelas poderá variar bastante, havendo uma concentração maior no centro e gradualmente menor consoante nos vamos afastando do centro. Isto no bojo central. Nos braços espirais penso que se passará algo semelhante, com a concentração a diminuir gradualmente com a distância ao bojo central.

Paleontologia/Biologia

Data: 22-08-2012 | De: Karina Nascimento

Será possível supor que a proliferação das plantas com flores tenha contribuído para a extinção dos dinossauros?

Re:Paleontologia/Biologia

Data: 27-10-2012 | De: Rubim Almeida

Ora viva

esta tua questão é muito interessante e faz-me lembrar um suposto "artigo" de divulgação científica que li, em que era colocada a hipótese dos dinossauros terem morrido devido a processos alergénicos semelhantes à "Febre do Fenos" por causa do pólen libertado pelas angiospérmicas :)
No entanto, essa hipótese é algo que me parece uma fantasia e explico porquê.
Em primeiro lugar as angiospérmicas não apareceram de um dia para o outro. Foram evoluindo e novos géneros e espécies iam-se formando e desaparecendo ao longo dos anos. Embora não fossem o maior constituintes dos ecossistemas - foram os fetos e as gimnospérmicas a dominar durante um grande período - existiam e estavam presentes. Andaram por aí durante milhões de anos antes de conquistarem o planeta. Portanto porque não teriam os dinossauros começado a sofrer de alergias logo de início?
Por outro lado, os dinossauros desapareceram no período que se designa como Cretáceo superior, o mesmo período em que houve a "explosão" de diversidade das angiospérmicas. E aqui poderíamos dizer "Ah lá está! Foram elas as responsáveis". Só que há algo que torna o cenário muito improvável. Muitas das Angiospérmicas também desapareceram juntamente com os Dinossauros.
Como se isso não chegasse, por que motivo teriam também morrido os Dinossauros marinhos se as angiospérmicas marinhas são quase inexistentes (são menos de 2% das angiospérmicas) e apenas as encontramos junto ao litoral, onde podem fixar as raízes e terem luz suficiente para sobreviver?
Como vês não é uma hipótese plausível e não existem dados que a apoiem.
Continua a perguntar :) Boas investigações

Re:Paleontologia/Biologia

Data: 16-01-2013 | De: Octávio Mateus

É possível supor tudo, no entanto essa hipótese será inconsistente com as datações: as primeiras flores apareceram no Cretácico inferior (há cerca de 110 milhões de anos, M.a.), e os dinossauros não-avianos extinguiram-se há 66 M.a., portanto não parece ter havido nenhuma coincidência temporal nisso. Além do mais, uma maior eficácia das plantas significa mais produtividade primária, ou seja, mais plantas, o que beneficia os herbívoros.

Re:Paleontologia/Biologia

Data: 23-01-2013 | De: Jorge Paiva

Não. As grandes florestas que cobriam o globo terrestre alimentavam os dinossauros herbívoros [um elefante (cerca de 5 toneladas) come, por dia várias centenas de quilos de plantas; um dinossauro de 70 toneladas, comia várias toneladas de plantas por dia) e também foram devastadas pelos fenómenos geofísicos que contribuíram para a extinção dos dinossauros. As plantas com flor, mais bem adaptadas à dispersão, ocuparam os nichos ecológicos "vazios" e proliferaram mais.

Re:Paleontologia/Biologia

Data: 24-01-2013 | De: Paulo de Oliveira

Pode supor-se o que se quiser, o problema que se coloca é se a suposição está no caminho certo para a verdade, ou não. Tanto quanto se sabe, as muitas espécies de dinossáurios extinguiram-se devido a um
acontecimento catastrófico, e não num processo progressivo, como seria de esperar pela presença de outros organismos (neste caso, as
angiospérmicas). Isso é reforçado pelo facto dos grupos de animais que depois se tornaram predominantes nos ambientes terrestres (aves e mamíferos) se terem mantido totalmente dominados pelos dinossáurios até
à extinção destes. Nada indica que qualquer pressão selectiva se tenha produzido para levar os dinossáurios progressivamente (como acontece sempre que se trata de selecção natural) à extinção.

Depois, um dos requisitos para fazer uma suposição minimamente credível é apoiá-la em factos e observações. Que será que se pode julgar existir, neste grupo de plantas, que possa ter contribuído para a
extinção dos dinossáurios?

Itens: 1 - 131 de 131

Novo comentário

Tópico: Questões científicas

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

A felicidade é tudo que eu vejo agora. Nunca pensei que vivi na Terra antes do ano se esgotar. Eu tenho sofrido de uma doença mortal (HIV) nos últimos 3 anos agora; Eu gastei muito dinheiro indo de um lugar para outro, de igrejas para igrejas, os hospitais foram minha residência de casa todos os dias. Verificações constantes foram o meu passatempo não até este dia fiel, eu estava pesquisando pela internet, vi um testemunho sobre como DR. RAIN ajudou alguém a curar sua doença do HIV, rapidamente copiei seu e-mail que é (drrainhivhealingcentre@gmail.com) apenas para dar-lhe um teste que falei com ele, ele me pediu para fazer algumas coisas certas que fiz, ele me disse que Ele vai me fornecer a cura de ervas, o que ele fez, então ele me pediu para fazer um exame médico depois de alguns dias depois de usar a cura à base de ervas, eu estava livre da doença mortal, ele só me pediu para postar o testemunho através de O mundo inteiro, fielmente, estou fazendo isso agora, por favor irmãos e irmãs, ele é ótimo, eu devo-lhe em troca. Se você está tendo um problema semelhante apenas envie um e-mail para ele (drrainhivhealingcentre@gmail.com) ou adicione no whatsapp, ligue para ele +2347068420766

SWEETFATHER983@GMAIL.COM

Data: 29-04-2017 | De: GENNADY FEDYA

Olá a todos, você está precisando de serviços de hackers?
Em seguida, entre em contato com >>> NOBLEHACKER284@GMAIL.COM para obter os melhores serviços de hackers.
Lembre-se, a maioria destes chamados hackers são impostores,
Eu sei como os hackers reais trabalham, eles nunca se anunciam de maneiras tão crédulos e eles são sempre discretos.
Eu fui scammed tantas vezes fora do desespero que tenta encontrar a ajuda urgente mudar minhas classes da escola,
Finalmente, meu amigo me apresentou a um grupo de hackers confiáveis ​​que trabalham com discrição e entrega prontamente,
Eles fazem todos os tipos de hackers que vão de;
-Vendas de cartões de ATM em branco.
-hack em contas de e-mail e rastreamento de localização de e-mail
-todas as contas de mídia social,
-school banco de dados para limpar ou alterar graus,
-Retrieval de arquivo / documentos perdidos
-DUIs
- Registros e sistemas de empresas,
-Contas bancárias, contas Paypal
-Credit cards hack
-Credit score hack
-Monitor qualquer telefone e endereço de e-mail
-hack endereço IP
+ Toque na chamada de qualquer pessoa e monitore sua conversa
>>>> CONTATO >> NOBLEHACKER284@GMAIL.com
         **NOTA**
Eles também podem ensinar-lhe como fazer o seguinte com lá E-Book e tutoriais on-line
* Seu parceiro está traindo você? Eles podem ensinar-lhe como
- TAP EM SUA CHAMADA E MONITOR SUA CONVERSAÇÃO
* E-mail e interceptação de mensagens de texto,
* Corte e use o cartão de crédito para comprar em linha,
* Monitorar qualquer telefone e endereço de e-mail,
* Hack Android e iPhone por conta própria, com resposta imediata e benefício de desconto de referência

mrsmarislisaloanhome@gmail.com

Data: 22-09-2016 | De: mrs maris lisa

am Sra Maris Lisa, empréstimo financeiro credor é gerente geral
solução de empréstimo, estou disposto a emprestar empréstimos com taxa de juros
de 3%, oferecemos empréstimos a organismos privados e das empresas na faixa de
US $ 3.000 a um máximo de $ 8.000.000,00 no período de 1 a 25
ano, oferecemos empréstimo a baixa taxa de juros e sem verificação de crédito, nós
oferecer empréstimos pessoais, empréstimos de consolidação da dívida, capital de risco,
empréstimos comerciais, empréstimos de educação, empréstimos para habitação ou "empréstimos
para qualquer
Razão! No entanto, o nosso método, oferece-lhe a oportunidade de declarar o montante
créditos exigidos ea duração você pode pagar,

Estamos bem certificado e registrado, nossos empréstimos são bem segurado para
Segurança máxima, que é a nossa grande vantagem, usamos banco
transferência para enviar crédito para nossos diversos clientes, e vai demorar
um período máximo de 12 horas, e são bem garantida
obter financiamento, se você estiver interessado, por favor preencha o mutuário
Para processar o pedido e enviá-lo de volta para nós para posterior processo.

informações Mutuário (campos de informação requeridos estão em negrito).
Nomes completos):
Idade:
Rua:
Terra:
Número de contatos:
Montante do empréstimo solicitado:
Finalidade do empréstimo:
A duração do empréstimo:
Situação de emprego: ......

O email,
mrsmarislisaloanhome@hotmail.com
mrsmarislisaloanhome@gmail.com

coisas

Data: 25-03-2014 | De: octavio silva

como e que se toma a droga?

História/Tecnologia

Data: 25-08-2012 | De: Lara Orts Calafate

Gostava de saber quando o vestuário foi inventado e por que povo?
Obrigado!
(3º ano; Valência - Espanha)

Re:História/Tecnologia

Data: 12-11-2012 | De: João Calafate e Susana Pereira

Olá Lara!

Segundo uma notícia da DiscoveryNews, o vestuário começou a ser utilizado há cerca de 170 mil anos atrás.

Podes ler mais aqui (pede ajuda aos teus pais):
http://news.discovery.com/human/humans-first-wore-clothing-170000-years-ago.html

Medicina/Genética/Nevralgia do trigémio

Data: 19-08-2012 | De: Salomé Reis

A nevralgia do trigémeo é uma doença hereditária? Se sim, é de forma atávica ou direta?

Obrigada.

Re:Medicina/Genética/Nevralgia do trigémio

Data: 02-09-2013 | De: Catarina Amorim

Caro Salomé Reis,

não percebo o que quer dizer com a pergunta que faz?

Eu presumo que queira perguntar se salta uma geração (atávico pode ser isso e direta então poderia ser que apareçe em todas as gerações… ?)
De qualquer forma, a nevralgia do trigémeo tem muitas causas possíveis e nada é claro. Pode haver de fato uma tendência hereditária mas pensa-se que tem mais a ver com a passagem de uma fisiologia (por exemplo ter vasos sanguíneos comprimidos contra os nervos que pulsando acabam por destruir a mielina destes, levando à sensibilidade exagerada naquela zona) do que propriamente com um gene especifico para a doença.

Ambiente

Data: 15-08-2012 | De: Joãozinho

Em média, e durante um ano normal, que quantidade da superfície terrestre está coberta por nuvens?
Obrigado!

Dados pessoais: 9º ano, Póvoa de Varzim.

Re:Ambiente

Data: 18-01-2013 | De: Pedro Augusto

Algures entre os 15 e os 25 por cento dependendo da altura das nuvens (usualmente dividem-se em três alturas) e a fase do ciclo solar (há uma relação direta). Vê a figura 1 do artigo: http://link.springer.com/article/10.1007%2Fs10712-010-9098-7?LI=true#page-1. Se não tiveres acesso direto (é possível que não) contacta-me (Pedro Augusto; augusto@uma.pt).

Biologia/Criação dos seres humanos

Data: 09-08-2012 | De: Samuel Rosal Borges do Carmo

Como é que nós fomos criados?
(5 anos)

Re:Biologia/Criação dos seres humanos

Data: 18-01-2013 | De: Paulo Gama Mota

Não fomos! Desde que a vida surgiu na Terra, há muito tempo (quase quatro mil milhões de anos), que os seres vivos foram surgindo a partir de outros. Por isso não se pode falar de criação.

A nossa espécie evoluiu de outras, tal como os chimpanzés actuais e todas as outras espécies. Temos um antepassado comum com os chimpanzés que era um macaco, nem igual a nós nem aos chimpanzés. Mas, seria mais parecido com os chimpanzés actuais, porque a nossa evolução foi maior.

Para uma comparação, do mesmo modo que temos um familiar comum com um primo nosso (que se já não for vivo chamamos antepassado), também as espécies têm espécies antepassadas que partilham com outras. Assim, podemos dizer que somos primos mais próximos dos chimpanzés que dos gorilas; e que somos mais próximos dos gorilas que de um sagui; e mais próximos deste que de um lobo ou uma baleia; e mais próximos da baleia que de um pardal, etc.

Re:Biologia/Criação dos seres humanos

Data: 18-01-2013 | De: Pedro Augusto

Segundo a Teoria da Evolução (que esta já bem estabelecida na Ciência), o ser humano evoluiu de um tronco comum com outros primatas (gorilas, chimpanzés, macacos). Em particular, o nosso primeiro precursor terá sido o Australopiteco que surgiu há cerca de 4-6 milhões de anos. O Homo Sapiens (a nossa espécie), contudo só existe há poucas centenas de milhares de anos.

Astronomia/Astrofísica

Data: 08-08-2012 | De: Margarida Conceição

Porque é que o sol é uma estrela?
(2º ano, Faro, E.B. 1º de Alto de Rodes)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 09-08-2012 | De: Rui Costa

Não sei se percebi muito bem a pergunta.

Antigamente, há muitos, mas mesmo muitos anos, ainda não tinham inventado o telescópio nem outros aparelhos para se estudar o céu, as pessoas olhavam para o céu e viam que estavam lá muitas luzinhas, sempre nas mesmas posições (umas em relação às outras) e decidiram chamar-lhes estrelas fixas. Viam também outros astros que se iam deslocando em relação às estrelas, a que deram o nome de Sol, Lua, Mercúrio, Vénus, Marte, Júpiter e Saturno (ainda só tinham descoberto os planetas até Saturno).

Nessa altura, não pensavam no Sol como sendo uma estrela, nem se fazia ideia o que eram as estrelas. Foi já depois de se ter inventado o telescópio e um outro aparelho, chamado “espectroscópio”, no século XIX (século 19, há menos de 200 anos) e que permite estudar a luz, que se descobriu que a luz que chega até nós vinda das estrelas é semelhante à luz que nos chega do Sol e que é produzida por gases a elevadíssimas temperaturas, mostrando assim que o “nosso” Sol é semelhante às demais estrelas que se observam no céu noturno.

Espero ter respondido à questão…

Física/Biologia

Data: 07-08-2012 | De: Francisco Granado Laranjo

Porque é que a radiação prejudica os seres vivos?
(Faro, 6º ano)

Re:Física/Biologia

Data: 09-08-2012 | De: Isabel Serra

Nem toda a radiação prejudica os seres vivos. Pelo contrário, não se sabe que espécie de vida existiria se não houvesse radiação. As radiações são essenciais a certas formas de vida. Mas também há radiações que matam, como se pôde comprovar com as chamadas "radiações atómicas", por exemplo raios X e raios gama. Estas últimas são radiações electromagnéticas, ou seja, são do mesmo tipo que a chamada "luz", essencial a determinadas funções da vida, (como por exemplo a fotossíntese). A diferença entre a luz solar e essas radiações, emitidas por desintegração nuclear, é a chamada "frequência", que é muito maior no caso das radiações nucleares. Essa característica faz com que essas radiações penetrem nas células vivas e as destruam, ou melhor, modifiquem as suas características tão radicalmente que elas deixam de poder cumprir as suas funções vitais. As radiações atómicas penetram no núcleo atómico das células, enquanto a luz apenas "agita" as moléculas existentes nas células, limitando-se assim a "aquecê-las".

O que acabei de dizer é uma explicação superficial do que se passa na interacção radiação nuclear-células. Este capítulo é bastante complexa e os processos de interacção são inúmeros. Para além disso as radiações nucleares não se limitam às que citei. Há também electrões de alta energia e neutrões que são muito perigosos. A fissão nuclear, o fenómeno que permite criar energia nas centrais nucleares, liberta neutrões.

Enfim este é um capítulo da física-biologia que nasceu com a descoberta dos raios X e da radioactividade nos finais do século XIX. Nos anos seguintes desconhecia-se o efeito das radiações e alguns cientistas foram vítimas do seu trabalho em radioactividade. Maria Curie é um dos casos tristemente famoso. Morreu de leucemia, não pelo seu trabalho em laboratório com radiações, mas porque durante a Guerra de 14-18, andou numa ambulância a fazer radiografias aos soldados feridos em combate, sem se proteger contra os raios X, como fazem hoje os técnicos de radiologia. Mas há muitos outros casos...

Bom, poderia prolongar de várias formas este pequeno resumo, falando da história das radiações desde 1895 até 1945, por exemplo, duas datas que constituem etapas importantes na física-biologia-sociologia-ética-tecnologia das radiações. Há muito que dizer.

Re:Física/Biologia

Data: 10-08-2012 | De: Paulo de Oliveira

A chamada radiação ionizante (nomeadamente raios X, raios gama) provoca alterações nas moléculas que constituem as células, podendo com isso alterar o seu funcionamento. Um mau funcionamento das células pode provocar insuficiências orgânicas, ou então originar cancro. Por isso as pessoas que trabalham em unidades de radiologia, que acompanham dezenas de exames clínicos por dia, têm de proteger-se quando é feita a exposição. Após os bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki, em 1945, houve muitas vítimas que morreram por causa da radiação que acumularam.
Um estudo feito cerca de 20 anos depois entre os sobreviventes revelou que havia muitas anomalias nos cromossomas dessas pessoas.

