Re:Física/Tecnologia

Data: 20-05-2013 | De: José Gonçalves

O PET é uma tecnologia nuclear que cria imagens tridimensionais de determinados processos do organismo humano.
Os positrões não são inseridos no organismo, eles são produzidos no decaimento das moléculas de fluorodeoxiglucose (FDG), um açúcar cujo período de vida é de ~1 hora.
Este radioisótopo vai originar um eletrão e um positrão. Este positrão interage com a matéria do tecido orgânico onde se encontra, viajando menos de um milímetro. Essa interação ocorre pela perda de energia cinética do positrão até que interage com um eletrão da matéria circundante, ocorrendo a aniquilação deste par e libertando um par de fotões (movendo-se aproximadamente em direções opostas) com uma energia de 511 keV (~8 x10^-14 J), que pode ser captada pelo detector em forma de anel.

Novo comentário