Existe uma bactéria (Deinococcus radiodurans) que sobrevive com níveis de radiação excepcionais, e sabe-se que pelo menos em parte isso se deve à sua capacidade de reparar o material genético destruído pela radiação. Mas o estudo de organismos como este (nomeadamente uns minúsculos animais chamados tardígrados, e unicelulares como Thermococcus gammatolerans), assim como o de animais modelo como a mosca da fruta (Drosophila melanogaster), é muito importante para saber-se mais sobre a resistência à radiação ionizante.

Um tipo diferente de radiação é o ultravioleta (do Sol), que é absorvido pelo DNA (material genético) provocando mutações, isto é, alterando o controlo do funcionamento das células. Também isso pode produzir cancro, nomeadamente os cancros de pele. Proteger a pele do sol é muito importante para a saúde, mesmo em pessoas morenas.

Física

Data: 07-08-2012 | De: Joãozinho

Cientificamente o Teletransporte é possível? Algum dia seremos capazes de teletransportar seres humanos ou objetos e isto é permitido pelas atuais leis da Física?
Obrigado!

Dados pessoais: 9º ano, Póvoa de Varzim.

Re:Física

Data: 12-08-2012 | De: José Gonçalves

O teletransporte é possível. Mas não o teletransporte de matéria. Para já só é possível o teletransporte quântico.
Um exemplo disso é a transmissão de informação de um estado do fotão para outro fotão que existe num outro local e que não teve contacto directo com o primeiro.

Re:Física

Data: 25-08-2012 | De: Pedro Augusto

Não está cientificamente provado que o teletransporte seja alguma vez possível para uma entidade tao complexa quanto um ser humano. O problema é que embora teoricamente seja possível converter um ser humano em energia o contrário não parece ser possível porque a probabilidade de conseguir retransformar essa energia em matéria EXATAMENTE como no início (a mesma pessoa, o mesmo animal; eu ate' diria algo vivo...) é pequeníssima. E ainda não se percebeu como se consegue fazer tal (mesmo teoricamente) sem violar a segunda lei da termodinâmica (que diz que a entropia = desordem num sistema isolado aumenta sempre; não pode diminuir; portanto não é possível agarrar numa amalgama energética desordenada e torna-la em algo tao quase-perfeito quanto um ser humano).

Geologia

Data: 07-08-2012 | De: Ivo Alexandre

De que é feito o Magma?
(6º ano, Faro)

Re:Geologia

Data: 09-08-2012 | De: Helena Granja

O magma é gerado no interior da Terra e composto pelo material rochoso móvel, o qual é capaz de intrusão ou extrusão, dando origem a diferentes tipos de rochas (como, por exemplo, o granito e o basalto, respectivamente).
As rochas ígneas terão derivado do magma por solidificação e outros processos associados.
O magma pode ter composição variada e conter, ou não, sólidos em suspensão, como cristais e fragmentos de rochas, e/ou fases gasosas.

Astronomia

Data: 07-08-2012 | De: Rafael Varges

O que é uma anã azul?
(5º ano, Olhão)

Re:Astronomia

Data: 29-08-2012 | De: Pedro Augusto

Não sei. Onde viste isso? Terá sido numa notícia recente de uma observação do Hubble? Em estrelas existem anãs brancas, anãs amarelas, vermelhas, castanhas (até há quem preveja que num futuro longínquo teremos anãs pretas). Mas anãs azuis não.

Quanto à notícia do Hubble a que me refiro - http://www.nasa.gov/mission_pages/hubble/science/ugc5497.html - refere "compact blue dwarf galaxy". Ou seja, uma galáxia anã compacta azul. Estas são conhecidas há 30 anos e é um tipo de galáxia muito pequena e com estrelas jovens (daí a cor mais azul, por oposição à usual cor vermelha de galáxias com estrelas mais velhas).

Física/Astrofísica

Data: 07-08-2012 | De: João

As auroras boreais acontecem raramente ou frequentemente?
(9º ano, Faro)

Re:Física/Astrofísica

Data: 12-08-2012 | De: José Gonçalves

As auroras acontecem frequentemente durante o ciclo de maior actividade solar. Por isso, durante 2012 e 2013 verás muito mais informação sobre auroras, especialmente nas regiões mais a norte ou sul do nosso planeta que são os locais para onde converge o vento solar e de maior formação/actividade das auroras por interacção com a nossa atmosfera.

Re:Física/Astrofísica

Data: 29-08-2012 | De: Pedro Augusto

Depende do local e do tempo. Explico: as auroras boreais são mais frequentes em elevadas latitudes (quanto mais perto dos polos da Terra melhor) e quando o Sol está perto do máximo do seu ciclo de atividade (o que acontece de 11 em 11 anos). Assim, agora é o momento para nos deslocarmos a países do norte (mais para o Inverno - pois escurece bem cedo) para vermos auroras. Porque o Sol está próximo do seu máximo de atividade. O tempo/local pior será daqui a uns cinco anos em Cabo Verde, por exemplo (latitude 15 graus).

Física/Ambiente

Data: 07-08-2012 | De: Marília Brito

Gostava de saber como se formam as nuvens?
(2º ano, Olhão)

Re:Física/Ambiente

Data: 12-08-2012 | De: José Gonçalves

As nuvens formam-se por condensação. Ou seja, quando o vapor de água sobe na atmosfera a temperatura desce (se subires uma montanha verás que a temperatura no cimo é inferior que a temperatura a nível do mar) e esse vapor arrefece voltando a formar as gotículas de água, as gotículas vão aproximar-se mais e formam as nuvens.
Se quizeres descobrir sobre os vários tipos de nuvens podes dar uma vista de olhos no wikipedia: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Nuvem).

Astronomia/Astrofísica

Data: 07-08-2012 | De: André Filipe Fernandes

O espaço é infinito?
(3º ano, Olhão)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 25-08-2012 | De: Pedro Augusto

Não. Mas em Astronomia de grandes distâncias (a que se chama Cosmologia) o espaço não pode existir sozinho. Tem de estar associado ao tempo numa entidade quadridimensional a que se chama espaço-tempo. Esta entidade teve um início: há 13,7 mil milhões de anos no Big Bang, quando começou o nosso Universo.

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 11-11-2012 | De: Carlos Oliveira

O espaço pode ser finito mas ilimitado, como a Terra.
No entanto, pensa-se que ele será infinito. Pelo menos, tendo em conta a nossa percepção do Universo Observável.

Podes ler mais sobre este assunto nestes sítios (contudo pede ajuda a um adulto):

- http://astropt.org/blog/2009/03/14/hotel-de-hilbert-universo-infinito-expande-se/

- http://astropt.org/blog/2009/12/15/tamanho-do-universo/

- http://astropt.org/blog/2009/03/21/grande-atractor/

Biologia/Zoologia

Data: 07-08-2012 | De: Pedro Brito

Gostaria de saber informações sobre a vida do caranguejo?
(Faro, 1º ano, E.B. 1 da Conceição)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 08-08-2012 | De: Ana C. Costa

Os caranguejos têm larvas planctónicas que vivem na coluna de água, e vão sofrendo mudas até atingirem o estádio de juvenis, muito semelhantes ao estado adulto.

Astronomia

Data: 07-08-2012 | De: Francisco Oliveira

Quantos planetas existem no universo?
(Montenegro, 1º ano)

Re:Astronomia

Data: 08-08-2012 | De: Pedro Russo

Neste momento conhecemos 777 planetas fora do sistema solar e 8 no nosso sistema solar. Mas quase todos os meses o número de planetas fora do sistema solar (Planetas extrasolares) aumenta.

Biologia/Zoologia

Data: 07-08-2012 | De: Francisco Furtado de Castro

Quantos dentes tem, mais ou menos, um tubarão?
(3º ano)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 12-08-2012 | De: Ana Carla

Quantos dentes têm, depende muito da espécie.

Mas pode acontecer que tenham 6 fileiras com 46 dentes cada uma, o que dá cerca de 230 dentes... as fileiras são tipo "escadas rolantes": quando os da frente se gastam ou partem, as anteriores avançam e tomam o seu lugar... resultado: em toda a sua vida, a um tubarão podem nascer cerca de 50 000 dentes!

Biologia/Genética

Data: 07-08-2012 | De: Maria Carolina da Cruz

Eu tenho cabelo castanho porquê?
(Faro, 2º ano)

Re:Biologia/Genética

Data: 08-08-2012 | De: Ana João Rodrigues

Todas as nossas características, tais como o cabelo, a cor de olhos, a altura, etc... têm uma "base genética". O que é que isto quer dizer? Quer dizer que os tu herdas dos teus pais alguns genes (que são pedaços de informação genética) que vão depois fazer com que tenhas determinadas caracteristicas físicas como o teu cabelo castanho.
Como neste processo existem vários genes envolvidos, e é a mistura deles que dá a tonalidade ao cabelo, nem sempre se pode adivinhar a cor do teu cabelo só de olhar para os teus papás. Assim, pais de cabelo castanho é usual terem filhotes de cabelo castanho mas também podem ser ruivos, louros etc...

Biologia/Zoologia

Data: 07-08-2012 | De: Leonor Guerreiro

Porque é que o meu gato me arranha e morde?
(Faro, Pré-escolar, Colégio do Alto)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 12-08-2012 | De: Ana Carla

Provavelmente, porque está a brincar contigo ... ou zangado! Os gatos são felinos e, desde pequeninos, "brincam" com os pais e irmãos de apanhar, arranhar, morder, para serem preparados para, em grandes, caçarem as suas presas, como fazem os grande felinos de áfrica.

Agora, apesar de domesticados e em nossas casas, têm ainda esses comportamentos, fundamentais quando eram selvagens. Mas, se tiveres tiveres cuidado e os ensinares de pequeninos, os gatos brincam sem magoar e pode ser bem divertido! Apenas tens de ralhar com eles e lhes dar "uma sapatada" quando estiverem a "passar dos limites", para saberem que assim te magoam. Toda a minha infância tive gatos e, apesar de uma arranhadela aqui, outra acolá, sempre me diverti com eles. E, acredita, ficarás com reflexos muito mais rápidos! :-)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 20-08-2012 | De: Rafael Vargues (aluno)

O gato arranha e morde porque se está a defender.

História e Filosofia da Ciência

Data: 07-08-2012 | De: Alice Brito

Há quantos anos existe a ciência?
(Olhão, 4º ano, E.B. 1 nº 5 de Faro)

Re:História e Filosofia da Ciência

Data: 09-08-2012 | De: Manuel Graça

Sendo a Ciência uma procura constante pelo conhecimento, na minha opinião, a ciência deve ser tão antiga como a própria espécies humana.

Re:História e Filosofia da Ciência

Data: 28-08-2012 | De: Pedro Augusto

O método científico (hipótese, observação, conclusões, nova hipótese) teve origem no tempo dos gregos, há uns 2500 anos. Mas o início da Ciência perde-se na História e na Pré-história. No sentido em que o ser humano se questiona e tentar encontrar respostas. Isso é Ciência. A própria descoberta e domínio do fogo foi ciência. Possivelmente a Ciência existe desde que existe o ser humano: desde há uns um-dois milhões de anos.

Biologia/Zoologia

Data: 07-08-2012 | De: Mariana Gonçalves

Será possível haver animais a viver em lugares subterrâneos?

(5º ano, Faro)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 09-08-2012 | De: Manuel Graça

Sem dúvida!! As toupeiras são animais que vivem debaixo de terra, o mesmo acontecendo com as minhocas e outros invertebrados que passam a maior parte da sua vida abaixo da superfície do solo. No entanto, há animais que passam toda a sua vida em grutas. Muitos destes animais perderam a pigmentação (são brancos) e mesmo a capacidade de visão.

Biologia/Zoologia

Data: 07-08-2012 | De: Rodrigo Freitas

A chita faz o quê?
(2º ano)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 02-10-2012 | De: Bruno Pinto

A chita é um carnívoro felídeo de grandes dimensões que vive sobretudo em África. O que ela faz muito bem é correr muitíssimo depressa para apanhar as suas presas, que são herbívoros que vivem nas planícies africanas.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

A chita é a recordista mundial de velocidade. Não há animal mais rápido na terra: 120 km/h! Vê, por exemplo (em inglês): http://en.wikipedia.org/wiki/Cheetah.

Biologia

Data: 07-08-2012 | De: Vicente

Porque é que os animais morrem?
(1º ano, Faro)

Re:Biologia

Data: 02-10-2012 | De: Bruno Pinto

Todos os seres vivos nascem, crescem, se desenvolvem e morrem. No caso dos animais, poderão morrer por acidente, por serem mortos por outros animais, de uma doença, de velhice, etc. No caso dos humanos, e sobretudo em países onde as condições de vida são melhores como Portugal, o mais habitual é que as pessoas morram de velhice. Em relação ao porquê, é difícil dizer. Mas o planeta Terra ficaria muito cheio, demasiado cheio, se nenhum animal morresse.

Re:Biologia

Data: 02-10-2012 | De: Paulo Gama Mota

Essa é uma das mais intrigantes questões da biologia.
Temos apenas algumas tentativas de resposta.
Sabemos que o funcionamento celular, especialmente em organismos com muitas células, acaba por acumular produtos dessa actividade que são nocivos. A maior parte é eliminada, mas alguma vai ficando e tornando o ambiente menos favorável ao funcionamento da máquina celular. A acumulação de radicais livres é um dos exemplos que já estão bem documentados. Por outro lado, os telómeros - que são uma região do ADN que se situa nas extremidades dos cromossomas quando estes assumem a forma de novelo, na fase da divisão celular, ou mitose- vão-se encurtando à medida que as células se vão dividindo. Chega um momento em que aquela célula já não se pode dividir mais sob pena de gerar uma que não é funcional. Este é um problema incontornável da forma como se processa a divisão celular.

Por outro lado, ao longo da vida de um indivíduo vão-se acumulando mutações em todas as suas células, em regiões diferentes do ADN. Essas mutações decorrem da exposição a radiação ionizante ou simplesmente a erros no processo de duplicação do ADN. Se essas mutações atingirem genes importantes para o funcionamento dessas células, isso pode afectar o funcionamento de todo o organismo. Tudo acumulado vai criando uma falta de funcionamento que, em última análise conduz à falência total do organismo.

Re:Biologia

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

À parte as mortes associadas a acidentes, a outros os atacarem (predadores ou lutas) vamos assumir que a pergunta quer dizer "porque morrem de velhice" como as pessoas. Chega-se sempre a um ponto em que um órgão vital falha (coração, pulmões, rins, etc.). Isto acontece com pessoas e com animais. Somos todos feitos de células e estas não duram perfeitas para sempre. Vão acumulando defeitos que, mais tarde, se traduzem num falhanço geral do ser vivo, ou seja, na sua morte.

Biologia/Zoologia

Data: 03-08-2012 | De: Beatriz Pedro

Porque existem cães pequenos e cães grandes?
(Olhão, 6º ano)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 09-08-2012 | De: Paulo de Oliveira

A selecção artificial é o processo pelo qual os animais e plantas domesticados são escolhidos para a reprodução, de modo a acentuar, na descendência, certas características em detrimento de outras. No caso dos cães, essa selecção foi feita ao longo de milhares de anos em termos de tamanho, feições, comportamentos, etc., produzindo-se as raças diferentes em resultado de diferentes objectivos ou gostos dos "melhoradores" (os que realizam a selecção artificial), assim como de diferentes reservas genéticas disponíveis à partida. Tanto em plantas como em animais, o principal limite de modificação é o desenvolvimento de esterilidade ou debilidade fisiológica nos descendentes.

Biologia/Zoologia

Data: 03-08-2012 | De: João Pires

Por onde respiram as estrelas-do-mar?
(6º ano, Faro)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 08-08-2012 | De: Ana C. Costa

As estrelas do mar respiram fazendo as trocas gasosas através do tegmento fino de papilas e pelos pés que apresentam na face ventral dos braços.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 09-08-2012 | De: Paulo de Oliveira

Pelos chamados braços, cujas ventosas com que aderem ao substrato também funcionam como as guelras do peixes, captando o oxigénio da água que os envolve.

Geologia/Vulcanismo

Data: 03-08-2012 | De: Rafael Vitorino

Sabem, mais ou menos, quando é que um supervulcão vai ficar ativo?
(Faro, 7º ano)

Re:Geologia/Vulcanismo

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

Isso ainda não é possível saber, em geral. Nem vulcões nem supervulcões. Mas em alguns casos já quase se acerta, quando antes de um vulcão entrar em erupção aparecem sinais óbvios: múltiplos sismos, fumarolas, etc.

Fisiologia/Soluços

Data: 03-08-2012 | De: Lea Farinhó

Porque temos às vezes soluços?
(4º ano)

Re:Fisiologia/Soluços

Data: 16-08-2012 | De: João Sérgio Neves e Adelino Leite-Moreira (Faculdade de Medicina da Universidade do Porto)

Resposta dada por estes docentes universitários ao Ciência 2.0 :

"Um soluço consiste numa contração súbita dos músculos responsáveis pela inspiração (sendo o diafragma o mais importante destes músculos) imediatamente seguida pelo encerramento das cordas vocais na laringe, o que provoca o peculiar som dos soluços.

Os episódios de soluços, que habitualmente duram de segundos a alguns minutos, surgem devido à ativação de um arco reflexo. Este é composto por um ramo aferente (nervos que levam as informações ao sistema nervoso central e que vão despoletar o reflexo), um integrador central (região do sistema nervoso central que vai ativar os nervos eferentes) e um ramo eferente (nervos que vão estimular os músculos inspiratórios).

Estão descritas mais de 100 causas que podem ativar este reflexo, sendo que as mais frequentes são a distensão do estômago (após uma refeição abundante, ou ingestão demasiado rápida de alimentos), a irritação esofágica (como no refluxo gastroesofágico, em que os alimentos que estão no estômago voltam ao esófago) e fatores emocionais (como a ansiedade ou o medo).

Nos seres humanos, não é reconhecido qualquer papel fisiológico relevante aos soluços. Uma teoria é que este reflexo é apenas um remanescente evolutivo dos circuitos neuronais responsáveis pela ventilação em espécies ancestrais, semelhantes aos pequenos vertebrados anfíbios.

Existem várias manobras que interferem com o arco reflexo dos soluços e que podem terminar um episódio de soluços como: gargarejar água, fazer tração da língua, beber água fria, tossir, dobrar-se sobre o abdómen ou o medo súbito (“apanhar um susto”). Uma das formas mais eficazes é induzir uma elevação da concentração sanguínea de dióxido de carbono, sustendo a respiração por vários segundos ou respirando para dentro de um saco de plástico (levando a que o dióxido de carbono expirado seja novamente inspirado).

Normalmente os soluços são transitórios, no entanto, existem raras situações (como lesão cerebrais, infeções ou neoplasias) que podem desencadear soluços persistentes (podem durar várias décadas), necessitando de tratamento farmacológico ou até mesmo cirúrgico.

Referências:

1. Launois S, Bizec JL, Whitelaw WA, Cabane J, Derenne JP. Hiccup in adults - an overview. European Respiratory Journal. 1993;6:563-575
2. Becker DE. Nausea, vomiting, and hiccups: A review of mechanisms and treatment. Anesthesia progress. 2010;57:150-157
3. Rousseau P. Hiccups. Southern Medical Journal. 1995;88:175-181
4. Lewis JH. Hiccups - causes and cures. Journal of Clinical Gastroenterology. 1985;7:539-552
5. Straus C, Vasilakos K, Wilson RJA, Oshima T, Zelter M, Derenne JP, Similowski T, Whitelaw WA. A phylogenetic hypothesis for the origin of hiccough. Bioessays. 2003;25:182-188
6. Talley NJ, et al (2010). Chapter 27: Hiccups. Practical Gastroenterology and Hepatology: Esophagus and Stomach, New York: John Wiley & Sons".

Ver original em: http://www.ciencia20.up.pt/index.php?option=com_content&view=article&Itemid=196&id=182

Astronomia/Astrofísica

Data: 03-08-2012 | De: Diogo Vicente

Como foi criado o mundo?
(4º ano; Faro)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 28-08-2012 | De: Pedro Augusto

O "mundo" não é um termo que os astrónomos utilizem. Queres dizer "Planeta Terra" ou "Universo"? Tudo o que existe, o Universo, surgiu há 13,7 mil milhões de anos. A Ciência ainda não sabe como tudo começou exatamente mas terá havido um explosão inicial (Big-Bang) que deu origem a tudo o que conhecemos (embora bem mais tarde) e colocou tudo em expansão (ainda continua hoje) afastando-se as galáxias (conjunto de muitos milhões de estrelas e gás) umas das outras.

Quanto ao "Planeta Terra" já respondi a outras pessoas há uns anos sobre a mesma questão. Vê quando se formou a Terra em:
http://www3.uma.pt/Investigacao/Astro/Grupo/Perguntas/pergunta72.htm

Vê como se formou a Terra em:
http://www3.uma.pt/Investigacao/Astro/Grupo/Perguntas/pergunta73.htm

Astronomia/Astrofísica

Data: 01-08-2012 | De: Carlos Miguel Serôdio

Porque é que o sol não se apaga, uma vez que ele está no espaço e no espaço não há oxigénio?
(6º ano, Faro)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 09-08-2012 | De: Rui Costa

Se o Sol fosse uma gigantesca fogueira em combustão, então iria de facto apagar-se rapidamente (ou nem teria sequer começado…). Nós aquina Terra, estamos habituados a ver uma fogueira em que um material (o combustível) reage com um gás (o comburente) produzindo luz e calor. Este fenómeno, chamado combustão, utiliza em geral o oxigénio como comburente e, além da luz e docalor, também resultam outras substâncias pois numa combustão, as moléculas que compõem o combustível e o comburente são desfeitas e os átomos reorganizam-se dando origem a diversas outras substâncias, como por exemplo o dióxido de carbono e água.

Mas o Sol, bem como as outras estrelas que vemos a brilhar no céu noturno, produzem luz e calor por um outro processo. Esses astros não estão em combustão. A luz e energia das estrelas são produzidas por um processo diferente chamado “Fusão Nuclear”.

Duma forma muito simples, podemos dizer que no interior das estrelas (que são formadas maioritariamente por Hidrogénio), a pressão e a temperatura são tão elevadas que os próprios átomos se desmembram, separando-se os eletrões dos núcleos atómicos. E então, dois núcleos de Hidrogénio (compostos por um protão e 1 ou 2 neutrões) que normalmente se repelem (como se fossem dois ímanes com o mesmo pólo voltado um para o outro), acabam por ficar tão próximos (devido à pressão enorme a que estão sujeitos) que se fudem, criando um núcleo de um outro elemento, chamado Hélio. Neste processo, há uma ligeira perda de massa a qual é convertida em energia. Essa quantidade de massa é muito pequena mas como essas reações estão constantemente a acontecer, gera-se muita energia no interior das estrelas, podendo-se calcular a quantidade de energia através de uma equação que ficou muito famosa: E=m.c^2

E é essa energia que faz com que as estrelas continuem a emitir luz (luz e calor são a mesma coisa: radiação eletromagnética) durante milhões ou mesmo milhares de milhões de anos.

Biologia/Zoologia

Data: 01-08-2012 | De: Gabriela Nobre

Os animais como o cão ou o gato podem viver mais de 20 anos?
(Faro, 8º ano)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 08-08-2012 | De: Ana João Rodrigues

Sim, podem viver mais do que 20 anos, ainda que isso seja raro. A média de vida dos cães e dos gatos é 12-14 anos, no entanto isso depende em grande parte não só da raça do animal, mas também do estilo de vida (alimentação, exercicio) do mesmo.

Astronomia/Astronáutica

Data: 01-08-2012 | De: Gabriela Nobre

É possível um dia irmos viver para outro planeta, noutra galáxia?
(Faro, 8º ano)

Re:Astronomia/Astronáutica

Data: 09-08-2012 | De: Manuel Graça

Eu não acredito nessa possibilidade. Teríamos que encontrar um mundo que tivesse exatamente a mesma gama de temperaturas (há locais no nosso planeta que são inabitáveis por causa da temperatura), a mesma pressão, que não tivesse radiações letais, que tivesse exatamente os mesmo teores de alguns gases (em especial o CO2, CO, O2, O3….) recursos alimentares, água…. Outra questão é como chegaríamos a outro planeta. Sabendo que será impossível viajar à velocidade máxima (velocidade da luz) e que haverá planetas a muitos anos-luz de distância, como chegaríamos lá?

Re:Astronomia/Astronáutica

Data: 28-08-2012 | De: Pedro Augusto

Esta pergunta é de Astronáutica, de facto... Outra galáxia não. Seriam necessários centenas de milhões de anos... A espécie humana só existe há um-dois milhões pelo que não parece possível. Mesmo à estrela mais próxima, a viagem levaria uns milhares de anos. É possível, mas teriam de ser centenas de naves com milhares de pessoas para termos a esperança de alguns conseguirem lá chegar (se não morressem todos antes disso - era uma nova experiência, para todos os efeitos).

Outro planeta: ainda não sabemos se é possível. Mas estamos a trabalhar nesse sentido. Já estamos a considerar missões que explorem minérios na Lua e em Asteroides. Já se contempla mais seriamente a colocação de uma base lunar (precisamos é de agua, para depois produzirmos oxigénio e conseguirmos lá viver; há suspeitas que exista gelo nos polos da Lua mas ainda não está confirmado - uma sonda da ESA vai em breve explorar no local o polo sul da Lua: http://www.esa.int/SPECIALS/lunarlander/SEMWIOAXH3H_0.html).

Quanto a Marte, é a segunda hipótese, mais interessante que a Lua (é maior, tem atmosfera, embora ténue e irrespirável - mas protege de quase tudo o que a Lua não protege - o espaço é um meio MUITO agressivo). Mas primeiro temos de lá ir... já estamos a tratar disso (a missão Mars500 simulou uma viagem de ida e volta a Marte com imenso sucesso - http://www.esa.int/SPECIALS/Mars500/). Pode ser que daqui a uns 50 anos já tenhamos alguma base num destes dois planetas... Mais além... para onde? Os restantes planetas do Sistema Solar (incluindo seus satélites) e Asteroides não são nada convidativos... Mesmo a Lua será muito hostil, mas está bem próxima.

E, já agora, parece que estamos no sítio certo pois é a Europa (via ESA, a que Portugal também pertence) que está claramente à frente em todas estas ideias (a NASA dos EUA está a ficar largamente para trás).

Biologia/Zoologia/Genética

Data: 30-07-2012 | De: Inês Silva

Porque existem muitas raças de cães?
(6º ano, Olhão)

Re:Biologia/Zoologia/Genética

Data: 09-08-2012 | De: Paulo de Oliveira

A selecção artificial é o processo pelo qual os animais e plantas domesticados são escolhidos para a reprodução, de modo a acentuar, na descendência, certas características em detrimento de outras. No caso dos cães, essa selecção foi feita ao longo de milhares de anos em termos de tamanho, feições, comportamentos, etc., produzindo-se as raças diferentes em resultado de diferentes objectivos ou gostos dos "melhoradores" (os que realizam a selecção artificial), assim como de
diferentes reservas genéticas disponíveis à partida.

Tanto em plantas como em animais, o principal limite de modificação é o desenvolvimento de esterilidade ou debilidade fisiológica nos descendentes.

Re:Biologia/Zoologia/Genética

Data: 10-08-2012 | De: Ciência 2.0

"O cão (Canis familiaris) é um animal doméstico e portanto só existe porque o Homem alterou as características genéticas de populações selvagens pela seleção daquelas que lhe interessavam. Há ainda muitas dúvidas sobre como e quando esse processo de domesticação se deu.

Mas há também muitas evidências que permitiram chegar a algumas conclusões. Por exemplo, a caracterização genética de muitas raças de cão e de populações selvagens de outros canídeos permitiu concluir que a espécies selvagem a partir da qual derivaram todas as raças de cães é o lobo (Canis lupus; também chamado de lobo cinzento ou lobo comum). Por esse motivo, embora não se conheça o ou os locais da primeira domesticação do cão, esta deverá ter ocorrido no Hemisfério Norte.

O primeiro fóssil inequivocamente identificado como cão tem cerca de 15 mil anos. É mais antigo que a constituição de comunidades agrícolas sedentários, o que torna o cão o primeiro animal domesticado por populações humanas.

Estudos recentes, baseados em dados genéticos, colocam a domesticação do cão no Pleistoceno, embora a datação varie entre 15 a mais de 100 mil anos. O processo de domesticação terá provavelmente começado pela seleção de crias de lobo que mostrassem ter características de interesse, possivelmente associada à caça e à capacidade de comunicação com os humanos. Mais tarde, outras características terão sido selecionadas e hoje o cão é talvez o animal doméstico que apresenta a maior diversidade de raças. Muitas delas com apenas 500 anos!"

Ver original em: http://www.ciencia20.up.pt/index.php?option=com_content&view=article&Itemid=&id=177

Biologia/Zoologia

Data: 30-07-2012 | De: Simão Morais

Há alguma formiga gigante?
(1º ano, Olhão)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

Se gigante quer dizer com mais de 4 cm, a resposta é não. Essa é a maior do mundo! E é uma formiga-rainha, que são sempre as maiores da colonia. Vê, por exemplo, (em inglês): http://www.antweb.org/antblog/2010/04/what-is-the-largest-ant-in-the-world-luke-from-chicago-il-usa.html

Re:Biologia/Zoologia

Data: 12-11-2012 | De: João Calafate e Susana Pereira

Olá Simão!

As maiores formigas que existem no planeta, por exemplo as Dinoponera australis, medem cerca de 4 cm de comprimento, sendo que houve umas, já extintas, que mediam 5,5 cm. Podes ver mais informação aqui: http://www.antweb.org/antblog/2010/04/what-is-the-largest-ant-in-the-world-luke-from-chicago-il-usa.html -

Acerca destas formigas extintas, no site da BBC há informação sobre estas formigas gigantes, da espécie Formicium giganteum, que podes ver aqui: http://www.bbc.co.uk/nature/wildfacts/factfiles/436.shtml

Todavia, tudo depende do conceito de "gigante" que se esteja a pensar...

Neurociências/Psiquiatria

Data: 30-07-2012 | De: Pedro Carlos

Por que as pessoas que padecem da doença chamada PICA ingerem pedras para o interior do corpo? O que acontece às pedras uma vez lá dentro?
(8º ano, Olhão)

Ambiente/Metereologia - informaçõe​s para conhecimen​tos de meteorolog​ia

Data: 30-07-2012 | De: Domingos Motta da Silva

Gostaria de saber a seguinte informação:

sou curioso pela Meteorologia e gostava de aprender algo mais sobre o tema. Por assim dizer, um "Bê-á-Bá" do mesmo. Será que me poderão facultar pistas para saber sobre este assunto (livros, "sites", pdf´s, entre outros).

Atentamente!

Re:Ambiente/Metereologia - informaçõe​s para conhecimen​tos de meteorolog​ia

Data: 28-08-2012 | De: Pedro Augusto

Há uns livros "clássicos" em português, uns cadernos do Instituto de Meteorologia (acho que dos anos 60 ou 70) com os títulos de "Meteorologia" e "Climatologia". São uma excelente introdução a esta área. Contactar a Delegação do IM mais próxima de si.

Sugiro, no entanto, que comece por procurar numa boa Biblioteca Municipal (talvez uma procura on-line seja um bom começo, antes de se deslocar até lá). As de Lisboa ou do Porto são boas referências. Também, de Universidades/Faculdades (e.g. Inst Superior Técnico em Lisboa; Fac Ciências Lisboa; Fac Ciências Porto; Fac Engenharia Porto; etc.). Talvez consiga aceder a todas on-line. Pesquise por meteorologia em português (e em inglês - possivelmente há bem mais material nesta língua).

Geologia/Vulcanismo

Data: 30-07-2012 | De: Tiago Veiga

Como é que os vulcões entram em erupção?
(5 anos)

Re:Geologia/Vulcanismo

Data: 11-09-2012 | De: Pedro Augusto

Os vulcões são como válvulas de escape do calor que a Terra tem no seu interior. São como as panelas de pressão que a tua mãe tem na cozinha. Se nunca as viste a funcionar pede-lhe para te mostrar, especialmente quando deitam vapor cá para fora. Se a panela não pusesse o gás cá fora poderia explodir. O mesmo se passa com a Terra: o "magma" quente no interior (rochas derretidas) precisa de libertar a sua energia para fora. Fá-lo pelos "buraquinhos" que são os numerosos vulcões na superfície da Terra (incluindo no fundo do mar). Os Acores são, em Portugal, o melhor local para observar vulcões antigos e fenómenos vulcânicos (fumarolas, etc.).

A erupção de um vulcão acontece sempre que a pressão da "lava" (parte do magma que sobe até à superfície da Terra) é suficiente para que esta saia cá para fora. Ou por um vulcão antigo (um antigo canal) ou criando um novo vulcão.

Podes aprender mais sobre vulcões, até criando o teu próprio vulcão em (pede ajuda aos teus pais ou a alguém que entenda inglês - não é preciso saber muito):

http://kids.discovery.com/games/build-play/volcano-explorer

Biologia/Zoologia

Data: 30-07-2012 | De: Daniela Veiga

Será que as leoas têm frio?
(5 anos)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 15-10-2012 | De: Pedro Augusto

Não. As leoas e os leões vivem numa região do planeta para a qual estão totalmente adaptados: o pelo que tem chega para aguentar o frio que faz durante a noite na savana.

Biologia/Genética

Data: 29-07-2012 | De: Denise Cabrita

Futuramente será possível uma pessoa viver até aos 150 anos de idade?
(8º ano, Faro)

Re:Biologia/Genética

Data: 09-08-2012 | De: Paulo de Oliveira

As estimativas de potencial máximo de longevidade são de cerca de 125
anos, mas através da medicina e de alterações no ambiente e
comportamento não é de descartar essa possibilidade. Contudo, é
improvável, e uma pergunta muito mais prática e interessante é se será
possível um aumento da longevidade média com bons níveis de conforto
físico e lucidez mental. Em parte já vamos nesse caminho, e
progredindo-se mais, talvez então a longevidade máxima se altere.

Curiosidades científicas

Data: 29-07-2012 | De: Guilherme Machado Nobre

Será possível no futuro o ser humano, sem ajuda por exemplo do avião, conseguir voar?
(6º ano, Faro)

Re:Curiosidades científicas

Data: 25-08-2012 | De: Pedro Augusto

Sim. Tal já é possível, com muito treino. Ver, por exemplo: http://www.jetman.com/?page_id=24
(não é mentira, como muitos outros na Internet).

Astronomia

Data: 29-07-2012 | De: Filipa

Quantas estrelas há no céu?
(3º ano, Faro)

Re:Astronomia

Data: 30-07-2012 | De: Rui Costa

Olá Filipa.
Em tempos, uma outra Filipa colocou aqui a mesma questão. Vou copiar para aqui a questão dela e a minha resposta. Se quiseres que esclareça melhor alguma parte da resposta, diz.


«Data: 13-05-2012 | De: Filipa Bettencourt

Quantas estrelas há no céu?

(2º ano, E.B. 1,2,3 /JI Francisco Ornelas da Câmara,
Praia da Vitória)


Data: 16-05-2012 | De: Rui Costa

Olá Filipa. Se à noite, numa cidade ou num local com candeeiros, olhares para cima, verás algumas dezenas de estrelas.
Se olhares para o céu à noite e estiveres num sítio afastado de cidades ou vilas, verás muitas centenas de estrelas. se tiveres boa visão e o local for mesmo escuro, podes ver até cerca de 2000 estrelas só com os teus olhos. As mesmas que verias na cidade, mais uma grande quantidade de estrelas menos brilhantes que eram invisíveis com a claridade do céu num local com iluminação pública.
Se tiveres uns binóculos e os apontares para o céu, verá que esse número é muito maior. e será ainda maior se usares um telescópio.
Mas essas estrelas são apenas as que estão à nossa volta, neste cantinho da galáxia a que chamamos Via Láctea. Esta galáxia, da qual o Sol faz parte terá entre cem a quatrocentos mil milhões de estrelas (100.000.000.000 a 400.000.000.000 de estrelas). São mesmo muitas estrelas, não é?
O número de estrelas é muito incerto pois não podemos contar, uma a uma, as estrelas que existem na Via Láctea. A contagem vem de uma série de cálculos que agora não interessam, mas que um dia, quando aprenderes mais alguma matemática, poderás compreender.
Mas ainda só contámos as estrelas de uma única galáxia, a nossa. E quando olhamos para o céu, através de um grande telescópio, ou quando tiramos fotografias através desses telescópos, podemos ver que há muitas outras galáxias no céu, cada uma delas também com milhares de milhoes de estrelas...

O número de estrelas é tão grande que já alguém disse que há mais estrelas no céu do que grãos de areia em todas as praias da Terra.»

Física/Curiosidades científicas

Data: 29-07-2012 | De: Diogo

Quantas uvas passas são necessárias para encher um litro de água?
(3º ano, Quarteira)

Re:Física/Curiosidades científicas

Data: 09-08-2012 | De: Manuel Graça

Eu não sei, mas é fácil saber:

1. Compre 1 kg de passas;
2. Encha um recipiente grande com água (por exemplo, uma panela);
3. Coloque por baixo da panela um recipiente de 1 litro com um funil por cima para apanhar a água que vai cair da panela.
4. Vá adicionando passas à panela. As passas vão deslocar água que cairá no funil e no recipiente de 1 litro.
5. Vá adicionando passas até o recipiente de 1 litro ficar cheio.
6. Conte então as passas que colocou para a panela.

Uma vez que as passas são caras, pode fazer o mesmo com um recipiente de volume menor. Por exemplo, se usou um recipiente de 200 ml, multiplique o número de passas por 5 (5 x 200 ml = 1 litro).
Não se esqueça de comer as passas no fim; será a sua recompensa pela descoberta :)!

Biologia/Fisiologia

Data: 29-07-2012 | De: Madalena Abrantes

Por que os nossos olhos têm cores diferentes?
(4º ano, S. Pedro do Estoril)

Re:Biologia/Fisiologia

Data: 09-08-2012 | De: Paulo de Oliveira

A pigmentação do corpo humano deve-se essencialmente a duas classes de substâncias: as globina (nomeadamente a hemoglobina) e as melaninas
(por exemplo as que dão as diversas tonalidades ao cabelo, havendo duas classes, a eumelanina e a feomelanina). As melaninas são depositadas sob a forma de grânulos, os melanossomas, fabricados pelos melanócitos, células que se encontram na pele e também na íris dos olhos e nalguns órgãos internos.

A cor que observamos num objecto é sempre a resultante dos comprimentos de onda da luz reflectida por esse objecto. E, da mesma maneira que há tons de pele mais ou menos claros, assim a acumulação de melanina na
íris condiciona a cor que é observada. Os grânulos de melanina da íris são castanho mais ou menos escuro, mas
nos indivíduos de olhos mais claros o espaço entre eles é demasiado grande (são muito pequenos ou menos numerosos), permitindo aos raios azuis atravessar sem serem absorvidos, e o que vemos é a reflexão dessa cor, enquanto outras cores são absorvidas pela melanina. Esta preferência pelo azul deriva do comprimento de onda relativamente curto nesta região do espectro visível (450-500 nm), o que, associado à diluição da melanina produz, no extremo, olhos azuis.
Os olhos verdes são resultantes duma mistura dos tons amarelados da melanina (rarefeita, mas menos que nos azuis) com a reflexão da luz azul.

Naturalmente, esta explicação é relativamente simples e há ainda muita coisa nova por desvendar, pois os padrões de cores não são assim tão simples. E mais: porque há indivíduos de cabelo claro e olhos escuros, porque é que os ruivos têm ocasionalmente olhos escuros com uma pele extremamente clara, etc.?

Biologia

Data: 26-07-2012 | De: Mariana Gonçalves

Quanto tempo demora as pérolas das ostras a formarem-se?

10 anos - 5º ano

Re:Biologia

Data: 08-08-2012 | De: Ana C. Costa

O manto é o orgão que produz a concha da ostra. O material formado pelo manto é o nácar que reveste interiormente a concha. A formação das pérolas começa quando uma partícula estranha se introduz entre o manto e a concha que irrita o manto. A reação natural da ostra é cobrir a partícula irritante para se proteger, formando-se eventualmente uma pérola. Pode demorar poucos meses a muitos anos para formar uma pérola dependendo do tamanho.

Biologia/Zoologia/Curiosidades científicas

Data: 24-07-2012 | De: Carina

Como se forma a casca dos caracóis?
(4º ano, Coutada).

Re:Biologia/Zoologia/Curiosidades científicas

Data: 08-08-2012 | De: Ana C. Costa

A concha do caracol que faz parte do corpo do organismo, mas é um esqueleto externo ou exosqueleto, que serve para inserção da musculatura do gastrópode mas também para proteção de predadores e de dano mecânico e para proteção ao sol e da dessecação. A concha é formada por carbonato de cálcio embebido numa matrix orgânica e é secretada pelo manto que reveste a massa visceral do caracol.

Química/Biologia - Água salgada (não) apaga incêndios

Data: 21-07-2012 | De: Cristina Bernardino

O presidente do GR da Madeira pediu aos madeirenses que fosse poupada água, nomeadamente a destinada à rega, para que esta fosse utilizada no combate às chamas. Porque não é utilizada a água do mar? Afinal, a Madeira (ainda) é uma ilha...

Re:Química/Biologia - Água salgada (não) apaga incêndios

Data: 24-07-2012 | De: Alexandra Nobre

Olá Cristina.

É uma boa questão a que coloca e a resposta é muito simples.
A água salgada, como o nome indica, possui sais sendo o mais comum, o cloreto de sódio (vulgar sal da cozinha). Ao apagar incêndios com água salgada estaríamos a contaminar o solo com sal o que o tornaria estéril, no sentido de inviável/impróprio para o crescimento das plantas comuns.

Claro que há plantas que toleram solos "salgados" - plantas halotolerantes, e mesmo outras que necessitam de sal para poderem crescer (plantas halófilas - halo = sal e fila = amiga) mas essas crescem em locais específicos como por exemplo em dunas ou perto de salinas. E nunca vimos hortas, florestas ou pomares nesses locais, pois não?

Já agora, por curiosidade, relembro que um dos grandes problemas a médio e longo prazo dos tsunamis é a modo como tornam impossível o cultivo agrícola dos terrenos atingidos. Até que o sal seja lavado (lixiviado) pelas águas das chuvas, "nada" lá cresce.

Esclarecida? :-)

Geografia Urbana

Data: 17-07-2012 | De: Eduardo Vieira Cerca

Quais são os principais desafios que cidades como as da região da Baixada Santista (São Paulo - Brasil) podem enfrentar nos próximos anos?

Situação da região:

Com descobertas de bacias de Petróleo, o crescimento da região será inevitável.

Dados pessoais: 19 anos, estudante de engenharia e profissional da area de recursos humanos. Brasil.

Astronomia/Astrofísica

Data: 16-07-2012 | De: Graciete Fernandes

Será que as galáxias escuras de que fala este artigo - http://www.ccvalg.pt/astronomia/noticias/2012/07/13_galaxias_escuras_vlt.htm - poderão estar relacionadas com a matéria escura que se supõe existir no Universo?

Obrigado!
(Docente reformada, Porto)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 09-08-2012 | De: Orfeu Bertolami

As galáxias, são sistemas muito complexos, cuja dinâmica só pode ser entendida no contexto da teoria de gravitação conhecida, a relatividade geral, se houver cerca de 10 vezes mais matéria que a observada através do espectro electromagnético. Assim, deve haver uma apreciável quantidade de matéria escura nas galáxias. A hipótese mais económica é que essa matéria escura seja a mesma que a necessária para explicar a dinâmica cósmica como um todo. Mas há ainda duas situações intermediárias, entre as galáxias e o Universo, onde a a matéria escura faz-se dinamicamente necessária: nos enxames de galáxias (grupos de galáxias que são coesos gravitacionalmente) e nos super-enxames de galáxias (estruturas gigantescas de enxames de galáxias que se estendem por milhões de anos-luz).

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 28-08-2012 | De: Pedro Augusto

O próprio artigo responde parcialmente à sua questão: "As galáxias escuras são galáxias pequenas ricas em gás do Universo primordial, muito pouco eficazes na formação de estrelas. [...] não emitem muita radiação, o que as torna muito difíceis de detetar."

Estas galáxias são compostas quase exclusivamente por hidrogénio (o gás de que se fala). Mas têm uma massa considerável.

Não são solução para o problema da matéria escura (cerca de 80% da matéria do Universo), pois existem limites observacionais (experimentais) vindos da nucleossíntese no Big Bang para a massa "escura" que pode residir em gás nessas galáxias - uma pequena fração do total de matéria escura do universo.

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 11-11-2012 | De: Carlos Oliveira

As galáxias escuras nada têm a ver com a matéria escura. São temas diferentes.

Pode ler mais aqui: http://astropt.org/blog/2012/07/25/observadas-pela-primeira-vez-galaxias-escuras-dos-primordios-do-universo/

Biologia/Educação Sexual

Data: 12-07-2012 | De: Maria Sousa

É possivel uma pessoa engravidar com calças de ganga vestidas; os espermatozóides são capazes de sobreviver?
(8º ano; E.B. 2,3 de Gondomar)

Re:Biologia/Educação Sexual

Data: 14-07-2012 | De: Alexandra Nobre

Olá Maria!

Para que ocorra uma gravidez, como sabes, tem que haver contacto e fusão de uma célula sexual masculina (espermatozóide) com uma célula sexual feminina (óvulo) - evento a que se dá o nome de fecundação.

Os espermatozoides são células muito sensíveis que, após libertados, apenas sobrevivem de alguns minutos a menos de uma hora, fora do corpo feminino. Quando a ejaculação (libertação dos espermatozóides) se dá dentro da vagina, eles encontram um ambiente favorável de temperatura, humidade e pH e podem sobreviver de 1 a 3 dias.
O óvulo é uma célula mais resistente mas que também só tem a duração máxima de 24h.

Se excluirmos determinados procedimentos médicos (como a fertilização in vitro), em todas as outras situações a fecundação tem que ocorrer dentro do corpo da mulher, geralmente nas trompas de Falópio ou mais raramente no útero. Para isso, os espermatozóides (0,05 milímetros de comprimento) devem percorrer um caminho de cerca de 18 cm desde a vagina até ao óvulo maturo, o que equivale a um carro pequeno percorrer cerca de 15 quilómetros. Como vês, se a ejaculação tiver ocorrido no exterior da vagina não há possibilidade de ocorrer fecundação e muito menos existindo um obstáculo como umas calças de ganga pelo caminho.

Agora é preciso atenção! Quando há contacto entre o pénis e a vagina deve sempre usar-se preservativo, por dois motivos. O primeiro, para evitar o contágio de determinadas doenças sexualmente transmissíveis como a SIDA. Em segundo, porque mesmo que a ejaculação se dê posteriormente fora da vagina, pode já ter havido a libertação de alguns espermatozóides lá dentro e estes virem a ser responsáveis por uma gravidez indesejada.

Espero que a minha explicação tenha sido clara.
Se ainda tiveres dúvidas está á vontade para perguntar novamente. :-)

Química/curiosidades científicas

Data: 02-07-2012 | De: Liliana Nova

Se a ciência consegue desvendar os mistérios do DNA ou da Física Quântica, porque é que ninguém descobriu ainda a fórmula química da Coca-Cola?
(Póvoa de Varzim, estudante universitária)

Re:Química/curiosidades científicas

Data: 06-07-2012 | De: João Paulo André

Uma fórmula química traduz a composição química de uma substância pura. A Coca Cola não se trata de uma substância mas sim de uma mistura de substâncias (água, caramelo, aromas, dióxido de carbono, etc), numa proporção definida pelo fabricante. Sendo assim não será correcto falar da fórmula química da Coca Cola mas sim da sua receita, a qual inclui vários ingredientes.

Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 01-07-2012 | De: Graciete Fernandes

A pergunta que vou colocar é ambiciosa. Gostava de saber que conclusões podemos tirar sobre a origem do Universo quando o Professor Lawrence Krauss refere, nesta palestra: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=7ImvlS8PLIo, que "as flutuações quânticas permitem que o Universo nascesse do nada". Terei lido bem ou interpretado mal? A tradução do inglês dificultou, pois é péssima.
Obrigada!
(Docente reformada, Porto)

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 09-08-2012 | De: Orfeu Bertolami

Sim, a leitura está correcta. É uma especulação audaciosa, cujos detalhes são pouco conhecidos. A ideia é que o vácuo da mecânica quântica não é vazio e uma breve flutuação no seu seio pode dar origem a uma enorme quantidade de energia. Se o Big Bang foi o resultado duma flutuação dessa natureza, nós não o sabemos. Há outras hipóteses, como por exemplo a da colisão de membranas, etc. Para esse fim, eu sugiro a leitura do capitulo VII do "O Livro das Escolhas Cósmicas" de Orfeu Bertolami.

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 25-08-2012 | De: Pedro Augusto

Do "nada" é uma forca de expressão. As flutuações quânticas ocorreram num meio "energético" quási-inicial e pensa-se que foi à custa dessas que se formaram todas as estruturas do Universo (teoria do Big-Bang inflacionário). "Meio energético" pois às elevadas temperaturas iniciais (1000000000000000000000000000000000 K) só havia energia (nada de partículas sequer). "Quási-inicial" porque só' existe "Física" a partir do tempo de Planck (0.0000000000000000000000000000000000000000001 seg.). Antes deste tempo a Física não se aventura...

Re:Astronomia/Astrofísica/Cosmologia

Data: 11-11-2012 | De: Carlos Oliveira

O "nada", em física, tem um significado diferente do "nada" popular. Cientificamente falando, nada não é o completo vazio.

Pode ver mais sobre este assunto aqui: http://astropt.org/blog/2012/01/18/um-universo-a-partir-do-nada/ e aqui: http://astropt.org/blog/2012/06/22/um-universo-a-partir-do-nada-2/

História

Data: 25-06-2012 | De: Diogo Silva

O que é o Antigo Egípto e qual a sua importância histórica?

Re:História

Data: 11-07-2012 | De: Joaquim Santos

Olá Diogo!
O que ficou conhecido como Antigo Egipto não corresponde integralmente ao território que constitui o atual Egipto, sendo apenas uma estrita faixa de terra arável ao longo do Rio Nilo que, por ter cheias periódicas que os egípcios antigos não compreendiam, mas que eram provocadas por chuvas na região da nascente (a nascente do Nilo foi um enigma até ao século XIX - a esse respeito podes ver um filme muito interessante chamado "As montanhas da Lua"). Essas cheias traziam fertilizantes naturais que enriqueciam as terras, tornavam-as produtivas e atrativas para as populações, que aí se fixaram por haver alimento (habitavam as zonas a salvo das cheias e cultivavam as que eram apanhadas pelas cheias). A abundância de alimento fez com que ali se fixasse uma população em crescimento, que conseguia poduzir mais alimento do que precisava, vendendo o resto e fazendo nascer o mercado, o governo, o exército, as artes, a escrita (que tinha sido inventada na vizinha Suméria mas que os Egípcios adaptaram às suas necessidades). Ou seja, tudo aquilo a que chamamos civilização. Então o Egipto foi, juntamente com a Suméria, uma das primeiras civilizações da humanidade, tendo atingido um nível cultural elevado, nomeadamente nos campos das ciências e das artes (as Pirâmides, por ex.), mas não só, vindo a influenciar mais tarde a cultura grega (com a qual contactava através do comércio mediterrânico), esta, como se sabe, fundamental na História da cultura ocidental. Ou seja, mais conhecida hoje como uma cultura do Médio Oriente islâmico, o Egipto antigo teve uma considerável importância indireta na cultura europeia.

Física/Radiação/Saúde

Data: 19-06-2012 | De: Joãozinho

Nós emitimos radiação? Se sim, de que tipo? Pode ser perigosa para nós e para os outros?
(Póvoa de Varzim)

Re:Física/Radiação/Saúde

Data: 20-06-2012 | De: Ana Carla

Olá, João.

Sim, todos nós emitimos radiação, na região dos infra-vermelhos (IV).

Não é perigosa, nem para nós, nem para os outros, porque é uma radiação de baixa energia (se fosse ultra-violeta, mais energética, sim, seria potencialmente perigosa mas, mesmo assim, dependeria da distância a que estivessem de nós).

A radiação que emitimos é, basicamente, o que chamamos de "calor humano" :-)

Re:Física/Radiação/Saúde

Data: 19-07-2012 | De: Pedro Almeida

Olá,
De facto emitimos outro tipo de radiação, (gama e beta) pelo facto de possuirmos uma pequeníssima quantidade de potássio-40 no nosso corpo. Este isótopo do potássio existe em quantidades muito pequenas na Natureza, mas como tem uma vida média muito grande (ou seja, uma população destes átomos demora muito tempo a reduzir a sua quantidade para metade, emitindo radiação), existem átomos destes no nosso corpo. De facto, o nosso corpo precisa e potássio para funcionar (as nossas células manteem o equilíbrio eléctrico trocando potássio e sódio através da sua membrana).
Esta radiação representa um risco muito pequeno para a nossa saúde.

Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 08-06-2012 | De: Catarina Garcia

Por que é que determinados alimentos ganham bolor quando guardados no frigorífico? Há uns dias fui confrontada com a situação de um creme de barrar, feito à base de queijo, ter adquirido uma quantidade considerável de bolor quando guardado a uma temperatura bastante fria. O problema é da temperatura? Ou poderá estar nas mudanças de temperatura que se vão fazendo no frigorífico? Poderá também estar na constituição dos alimentos?
Obrigada.

(26 anos, Bruxelas)

Re:Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 16-06-2012 | De: Carlos Silva

O que considera bastante frio?

Normalmente no laboratório onde trabalho costuma-se colocar as culturas biológicas a 4ºC para que elas parem de crescer.

Elas não morrem, entram num estado de dormência até que a temperatura suba de novo. Mesmo assim, existem espécies que ainda conseguem crescer.

O creme de barrar é uma autêntica festa nutritiva para os esporos (sementes de fungos http://pt.wikipedia.org/wiki/Esporo) e o frigorífico é um local húmido. Só falta juntar um pouco de temperatura para estarem criadas as condições para estes esporos crescerem e darem origem ao bolor.

Qualquer alimento, que não seja salgado ou demasiado doce (pois isso inibe o crescimento de fungos; daí as compotas o terem presente, por exemplo), é passível de ser "atacado" por fungos, bastando para isso as boas condições acima indicadas.

A colocação de algo quente no frigorífico (sopa ou gelatina acabada de fazer), ou uma longa permanência fora do frigorífico, pode contribuir para aumentar a temperatura momentaneamente, dando condições para o bolor crescer.

Re:Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 20-06-2012 | De: Célia Manaia

As baixas temperaturas (4-8 ºC) como costumam estar os frigoríficos, apenas uma minoria de microrganismos podem proliferar. Um deles são os bolores, que forma esporos (não observáveis) mas que em condições favoráveis de nutrientes e temperatura e na ausência de competição podem germinar e dar origem a abundante proliferação de bolores. Se em vez de no frigorífico, o queijo tivesse sido deixado à temperatura ambiente, os bolores ter-se-iam desenvolvido mais cedo.

Re:Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 21-06-2012 | De: Ana João Rodrigues

Mesmo que a temperatura do frigorífico se mantivesse constante, seria possível ter uma contaminação com bolores ou outros microorganismos. Se bem que a temperatura fria inibe o crescimento da maioria dos microorganismos, existem seres vivos em quase todos os ambientes, inclusive aqueles hostis. Por exemplo, existem bactérias termófilicas que crescem a temperaturas entre 50-70ºC e outras, denominadas hipertermofilicas que preferem temperaturas que podem ser superiores ao ponto de ebulição da água. Ao invés, existem microorganismos (criofilicos) que crescem a temperaturas abaixo de 0ºC.

Claro que a constituição dos alimentos também influencia a sua condição e tempo de preservação. Por exemplo, alimentos como os pickles conservam-se mais tempo inalterados porque são ácidos, e a maioria dos organismos não consegue proliferar neste ambiente. No entanto, também existem bactérias que preferem alimentos ácidos e que crescem bem nestas condições. Considerando a variedade de formas de vida existentes, não é de estranhar que os alimentos se estraguem... A natureza é realmente maravilhosa!

Re: Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 22-06-2012 | De: Jorge Paiva

O leite, particularmente o queijo, tem SEMPRE fungos (vulgarmente leveduras e bolores) em reduzida quantidade. Logo que tenham condições, reproduzem-se activamente por esporulação. Essas condições viáveis têm mais a ver com humidade (não há vida sem água) do que com a temperatura. Assim, se deixar o queijo no frigorífico envolvido em plástico ou numa caixa de plástico (que preservam a humidade) o queijo aparecerá com bolores passados poucos dias. Se puser o queijo num prato, sem ser coberto, mais dificilmente apanhará bolor. Pode é ficar duro por exsicação, pois perderá água. O mesmo acontece com outros alimentos, como frutas e pão por exemplo. Os alimentos não devem ser postos nos frigoríficos em recipientes de plástico, a não ser hermeticamente fechados (é isso que fazem nas grandes superfícies). Alguns destes fungos são cancerinogénicos. Assim, por exemplo, NUNCA se devem guardar amendoins em sacos de plásticos. Só hermeticamente fechados. Depois destes serem abertos, ou se consomem todos ou, no caso de sobrarem, é deitar fora, pois o fungo cancerinogénico que aparece, é invisível a olho nu.

Re:Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 27-06-2012 | De: Carlos Alberto Ribeiro

O problema é tanto da temperatura como da Actividade da água (Aa). Os bolores podem ser psicrófilos sobrevivendo e multiplicando-se a baixas temperaturas. Os organismos psicrófilos vivem bem entre 0ºC e 10ºC. Os frigoríficos estão, em geral, entre 4ºC e 6ºC. O queijo é um produto lácteo com alto teor de lípidos, os quais constituem nutrientes muito interessantes para o desenvolvimento de bolores (=fungos) e leveduras.

A actividade da água é um conceito que está associado à água mínima disponível para que seja ainda possível o desenvolvimento de um determinado microrganismo. Neste tipo de produtos é normal a existência de grandes quantidades de água e, por conseguinte, os bolores não têm qualquer limitação e desenvolvem-se muito bem neste tipo de substrato nutritivo.

Nas compotas e geleias, o abrir e fechar dos frascos faz com que haja um acréscimo na hidratação microambiental à superfície do alimento e, em conformidade, os bolores também podem proliferar nessa camada superficial.

Os microrganismos só sobrevivem com um conteúdo mínimo de água metabólica disponível. Se esta quantidade de água se mantiver abaixo dos níveis de sobrevivência requeridos pelos microrganismos estes não se desenvolvem, razão pela qual alimentos muito salgados e muito doces estão, normalmente, isentos de contaminações.

Re: Curiosidades Científicas - Bolor nos alimentos

Data: 02-07-2012 | De: Carmo Barreto

Os alimentos, em geral, não ganham mais bolor por serem guardados no frigorífico do que deixados à temperatura ambiente. Pelo contrário, em geral a temperatura mais baixa atrasa o aparecimento dos bolores. Mas a temperatura dentro de um frigorífico em geral é relativamente elevada (quase sempre acima de 4-5ºC, até 10ºC e mesmo mais). A maioria dos fungos (grupo ao qual pertencem os bolores) consegue crescer a essas temperaturas, desde que tenha alimentos e humidade suficiente. E como os esporos (o equivalente às sementes, embora com características diferentes) dos bolores são muito leves e se espalham com facilidade pelo ar, a maioria dos alimentos que guardamos no frigorífico trazem consigo esporos suficientes para que o bolor se desenvolva quando encontra condições adequadas.

Biologia/Evolução

Data: 07-06-2012 | De: Joãozinho

Uma vez que provimos todos de uma célula unicelular, gostaria de saber se partilhamos DNA com as bactérias atuais?
(9º ano, Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Evolução

Data: 12-06-2012 | De: Paulo de Oliveira

Respondendo diretamente, sim. É famosa a "árvore da vida" construída pela comparação das sequências nucleotídicas do gene para o rRNA da subunidade pequena do ripossoma (SSU rRNA), ver por exemplo uma versão muito difundida (embora obsoleta nos detalhes) em http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/70/Phylogenetic_tree.svg/450px-Phylogenetic_tree.svg.png . A original http://www.dhushara.com/book/unraveltree/woese1.jpg era mais correta pois não tentava definir a "raiz" da Vida. Uma versão mais moderna, baseada em vários genes, encontra-se em http://www.dhushara.com/book/unraveltree/root.jpg

Obtenção de energia pelas plantas: fotossíntese e quimiossíntese

Data: 05-06-2012 | De: Pedro Alves

Tendo em conta que durante o dia as plantas realizam a fotossíntese e à noite a quimiossintese - devido à ausência de luz solar (por favor corrijam-me se estiver engando) - coloquei a hipótese se porventura alguém realizou algum ensaio sobre a possibilidade das plantas poderem realizar ininterruptamente qualquer um dos processos acima indicados. De uma forma rudimentar, a minha pergunta é: as plantas poderiam por exemplo realizar sempre a quimiossintese se estivessem num ambiente de laborátorio (ou qualquer outro) onde não houvesse qualquer forma de obter luz? Já houve alguém que testou esta hipótese? Se sim, quem?

Desde já grato pelo seu tempo.

Com os melhores cumprimentos,

Pedro Alves
(Azambuja, 18 anos, estudante, 12º ano, Escola Secundária de Azambuja.)

Re:Obtenção de energia pelas plantas: fotossíntese e quimiossíntese

Data: 06-06-2012 | De: Carlos Silva

Vou supor que já deste em Biologia a maior parte das moléculas que vou falar aqui.

A planta necessita da luz solar para produzir ATP e NADPH. As clorofilas capturam a energia solar, libertando electrões, que viajam através de uma cascata de elementos condutores até resultar na quebra de uma molécula de água, libertando oxigénio molecular e electrões para repor o estado "neutro" que permite à planta repetir o processo.

Esta é a chamada fase luminosa.

Depois segue-se a fase escura.

Nesta fase, usando o ATP e NADPH como fonte de energia, a planta captura o dióxido de carbono atmosférico e, através da catálise uma molécula chamada RuBisCo, produz glicose.

Esta fase, como podes ver, não necessita obrigatóriamente de luz (embora alguns mecanismos de regulação precisem).

Depois, a planta pode usar essas mesmas moléculas de glicose para produzir energia, libertando dióxido de carbono, na ausência de luz.

Quimisíntese refere-se ao processo de utilização de substâncias minerais para obter energia. Que eu saiba, só algumas bactérias o conseguem fazer.

Portanto, as plantas não são capazes de sobreviver em luz nenhuma, embora consigam sobreviver a periodos sem luz.

Se fui muito técnico avisa. Mas como estás no 12º, penso que foi melhor tratar os "bois pelos nomes".

Re:Re:Obtenção de energia pelas plantas: fotossíntese e quimiossíntese

Data: 07-06-2012 | De: Pedro Alves

Desde já o meu profundo agradecimento pois além de ter feito uma pergunta de forma "leiga", confundi e misturei conceitos. Não obstante, ainda assim conseguiu responder.

Obrigado pelo seu tempo.

Re:Obtenção de energia pelas plantas: fotossíntese e quimiossíntese

Data: 26-06-2012 | De: João Daniel Arrabaça

A fotossíntese como o própio nome indica é uma síntese (de glícídos) à luz. Assim é errado considerar uma fase escura da fotossíntese. Todo o processo fotossintético se dá à luz tanto as chamadas reacções ditas fotoquímicas (formação de ATP e NADPH+H+, na membrana do tilacóide) como as reacções químicas (produção de glícidos no ciclo de Calvin, que ocorre no estroma do cloroplasto, utilizando a energia e poder redutor produzidos nas reacções fotoquímicas). Para que o ciclo de Calvin funcione é necessário que a planta esteja à luz , pois vários enzimas do ciclo são activados pela luz, não só o enzima responsável pela fixação do dióxido de carbono atmosférico (ribulose-1,5-bisfosfato carboxilase/oxigenase, RUBISCO), como outros envolvidos na sintese dos glicidos. As moleculas de triose-P produzidas, neste ciclo, levam à sintese de amido no estroma do cloroplasto ou atravessam a membrana do cloroplasto e permitem a sintese de sacarose no citosol. Ambos os processos necessitam de luz. Talvez se lembre de uma experiência em que o iodo reage com o amido da folha e aparece uma cor violácea. “ISTO SÒ ACONTECE SE A FOLHA ESTIVER À LUZ”. Se a folha estiver às escuras durante umas horas, o amido é metabolizado e não há reacção com o iodo.
O ATP formado nos cloroplastos é basicamente todo utilizado no processo fotossintético. A maior parte do ATP celular provém da oxidação dos glúcidos (produzidos na fotossíntese) pela respiração (fosforilação oxidativa), que se dá permanentemente, quer à luz, quer às escuras, em praticamente todas as células das plantas.

Re:Obtenção de energia pelas plantas: fotossíntese e quimiossíntese

Data: 02-07-2012 | De: Carmo Barreto

Não me parece correto dizer que as plantas “realizam fotossíntese de dia e quimiossíntese à noite”. Na realidade, a fotossíntese inclui (1) um conjunto de reações a que chamamos “fase luminosa”, em que a energia solar é usada para formar moléculas “energéticas” como o ATP e o NADPH, e (2) uma “fase escura” ou “ciclo de Calvin”, em que a energia química dessas moléculas é usada para sintetizar glucose a partir do CO2 atmosférico. Essa “fase escura” ocorre durante o dia, em simultâneo com a “fase luminosa”, porque vai gastando o ATP e o NADPH à medida que estes se formam. O que ocorre durante a noite é outra coisa: é a respiração mitocondrial, que é muito semelhante à que ocorre nas nossas células, e que gasta oxigénio e nutrientes, como a glucose, para obter ATP utilizado pelas células para diversas finalidades (a respiração também existe nas plantas durante o dia; simplesmente é menos significativa, porque ocorre em simultâneo com a fotossíntese).

A germinação das plantas a partir da semente não precisa de luz; a planta usa as reservas de nutrientes que foram armazenadas na semente para formar o caule e as primeiras folhas. Mas o facto de as plantas necessitarem da luz para fabricar as suas moléculas levou a que dependam da luz para desencadear o crescimento e diversos outros processos, de maneira que a partir de certa altura, mesmo que lhes seja fornecida glucose, acabam por morrer. Mas encontrei uma indicação de que já houve cientistas no “Karlsruhe Institute of Technology (KIT)” que conseguiram “enganar” as plantas, dando-lhes um composto chamado “15Ea-phycocyanobilin” que as faz reagir como se estivessem expostas à luz, e assim conseguir crescer no escuro, desde que lhes forneçam nutrientes, porque sem luz elas não conseguem sintetizá-los:

http://www.sciencedaily.com/releases/2012/05/120516093154.htm

Re:Re:Obtenção de energia pelas plantas: fotossíntese e quimiossíntese

Data: 08-08-2012 | De: Pedro Alves

Antes de mais quero deixar bem claro que não estou de maneira nenhuma a desconsiderar as outras respostas. Pelo contrário, visto que nem fui explicito nem utilizei os termos correctos, fico contente pelo esforço de todos aqueles que se disponibilizaram prontamente a responder.

Ainda assim, tenho de dar um especial obrigado ao senhor Carmo Barreto. Digo isto, porque, sentia uma certa curiosidade em saber se já teria sido levado a cabo alguma experiência desse tipo (conforme está a vista de todos e segue-se no link acima exposto).

Com os melhores cumprimentos,

Pedro Alves

Biologia/Botânica

Data: 01-06-2012 | De: Catarina

Gostaria de saber quantos esporos existem num soro de um feto?
(E.B. 2,3 de Beiriz, 6º ano)

Re:Biologia/Botânica

Data: 22-06-2012 | De: Jorge Paiva

Os esporos estão em esporângios, estes é que estão ou não reunidos em soros. O número de esporos num ESPORÂNGIO depende do feto: dezenas a milhares.

Re:Biologia/Botânica

Data: 27-10-2012 | De: Rubim Almeida

Olá

Embora o Professor Jorge Paiva já tenha respondido a esta questão, aqui fica uma dica que permitirá saber qual o número de esporos, pelo menos de alguns fetos.
Os fetos, dependendo do grupo a que pertençam, apresentam soros constituídos por esporângios que podem ser um de dois tipos - Leptosporângios e Eusporângios.
Os Eusporângios são o tipo de esporângios que constituem os soros da maioria dos fetos (mas também são o tipo de esporângios presentes noutros grupos) e do ponto de vista do conhecimento do número de esporos não são interessantes porque cada um pode conter centenas ou milhares de esporos, dependendo da espécie.
Mas no caso dos fetos que apresentam leptosporângios (fetos como os dos géneros Selaginella e Isoetes), cada esporângio apenas contem 64 esporos. Assim, se conseguires contar o números de esporângios por soro, e depois contar o números de soros, é fácil saber quantos esporos existem num indivíduo.
Espero que esta informação te seja útil.
Boas investigações :)

Astronomia/Astrofísica

Data: 29-05-2012 | De: Joãozinho

Eu sei que a luz que nos chega à Terra vinda do Sol demora cerca de 8 minutos. Mas, tendo em conta a teoria da relatividade de Einstein, e uma vez que a luz viaja à velocidade da luz, quanto tempo terá passado para esta luz que do sol saiu à 8 minutos quando chegou à Terra (quanto tempo ficou ela "mais velha")? E em relação à luz de estrelas longínquas; por exemplo: o tempo que uma luz de uma destas estrelas demora a chegar à Terra, supunhamos que seja 20 anos-luz, é o tempo que efetivamente passa para esta luz (assim como se esta ganhasse vida)? E já agora: um raio de luz poderia viajar eternamente no vasto comos que conhecemos, imaginando que este seria infinito, sem se "apagar" ou sem alterar as suas propriedades físicas e químicas?
(9º ano, Póvoa de Varzim)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 20-06-2012 | De: Ana Carla

Ora bem, por muito que nos custe a imaginar...para a luz não passou tempo nenhum. A luz não pode "ganhar vida" porque, para ser vida, teria de ter matéria e massa e, nestas circunstâncias, já não seria luz...

Porque os fotões são partículas de pura luz (energia, radiação...) sem massa, podem viajar à velocidade da luz e para eles, o tempo simplesmente... não passa. Passa é para nós, partículas com massa (que, para além de envelhecermos, podemos engordar!)

Por isso, não só para a luz que saiu do sol não passou tempo nenhum, como mesmo para a luz que já viajou kilómetros e kilómetros e kilómetros...

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 21-06-2012 | De: Nuno Peixinho

Pergunta muito interessante. A resposta é, porém, simples ainda que talvez confusa. Para resumir, um fotão não sabe o que é o tempo. Ou seja, o tempo não passa para um fotão. O fotão não tem idade nem sabe o que isso é. Apenas os fotões viajam à velocidade da luz. Mas não têm massa. Segundo a relatividade geral um objeto com massa ao aproximar-se da velocidade da luz vai "sentir" um aumento de massa e a dilatação do tempo (ou seja, visto por o observador em repouso o seu tempo fica mais lento). Porém os fotões não têm massa e viajam à velocidade da luz. Portanto, podemos dizer que a sua massa não aumenta e o seu tempo não passa. Ou seja, do ponto de vista do fotão (supondo que um fotão tivesse um ponto de vista) ele chegou ao seu destino no mesmo instante em que saiu da estrela, seja lá que destino for.

Quanto à segunda parte da sua pergunta, um raio de luz poderá viajar eternamente sem se alterar se nunca interagir com nada. Ou seja, se um fotão (ou muitos todos juntos) fosse lançado numa direção e nunca encontrasse nenhuma outra partícula que interagisse com ele nem encontrasse nenhum campo gravitacional de nada ele manter-se-ia sempre igual a si mesmo. O problema é que, estatisticamente, mais cedo ou mais tarde o fotão acabará por encontrar qualquer coisa no seu caminho e ser assim alterado.

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 26-06-2012 | De: António Alberto Silva

Quanto ao tempo que passa para a luz (segundo a Teoria da Relatividade): é zero; num referencial que se desloque à velocidade máxima possível no Universo, “só se passa espaço, não se passa tempo”.

Quanto a um “raio de luz”, isto é, um feixe de fotões, viajar “eternamente”: se não houver interações (o que me parece praticamente impossível), não vejo por que tal não seja possível. Mas não esquecer que as propriedades físicas dos fotões dependem do referencial no qual elas são observadas.

Pseudociência

Data: 19-05-2012 | De: Pedro Santos

É verdade que o mundo vai acabar? (E.B 2,3 de Beiriz)

Re:Pseudociência

Data: 24-05-2012 | De: João Calafate

Olá Pedro,
uma pergunta semelhante à tua foi aqui anteriormente colocada por uma aluna do 4º ano do 1º ciclo.

Deixo-te as respostas que foram dadas na altura por elementos da comissão científica:
-----------------------------------------------------------------------------
Data: 2012-01-29 | De: Carlos Oliveira

Não vai acabar como andam a dizer. Essas coisas são mentira.

Mas a vida no mundo (Terra), irá acabar dentro de cerca de 2 mil milhões de anos, devido à evolução do Sol.

Como vês, é daqui por muito tempo, e por isso não te deves preocupar com isso ;)

Data: 2012-01-31 | De: João Lourenço Monteiro

Olá Carina,

O professor Carlos Oliveira já deu uma resposta clara à tua pergunta.

Só quero reforçar a mensagem: essas coisas que se dizem do fim do mundo, não têm qualquer fundamento científico, são coisas inventadas (ficção).

Portanto não te preocupes com isso.
-----------------------------------------------------------------------------

Pergunta sempre que tenhas alguma dúvida.
Cumprimentos,
o editor.

Re:Pseudociência

Data: 08-06-2012 | De: João Calafate e António Alberto Silva

Olá Pedro,

não deves preocupar-te com algumas profecias que de vez em quando andam por aí.
Se estás a pensar no “mundo todo”, em tudo o que existe, acho que ninguém sabe responder. Nem sabemos bem o que é esse “mundo”!
Mas deves estar a pensar no “nosso mundo”, no planeta Terra. Quanto a isso, sabe-se que ela deixará um dia de ser como é agora. Será tão diferente que até se pode dizer que vai “acabar”.

Posso dizer-te, baseado no que os cientistas já estudaram, que daqui a aproximadamente 4 mil milhões de anos o nosso Sol vai dilatar imenso e se tornará numa gigante vermelha. Os astrónomos e astrofísicos pensam que a Terra será "apanhada" por esta gigante vermelha, mas não sabem ao certo o que acontecerá ao nosso planeta. O planeta pode deixar de existir ou não. Mas ficará muito diferente. E nele a vida, tal como existe agora, deixará de existir. Mas quatro mil milhões de anos é muito, muito tempo. Tempo a mais para nos preocuparmos com isso.
Mas outras coisas se passarão no universo. Que está em constante evolução. Um dia a galáxia Andrómeda, nossa “vizinha”, colidirá com a nossa, a Via Láctea. As duas estão a aproximar-se. Mas falta muito muito tempo para isso. Talvez isso só aconteça depois do nosso Sol explodir e ficar gigante vermelha. Além disso, haver uma colisão de galáxias não significa que as partes delas colidam umas com as outras, pois numa galáxia a maior parte do espaço é vazio (vácuo).
Claro que entretanto não estamos a salvo de que algum asteroide enorme embata com o nosso planeta e nos cause problemas imensos, como aconteceu aquando da extinção dos Dinossauros (pensa-se que assim foi). A NASA tem vindo a monitorizar os mais perigosos destes corpos celestes e estou em crer que num futuro próximo disporemos de tecnologia para evitar que uma catástrofe destas possa acontecer, ou porque desviaremos a rota do asteroide ou porque o explodimos/dividimos em fragmentos mais pequenos. Mas mesmo que esta catástrofe natural aconteça o mundo não acabava, nós e a maioria das outras espécies é que podemos findar.

Espero ter ajudado, acrescentando algumas curiosidades científicas às respostas anteriores!

Cumprimentos,
o editor.

Astronomia/Astrofísica

Data: 15-05-2012 | De: Joãozinho

Eu sei, porque já li e me disseram, que o universo está em expansão acelerada, ou seja, as galáxias estão a afastar-se cada vez mais umas das outras e cada vez de forma mais rápida. Li também, que as galáxias mais distantes afastavam-se ainda mais rápido do que as mais próximas e que o universo não tem um centro definido. Contudo, não consigo perceber tudo isto!

(9º ano, Póvoa de Varzim)

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 21-06-2012 | De: Nuno Peixinho

Essa pergunta é uma pergunta de resposta difícil. A melhor forma é imaginar que nós agora éramos banda desenhada. Ou seja, o nosso mundo era a duas dimensões. Só podemos andar para os lados. Não existe cima para nós. Não sabemos o que isso é, pois não o conseguimos ver nem compreender. Agora imagine que as galáxias são apenas desenhos (a duas dimensões) feitos com um marcador preto na superfície de um balão. Pinte a nossa galáxia a vermelho. Vá enchendo o balão de ar e pode ver que as galáxias de afastam umas das outras. Pode ver também que do ponto de vista da nossa galáxia, pintada a vermelho, as galáxias mais distantes parecer afastar-se mais depressa. E agora faça a pergunta: do ponto de vista das galáxias, desenho a duas dimensões na superfície de um balão, qual é o centro do Universo? Não há. Claro que do seu ponto de vista, sendo um ser humano a 3 dimensões, achará que o centro do Universo é o centro do balão. Mas, para o Universo a duas dimensões das galáxias desenhadas, esse centro do balão não existe. As galáxias só veem para os lados e não podem ver nem para fora nem para dentro da superfície do balão. Agora tente imaginar a mesma coisa para a nossa realidade a três dimensões. O raciocínio é o mesmo. Não há centro. Talvez, se existisse uma quarta dimensão geométrica (estamos aqui considerar que o tempo é uma dimensão mas não é ume dimensão geométrica, ou seja coisa que se mede com uma régua, portanto não conta), coisa que não sabemos e provavelmente nunca teremos forma de saber, e houvesse uma criatura nessa quarta dimensão olhando para o nosso Universo 3D, talvez ela pudesse conceber um centro para o nosso Universo, só que se centro não estaria dentro do nosso universo, tal como o centro do balão não está na superfície do balão, mas sim fora dela.

Re:Astronomia/Astrofísica

Data: 26-06-2012 | De: António Alberto Silva

Eu acho que “compreender mesmo”… ninguém compreende. Nós não somos capazes de “compreender mesmo” o que é “o espaço ser criado”…

Biologia/Zoologia

Data: 15-05-2012 | De: PATRÍCIA

Como é que o número de horas de luz diárias influencia o pêlo dos animais?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 24-07-2012 | De: Adelino Canario

Muitos animais perdem o pêlo no verão para crescer novo para os preparar para o inverno. Embora hajam algumas diferenças entre diferentes espécies, no hemisfério norte normalmente o encurtar do dia (após o solstício de verão) marca o início da queda do pêlo. Isto quer dizer que os animais têm um sistema de detecção da luz - no caso dos mamíferos a retina - e um sistema de medição do comprimento do dia no cérebro - um "relógio biológico". É o mesmo mecanismo que faz com que os animais se reproduzam sazonalmente, isto é numa determinada estação do ano. Praticamente, todos os organismos vivos, desde os unicelulares aos mais complexos têm um relógio biológico, um ritmo diário, que permite que sincronizem as suas actividades com o comprimento do dia.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 21-10-2012 | De: Maria Anunciação Ventura

Na realidade não é apenas o nº de horas de luz diárias mas sim o fotoperíodo, que influencia a mudança de pelagem nos animais. O fotoperíodo não é mais do que a soma da fotofase (nº de horas de luz) com a escotofase (nº de horas de escuro), em cada 24 h. A resposta é meramente fisiológica, e mediada pelo sistema nervoso. Os olhos, o órgão do sentido onde se localizam as células fotoreceptoras, capta a luz diária, durante um determinado período de tempo, e essa informação é enviada e processada pelo sistema nervoso central, mais propriamente o cérebro. Ao chegar ao fotoperíodo crítico, ou seja, aquele cuja duração da fotofase indica a chegada da estação desfavorável nas latitudes intermédias, ou pelo contrário da estação mais favorável, desencadeia-se uma resposta hormonal no organismo, mediada pelo sistema nervoso, de forma a que o pelo se renove, e o animal fique preparado para o frio, ou pelo contrário fique preparado para o calor. De notar que a luz artificial pode quebrar este ciclo, e daí que os animais domésticos que vivem a maior parte do tempo dentro de casa, estejam sempre a perder pelo, enquanto aqueles que vivem maioritariamente ao ar livre, mudem de pelo apenas duas vezes ao ano. Nós também estamos sujeitos a esta acção da luz, mas como já temos pouco pelo, é na perda do cabelo que este efeito mais se nota (mas não na perda definitiva pois essa chama-se calvíce).

Astronomia

Data: 13-05-2012 | De: André Olaio

Porque é que os planetas rodam em volta deles próprios?

(1º ano, 1º ciclo)

Re:Astronomia

Data: 16-05-2012 | De: Rui Costa

Olá André.
Os planetas e o Sol formaram-se a partir de uma gigantesca nuvem de gases e pó que se foi contraindo, concentrando a maior parte da massa no centro devido à força da gravidade (a mesma que nos puxa para baixo).
Qualquer pequeno movimento de rotação que essa nuvem tivesseinicialmente é multiplicado muitas vezes consoante a nuvem se vai contraindo, devido a um fenómeno chamado "conservação do momento angular". É essa conservação do momento angular que vês quando um patinador em rotação com os braços abertos passa a rodar muito mais rápido quando encolhe os braços.

E como sabemos que a nuvem original que deu origem ao Sol, aos planetas e aos restantes corpos do Sistema Solar estava em rotação? Sabemos isso porque se não estivesse em rotação, não se teriam formado quaisquer planetas. Toda a matéria se iria aglomerar no centro da nuvem, por ação da gravidade, dando origema uma estrela solitária e sem rotação.

Re:Re:Astronomia

Data: 18-05-2012 | De: Rui

Essa rotação fez com que a matéria acabasse por se concentrar num disco coincidente com o plano de rotação. Os planetas foram-se formando, nesse disco de matéria, por aglomeração de matéria e, conforme iam crescendo, maior era a capacidade de atrair mais matéria, devido à gravidade. Como todos esses materiais estavam eles próprios a circular em torno do centro da nebulosa, ao colidir com os planetas em formação, acrescentavam a sua própria energia cinética aos chamados proto-planetas.
Assim, todos os planetas e corpos que constituem o Sistema Solar estão em rotação.

Astronomia/Estrelas

Data: 13-05-2012 | De: Filipa Bettencourt

Quantas estrelas há no céu?

(2º ano, E.B. 1,2,3 /JI Francisco Ornelas da Câmara,
Praia da Vitória)

Re:estrelas

Data: 16-05-2012 | De: Rui Costa

Olá Filipa. Se à noite, numa cidade ou num local com candeeiros, olhares para cima, verás algumas dezenas de estrelas.
Se olhares para o céu à noite e estiveres num sítio afastado de cidades ou vilas, verás muitas centenas de estrelas. se tiveres boa visão e o local for mesmo escuro, podes ver até cerca de 2000 estrelas só com os teus olhos. As mesmas que verias na cidade, mais uma grande quantidade de estrelas menos brilhantes que eram invisíveis com a claridade do céu num local com iluminação pública.
Se tiveres uns binóculos e os apontares para o céu, verá que esse número é muito maior. e será ainda maior se usares um telescópio.
Mas essas estrelas são apenas as que estão à nossa volta, neste cantinho da galáxia a que chamamos Via Láctea. Esta galáxia, da qual o Sol faz parte terá entre cem a quatrocentos mil milhões de estrelas (100.000.000.000 a 400.000.000.000 de estrelas). São mesmo muitas estrelas, não é?
O número de estrelas é muito incerto pois não podemos contar, uma a uma, as estrelas que existem na Via Láctea. A contagem vem de uma série de cálculos que agora não interessam, mas que um dia, quando aprenderes mais alguma matemática, poderás compreender.
Mas ainda só contámos as estrelas de uma única galáxia, a nossa. E quando olhamos para o céu, através de um grande telescópio, ou quando tiramos fotografias através desses telescópos, podemos ver que há muitas outras galáxias no céu, cada uma delas também com milhares de milhoes de estrelas...

O número de estrelas é tão grande que já alguém disse que há mais estrelas no céu do que grãos de areia em todas as praias da Terra.

Biologia/Zoologia

Data: 11-05-2012 | De: Natacha Abreu

Olá!
Gostava de saber se existe algum predador de ouriços-cacheiros?
(E.B 2,3 Cego do Maio)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 20-06-2012 | De: Bruno Pinto

Sim, o ouriço-cacheiro já foi encontrado no estômago de texugos (o seu predador mais frequente), raposas, martas e outros mamíferos carnívoros, assim como nas regurgitações de águia-real e bufo-real. No entanto, supõe-se que alguns destes restos possam provir de animais mortos, que foram comidos pelos predadores referidos acima.

Re:Biologia/Zoologia

Data: 21-06-2012 | De: Rita Covas

Não é a minha especialidade, mas sei (por consulta bibliográfica e observação no campo) que os bufos-reais (Bubo bubo) podem caçar ouriços-cacheiros. Aliás, existe uma espécie africana de bufo real (Bubo lacteus) para a qual os ouriço-cacheiro africano pode ser uma das presas mais frequentes. Num sítio onde faço trabalho de campo, encontrei várias vezes a 'carapaça' de ouriços debaixo de uma árvore, que era usada como dormitório por um Bubo lacteus. Pelos vistos, esta ave tem uma técnica que lhe permite tirar o corpo do ouriço sem que os picos a incomodem.
Deixo os "links" da wikipedia para as páginas destes predadores:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bubo_bubo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bufo-de-verraux

Espero ter ajudado!

Re:Biologia/Zoologia

Data: 24-07-2012 | De: Adelino Canário

Para começar o homem, geralmente utilizando cães. Mas as raposas, o texugo e aves de rapina são importantes predadores.

Curiosidade científica

Data: 10-05-2012 | De: Catarina Garcia

Boa noite a todos. Em conversação numa festa de aniversário, surgiu a questão sobre quem terá inventado o fósforo. Será que me podem ajudar? Obrigada.

Jurista / Consultora, Bruxelas

Re:Curiosidade científica

Data: 11-05-2012 | De: João Alves

O Fósforo é um elemento químico, logo não foi "inventado" por ninguém. No entanto, suponho que queira perguntar quem descobriu o palito de fósforo. Foi um senhor americano chamado Alonzo D. Phillips de Springfield. Além disso, o fósforo (elemento) foi descoberto acidentalmente por um alquimista alemão chamado Henning Brand.

Itens: 1 - 163 de 163

Novo comentário

Tópico: Questões científicas

Cura

Data: 10-06-2017 | De: david oliveira

Descobrir que eu era HIV positivo não era fácil. Mas com o passar do tempo, adormeci lentamente com o meu estado positivo para o HIV e tentando enfrentá-lo com uma atitude positiva. Em meados de 2012 fiquei bastante doente. Eu desenvolvi sintomas persistentes de gripe, dores de cabeça, tosse irritante e feridas que não iria curar. Minha pele sentiu como se estivesse rastejando, minhas pernas doíam, eu sentia náuseas e perdi peso. Então o exaustão atingiu. Era um cansaço indescritível e não importava o quanto eu dormia, eu nunca sentia descansado. Em 2013, fui hospitalizado quando meu número de CD4 atingiu 86 (pessoas com HIV-negativos têm uma contagem de CD4 entre 700 e 1.000, uma contagem de CD4 inferior a 200 é considerada perigosamente baixa). Foi um momento terrível. Há muito a dizer sobre o Dr. Rain, mas eu só posso mencionar alguns agora, este é um excelente, bom e poderoso Dr. RAIN, tudo graças a ele por ter me dado uma segunda chance, se você estiver aí passando por qualquer Problema, você pode contactá-lo hoje em seu e-mail via: (drrainhivhealingcentre@gmail.com), e eu sei que ele irá ajudá-lo também.
Entre em contato com ele para qualquer tipo de doença abaixo como:
1 Câncer
2 Hiv
3 baixa contagem de esperma
4 Barrenness
5 Herpes
6 Hpv
7 Gonorréia
8 ITS (infecção sexualmente transmissível)
9 DST (doença sexualmente transmissível)
10 Stroke.
Entre em contato com ele para qualquer tipo de Via de Doença (drrainhivhealingcentre@gmail.com) ou whatsapp: +2347068420766

Cura

Data: 06-06-2017 | De: david oliveira

MEU TESTIMONIO DE CURA DE HIV

Minha boca é curta de palavras, estou tão feliz porque o Dr. Rain me curou da doença do HIV, que eu tenho sofrido nos últimos 5 anos agora, eu gasto muito quando eu recebo drogas do hospital para me manter saudável, eu tentei Todos os meios na vida para sempre eu posso tornar-me HIV negativo um dia, mas não houve resposta até encontrar Dr Rain a paróquia de Africano que me forneceu algum feitiço de cura que ele usa para me ajudar, agora estou feliz por contar a todos que eu sou Agora negativa do HIV, estou muito feliz, obrigado a Dra. Rain por ajudar minha vida a voltar recém-nascida sem qualquer tipo de crise, que o bom senhor que sirva abençoe você o Dr. Rain e o equipare ao grau mais alto para curar minha vida. Estou tão espantado. Então eu anunciei a todos neste mundo que é HIV positivo, por favor, siga meus conselhos e me curem a tempo, porque todos sabemos que a doença do HIV é um tipo mortal, entre em contato com o Dr. Rain para o seu feitiço de cura do HIV hoje em: (drrainhivhealingcentre @ Gmail.com) Ele estará sempre feliz em ajudá-lo on-line e garantir que você fique curado a tempo, entre em contato com o Dr. Rain hoje para seu feitiço de cura imediatamente, você também pode adicioná-lo no whatsApp +2347068420766 obrigado senhor

valadez.laurabeatriz@gmail.com

Data: 26-01-2017 | De: valadez

Eu sou uma pessoa que oferece empréstimos internacionalmente. Com o capital que será usado para fornecer a curto e longo prazo empréstimos entre os indivíduos de todas as pessoas € 5000-10000000 € severa estão em necessidade real, a taxa de juros é de 3% ao ano concede empréstimos .J ' financeira, Home Loan, empréstimo de Investimento, auto empréstimo, empréstimo pessoal. Estou disponível para atender a meus clientes um máximo de 3 dias de receber seu formulário que demande.si estiver interessado por favor contacte-me: valadez.laurabeatriz@gmail.com

dr_usman.spiritualist@outlook.com

Data: 11-05-2016 | De: vernitta

POR FAVOR, tomar o seu tempo e ler este grande testemunho.

EU SOU VERNITTA de Estados Unidos.


VOCÊ tem que ser sábio e cuidadoso ao ler MAIS testemunho sobre este blog, muitos testemunhos da maioria dos lançador de magias aqui deve ser IGNORED.BECAUSE a maioria deles são SCAM EU QUERO DIZER REAIS SCAM qual eu era uma vítima e I got rasgado de milhares de dólares por causa Eu estava tão ansioso para se meu marido Nobert trás depois que ele deixou-me há mais de 2 anos com meu 3 anos de idade filho JANATHAN, eu apliquei a 7 diferentes lançador de magias AQUI EU reuniu-se em este blog e tudo em vão TODOS ELES PEDEM PARA ENVIAR MESMA COISA SEU NOME SEU EX nome, endereço e o retrato do telefone ETC NÚMERO que fiz uma e outra vez E a maioria deles eram de áfrica do sul, eu estava tão confuso e eu estava sempre doente por causa deste problema e eu estava tão desesperada para ter Nobert BACK TO -me porque eu o amo muito e poderia morrer por ele. EU VI ESTE E-mail on-line sobre DR USMAN KERIM O GRANDE TEMPLO ortográfica, (dr_usman.spiritualist@outlook.com) TEMPLO DE PRETO E BRANCO NA NIGÉRIA, e eu decidi MAIL him.He DISSE-ME QUE TODO O MEU PROBLEMA são mais uma vez que tenho decidiu contactar-lhe ajuda, ele me disse explicar o que aconteceu entre mim e meu MARIDO EX Norbert e eu fiz, eu disse a ele tudo o que aconteceu desde o início. E ele me disse: MEU FILHO que você acabou de me explicou Agora é um pequeno problema SEGURAR COMPARAR a sérios problemas Tenho tratado, eu estava tão chocado e disse-me o que problema poderia ser mais grave do que isso. Ele me disse que eu precisava para fazer o mais rápido possível, mas o que ele disse ser semelhante ao que ouvi no passado, eu estava tendo dúvidas sobre isso por causa da experiência do passado, mas eu decidi tentar já que ele é da Nigéria, HE poderia ser real e diferente. Então lhe dei 50% da minha confiança. Isso foi como eu MAGIA E SONHO PARA ME, depois de dois dias quando a mágica FOI fundido, Nobert piscou-me AT SOBRE 9.PM eu não conseguia dormir naquela noite porque eu realmente amo Norbert E quer ele de volta. POR 7.AM Na manhã seguinte ele DEU-ME OUTRA chamada perdida eu decidi não chamar de volta como eu estava AINDA EM CHOQUE, a cerca de 10.AM naquela manhã ele me ligou e eu peguei ele disse que pode ver após TRABALHO HOJE EU ​​DISSE SIM SO Ele acabou a chamada. Imediatamente eu saía do trabalho que chamou de ME e disse mim foram ao encontro dele, eu ainda estava ON SHOCK, EIS quando eu cheguei lá eu vi Norbert grita com rasgos ALL sobre seus olhos, e disse-me minha mulher, eu sinto muito Por toda a minha errado e eu quero fazer isso para você, eu não sei o que deu em mim. EU TE AMO TANTO. Imediatamente eu huged ele eo beijou QUE eu tenha perdido todos esses anos. ALL Graças a DR..USMAN KERIM. SE VOCÊ É UM HOMEM DE UMA MULHER lendo isso e estiver passando por problemas semelhantes como o meu, não deixam de contatar este grande homem DR.USMAN KERIM Ele realmente é de fato um lançador de magias REAL.


HE especializar-se os problemas abaixo

(1) Se você quiser que o seu ex-costas.
(2) Para cuidar HIV / AID ou doença relacionada
(3) Você quer ser promovido em seu escritório.
(4) Você quer mulheres / homens a correr atrás de você.
(5) Se você quer um filho.
(6) Você é um contratante e você quer ganhar contratos
(7) Você quer amarrar o seu marido / esposa para ser
para sempre teu.
(8) Se você precisar de ajuda espiritualmente.
(9) Como você foi enganado e que pretende recuperar você perdeu dinheiro.
(10) parar de divórcio
(11) Invocando do dinheiro Ritual
(12) ganhar as eleições
E muitos mais..
número de telemóvel ... + 2348057756157
Email ... dr_usman.spiritualist@outlook.com
website ... dr-usmankerimspiritualtemple.yolasite.com

Matemática/Didática da Matemática

Data: 10-05-2012 | De: Marta/João Calafate

Questão editada de modo a se obter uma outra diferente, que poderá melhor transmitir a dúvida de quem a colocou ou simplesmente ser outra:

Noto, juntamente com os meus colegas de profissão, que a maior parte dos alunos do 5º ano têm sérias dificuldades em compreender o conceito de fração, em Matemática. Confundem a noção de fração de uma quantidade com a noção dessa quantidade.
O que poderei fazer para que os alunos ultrapassarem esta dificuldade?
Obrigado!
(professora do 2º ciclo do E.B)

Re:Matemática/Didática da Matemática

Data: 25-06-2012 | De: Augusto Oliveira

Em termos simples, basta saber distinguir entre os nomes e as coisas que os nomes nomeiam. As fracções são nomes, as coisas que elas nomeiam são os números racionais (são coisas ou entidades abstractas, mas são coisas no sentido geral). Acontece que, tal como na vida real, uma mesma coisa (p.e. uma pessoa) pode ter vários nomes (p.e. o NIF, o número do BI, alé do nome propriamente dito). Assim, um número racional pode ter e tem vários (infinitos, até) nomes: as fracções equivalentes que o nomeiam ou representam, as dízimas que o representam, na base 10 ou noutra.

Re:Matemática/Didática da Matemática

Data: 25-10-2012 | De: Dárida Fernandes

Números racionais: dificuldades de aprendizagem

Diferentes investigações documentam a complexidade no processo de aprendizagem e ensino dos números racionais em representação decimal e/ou representação fraccionária. O investigador Brousseau (1997) defende que podem (co)existir vários obstáculos mutuamente contraditórios e que se substituem sucessivamente uns pelos outros, salientando, nesta temática dois tipos de dificuldades: de natureza concetual e de natureza didática. Os primeiros são determinantes e, muitas vezes, têm a ver com o conhecimento a montante dos números inteiros e simultaneamente das propriedades que sustentam o conhecimento dos números racionais, mas que simultaneamente são, muitas vezes, indevidamente ampliadas para este novo conjunto dos números racionais.
Todavia, neste processo o papel e o conhecimento do professor são determinantes para o estudante aprender e compreender esta temática (Alves e Gomes, 2008). Assim, a escolha dos materiais e o tipo de tarefas a utilizar no desenvolvimento deste tópico é fundamental e devem ser criteriosamente seleccionados para que as crianças venham a obter melhores resultados. Para isso os professores devem, antes de mais dominar este conteúdo e possuir uma formação matemática adequada. Num estudo realizado com professores do 1.º Ciclo do ensino básico, Alves e Gomes (2008) concluíram que existem concepções erróneas por parte dos professores, designadamente no conhecimento fundamentado da propriedade de densidade dos números racionais e que “o facto dos professores não dominarem tal conhecimento pode ser impeditivo ou limitativo no desenvolvimento deste conceito por parte dos alunos, podendo eventualmente, de forma directa ou indirecta contribuir para que estes assumam ideias e concepções erradas que poderão perdurar no tempo” (2008, p. 84)
Para além da importância deste saber científico importa que o professor ainda se debruce sobre a dimensão pedagógica e curricular permitindo-lhe propor tarefas repletas de conteúdo relevante, essencial e respeitando a gradualidade da complexidade dos diferentes significados do número racional. Tendo em conta o contexto de exploração importa relembrar a existência de, pelo menos, cinco significados do número racional: parte-todo; operador, quociente, medida e razão. Para além deste complexo sentido do número racional tem ainda de se considerar a caracterização do contexto numérico onde se trabalha ou resolve-se problemas tendo por base uma variável contínua ou uma variável discreta. Todos estes fatores são determinantes na aprendizagem do conceito de número racional, não olvidando componentes endógenas e intrínsecas ao individuo, tais como a capacidade intelectual e maturidade cognitiva, o gosto por resolver problemas, o estímulo social e a motivação para a disciplina, entre outros.
Entretanto, relembre-se aqui o pensamento do matemático israelita Ron Aharoni (2008) docente do ensino superior que ao ter uma experiência significativa no “ensino primário” escreveu um livro para os encarregados de educação: “aritmética para pais” onde escreve que “as fracções há 500 anos eram ensinadas no ensino superior!” (p. 168). “A sua profundidade está a par de muitos tópicos universitários. (…) As fracções são abstractas. Estas envolvem relações entre a parte e as relações são abstractas” (p. 169). Esta afirmação vai ao encontro dos estudos de Cardos e Mamede (2008), ao lado de outros investigadores, que reconhecem como sendo o conceito de fração um dos mais complexos que os alunos aprendem durante o ensino básico. Contudo, estes e outros autores argumentam que “o conceito de fracção só fica completamente adquirido quando o aluno domina as fracções em todas as situações ou interpretações em que estas são utilizadas. (…) existindo situações que facilitam mais a compreensão e a construção desse conceito” (Cardoso e Mamede, 2008, p. 105, 107).
Deve-se reconhecer que o conhecimento do professor, nas diferentes dimensões: concetual, pedagógica e curricular afetam a compreensão do conceito de fração dos estudantes. Todavia as investigações prosseguem no sentido de dar resposta a um rol de questões, designadamente: que tipo de tarefas facilitam a aprendizagem deste conteúdo nos diferentes anos? Que dificuldades apresentam as crianças nas várias situações propostas? Que tipo de competências se desenvolvem? O que pode ser feito para ultrapassar as dificuldades inerentes a esta aprendizagem? Que metodologias de ensino permitem ultrapassá-las?...

Dárida Fernandes
Outubro de 2012

Matemática/Didática da Matemática

Data: 08-05-2012 | De: Marta

Noto, juntamente com os meus colegas de profissão, que a maior parte dos alunos do 5º ano têm sérias dificuldades em compreender o conceito de fração, em Matemática. Confundem fração com a quantidade associada a esta.
O que poderei fazer para que os alunos ultrapassarem esta dificuldade?
Obrigado!
(professora do 2º ciclo do E.B)

Re:Matemática/Didática da Matemática

Data: 10-05-2012 | De: Isabel Serra

Penso que é natural aos 10-11 anos confundir fracção com a quantidade a ela associada. Só a prática poderá ir esclarecendo a natureza de um objeto que contém já uma certa complexidade. O mesmo acontece aliás com outros objetos matemáticos. Será que os alunos não confundem também número inteiro com a sua representação? Penso que os exercícios ajudarão a ultrapassar essa dificuldade, em particular aqueles em que a mesma quantidade é escrita de diferentes formas, seja com diferentes fracções, seja com décimais. Pode-se recorrer também a exemplos da história, como por exemplo as fracções egípcias. Aos poucos os alunos perceberão que a fracção é apenas uma forma de representar uma quantidade.

Representar um número em diferentes bases, ou usar as representações babilónias e egípcias ajudará certamente a ultrapassar a dificuldade da confusão entre quantidade e a sua representação.

Biologia/Microbiologia

Data: 08-05-2012 | De: Joãozinho

Uma célula do nosso corpo é maior do que uma célula de uma bactéria de tamanho médio? Quantas vezes, mais ou menos?

(9º ano, Póvoa de Varzim)

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 09-05-2012 | De: Helena Soares

As bactérias foram dos primeiros seres vivos a aparecer na Terra e portanto as suas células são muito mais simples e mais pequenas que as células humanas. Já as células humanas são mais complexas e variam muito em forma e tamanho - as células da tua pele são diferentes das células do teu coração ou do teu cérebro. Para teres uma ideia as células humanas mais pequenas são 5 a 10 vezes maiores que as bactérias comuns, e as células maiores perfazem até 100 o tamanho das bactérias. No entanto, estamos ainda a falar de células tão pequenas que para as vermos temos que ajudar os nossos olhos com instrumentos que aumentam o tamanho das células, muitas vezes, os microscópios. Só como curiosidade, gostaria de te dizer que as maiores células do corpo humana são as células nervosas que vão da tua coluna até ao teu pé e podem chegar a medir 1 metro de comprimento. E como podes ver são muito maiores (1 milhão de vezes!) que as bactérias comuns.

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 14-05-2012 | De: Alexandrina Ferreira Mendes

As células do nosso corpo não têm todas o mesmo tamanho. Por exemplo, um glóbulo vermelho (ou eritrócito) tem um diâmetro de cerca de 7,5 microm (0,0075 mm), uma célula endotelial (revestem a face interna dos vasos sanguíneos) ~12 microm (0,012 mm), um neurónio pode ter de 40 a 100 microm de diâmetro (0,04-0,1 mm), um macrófago (leucócito cuja principal função é capturar bactérias e outros microorganismos) tem cerca de 21 microm (0,021 mm). Uma bactéria como a Escherichia coli que causa muitas infecções no ser humano, tem cerca de 0,5 microm (0,0005 mm) de diãmetro por 3 microm (0,003 mm) de comprimento. A página http://learn.genetics.utah.edu/content/begin/cells/scale/ vai mostrando o tamanho de um grão de café, um de arroz... até um átomo de carbono, passando por uma célula da pele, um eritrócito, uma bactéria, um cromossoma, um vírus... à medida que se move o cursor. Vale a pena ver!

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 22-05-2012 | De: Carlos Alberto Ribeiro

As células variam muito de tamanho. No entanto, as células bacterianas são dez até cem vezes mais pequenas.

1 metro = 100 cm = 1.000 mm = 1.000.000 µm = 1.000.000.000 nm
1 centímetro (cm) = 1/100 metro = 10 mm
1 milímetro (mm) = 1/1000 metro = 1/10 cm
1 micrómetro (µm) = 1/1,000,000 metro = 1/10,000 cm
1 nanómetro (nm) = 1/1.000.000.000 metro = 1/10.000.000 cm

Para uma melhor compreensão destas grandezas e comparação de tamanho de células com outros seres vivos poderá consultar o documento "imagem científica 02", que se encontra no item "ficheiros" do menu.

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 27-05-2012 | De: Maria do Carmo Barreto

As bactérias têm mais ou menos 0,5 a 5 micra de diâmetro (um “mícron” ou “micrómetro”, plural “micra”, é mil vezes mais pequeno que um milímetro). As nossas células têm um diâmetro pelo menos 10 vezes maior; mas tal como há bactérias mais pequenas e maiores, no nosso corpo passa-se o mesmo: um glóbulo vermelho pode ter 7,5 micra, uma célula da mucosa da boca 60 e um neurónio pode chegar aos 600 micra!

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 06-06-2012 | De: Alexandra Nobre

Todas as respostas anteriores estão óptimas. Mesmo assim proponho uma viagem usando esta fantástica ferramenta: http://htwins.net/scale2/
Acho que fica tudo muito mais claro.

Re:Biologia/Microbiologia

Data: 27-10-2012 | De: Rubim Almeida

Não esquecer que não há muito tempo, foi descoberta uma bactéria - Epulopiscium fischelsoni - no aparelho digestivo de um peixe, que pode alcançar os 500 micrómetros, isto é, o tamanho de um ponto final deste texto.
Boas investigações :)

Biologia/Zoologia

Data: 08-05-2012 | De: Fábio

Qual é a estratégia de caça dos lobos no inverno? Sempre tive esta curiosidade!

Re:Biologia/Zoologia

Data: 09-05-2012 | De: Bruno Pinto

Olá, Fábio. Em primeiro lugar, convém explicar que o lobo existe em muitos países, sendo a população portuguesa estimada entre 200 a 400 animais que vivem sobretudo no norte do país.

Tanto de Inverno como de Verão, o lobo caça em grupo com outros membros da mesma alcateia, tentando manter uma distância segura de presas que possam causar ferimentos. A estratégia de caça é rodear a presa em círculo mantendo essa distância se segurança, ir fechando o círculo e por fim matar a presa. Como existe uma hierarquia entre os lobos da mesma alcateia, primeiro alimentam-se os animais dominantes (os líderes do grupo) e só depois os outros (os que são liderados).

Biologia/Botânica

Data: 08-05-2012 | De: 8º B, nº12

Para as plantas crescerem com saúde necessitam de água, luz, espaço, etc. Por exemplo, nem todas as plantas necessitam da luz solar. Haverá algum fator que seja indispensável em todas as plantas?

(E.B 2,3 Cego do Maio)

Re:Biologia/Botânica

Data: 13-05-2012 | De: Jorge Paiva

Todas as plantas precisam de luz, excepto as que são PARASITAS.

Re:Biologia/Botânica

Data: 27-05-2012 | De: Maria do Carmo Barreto

As plantas são muito variáveis, mas todas precisam de água e praticamente todas precisam também de luz (pode não ser solar) e de dióxido de carbono. Existem algumas plantas que se tornaram parasitas e crescem sobre outras plantas, usando os nutrientes das outras para crescer. Mas a maior parte usa a fotossíntese para fabricar as suas próprias substâncias, e para isso precisam mesmo de luz e dióxido de carbono, para além de alguns sais minerais.

Biologia/Zoologia

Data: 08-05-2012 | De: Catarina Ferreira

Como é a visão dos gatos? A preto e branco ou a cores? E, porque têm tanta facilidade em ver no escuro?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 12-05-2012 | De: Alexandra Nobre

Olá, então cá vai.

De um modo geral, qualquer instrumento/objecto desenhado para uma dada função não constitui a solução ideal para todas as situações que implicam essa mesma função. Por exemplo, uma faca serve para cortar. Mas uma faca de pão não terá grande préstimo como faca de mato ou como faca para barrar um pão com manteiga.
Do mesmo modo, também um olho serve para ver mas a acuidade visual (capacidade de distinguir pormenores) do olho de uma águia é completamente diferente da do olho de um polvo ou do próprio homem. E a capacidade de ver sob condições de baixa informação luminosa das corujas e mochos suplanta, aos pontos, a das aves diurnas.
Não é possível ser excelente em todas as situações daí que a solução passe por encontrar o melhor compromisso forma/função para cada situação particular.

No caso dos gatos, eles sacrificaram a capacidade de ver pormenores e cores pela possibilidade de perceber movimentos rápidos e de ver sob condições pouco iluminadas. Atenção que os gatos conseguem ver cores e nem sequer são daltónicos (por exemplo vêem bem tons de azul e verde mas não vermelho). Não distinguem é uma paleta de cores tão alargada como a nossa nem em tons tão vibrantes.
Quanto à visão nocturna, pois, aí batem-nos aos pontos. De um modo muito simplista, a luz acontece por que existem uns "pacotes" de energia (fotões) que se propagam com um comportamento ondulatório (associado a uma determinada frequência e comprimento de onda). Á noite a quantidade de fotões é muito baixa e daí que não consigamos ver muito bem. Para que possamos ver, o olho tem que absorver fotões que vão estimular a retina. O olho do gato possui um dispositivo especializado (uma membrana denominada "tapetum lucidum") que serve como um espelho reflectindo de novo para a retina, os fotões que não foram captados à primeira (e é por isto que os olhos dos gatos brilham assim no escuro). A retina tem uma segunda hipótese de não deixar escapar fotões e por isso os gatos vêem cerca de 6 vezes melhor do que nós à noite (que é o mesmo que dizer que necessitam de seis vezes menos luz para ver). Em contrapartida, durante o dia, sob luz intensa, os gatos vêem muito pior.

A curiosidade está satisfeita, Catarina?

Física/Viajar no Tempo

Data: 07-05-2012 | De: André Rogério Cruz

Boas a todos,

É verdade que quando conseguirmos construir uma nave ou um foguetão que viaje à velocidade da luz, vamos conseguir viajar no tempo?

Aguardo resposta, obrigado.

(8º Ano, E.B 2,3 Cego do Maio, Póvoa de Varzim)

Re:Viajar no Tempo

Data: 08-05-2012 | De: João Alves

Não é possível andar à velocidade da luz (ou mais rápido).

Re:Re:Viajar no Tempo

Data: 11-12-2014 | De: jorge ganizane

nao em posivr viajar com alta veiocidade com navio ou carro quasi aquilo que tem todos mutor nao da aceleral nouma alta verocidade quato anote e de dia

Re:Física/Viajar no Tempo

Data: 14-05-2012 | De: António Alberto Silva

Segundo o que sabemos hoje, nenhum corpo material pode ser acelerado até viajar com velocidade igual à velocidade da luz no vácuo. Portanto, um foguetão nunca conseguirá fazê-lo. Mas, tanto quanto sei, a possibilidade de viajar no tempo não tem a ver com o facto de andarmos com velocidade grande ou pequena (comparada com a da luz). Essa possibilidade é teórica e tem a ver com o facto de as leis fundamentais da Física (Leis de Newton, Leis da relatividade, Leis da Física Quântica,…) serem reversíveis no tempo. Isto é, segundo essas leis, se um fenómeno existe quando o tempo decorre, se invertermos o sinal do tempo os fenómenos ocorrem como num filme visto da frente para trás. Mas, na prática, os fenómenos não são reversíveis. Se pegarmos num ovo e o deixarmos cair ao chão de modo que ele se parta, bem podemos esperar que os bocadinhos se juntem e o ovo fique inteirinho e suba do chão para a nossa mão… Segundo as leis fundamentais da Física, isso não é impossível: é apenas muitíssimo pouco provável. É esse o estado atual do conhecimento. Mas, embora respeitando o conhecimento científico, a minha opinião é a seguinte: isso é impossível. É uma opinião polémica!

Re:Física/Viajar no Tempo

Data: 20-06-2012 | De: Ana Carla

A maior prova que as viagens no tempo são impossíveis é não sermos visitados por turistas do futuro... :-)

Biologia/Zoologia

Data: 07-05-2012 | De: Bruna Rainha

Como é que a temperatura interfere no desenvolvimento dos animais? Aplica-se aos outros reinos dos seres vivos? Qual é a temperatura mínima e máxima que já foram encontrados organismos a vivos?

Re:Biologia/Zoologia

Data: 07-05-2012 | De: Adelino Canario

Fisicamente falando, a temperatura aumenta a velocidade de colisão das moléculas, e como resultado, a velocidade das reacções. Nos organismos vivos, isto também é verdade dentro de certos limites - desde que a temperatura não provoque alterações negativas na propriedade de algumas moléculas. Por exemplo, as proteínas/enzimas podem ser modificadas por temperaturas demasiado elevadas ou demasiado baixas, deixando de funcionar correctamente.
Assim, dentro de certos limites a temperatura aumenta a velocidade de desenvolvimento dos animais e outros organismos de diferentes Reinos. No caso dos animais "de sangue quente" (mamíferos e aves) a temperatura coporal é constante e a temperatura externa não tem influência (numa certa amplitude).
Podem ser encontrados microorganismos (bactérias), sementes e mesmo alguns animais, como insectos, a temperaturas muito negativas da ordem das -30 a -40 graus abaixo de zero. Também há microorganismos que sobrevivem a mais de 90ºC em fontes hidrotermais.

Astronomia/Astrobiologia/A busca de vida inteligente no cosmos

Data: 06-05-2012 | De: Rui Marques

Será que alguma vez termos resultados do labor do SETI?

Re:Astronomia/Astrobiologia/A busca de vida inteligente no cosmos

Data: 09-05-2012 | De: Bruno Pinto

Olá, Rui. Não sendo astrónomo, mas apenas biólogo, posso responder que o facto de não ter ainda havido sinais de vida inteligente apesar dos esforços feitos pelo SETI é indicativo de que não é fácil encontrar essa vida inteligente. Ou seja, a ausência de resultado também é um resultado! Sobre se alguma vez encontraremos vida inteligente noutros planetas, acho que ninguém sabe. De qualquer forma, se visitares o site do SETI, podes ajudar nessa busca: http://setiathome.berkeley.edu/

Re:Astronomia/Astrobiologia/A busca de vida inteligente no cosmos

Data: 20-05-2012 | De: Nuno Peixinho

É possível mas é extremamente improvável. Hoje já poucos acreditam que seja um esforço que valha a pena. Note que não estamos apenas a assumir que existe vida inteligente, mas estamos a pressupor que também inventou formas de comunicar via ondas rádio e com potência suficiente para serem detectadas aqui na Terra. Claro que era uma ideia que tinha de ser tentada, mas após tantos anos a tentar sem resultados é natural que se questione o esforço. Na verdade, hoje o SETI não faz apenas procura de vida inteligente no Universo, mas dedica-se também à investigação científica em Astronomia. Um bom exemplo é o estudo dos pequenos corpos que podem colidir com a Terra utilizando o seu poderoso radar em Arecibo, Porto Rico. Mas, quem sabe, um dia poderemos mesmo detectar um sinal vindo de outro planeta.

Biologia/Botânica/Ecologia/Pragas

Data: 06-05-2012 | De: Rui Marques

Será que plantas que conhecemos bem, e tidas como benéficas, se podem tornar uma praga?

Re:Biologia/Botânica/Ecologia/Pragas

Data: 07-05-2012 | De: Adelino Canario

As plantas que se consideram pragas, são plantas que foram colocadas (muitas vezes sem ser de propósito) num habitat que não é o seu de origem (onde evoluiram) e, por não terem obstáculos (por exemplo, quem as coma ou infecte), se propagam prejudicando as que normalmente crescem nesse habitat. Assim, a resposta pode ser sim nalguns casos. Pode ser uma planta com propriedades úteis para os humanos, mas que é negativa para o ecossistema em que foi introduzida. Por exemplo, o eucalipto é um problema em Portugal mas das suas folhas pode-se extrair um desinfectante e antiséptico.

Biologia/Zoologia

Data: 06-05-2012 | De: Ana Filipa

Os touros vêem a preto e branco ou como os humanos? É verdade que eles não gostam da cor vermelha, eles conseguem vê-la?

(Escola Cego do Maio)

Re:Biologia/Zoologia

Data: 06-05-2012 | De: João Alves

"Os touros são daltônicos, não têm qualquer sensibilidade às cores. Antigamente pensava-se que o vermelho atraía os touros. É por essa razão que os toureiros usam capa vermelha. Atualmente os toureiros só usam a capa vermelha como símbolo. O que na realidade irrita os touros, são os movimentos das capas à sua frente e não a cor dessas mesmas capas."

Re:Biologia/Zoologia

Data: 20-05-2012 | De: Carlos Alberto Ribeiro

Os touros não vêem as cores como os humanos. A visão tricromática das cores é uma propriedade da maioria dos primatas. Na nossa retina existem, além dos bastonetes que permitem a visão nocturna, os cones. Na espécie humana os cones são de três tipos diferentes e absorvem os comprimentos de onda correspondentes ao azul, verde e vermelho do espectro da radiação luminosa. A luz branca do Sol ou das lâmpadas, por exemplo, é composta por sete frequências diferentes, as sete cores do arco-íris.

Os ungulados, ou sejam, os bovinos, só possuem dicromia e não vêem o mundo como nós. Os touros só têm dois tipos de cones. Ou seja, o touro não reage à cor da capa vermelha. Esta pode ser branca, preta, vermelha ou de qualquer outra cor. O touro investe porque reage à presença humana que o incomoda porque ele não está habituado aos homens a pé. Por conseguinte, o touro reage à figura humana que o está a atiçar e ao movimento da capa. Repara que as capas nem sempre são vermelhas. Podem ser rosa, laranja ou amarela. A cor vermelha é a do matador e tem simbolismo psicológico para os humanos que estão a assistir. A capa está dirigida às emoções humanas e não ao gosto do animal. É um artifício psicológico de manipulação da multidão que quer ver sangue… logo, a capa vermelha está a combinar com a cor vermelha do sangue. A cor vermelha serve para atiçar as emoções humanas da assistência e não mexe com os humores do touro.

Finalmente, informo que os touros não podem ver no espectro luminoso a radiação verde. Os touros são cegos para este comprimento de onda. O seu mundo é colorido mas não como o mundo humano. Em alguns casos de daltonismo humano, existem pessoas que têm uma visão semelhante aos ungulados (gado, vacas, touros, etc) porque também não possuem tricromia. O mundo visial dos touros é do tipo vermelho-azul e a mistura entre estas cores. Por isso, o seu mundo colorido é muito diferente do nosso. Sem o verde existem muitas cores e tonalidades que os ungulados não conseguem ver.

Biologia/Botânica

Data: 04-05-2012 | De: Zé Vieira

Quanto tempo pode sobreviver uma planta sem água? Qual a razão de umas plantas aguentarem mais tempo do que outras sem água?

(Escola Cego do Maio, 8º ano)

Re:Biologia/Botânica

Data: 13-05-2012 | De: Jorge Paiva

Nenhum ser vivo sobrevive sem água. Muitas plantas aguentam muito tempo sem chuva (estepes desérticas), mas obtêm água do subsolo. As sementes é que têm uma cobertura (testa da semente) que as protege da perda da água celular. Algumas sementes têm testas mais impermeáveis (plantas anuais) para aguentarem mais tempo. Assim, aguentam anos seguidos sem chuva. Quando chove germinam logo. Na ilha do Sal (Cabo Verde), esteve sem chover 11 anos (não se via uma erva). Logo que choveu, passado uma semana estava toda verde. As sementes estiveram 11 anos à espera da água. Já se fez germinar sementes de trigo 1.000 anos depois. A da beterraba aguenta 10.000 anos. Umas plantas aguentam épocas de secura mais do que outras, porque têm adaptações para isso. Por exemplo, os cactos têm um tecido (parênquima) cujas células preservam água em grande quantidade (hidrênquima), outras exsudam produtos aromáticos (plantas aromáticas) para saturar o ar e não evaporarem tanta água. É por isso que as plantas aromáticas predominam em sítios secos ou com pouca chuva. Por isso é que a comida alentejana usa muitas plantas aromáticas (ex. coentros, poejos), pois há muitas no Alentejo.

Re:Biologia/Botânica

Data: 27-05-2012 | De: Maria do Carmo Barreto

O tempo que uma planta aguenta sem água depende da planta, da humidade do ar que as rodeia e da temperatura ambiente. Tal como nós transpiramos, as plantas também perdem água por uns orifícios chamados estomas. As plantas dos sítios mais frescos e húmidos têm em geral as folhas mais finas, porque não há problema de perderem muita água. As plantas que aguentam muito tempo sem água têm várias estratégias: (1) muitas vezes as folhas são cobertas por uma espécie de cera que não deixa passar a água com facilidade (essas folhas são mais duras e brilhantes, por exemplo as dos cactos). (2) outro “truque” é manter os estomas fechados durante o dia, quando está mais calor e portanto poderiam perder mais água, e abri-los de noite, quando o ar é mais fresco; mas como é preciso os estomas abertos para captar dióxido de carbono do a